História Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Momo, Nayeon
Tags Batmandoshot, Bias, Bts, Hot, Kpop, Taehyung
Visualizações 931
Palavras 1.636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Harem, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que estejam gostando! 💕

Capítulo 7 - Consciousness far away


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 7 - Consciousness far away

                       S/N ON 

- Não moça, não há nenhum problema. Mas os meus amigos mandaram te chamar! - Disse ele com voz entediada. 


Ergui uma sobrancelha para analisar do que ele falava, logo me lembrei que marquei de jogar com os garotos hoje.


- Ah!!! - Disse me lembrando. - Mark, acho que vamos ter que deixar isso pra outra hora. - Disse me virando pro Mark e alisando seu paletó. 


- Vou deixar passar essa, mas na próxima você não escapa. - Disse me dando um selar e indo descer as escadas. 


- Bem, vamos entrar? - Disse me virando para Taehyung. 


O mesmo se afastou da porta e fez um sinal para que eu entrasse. Só que ele me parou pegando meu braço antes que eu tivesse totalmente dentro.


- Você é cheia de surpresas. - Disse com aquela voz rouca risonha no meu ouvido. - Só não é mais que eu. 


- O que quer dizer com isso? - Disse me virando para ele. 


- Entre. - Disse se afastando. 


Logo entrei totalmente confusa com o que ele quis dizer com aquilo, não vi a garota que estava no maior amor com ele ontem, a aquela Nayeon, ridícula. 


- Não é que ela veio mesmo! - Disse Hoseok feliz.


- Eu não costumo furar com as pessoas. - Disse sorrindo.


- Hrm.. - Fez Taehyung uma expressão como se tivesse com dor de garganta. Obviamente quis dizer que eu estava mentindo.


- O que vamos jogar? - Disse me sentando. 


- Gosta de God Of War? - Perguntou aquele rapaz pálido, Yoongi.


- Ahh, não sei jogar muito Bem, tenho um pouco de medo desse jogo. 


- Eu te ensino, vem! - Disse ele se aproximando, mas Hoseok impediu.


- Eu faço isso por você. - Disse ele com um sorriso forçado.


- Okay né. - Disse Yoongi com as mãos para cima.


Hoseok se sentou do meu lado e foi me explicando cada detalhe do jogo e cada vez que eu me dava mal no jogo, ele se aproximava mais do meu rosto e da minha mão para me ajudar apertar os botões. Não sei dizer se o calafrio que eu estava sentindo era por ele estar tão perto ou por eu estar perto da morte no jogo. 


- Essa serpente não morre Nunca? MEU SENHOR, HOSEOK!!!! - Comecei a gritar desesperada  pelo jogo, até Taehyung se sentar do meu outro lado e puxar o controle de mim. - T-taehyun.. 


- Pronto. - Disse ele me devolvendo o controle depois de ter matado o monstro. - Você é uma vergonha jogando. 


- Por que fez isso? - Exclamou Hoseok.


- Porque você não deu conta do recado. - Disse Taehyung jogando uma piscada pra ele.


- Não lembro de ter aceitado sua ajuda. - Disse me levantando e ficando de frente pra ele.


- Eu também não lembro de você ter  me agradecido. - Disse me encarando. 


- Só digo "Obrigado" aquilo que me satisfaz.. - Disse séria. 


- OK! STOP! - Disse Jungkook quebrando o clima que estava ficando pesado.


- Olha o que o deus da guerra fez com vocês dois. - Disse Yoongi rindo. 


- Eu disse que seria encrenca vocês fazerem amizade com essa menina. - Disse Jungkook coçando a nuca. 


- "Vocês"? Jungkook pensei que você gostasse de mim! - Falei já furiosa.


- Eu nunca disse que gostava. - Disse fazendo uma cara de desentendido.


- Já vi que tô sobrando aqui. - Disse indo em direção a porta.


- Pra onde você vai S/n? - Disse Hoseok


- Pra casa do Caralh.. - Parei de falar assim que abri a porta e me deparei com aquela Nayeon do lado de fora. - Boa noite! - Disse séria e entrando no meu apê.


Entrei no meu quarto zangada e comecei andar de um lado para o outro querendo socar a cara de alguém, EU NUNCA VI VIZINHOS TÃO IGNORANTES E MAL EDUCADOS. tirei minha roupa e joguei na cama e fui tomar um banho pra ver se essa maldita raiva passava.

Assim que sai do banho, senti minha consciência menos pesada, coloquei meu pijama e preparei um chá para ficar calma totalmente. Como eu tinha 3 dias de folga, eu aproveitei pra terminar de ver uns doramas que minhas colegas de trabalho haviam me recomendado. Quando tinha pegado todos os meus doces para ver, ouvi alguém bater na minha porta. 


- Que pariu hein.. - Disse deixando os doces no sofá e indo abrir a porta.


Quando abri, levei o maior susto da minha vida.


- S-sana? O-oque você faz aqui ? Como achou minha casa? - Perguntei assustada. 


A mesma estava de cabeça abaixada, quando ela levantou devagar, vi um lado do seu rosto meio roxo e ela estava com o rosto inchado, parecia choro. 


- S/n, p-posso ficar aqui essa noite? - Disse ela com voz trêmula. 


- Claro.. - Disse completamente assustada. - O que houve? Por que um lado do seu rosto está roxo? - Disse ajudando ela entrar.


- Meus tios moravam no andar de cima, eu vi você entrando nesse apê antes deles se mudarem pra fora do País. 


- Ahh! Me assustei, pensei que andavam dando meu endereço pra alguém por Aí, mas o que aconteceu com você ? Por que está machucada?


- Meu ex namorado tentou me espancar perto dessa rua, eu vi a oportunidade de correr pra esse condomínio e vim pra sua casa. - Disse ela querendo chorar.


- Isso é sério Sana. Por que ele fez isso?


- Ele não aceita o fato de termos terminado. 


- Qual é o número da polícia daqui? 


- Não S/n! Por favor! Não. - Disse ela suplicando. - Amanhã a gente faz isso, por favor! 


Olhei pra situação dela e resolvi não ligar, peguei uma sacola de gelos pra ela, por fim, ficamos por ver o dorama juntas, estava até feliz por ter ela como companhia, ela parecia ainda um pouco assustada, mas conseguia rir com as falas dos personagens. 

Depois de quase 1h00 de vários episódios, acabamos pegando no sono na sala mesmo, acordei com o sol que batia no meu rosto, apesar de ontem ter sido um dia pesado, eu acordei até feliz. 


- S/n? Que horas são? - Disse Sana abrindo os olhos. 


- São 09h21. - Disse pegando uma toalha e indo pro banheiro.


- Seria problema se eu ficasse mais um pouco? - Disse ela ficando sentanda no sofá.


- Ah, claro que não, fica aí me fazendo companhia, aliás, não esquece de denunciar aquele embuste. 


Entrei no banheiro e liguei a banheira, joguei bastante sabão para fazer bolhas, até porque hoje era meu dia de folga e eu só queria relaxar, enquanto eu brincava com as bolhas nas minhas mãos e escutava Lana Del Rey. Sana bate na porta do banheiro.


- Será que hoje é meu dia de folga mesmo? - Falei comigo mesma. - Fala Sana!


- Tem um rapaz batendo na sua porta!


- Que? Vai atender então!


- Eu não, ele parece ser bonito, não quero assustar ele com a minha cara! 


- Mereço! - Disse me levantando. 


Coloquei meu roupão e fui molhada atender mesmo, a merda que é, isso é muita falta do que fazer, incomodar os outros essa hora. 


- Pôs nã.. - Parei de falar assim abri a porta e vi o sujeito. - Jungkook? O que é? - Engrossei a voz.


- Seria muito pedir da minha parte, mas você quer sair comigo? - Disse ele abrindo um sorriso. 


- Realmente seria. - Disse fechando a porta, mas ele impediu. - Olha Jungkook eu tenho mais o que fazer, creio que você também. 


- S/n, eu nunca te pedi nada, por favor! - Disse entrando. 


- Por que isso agora? 


- Não ache que eu goste de você ou algo assim.. porque eu não gosto! Mas acontece que dentro do meu apartamento, existem dois seres primitivos interditando o local. 


Deixei ele sozinho na sala e fui trocar de roupa, quando voltei o mesmo ainda permanecia em pé no mesmo lugar. 


- Eu não vou sair daqui, a não ser que você diga "Sim". 


- Você é bem sem noção né? Porque não sai com o Taehyung? E os meninos? 


- Eu não quero vê-los, acho que nem você. 


- Por que? 


O mesmo puxou meu braço pra fora do meu apê e abriu o dele e me levou para dentro, ele tinha razão, eu realmente não queria ver aquilo, Hoseok estava no chão com uma cachaça na mão e ao lado dele tinha uma mulher qualquer, Yoongi parecia apenas estar dormindo, ele estava com um dos controles do Vídeo game na mão, mas tinha muitas latas de cerveja ao seu lado. 


- Tá, já não gostei disso, então é por isso que você quer sair? 


- Isso nem me incomoda tanto, mas o quarto do Taehyung e do lado do meu. 


- Então...? - Fiz uma expressão confusa.


O mesmo me guiou até a porta do Taehyung,  ouvi gemidos escandalizados de alguma mulher lá dentro, era algum tipo de ferro que tava entrando dentro dela? Não é possível que alguém berre tão alto daquele jeito. 


- Então essa era sua surpresa? - Falei baixo comigo mesma olhando para porta. 


- O que foi? 


- Ah, nada, impressionante, como não está no meio deles?


- Eu tenho que estudar para apresentar minha tese, não tenho tempo pra isso.


- Ahh bom,  vamos sair daqui? Eles até pararam de fazer barulho. 


- Tá bom, eu só vou tomar uma água. 


Fiquei na de costas para o pequeno corredor que havia entre os quartos deles e fiquei observando toda aquela bagunça. 


- Então é isso que eles fazem quando estão sozinhos? - Disse olhando toda aquela zona.


- Claro, agora imagine o que poderia acontecer se nós dois ficarmos sozinhos? - Ouvi uma voz rouca no meu ouvido e alguém agarrando minha cintura. 



- Essa voz... - Me virei rapidamente. - Taehyung??!!








Notas Finais


@BatmanDosHot 🦇💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...