1. Spirit Fanfics >
  2. Meu tigrinho ciumento - Taegi >
  3. Sugar Daddy

História Meu tigrinho ciumento - Taegi - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura! ❤️

Capítulo 2 - Sugar Daddy



- Hoseok... - Disse quando o mesmo estacionou na frente da minha casa - Vem cá, cheira o meu pescoço aqui - Puxei o mesmo.

- Pra que isso? - Cheirou o meu pescoço - Tá cheiroso... - Cheirou de novo - Nossa é muito bom! Quero esse perfume.

- Sai, sai - Empurrei o mesmo - Tá muito forte? 

- Não. - Cruzou os braços - Será que você é um ômega mesmo? 

- Pelo amor de Deus! Não, não! Vou liga pra minha omma - Peguei meu celular.

- Tá doido? Liga pra ela não - Pegou meu celular.

- Eu vou sim e ela já sabe que sou doido! - Peguei meu celular de volta e dei um tapa no braço do mesmo.

- É, eu sei - Me olhou - Mas ela vai me acha doido! - Resmungou.

- Hoseok, você sendo meu amigo, já é considerado doido! - Procurei o número da minha omma.

- Mimimi. - Ficou de braços cruzados.

"- Eu sabia que você ia me ligar!"

- Nossa, omma... 

"- O que você fez, Min Yoongi?!"

- Porque vocês ficam perguntando o que que eu fiz, sendo que eu podia muito bem tá ligando porque eu posso estar morrendo - Fiz meu drama.

"- Não começa não"

- Eu começo sim! 

"- Eu vou te bloquear"

- A senhora não faria isso com seu filho favorito...

"- Quem te disse que você é o meu filho favorito?"

- Eu disse. - Resmunguei - Ta, eu não liguei para fala merda

"- Sei"

- Omma, eu sou um ômega?

"- Que merda é essa, Yoongi?"

- Tá bom, era só isso mesmo, tchau. - Desliguei.


Podem esperar, a senhora Min vai me mata quando eu aparecer lá na casa dela.


- Percebi pra quem você puxou - Começou a rir.

- Shh - Bati no Hoseok - Viu? Eu não sou um ômega - Sorri.

- Tá, então porque o cara falou que você era? 

- Pergunta dele. - Peguei minha bolsa que estava no banco de trás do carro.

- Eu diria pra você se foder, mais você já tá fudido - Riu da minha desgraça - Cuidado, o tigrinho pode te come de madrugada... Come no sentido de foder mesmo - Tentou me explicar.

- Eu entendi, Hoseok - Revirei os olhos.


[...]


Quem disse que eu tava com medo? Eu só tava com uma frigideira andando pela minha casa, nada demais.


- Que coisa! Nunca tenho paz, sempre acontece alguma merda - Me sentei no sofá e deixei a frigideira na mesinha. - Onde eu botei o meu celular?

Me levantei e fui até a cozinha, mas o meu celular não tava lá.


- Deus, proteja o teu filho, ele não tá preparado pra ir ai não - Fui andando de mansinho até o meu quarto e abri a porta - Ufa - Sorri quando não tinha nada no meu quarto.

Fui até a minha cama e peguei meu celular.


- Você é bem distraído, me deixou trancado aqui dentro - Ouvi uma voz atrás de mim e com isso cai da cama. - Deveria toma mais cuidado.

- Sai da minha casa! Vou chama a polícia - Me levantei do chão com um travesseiro na mão, uma coisa bem inútil.

- Porque você tá com medo? - Falou me olhando.

- Porque talvez tem um louco dentro da minha casa? Olha, eu posso te dá um chute de novo no seu amiguinho e dessa vez, eu meto um chute forte hein - Me afastei.

- Vai com calma, ômega - Fechou a porta. - Você é bem estressadinho para um ômega.

- Eu não sou um ômega! - Tô ficando estressado com esse doido.

- É sim - Voltou a me olhar estranho.

- Não sou não.

Vi o híbrido se sentando na minha cama.


- Você tem camisinha? - Perguntou como se fosse alguma coisa normal.

- Que porra de pergunta é essa?! - Gritei com raiva.

- Quer ter filhos? 

- Você não vai ter filhos se eu te chuta, seu louco! Sai da minha casa! - Joguei um travesseiro no mesmo.

- Não. 

- Vou liga pro meu namorado, pera aí - Peguei meu celular.


Não, eu não tenho namorado. Eu apenas falei pro híbrido fica com medo ou algo do tipo, mas parece que não deu certo.


- Você não vai liga pra ninguém - Nem vi o que o mesmo fez, só sei que escutei o barulho do meu celular quebrando.

- Agora que eu te chuto mesmo, vem cá - Me aproximei do mais alto.

- Pare de ser agressivo, ômega! - Me segurou.

- Me solta! Eu vou grita 

- Você sabe que não mora ninguém por aqui, né? - Disse me apertando.

- Infelizmente eu sei 

- Que bom.

- Bom o caralho! Me solta - Tentei me solta, mas o mesmo me segurou mais forte ainda.

- Não.

- Eu não gostei de você

- Eu gostei de você - Sorriu.

- Já que não vai me solta, quer me conta esses bagulhos de alfa e ômega? Eu sinceramente não sei que merda é essa - Cruzei os braços.

- Você é estranho, ômega... 

- Vai me conta ou não? - Disse já me estressando.


[...]


- Eu tô traumatizado - Comentei depois que o híbrido me contou tudo, tudo mesmo! 

- Eu pensei que você sabia dessas histórias... Sua omma nunca te contou? Ômega, você é da onde? - Disse me soltando e me olhando sério.

- Eu sou daqui e não sou um ômega! 

- Você é um ômega!

- Eu não sou! - Bati o pé no chão - Você tá me estressando.

- Acho que seu cio está te deixando assim - Deu uma risada.

- Não fala de cio! Fiquei traumatizado 

- Mais você está no cio, ômega - Se sentou na beira da minha cama.

- Eu sei que tenho um fogo no cu, mais não é cio! 

- É sim.

- Não é não - Me afastei. - Agora sai da minha casa - Apontei meu dedo pra porta.

- Não vou - Se deitou na minha cama - Algum outro alfa pode vim aqui e eu não quero isso.

- Tem outros igual a você? Nossa, eu vou embora - Vou em direção ao meu guarda roupa.

- Vai não. - Se levantou rápido e logo sua calda segurou minha cintura - É perigoso e você tá no cio.

- Caralho, se eu tivesse no cio, eu já teria ficado de quatro pra você - Tentei me afastar, mais tava difícil.

- Então porque não fica? - Disse em meu ouvido e eu não vou mentir, que voz gostosa! Deu até vontade de realmente fica de quatro pra ele, mas quero paga de passivo difícil.

- Não quero. - Cruzei os braços.

- Você é bem difícil - Me puxou pra minha cama e logo fiquei em seu colo.

- Tu não tem casa não? - Tentei novamente me afastar, mais o mesmo apertou minha cintura.

- Tenho, mas não tem nada de interessante para fazer lá. - Começou a fazer carinho no meu cabelo. - Qual é o seu nome, ômega?

- Yoongi e eu não sou ômega!

- Não tem sobrenome? - Disse ignorando a minha última fala.

- Min

- Min Yoongi - Sorriu - Meu nome é Kim Taehyung.

- Nome de rico... Você é rico? - Olhei ele.

- Digamos que sou. 

- Hum... você realmente não vai embora, né? - Tentei me solta do mesmo novamente.

- Não - Segurou firme a minha cintura - Pare de tenta se solta.


[...]


- YOONGI! - Acordei assutado e logo botei a mão no peito. - Finalmente!

- Então... O tigre... Eu tava sonhando?! - Me levantei da cama com tudo.

- Eh... Não? - Hoseok foi em direção ao meu banheiro - Realmente tem tigrinho atrás de você... Na verdade, um tigrão né - Deu uma risada.

- Eu vou morre - Me deitei novamente na cama.

- Vai nada - Saiu do banheiro. 

- Hoseok! Tem um híbrido de tigre no meu pé e você fica aí numa boa?! 

- Tu deu uma puta sorte! Eu vi ele saindo da sua casa e pensa num homem gostoso! Pare de reclamar, ele só gostou de você e tá demonstrando isso de um jeito diferente... Agora levanta! - Me puxou.

- Bota diferente nisso - Fui em direção ao banheiro.

[...]


- Ele deixou uma cartinha e dinheiro, falando pra você comprar um novo celular - Hoseok disse lendo a carta - Nossa, você tem sorte mesmo! Ganhou um Sugar Daddy e ele é todo fofo, como você tem medo dele? 

- Sério?! - Peguei a carta e comecei a ler.

"Eu precisei ir para a minha casa, mas voltarei depois. Deixarei dinheiro para você comprar um novo celular, já que eu quebrei ontem o seu... Peço desculpas e não sai muito de casa, não quero que aconteça nada com você."

- Caralho, Yoongi! Isso aqui da pra comprar dois carro! Onde você achou ele? Vou ali na floresta rapidinho...

- Você não vai encontrar nada - Bebi um pouco do meu café. - Taehyung me disse que quem mora por aqui é só ele, os outros moram mais afastados. 

- Aish - Cruzou os braços. 

- Vamos logo pra faculdade - Me levantei da cadeira perto da bancada e fui andando em direção ao meu quarto.

- Vamos... Yoongi, você não pode perguntar do seu Sugar Daddy se ele tem irmãos? - Disse atrás de mim.

- Vou pensar no seu caso. - Peguei minha bolsa. 

- Pensar o caralho! Você vai pergunta sim dele - Me puxou pra fora do quarto. - Leva o dinheiro, na volta a gente comprar o seu celular.

- Tá bom - Peguei o dinheiro e fui novamente pro meu quarto - Vou guarda aqui - Guardei numa caixinha no meu guarda roupa e peguei a metade. - Nossa, dá pra comprar um iPhone. 

- Quer comprar um pra mim não? 

- Eu não.


[...]


- Você tá estranho - Falei me sentando ao lado do Hoseok. 

- Como assim? Eu tô normal - Começou a tomar seu suco.

- Você não falou do Jungkook hoje, isso é estranho - Dei um sorrisinho.

- Aish... Ele é um filho da puta e você tava certo! Gostou?

- Eu sempre estou certo.

- Que mentira!

- Apenas a verdade - Sorri provocativo e o mesmo me deu o dedo do meio. - o que ele te fez?  - Hoseok me olhou sem entender nada. - O Jungkook caralho! O que que ele te fez?! 

- Ah... Quando você tava lá com tigrão, o Jungkook veio conversar comigo e percebi que ele é um filho da puta! Acredita que ele me chamou pra sai e depois me falou que não podia mais porque ia sair com outra?! - Bateu na mesa irritado.

- Eu vou ali no banheiro, já volto - Me levantei.

- Você não vai brigar com ninguém, senta aqui - Me puxou pra senta ao seu lado novamente. - Deixa ele se foder sozinho.


- Homens - Revirei os olhos.

- Você sabe que somos homens também né?

- Shh


[...]








Notas Finais


📌Desculpe os erros ortográficos!

Eu tô gostando de escrever essa fanfic hahaha
Taehyung Sugar Daddy 🛐🛐🤰

Gostaram do capítulo??

Beijos da Seoniee! ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...