História Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Momo, Nayeon
Tags Batmandoshot, Bias, Bts, Hot, Kpop, Taehyung
Visualizações 937
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Harem, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa meu pouvo, o hot não será agora KKKKK
Sorry, mas não faria muito sentido eles furunfarem sem ter a química, certo? Então, Acompanhem. 🦇🕶

Capítulo 8 - He is not my friend.


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 8 - He is not my friend.

                        S/N ON 

Quando vi Taehyung atrás de mim, rapidamente o empurrei fazendo ele cair no chão com tremenda facilidade. 


- Mas que droga, ele está com cheiro forte de álcool.  - Exclamei assim que vi o mesmo jogado no chão.


- Oppa!! - Disse Nayeon saindo do quarto e indo ajudar o Taehyung se levantar. 


- Aí que vergonha Taehyung. - Disse Jungkook olhando pra ele com "pena". - Vamos S/n. Esse ai tá totalmente porre. 


Jungkook puxou meu braço para fora do apê e quando íamos descendo as escadas, me lembrei que ia deixar a Sana sozinha.


- Espera só um minuto! - Disse indo até meu apê. 


- Pra onde você vai? - Disse Sana assim que me viu pegando meu celular. 


- Vou te dar uma missão, fique aqui, não abra a porta para ninguém, eu não vou demorar voltar, tome conta da casa e não quebre nada! - Disse quase fechando a porta.


- T-tá bom, mãe. - Disse ela confusa. 


Logo sai do condomínio junto com Jungkook  , apesar de ficar um clima estranho entre a gente, pra ele parecia super necessário eu ir. Ainda não tinha entendido o Porquê eu, ele deveria ter outros amigos, certo? 

Andamos um pouco, a metade do caminho em silêncio e finalmente paramos num parque onde havia uma pequena barraca onde vendia vários tipos de doces. Como sou amante de doces eu comprei um.


- Me desculpe por esse ato. - Disse ele assim que nos sentamos.


- Ah, não à de quê. - Falei colocando um pedaço do doce na boca. 


- Poderia ser um pouco mais compressiva. - Disse ele sério.


- Pôs eu te jogo as mesmas palavras. - Disse abrindo um sorriso. - É repugnante você está no seu dia de folga, na banheira escutando vários indies e vim alguém perturbar você porque seu amigo de quarto está no coito. 


- Olha.. 


- E ainda ser quase expulsa da sua casa no dia anterior. Se manca Jungkook, você é apenas um cara sem um pingo de vergonha na cara. 


- Vai ficar me insultando agora? - Disse ele engrossando a voz. 


- Poderia, mas iria ser gastos de palavras, aliás, por que não chamou outra pessoa? 


- Você era a mais próxima, na verdade eu não me importo com quem eu saio. Com tanto que eu não tenha que cuidar da pessoa. 


- Bem, então isso quer dizer que eu posso voltar pra minha "House" ? - Disse me levantando.


- Acho que ter chamado um cachorro para sair seria mais conveniente. - Disse olhando para um lugar aleatório. 


- Fala sério. - Disse saindo. 


Como não queria me irritar logo no meu dia de folga, aproveitei para admirar a beleza que estava aquele parque, muitas folhas amareladas e laranjas pelo chão, estava até um clima agradável. Continuei andando e parei para bater foto de algumas flores que estavam lindas demais.


- Ahh essa vai pro meu Insta! - Disse assim que bati uma.


- Essas flores são belas iguais a você. Moça. - Disse um homem se aproximando que aparentava ser um pouco mais velho. 


- O-obrigada. - Disse séria e tentando me afastar. 


- Está com medo de mim? - Disse ele puxando meu braço.


- Ei me solta! - Disse tentando soltar meu braço.


- Por que? O que você vai fazer? - Disse me puxando mais para si. 


- ME SOLTA! SOCORRO!!! - Disse fechando os olhos.


Quando o indivíduo tentou se aproveitar de mim, senti alguém o puxar para longe de mim, abri os olhos e vi Jungkook dando três socos de uma vez no homem. 


- J-jungkook!! - Disse com medo e pegando no meu braço.


- Seu moleque, como se atreve?! - Disse ele tentando se levantar. 


- Dong-sun, acho que você já passou dos limites, principalmente na idade. - Disse Jungkook sério. 


- Você conhece ele? - Perguntei atrás do Jungkook.


- Ele é um velho tarado que trabalha na mesma universidade que eu. Ele vivia dando em cima de mulheres mais velhas, mas acho que ele passou dos limites.


- Quem você está chamando de velho? Eu tenho apenas 34 anos, Seu pirralho! Saia da frente, essa garota não é nada sua. - Disse ele tentando se aproximar. 


- Quem disse? Ela é minha namorada. - Disse ele se colocando na minha frente. 


Arregalei os olhos quando ele disse isso, o Jungkook dizendo isso? Hoje vai chover dinheiro. 


- Ah.. - Disse o homem se afastando. - Se for assim, eu vou.. - Disse ele com raiva e indo embora. 


- Você tá bem? 


- Eu acho que sim.. por um momento achei que ia ser vio..


- Não, ele não faz isso, ele não é doido, normalmente apenas força as mulheres beijarem ele. 


- Que nojo. Ma-mas de qualquer forma, obrigado. 


- Isso é por eu ter lhe incomodado hoje, acho que isso serve como pedido de desculpas, certo? Então não deve me agradecer. - Disse ele totalmente sério.


- Ah.. verdade! Nã-não devo, foi mal.. quer dizer, a droga. - Falava praticamente gaguejando. O que estava acontecendo comigo? - Na verdade eu já fiz muito por você, então eu acho que você ainda.. ainda me deve. - De alguma forma eu não conseguia olhar para ele.


- Por que está nervosa? Aquilo ela só para te ajudar. - Disse me olhando confuso.


- Eu sei, não preciso que me diga! - Disse voltando andar pelo parque. 


- Ah, aproveitando que não estamos devendo quase nada um ao outro, queria te perguntar algo. - Disse caminhando ao meu lado. 


- Pergunte. 


- Você gosta do Taehyung? 


Parei de andar no mesmo instante assim que ele perguntou.


- P-por que dessa pergunta? 


- Não se responde uma pergunta com outra pergunta. 


- Nã-não, não gosto dele. - Disse tentando firmar minhas palavras. 


- Ahh bom, era só isso mesmo. - Disse voltando a andar. 


- Agora me diz o Porquê de você ter me perguntando isso. - Disse voltando andar com ele. 


- Por mais que eu não goste de você, devo te alertar que o Taehyung não é homem pra você, nem você é uma mulher para ele.


- Mas por que? Não que eu esteja preocupada com Isso. - Disse tentando disfarçar meu nervosismo.


- Apenas não goste dele. 


- Mas..


- Não goste, vai se arrepender se fizer isso. - Disse num tom sério.


Fiquei curiosa pelo tom de voz dele, eu de fato não estava entendo em que ponto ele queria chegar. Que droga. Fomos andando juntos conversando a volta inteira até o nosso condomínio. 

Podemos dizer que Jungkook e eu já não tínhamos tanto para brigar, já estávamos nos dando bem aos poucos e era assim que eu queria continuar, ele era para ser dizer, a única pessoa que eu tinha intriga nessa Coreia. 


- Bem, chegamos! - Disse entre o pequeno corredor que ficava meu apê com o dele. 


- Acho que ter saído com você hoje não foi tão ruim, talvez eu teria me arrependido de ter saído com o cachorro. - Disse ele pensativo.


- Você realmente não muda né. - Disse me virando para o meu apartamento, mas ele puxou meu braço e me abraçou. Arregalei meus olhos e fiquei paralisada com a atitude dele.


- Acho que você pode considerar isso como pedido de desculpas por tudo, né? Eu não costumo abraçar muitas pessoas.


- J-jungkook me abraçando ? Que? - Disse ainda sem acreditar que aquele ser humano arrogante me abraçou.


- Se contente com isso, porque não acontecerá de novo. 


Quando ia cruzando minhas mãos para retribuir o abraço. Vi a porta do apartamento do Jungkook abrir, assim como eu ouvi a minha se abrir.


- Ta-Taehyung? Hoseok? - Disse Jungkook assustado assim que se virou para frente da porta do seu apê.


- S-sana? 


- Hora, hora Jeon Jungkook! 





...


Notas Finais


Como já disse, ando sem tempo e posto quando dá, não me pressionem porque eu sou uma pessoa da pavio curto.
Espero que tenham gostado, fiquem com rikudou e não usem drogas!🦇🕶


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...