História Meu técnico do sono - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Comedia, Fantasia, Romance, Sonho, Suga
Visualizações 25
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei um pouquinho, mas estou aqui KKK vida de estudante é um inferno, provas são chatas kkkk

Capítulo 4 - Crianças são legais


Era onze e cinquenta quando o carro do Tae parou perto de uma praça que eu não sabia de sua existência, tive pequenos problemas para achar uma roupa adequada para este momento, opitei por vestir novamente outro vestido, dessa vez ele era preto, mangas curtas e soltinho, fiquei com o mesmo tênis branco, deixei os cabelos soltos e não passei batom.

Tae estacionou o carro e andamos até um restaurante, que parecia aconchegante, de relance pude perceber que a praça era linda, adoraria vir aqui alguma vez para dar um passeio mais tranquilo.

Assim que entramos no restaurante, escutamos a risada de Jungkook, imediatamente olhamos em sua direção, os dois irmãos pareciam conversar sobre algo bem engraçado e agradável, fiquei até com receio de atrapalhar. Olhei para Tae, ele olhava para o Jungkook de jeito único, agradeci mentalmente por Yoongi está aqui e eu não ter que segurar vela sozinha.

Nos aproximamos da mesa dos dois, Yoongi foi o primeiro a nos ver e sorriu, já que ele estava de frente, Jungkook olhou para trás e sorriu assim como o irmão.

— Estamos atrasados? — Perguntei assim que chegamos perto o bastante, Tae passou o caminho inteiro dizendo que eu estava atrasando o almoço.

— Não estão, chegamos quase agora também. — Respondeu Jungkook.

— Ah, que bom, olha só, não estamos atrasados! — Exclamei olhando para Tae.

— Sentem! — Yoongi indicou as cadeiras. Sentei ao seu lado, já que Tae sentou ao lado de Jungkook.

— Não pedimos, ainda estávamos esperando por vocês. — Jungkook falou um pouco baixo, seus olhos se mantinham em Tae.

— Vamos pedir então, devem está com fome. — Disse Tae, suas bochechas estavam levemente coradas. — O que vai querer, Ellie?

— Hã... — Olhei para o cardápio, mas não tinha nada de especial que eu queria. — Sei lá, o que você pedir. — Fechei o cardápio e me encostei na cadeira. O garçom veio instantes depois, pegou nosso pedido, ele era bem bonito na verdade, o mesmo sorriu e fez uma pequena reverência.

— Cantando o garçom, Ellie. — Falou Tae em tom de brincadeira.

— Eu não fiz nada. — Falei meia sem jeito, eu não havia feito nada, o cara só sorriu, o sorriso foi inocente? óbvio que foi, mas Tae gosta de tirar uma com minha cara. Olhei nervosa para Yoongi, ele mantinha uma expressão diferente no olhar. O que agora? Conheci o cara hoje, affs. — Não me enche, Tae. Namora quieto aí! — Ele arregalou os olhos e olhou para Jungkook, que estava sorrindo.

— A forma como você deixa o Tae com vergonha é única, tenho que aprender. — Disse Jungkook.

— Aprenda, é só assim que você faz ele calar a boca.

— Fica quieta, garota! — Disse Tae, e rimos da cara corada dele.

— Vocês se conhecem a quanto tempo? — Yoongi pergunta depois de alguns minutos.

— Somos amigos de infância, nos conhecemos no fundamental.

— Vocês devem ser muito próximos... — Sussurrou. O garçom apareceu com nossos pedidos.

— Obrigada! — Agradeci, ele sorriu novamente e saiu. Viu? Nada demais, o garoto foi apenas gentil. Tae riu novamente de mim, e eu apenas suspirei para não matá-lo.

Durante o almoço, Tae e Jungkook ficaram conversando baixinho e trocando sorrisos, claro que eles as vezes, só as vezes, os dois falavam comigo e com Yoongi. O bom de ser extrovertida, é que não fiquei calada sequer um minuto, já que parecia que Yoongi não falava muito.

Durante nossa conversa, fiquei sabendo que Yoongi e Jungkook moram juntos, mas que Jungkook quer morar sozinho, assim como Yoongi. Yoongi alegou que Jungkook gostava de levar seu namorado para casa, então ele sempre tinha que sair. Os pais moram em outra cidade que eu particularmente não consegui lembrar do nome.

Nós dois rimos muito, me senti mais próxima dele, pelo menos acho que somos amigos agora.

Talvez as consultas não sejam chatas como as outras eram.

— Não conhece essa praça? — Yoongi pergunta apontando para o lado de fora da janela.

— Não, não sabia que ela existia.

— Sério? É a mais famosa, e bem bonita também, todos a conhecem.

— Bom, nem todos. — Sorri.

— Não sai muito?

— Não muito... — Saio geralmente mais aos shoppings centers, praças são lindas, mas são para irem com alguém e apreciar a beleza juntos.

— Quer dar uma volta por lá? — Ele olhou para o casal a nossa frente. — Parece que nos tornando velas oficiais. Melhor passear um pouquinho, o que acha? É bom que conhece mais um pouco daqui.

— Adoraria. — Sorri.

— Cansamos de ser vela, vamos andar um pouco, seja um bom irmãozinho e pague a conta. — Yoongi disse e levantei o acompanhando até fora do restaurante.

Andamos lado a lado, apenas apreciando um pouco da beleza que aquele lugar proporcionava.

Me assustei ao ver duas menininhas vindo em nossa direção brincando.

— Unnie, ela quer me pegar! — Uma gritava sorrindo muito, agarrou na minha cintura enquanto a outra tentava pegar ela. Comecei a rir também, olhei para frente e Yoongi observava com seu típico sorriso gengival.

— Vai derrubar ela! — Gritou a outra e as duas saíram correndo.

— Gente, o que foi isso? Crianças são legais. — Falei rindo.

— Você fica linda sorrindo. — Yoongi falou, arregalei os olhos e fiquei sem ação, era meio difícil eu receber um elogio tão espontâneo desse jeito.

— Obrigada... — Sorri timidamente. Continuamos em silêncio, mas não era tão desagradável como era com o meu ex, sempre parecia que ele pensava em outra pessoa, ele ficava meio aéreo.

— Ah, tome cuidado! — Escutei Yoongi exclamar, olhei para frente e um rapaz de biscicleta tentava frear mais não conseguia, por um minuto não sabia o que fazer, porém senti meu braço ser puxado, e me choquei contra Yoongi.

— Olha por onde anda! — Escutei ao longe o cara da biscicleta gritar.

Olhei para cima, a expressão de Yoongi era indecifrável, eu estava assustada óbvio, eu quase iria sendo atropelada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...