História Meu verdadeiro alfa - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Aboalfa, Beta E Ômega), Romance
Visualizações 34
Palavras 1.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero de gostem!!! 。◕‿◕。❤

Capítulo 3 - Morar com ele.


Fanfic / Fanfiction Meu verdadeiro alfa - Capítulo 3 - Morar com ele.

Lizzie

 

Após o grito, o lobo saiu de cima de mim , e encarou em direção ao baile, e antes que eu me voltasse para o lobo ele já havia saído correndo, então um pouco assustada fui correndo em direção o baile, ao chegar lá havia uma mulher ao chão, com sangue escorrendo, ela parecia....morta. Havia guardas em volta dela e na entrada estava cheio de gente com olhares perplexos.

Quando olhei, Ethan, se virou para mim e depois pra floresta, como se sem entender, deveria se perguntar oq eu estava fazendo lá.

Meus pais me procuravam aflitos, quando me acharam, minha mãe veio correndo em minha direção.

-Onde você estava?!

-.........- Não sabia oq responder, se falasse na floresta iriam surtar, se falasse  dentro do baile estaria mentindo.

Logo atrás estava Dereck(O alfa do norte), encarando sem nenhum sorriso. Sério.

Foi quando vi Richard vir em nossa direção.

-Veiam não fiquem aqui fora.- Ele disse ME puxando, ignorando meus pais. Como se de algum medo ele se importasse comigo, “sendo que nem o filho dele demonstrou isso”.

Então meus pais foram atrás comigo, ele nos levara pra uma sala chique que tinha uma parede de vidro q dava pro salão , meu pai perguntou a ele oq tinha acontecido, mas ele apenas respondeu.

-Depois nós conversamos.- Então foi em direção ao vidro.

De onde eu estava dava pra ver pessoas entrando preocupadas, o pai de Ethan parecia tenso, acho que ele deve estar pensando oq dizer a todos, o baile foi ideia dele ,e  á uma pessoa morta na entrada.

Ouvi passos na entrada da sala, Ethan entrou seguido de uma garota, que eu admito ser bonita, e algumas pessoas entraram junto. Ele parou ao meu lado esquerdo e meus pais no meu lado direito,

-Senhor não encontramos nenhum vestígio de lobos nem de pessoas ao redor a não ser aqui dentro.- Falou um dos homens.

-Não é possível, como ninguém viu nada?!.- O olhar de Ethan se direcionou para mim, semicerrando os olhos, por um momento puder ver seus olhos azuis claros, que me deu cala frios, então desviei do olhar dele, um ato de uma presa perante um predador, ele obviamente suspeitava de mim.

A garota ao lado dele, reparou em nossos olhares, senti como se ela fosse me pergunta se eu sabia de alguma coisa quando.....

-Ora, ora, ora......- Dereck Berryann (Alfa da alcateia do norte) abriu a porta com uma força, como se não fosse nada.- Um incidente assustador em? Será  que os lobos rebeldes mataram uma pessoa para assustar vcs?

Dereck  fitou os olhos em Richard, passando lentamente para cada um de nós, para meu azar quando ele passou por mim ele parou, e me lançou um daqueles sorrisos.

-Oque você está fazendo aqui?! Você não tem permissão para subir aqui!- O pai de Richard estava furioso.

-Então essa é sua parceira Ethan?- Ele disse ignorando Richard,  se aproximando de mim.

Fiquei sem reação, quando faltava 2 passos de se aproximar de mim, Ethan soltou um grunhido, se inclinando para minha frente. Poderia jurar que vi os olhos de Ethan brilharem.

-Calma. –Ele lançou um sorriso malicioso para Ethan, que ficou mais tenso, encarando Dereck com uma cara ruim.

- E onde vc estava Dereck?- Lançou a garota ao lado de Ethan.

-Eu?- Ele riu amargamente.- Estava no baile com as lobas de minha alcatéia.- Ele ficou encarando a garota.

-Já chega se  veio aqui incomodar,saia.- Richard disse com total desprezo.

Ele soltou um riso baixo.- Tudo bem, tenho que resolver assuntos importantes, nos vemos por ai garota.-  Disse ele me encarando , e saindo em seguida.

Perdão isso foi comigo? Euzinha aqui?. Se eu bem entendi esse cara é problema.

-Em fim senhor, se nos dar a licença iremos revistar entorno do local.- Vi os homens saindo.

-Lizzie fica com você na mansão. –Disse ele a Ethan. Quase pulei de nervoso.

-Ela pode voltar para casa com a gente não precisa se incomodar.- Disse minha mãe, tentando ficar comigo.

-Tudo Bem Ágatha, sua filha de qualquer jeito vai morar com o parceiro não? E lá vai estar mais segura.

Não queria aquilo, pelo menos não agora, olhei para Ethan que me encarou com a cara séria, e desviou o olhar, sério isso?! Não trocamos nem 2 palavras , e tudo que e ele me mostra que é ignorante e mal educado! Olhei o meu pai em súplica mas ele apenas ficou me encarando, como se sentisse pena de mim, queria gritar com ele.

-Tudo bem, vá, os 2 não precisam se preocupar já preparamos tudo para você garota.

Fomos até a entrada, tive que me despedir de minha mãe, segurei muito para não chorar, já meu pai me abraçou, eu nem queria olhar pra ele, como ele podia deixar isso sem falar nada? Quando me virei, Ethan estava no carro com a garota escorada na porta da frente.

A garota cochichou  algo a Ethan, que retruco e fechou a cara. Então ela veio até mim.

-Prazer sou Míria.- Fiquei aliviada que pelo menos ela tinha educação e bom senso.

-Sou Lizzie.- Lancei um sorriso doce.

Entramos no carro Míria foi na frente, sentei atrás de seu banco, me lembro de olhar para a floresta perto da saída, e juro ter visto o mesmo lobo de antes, só que bem atrás dele parecia haver mais uma figura de um lobo, maior, com os olhos brilhando, não sei... poderia estar vendo coisas.

As vezes olhava para parte da frente do carro sentia o olhar de Ethan pelo retrovisor do meio e retornava, o caminho todo foi silencioso, fiquei pensando encostada na janela, será que eles pegariam aquele lobo? Quem teria atacado a garota? No meio dos pensamentos lembrei da garota caída com sangue a sua volta, senti calafrios.

Estava nervosa, ansiosa, pois iria viver com um cara que só me olha com cara feia, e estava rezando por dentro para que pelo menos Míria vivesse lá também.

Acabei cochilando, quando acordei com Míria me acordando, quando desci do carro como se estivesse morta percebi que estávamos em um aeroporto.

Bati em minha cabeça, é claro que ele não moraria em um território de outra alcateia, provavelmente moraria ao lado oeste de NewYork, ou como meus pais em cidades grandes próximas a divisão das alcateias.

-Vou ver onde eles estão com minhas malas.- Míria saiu em rumo ao aeroporto.- Podem ir subindo no jatinho eu já volto!

Quando me virei, fiquei de boca aberta um luxo só!!Um jatinho particular! Quando fui ver, Ethan estava pegando no porta mala as malas, que chuto que é de Míria.

Ele vem atrás de mim inclinando pro jatinho de porta aberta, então vou ao rumo do jatinho e começo a subir, ele vem logo atrás de mim com duas malas.

Sem querer tropeço nos pedaços do vestido que rasguei na floresta, e caio pra trás mas apoio as mãos no corrimão e sem querer acerto Ethan atrás de mim.

-AI.- Ele diz tendo que apoiar as malas na escada pra não cair.

-Desculpa! Você está bem?!- Me viro assustada.

-Preste a atenção!- Ele me diz nervoso atrás de mim. Por um momento poderia jurar que seus olhos mudaram de cor.

-Nossa, foi sem querer!- Ele bufa, me encarando feio.- Grosso.- Subo as escadas com raiva.

Sinto ele me encarando.

-..........Onde rasgou o vestido?

Me viro.- Não é da sua conta!.

Ele semicerra os olhos, tentando se conter de falar algo. Me viro e subo batendo os pés, ao entrar o lugar é confortável sento em um acento, com uma janela á esquerda.

Vejo ele entrar, e o encaro, com cara de desprezo retorno os olhos á janela. E sinto ele me encarar, com cara de sem paciência.

“Se é assim que ele quer jogar, tudo bem vamos ver quem vai ganhar”

Ele vai a frente para conversar com alguém que suponho que seja o piloto. Logo entra Míria com algumas malas, e se senta á minha frente.

-Você parece nervosa ,tudo bem?- Eu a olho voltando ao rosto tranquilo.

-Deixa eu adivinhar, ELE? –Ela diz apontando o dedão pra trás.

-É, ele é sempre assim?

-Relaxa, ele sempre fica assim, realmente não sei como ele é tão sério. Talvez seja o trabalho.- Ela se vira a janela á sua direita.

-Ele também trabalha em uma empresa?

-Sim, ele é chefe da Florence’s, uma empresa de joias, sabe? Bijuteria, essas coisas.

Normalmente todos alfas tem grandes empresas , minha mãe já havia me explicado, eles são grandes e poderosos em questão dos lobisomens, já para os humanos são apenas pessoas normais, por isso eles tentam ter grandes negócios, para serem uma forma de poder para os humanos também.

Ele veio com a cara de sempre, nenhum sorriso, nada, se sentou ao lado de Míria, me passou um olhar, e voltou para seu celular. Me viro pra janela ignorando e vejo um homem fechando a porta do jatinho, em questão de minutos estamos no céu, quando percebo Míria está dormindo, percebo pelo canto dos olhos que Ethan está fazendo algo mas ignoro.

Quando sinto que alguém me cutucou, me viro, e vejo Ethan me oferecendo uma taça de vinho, fico pasma , e aceito, ele também está bebendo, e percebo que sua feição de sério se tranquilizou, acho que ele ficou cansado.

O resto da viajem foi tranquila, quando percebo o Jatinho descer, paramos em um aeroporto, depois pegamos um carro (muito chique), e presumi que chegaríamos a mansão.

Ao chegar fiquei de boca aberta ela era cercada pela floresta, era enorme, tinha piscina, havia uma pequena área aberta em volta da mansão, havia uma fonte, cheio de janelas enormes na mansão. Então ouvi Míria me chamar.

-Vamos, vou te levar ao seu quarto.


Notas Finais


Pretendo postar mais.
Beijinhos!!❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...