História Meu verdadeiro alfa - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Aboalfa, Beta E Ômega), Romance
Visualizações 12
Palavras 1.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Cheguei com mais!!!。◕‿◕。

Capítulo 4 - O lobo negro


Fanfic / Fanfiction Meu verdadeiro alfa - Capítulo 4 - O lobo negro

Lizzie

 

A mansão era linda, por dentro uma sala com uma TV enorme, móveis branco com alguns azul claro, Míria me levou para o quarto, era lindo tudo num tom rosa salmão.

-Vc vive aqui?- Tinha que perguntar.

-Ã?- Ela começou a rir.- Não, moro na cidade, você não quer ficar na casa com ele né?

-Não.- Ótimo...

-Eu tenho que ir mas amanhã cedo eu volto, tá?

-Tudo bem, mas vem cedo.- Ela riu e saiu do quarto.

►▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬◄

Então resolvi tomar banho, e quando abri o guarda roupa havia várias roupas, lindas , graças a loba cabia em mim.

Depois de me arrumar, me deitei era por volta 4 h da manhã, saímos do baile lá pelas 11:50.

Depois de tanto me remexer na cama não consegui dormir, me sentia inquieta, ao olhar pela janela me lembrei, era lua cheia, nesses dias não dormia tão cedo.

Então resolvi descer, estava claro graças á algumas luzes acesas , um silêncio completo, pelas grandes janelas dava pra ver as árvores e a neve caindo, quando percebi que alguém tinha deixado a lareira acesa, Ethan provavelmente estaria aqui.

Ao lado havia 2 grande janelas que dava pra fora. Quando senti um vulto lá fora, e vi uma das coisas mais lindas e graciosas que eu já havia visto em toda a minha vida, Ethan, ou pelo menos sua forma lupina.

Um grande lobo negro, com lindos olhos azuis, que ao me sentir se virou para mim, o vento da neve levando os pelos para uma direção, aquilo era lindo, eu diria até perfeito. Naquele momento eu queria muito ter uma forma lupina, só para poder ir lá fora como ele correr sobre os montes de neve e .......

A quanto tempo estou parada encarando ele? Quando me toco onde estou eu me viro sem graça e vou para outro cômodo.

Quando chego a cozinha me viro pois a abertura da entrada da cozinha dá para ver a janela, queria olhar um última vez, mas cadê ele?

Quando me viro me sobressalto, Ethan com uma camiseta preta e calça jeans, sem o terno. Nunca pensei que diria isso mas, eu admito ele estava bem sexy, ele veio andando em minha direção fui me afastando até encostar o balcão eu me seguro .

Quando vejo ele está me encarando, quando encosta seu corpo no meu e chega aos meus ouvidos.

-Você não consegue se transformar?- Cada parte do meu corpo se contraiu, comecei a ficar super envergonhada.

-....não..- Uma coisa que eu me perguntei, porque eu?, pq ele ME escolheu.

Ele bufou, como se entendesse, e aproximou seu nariz ao meu pescoço, senti ele me cheirando, tive de segurar firme no balcão para não cair ali mesmo.

-Acho melhor você tentar dormir.- Em um impulso ele saiu de cima de mim.

Ouvi ele subindo as escadas, estava chocada, quase senti meus joelho falharem.

Esperei um pouco, e subi tensa, ao fechar a porta do quarto, me jogo na cama e fico pensando.

-Oq foi isso....?- Coloco meu pijama e deito na cama.

Depois de um tempo consigo dormir.

Acordo com um uivo , me levanto sobressaltada, olho para a grande janela ao lado da cama. Quando começo a escutar sons no meu quarto, ao olhar para um canto escuro vejo a figura sombria de um lobo, com olhos vermelhos brilhando, me assusto e encolho na outra direção da cama, pois o canto de onde ele está é do lado da porta.

A figura do lobo se aproxima saindo da escuridão, e então aquele figura como em um vulto se transforma , naquele homem na qual xinguei de tantas formas possíveis mais cedo.

Ele estava diferente, me encarando com olhos vermelhos, quando ele se aproxima mais ainda , apoiando as mãos na cama e subindo, até que ele estica os braços e agarra minha cintura me puxando pra baixo dele.

Por algum motivo não consigo dizer nada, muito menos gritar, então ele gruda os lábios nos meus, me arrepio toda e tento empurrá-lo mas não consigo, ele me abraça forte, me apertando e espalhando vários beijos entre minha bochecha e pescoço, quando sinto ele.......

►▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬◄

-aahh!!- Puxo oxigênio de novo, como se eu não tivesse respirado por uma momento.

Me sobressalto, olhando em volta assustada, foi tudo um sonho!!

Bato em minha cabeça- Como foi que eu sonhei com isso?!?!

Arregalo os olhos quando sinto um frio em baixo de mim.

-OQ?!?- Estava sentada na neve , no meio da floresta, sem como piorar estava com o meu pijama do mesmo jeito de ontem a noite, finalmente me encolho por causa do frio.

-Como cheguei aqui?!- Me levantei o sol já estava nascendo.

Olhei ao redor e vi postes de luzes, era da mansão, me levantei e comecei a andar rápido em direção a ela.

Comecei a respirar com dificuldade, por conta do frio ao redor,

“Como eu vim parar aqui?!”

“Oque aconteceu ontem a noite?”

►▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬◄

É claro que não iria tentar entrar pela porta da frente, fui pra porta da cozinha, na lateral da casa.

Ao chegar lá arregalo os olhos enquanto me aperto por conta do frio,

Lá estava ele, servindo café em uma caneca, quando se vira e me vê, fica surpreso, me olha de cima a baixo.

Começo a ficar envergonhada ao perceber que meu pijama, está a mostra minha barriga e a minha bermuda podia parecer curta naquela situação.

Por um momento vejo medo e surpresa nos olhos dele, e ele vem em direção á porta e abre e me dá um sinal para entrar.

Me viro estremecendo, quando ele coloca  a xícara de café.

Mudo de expressão quando vejo ele me encarando preocupado, e começo a me lembrar do sonho, ou será que não foi um..?  Me arrepio toda pensando naquilo.

-Deveria perguntar ?- Ele me encara esperando uma resposta.

-Eu.....- Realmente hesito em responder a verdade, “Contar oq? Que ao me deitar sonhei com ele no meu quarto?! E que amanheci sem saber oq fazer no meio da floresta?Na neve!”

Continuo olhando para ele, quando percebo que não respondi nada.

Ele passa por mim pega outra xícara serve café.

“Tipo oi ainda tô aqui congelando” Esperava alguma cortesia, tipo estou aqui me apertando de frio, nem um “pega meu casaco”.

Quando me viro pra ele, ele simplesmente me encara e mostra um sorrisinho pequeno de lado, soltando ar pelo nariz, rindo por dentro.

Fico com raiva, e fico encarando ele com raiva, quando ele simplesmente passa por mim, e indo a sala de estar em frente uma lareira.

-Não faça bagunça na cozinha! As empregadas não vem todo dia.

Tomei mais raiva ainda, que idiota, pego a xícara de café quente que ele deixou no balcão  e passo por ele batendo os pés, ao subir chego ao meu quarto e bato a porta, com intenção de fazer barulho.

E funciona, os quadros chegam estremecer.


Notas Finais


Até a próxima!!。◕‿◕。


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...