1. Spirit Fanfics >
  2. Meu verdadeiro amor >
  3. Eu estou namorando...!

História Meu verdadeiro amor - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Eae, pleopes. Espero que gostem e já digo que lá vem bombaa! Treta, ksksks.

Capítulo 16 - Eu estou namorando...!


Fanfic / Fanfiction Meu verdadeiro amor - Capítulo 16 - Eu estou namorando...!

Acordei mais uma vez com o som do despertador.

Desliguei o celular e sai da cama.

Eu estava feliz por dois motivos. Finalmente era sexta e por que de madrugada eu tive a melhor surpresa possível.

Loran não demorou muito para ir embora, mas ficamos um tempo juntos antes dele ir.

Entrei no banheiro, tomei um banho e escovei os dentes. Penteei meus cabelos, coloquei o uniforme e passei um gloss fraco. Sorri me vendo no espelho.

Peguei meu celular e tinha uma mensagem de Laura e uma de Loran.

Entrei na conversa com Loran e tinha um "bom dia, minha estrelinha." sorri.

Entrei na conversa de Laura e tinha um "Celeste, você já acordou?"

Respondi um "não" para Laura e logo depois ela me respondeu assim :" 😒" sorri com minha própria piada e desliguei o celular.

Peguei minha mochila e desci. Ainda era um pouco cedo, eu podia comer alguma coisa.

Peguei uma fruta e fiz um copo de nescau. Bebi e sai comendo a fruta.

Não vi Laura na rua, talvez estivesse atrasada novamente.

Em pouco tempo eu já estava na escola. Estava um pouco vazia por ser um pouco cedo, então eu fui ao campo.

Saltitar era inevitável. Minha alegria estava realmente transbordando.

Avistei Loran no caminho e acenei, mas logo cessei, ele estava acompanhado por um garoto. Era da sala dele. Eles pareciam rir bastante de alguma coisa. Dei de ombros e saí, eu não queria manchar nosso relacionamento com ciúmes bobos. Ainda mais com amigos.

Continuei a andar para o campo.

Chegando lá me sentei no grama e senti o vento bater.

- Celeste! - ouço uma voz e abro os olhos. Me deparo com Loran e um sorriso enorme. Ele acena pra mim e eu faço o mesmo. Ele se apressa para chegar ao meu lado, e quando chega se senta ao meu lado. - bom dia, meu amor. - me da um selinho.

- Bom dia! - respondi animada. - como dormiu?

- Perfeitamente. - falou sorrindo e balançando as pernas. - e você?

- Depois que você foi embora eu dormi muito bem, obrigado. - ri alto me lembrando do fato de que eu quase quebrei minha coluna naquela cadeira.

- Que bom. O que faz aqui tão cedo?

- Não é tão cedo. Mas é você, o que faz aqui? - falei pensativa. - ah! Vi que você conseguiu um amigo, né? Que legal.

- Bom respondendo sua primeira pergunta… Eu vim porque não consegui dormir até mais tarde e sim. Eu fiz um novo amigo - falou sorridente.

- Que maravilha! - dei palpinhas. - olha, você não me disse que dia vai ser seu aniversário…

- Ah, é mesmo. - pos a mão na testa. - é essa terça-feira.

- Ah… que legal! Meu bebê vai ficar mais velho - sorri.

- Pois é. - pos a mão na nuca. - parece que sim. - riu.

- O que você gostaria de ganhar de presente de aniversário?

- Ah… nada.

- Ah, não seja brega. Pode dizer. - incentivei.

- Tá bom, tá bom. Eu gostaria de uma noite inteira com você. - me surpreendi

- Oh… - de imediato eu não consegui digerir tudo muito bem, mas era apenas uma noite. Eu conseguiria ficar com ele se isso fosse o fazer se sentir melhor. - claro. Eu topo.

- Que bom. - suspirou. - você não sabe como me faz feliz. - sorriu e acariciou meu queixo. Nesse momento meu celular vibrou.

- Só um minuto. - olhei para a tela e tinha o número de Laura. - é Laura. Eu já volto. - ele assentiu e eu me levantei indo para um pouco longe. - oi, Laura.

- Oi, Celeste. Você já está na escola?

- Estou sim, por que?

- É por que passei na sua casa e não tinha sinal de você. Bom, já chego aí. - desligou

- Laura… - suspirei rindo. Me aproximei de Loran. - Loran, Laura está chegando. Vou esperar por ela lá fora, ok? - sorri.

- Claro. Só uma coisa…- o olhei. - você ainda não contou a ela sobre a gente?

- Não. Estou esperando o momento certo. - depois de pensar e repensar em tudo eu decidi contar para ela. Mesmo que ela não me conte algumas coisas dela ou me esconda outras, eu não vou fazer isso também. Eu confio nela e até hoje ela não me tirou qualquer motivo de pensar assim. Agora é só esperar o momento certo mesmo.

- Ok. - me olhou e sorriu - agora vá senão não vou conseguir deixar você ir. - sorriu e eu retribui.

- Ok, beijos.

- Até mais tarde! - gritou quando eu já estava virando a parede.

Sai discretamente do campo para que ninguém me visse e caminhei para os bancos e esperei Laura.

Logo a vi cruzar o portão com um sorriso no rosto que aumentou quando me viu e eu retribui.

- Bom dia! - disse feliz.

- Bom dia! Como dormiu?

- Maravilhosamente bem.

- Ah.

- E você? Não suponho que tenha dormido muito né?

- Não…? P-por que diz isso?

- Ahn… Por que você ficou de fazer as anotações pra professora…? - falou óbvia.

- Ah! Sim, claro! As anotações. Sim, sim. Não consegui dormir muito bem. - sorri.

- Tá, né. - sorriu. - já as entregou?

- Ainda não. Vou entregar quando subirmos.

- Ah, sim. Entendi.

Ouvimos o sinal indicando que as aulas já começaram.

- Oh, o sinal. - Laura indicou para o barulho. - vamos

- Vamos. - ri da agilidade que Laura saiu do pátio.

- Vamos…

------

As duas aulas passaram rápidas. Logo o sinal do intervalo toca e saímos.

Levo as anotações no intuito de levá-las para a professora.

- Laura, você pode me esperar um momento? Vou levar isso na sala dos professores.

- Oh, claro. Vai lá. - assentiu e eu sorri.

- Com licença. - falei depois de breves batidas na porta. Avistei a professora tomando café e revisando alguns deveres.

- Oh, Celeste. - sorriu deixando seu café em cima da mesa e vindo até mim. - você conseguiu?

- Consegui, professora. Aqui está.

- Ah, Celeste, nem sei como te agradecer!

- Que nada, professora. Não fiz nada demais.

- Não se menospreze assim, Celeste. Pelo que vejo as anotações ficaram excelentes. - falou folheando algumas páginas.

- Obrigado, professora.

- Eu que agradeço. Te devo uma. - brincou e sorriu.

- Que nada. - sorri. - bom, até mais, professora. - acenei ela retribuiu.

Saindo de lá respirei e inspirei fundo.

- Vamos, Celeste. Você ainda tem um longo dia pela frente. - eu ainda tinha que contar sobre o meu namoro para Laura, mas não tinha a mínima ideia de como começar

------

- Oi, Celeste. Deu tudo certo? - Laura falou com um sorriso no rosto.

- Sim! Ela me agradeceu.

- É o mínimo, né? O trabalho era dela.

- Ah, Laura. Não fale assim. Ela tinha que visitar o pai no hospital.

- Hm. Eu que não engulo isso. - cruzou os braços.

- Vamos. - ri e envolvi seus ombros. - sabe, Laura… Eu queria te contar uma coisa.

- É só falar.

- O que você diria se por acaso eu estivesse namorando?

- Celeste. - segurou meus ombros me fazendo a olhar nos olhos. - não conte piadas. - deu dois tapas no meu ombro e se afastou.

- Piada? - falei Confusa.

- Bem, você mesma diz que não quer nada sério agora. Está esperando o cara certo, né? - esperou minha resposta, mas não obteve. - bom, é isso. - se virou e começou a andar.

- Eu estou namorando! - falei um tanto quanto alto de olhos fechados. A senti paralisar na minha frente e segundos depois se virar para mim.

- O que disse? - abri meus olhos.

- Eu estou namorando, Laura. - disse firme e novamente a garota paralisou.


Notas Finais


Iih, ó lá Laura subestimando os encantos de Celeste kkkkkk. Amooo
Byee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...