História Meu ursinho de pelúcia Ong SeongWoo - Capítulo 3


Escrita por: e polyloli

Postado
Categorias Wanna One
Personagens Kang Daniel, Seongwoo
Tags Fluffy, Ongniel, Yaoi
Visualizações 68
Palavras 520
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🐻

Capítulo 3 - Felicidade -


Fanfic / Fanfiction Meu ursinho de pelúcia Ong SeongWoo - Capítulo 3 - Felicidade -


Acordo com o sol na minha cara, abrindo os olhos lentamente pela claridade infernal, encaro o teto branco e logo sinto uma pontada em minha cabeça seguida de dor, muito dor


- Quer dizer que a ressaca decidiu me dar bom dia?! - sussura colocando minhas mãos em minha cabeça, como se isso fosse amenizar a dor. 


Me sento em minha cama me espreguiçando ainda meio grogue e nisso acabo percebendo que tinha mais alguém na minha cama, percorro meu olhar lentamente pelo corpo desnudo sem acreditar, e quando visualizo o rosto da pessoa, tombo pra trás com o susto e caio da cama, fazendo assim o ser que estava até então dormindo, acordar


- Não, não!, não pode ser! - Meus olhos já arregalados, e os deles também, assim como na noite anterior, parecíamos mais estátuas uma encarando a outra com a mesma expressão, minha mente tava uma completa confusão, até tinha esquecido da ressaca 


- Por favor não fique com raiva de mim! - E assim como ontem, também pude ver seus olhos formarem lágrimas 


Eu até tentei formular uma palavra, mas eu só consegui ficar calado, enquanto via uma lágrima solitária escorrer e fazer caminho por suas pintas 


-...Por que..você está chorando? - pergunto tentando me acalmar, mesmo com tantas perguntas em minha cabeça 


- Por que eu estou triste. - ouço sua voz, em um tom bem mais baixo que o meu 


- Por que? - me levanto lentamente e me sento na beirada da cama, mantendo certa distância e me dando conta de que estava nu e rápidamente me cubro com o lençol da cama 


- Por que você não gosta de mim. - fico mais confuso e vejo ele abaixar o olhar, e estranhamente sinto uma grande vontade de abraçar ele 


- E...o que você é? - vejo o olhar dele voltar a me fitar 


- Seu ursinho, Ong. - sinto um pouco de animação em sua voz e seus olhos ficam mais brilhantes 


- Entendi...- Não, eu não entendi. - mas, como...como você vira..humano? 


- Quando eu fico feliz. -E logo após isso, vejo um belo sorriso surgir em seu rosto, me fazendo aos poucos, mudar a expressão de confusão 


- E o que te deixa feliz? 


- Você. 


Fico um tempo sem perguntar mais nada, apenas encarando o garoto sorridente logo a minha frente 


- E porque você, nunca virou humano antes? - me aproximo mais um pouco dele, um pouco. 


- Desde quando você me ganhou, você sempre me deixava naquele lugar. - ele apontou para o meu guarda roupa - e eu nunca pude sentir felicidade - vejo ele abaixar o olhar e depois voltar a me fitar - mas ontem, quando você me tirou de lá, eu finalmente pude saber o que é felicidade! - ele sorriu e me abraçou, e novamente fiquei sem reação. - Obrigado! 


Depois de certo tempo naquele abraço, decido retribuir, e no mesmo momento, sem nenhuma explicação sinto uma sensação confortável, mas logo afasto ele lentamente de mim, vendo lágrimas em seu rosto 


E antes mesmo que eu perguntasse o porque do choro




- Eu estou feliz! 



Notas Finais


Um ursinho desses bisho...
Qual osminitruques nós faz pra ter um ursinho assim? de preferência Ong SeongWoo.

...partiu tio google

RAA



🌞 - Obrigado
🐦 - Por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...