História Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Momo, Nayeon
Tags Batmandoshot, Bias, Bts, Hot, Kpop, Taehyung
Visualizações 304
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O hot tá chegando meu povo, calme!🦇

Capítulo 9 - Provocations Launched


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho - BTS HOT - Taehyung - Capítulo 9 - Provocations Launched

                      S/N ON 

- S/n?.. - Disse Sana com um tapa olho no rosto. 


- Ah.. sana, eu já vou! Tchau Kook! - Sussurrei baixo apenas para ele. 


- Tchau. - Disse ele no mesmo tom e entrando no seu apê.


Entrei rapidamente no meu e fechei a porta no mesmo instante, joguei meu celular na mesinha em frente a TV e me sentei no sofá. 


- Ya! - Disse Sana se sentando do meu lado. - Quem era aquele bonitão te abraçando? 


- Meu vizinho, mas ele não é nada meu além disso. 


- Nem amigos? 


- Nem isso! 


- Bem, não parecia! - Disse ela se levantando. 


- Anh? Como assim?


- Vocês dois.. sei lá, combinam. - Disse ela sorrindo. 


- Eu e o Jungkook? Nunca nessa vida sana! - Disse rindo. - Ele é apenas mora do outro lado do corredor, só. 


- Aquele outro. 


- Outro? 


- O outro rapaz, um de cabelo preto, branco, ele é.. bonito. - Disse ela meio corada.


Eu estava orando na minha cabeça para que ela não estivesse falando do Taehyung. 


- É..? - Disse me fazendo de desentendida. 


- Você o conhece? - Disse ela se virando para mim.


- Eu acho que.. sim! 


- Por favor, me ajude a falar com ele. - Disse se sentando no sofá e pegando a minha mão.


- Eu? Mas.. Mas sana.. - Disse tentando evitar um Não. 


- Por favor, S/n!! Por favor, ele é tão lindo, me ajude! 


Fiz uma expressão preocupante e pensei muito antes de dar alguma resposta, Sana era uma garota legal apesar de tudo. Rapidamente me veio na cabeça Jungkook dizendo que não era para eu gostar do Taehyung, então eu acho que seria uma boa hora para nem se pensar nele, ou seja, acho que ia quebrar essa pra Sana.


- T-tudo bem.. 


- Sério? AHHHH!!! OBRIGADA!! - Disse ela me abraçando. - Já te considero muito minha amiga, muito!!


- É.. Eu também. - Disse abrindo um sorriso forçado. 

   

                   TAEHYUNG ON 

- Agora o senhor Jungkook vai me explicar o porquê de estar abraçando ela. - Disse seguindo Jungkook que parecia nervoso. 


- É Jungkook, você não abraça ninguém, qual foi essa? - Disse Hoseok intrigado.


- Acho que alguém deve 2 XBOX pra duas pessoas. - Disse Yoongi rindo.


- Primeiramente, não devo satisfações a vocês, segundo, eu vou ter que dar mesmo assim porque eu não quero me sair mal nessa. Bem, eu fui muito rude com aquela garota toda vez que ela vinha aqui, até quando a chamei para sair, no caso Hoje, como podem ver, meu abraço é muito valioso e fiz dele um pedido de desculpas para ela, pronto. - Disse Jungkook se sentando na cadeira de frente para escrivaninha. 


- Você nunca me abraçou. - Disse Hoseok.


- Você nunca mereceu. - Disse Kook ligando o Notebook. 


- Mesmo assim, não tinha que chamá-la para sair, isso é traição cara. - Disse Hoseok irritado. 


- Traição? Acho que ela nem vai querer mais olhar na sua cara depois de te ver com uma prostituta no chão todo bêbado. - Disse ele rindo. 


- V-você trouxe ela aqui? - Disse Hoseok nervoso. 


- Hoseok, vai pra sua casa. - Disse olhando para Jungkook. 


- Anh? Mas Taehyun..


- Preciso falar com Jungkook. Você também Yoongi. 


- Vamos Hoseok, a gente tem que trabalhar também. - Disse Yoongi pegando seu casaco. 


- Mas.. - Disse Hoseok, mas Yoongi o puxou pelo braço até saírem do apartamento. 


Vi Jungkook mexer no computador tranquilo como se nada tivesse acontecido. De alguma forma eu não estava gostando nada dessa idéia do Jungkook ter saído com ela. 


- Taehyung eu não peguei aquela garota se é o que você quer saber. - Disse ele ainda no computador. 


- Por que saiu com ela? - Perguntei sério.


- Por que ela era a única pessoa disponível no momento que eu estava querendo sair daqui. 


- Você é meu melhor amigo Jungkook, espero que não tenha falado nada de ruim para ela sobre mim. - Disse indo em direção a outra escrivaninha onde havia meu notebook. 


- Ninguém precisa falar, você mesmo se queima sozinho. 


- O que quer dizer com isso? 


- Vai dizer que não se lembra de ter agarrado ela por trás depois de ter transado com a Nayeon? - Perguntou com sorriso no rosto. 


Arregalei os olhos logo depois de ter lembrado do acontecido, estava tão bêbado que nem sabia o que estava fazendo naquele momento. 


- Aí que droga. - Disse me sentando na cadeira. 


- Mas por que está tão preocupado com ela? Você mesmo disse que não gostava dela e que ia ganhar o Xbox do Hoseok. 


- Só.. só não quero manchar a minha imagem. - Disse ligando o meu notebook. 


- Será Mesmo? 


- Claro, eu não quero saber de relacionamento sério agora, muito menos com ela, aliás, essa menina provavelmente deve ter namorado, por isso eu tenho certeza de que esse Xbox vai ser meu.


- Como sabe disso? - Disse ele se virando.


- Eu vi ela se beijando com um cara na frente do apartamento dela. Ela parecia gostar. 


Vi o mesmo olhar com uma cara confusa e voltando a mexer nos seus artigos no computador. 


- Taehyung, você é meu melhor amigo, um irmão na verdade, por isso eu quero que seja sincero comigo. - Disse ele num tom sério. 


- Com toda certeza, fala.


- Você não sente nada por essa menina, né? - Assim que ele me fez essa pergunta, parei de mexer nas teclas do computador. 


- Por que isso agora ? 


- Apenas uma pergunta, é tão difícil respondê-la? - Disse se virando para mim. 


Queria saber até a onde o Jungkook queria ir com aquela conversa, ele nunca me perguntou se eu gostava de qualquer que eu já tivesse saído, isso era realmente estranho. Mas a S/n, isso sim era estranho.


- Por que está interessado na minha resposta? 


- Você sente algo por ela né? - Disse ele me olhando fixamente. 


- Não sei onde você quer chegar com isso, mas.. - Não entendi o porquê eu travei ao dizer a última palavra. - Nã-não, se é isso que quer saber, eu não gosto e nem sinto nada por ela.


- Certeza? 


- Absoluta. 

    

                       S/N ON 

Sana ficou em casa até a tarde comigo, gostava da presença dela, me sentia tão solitária na minha casa que eu já estava quase convidando ela para morar comigo, eu só não estava tão doida de fazer isso porque eu não gostava nada da idéia de ver ela perto do Taehyung.  


- Bem, obrigada por ter me deixado ficar aqui, venho outras vezes aqui pra ver você e também.. você sabe. - Disse ela pegando suas coisas.


- Claro, vou estar esperando você querida. - Tentei fazer o tom mais fofo possível. 


Fui com ela até a porta, quando abri para ela, vi Taehyung abrir a porta no mesmo instante, por que? Por que? POR QUE JUSTO AGORA?


- S/n, é ele. - Sussurrou ela para mim. - Vai me apresenta. - Disse ela animada. 


- Boa tarde, Taehyung. - Disse me aproximando dele.


- Boa Tarde, S/n. - Disse ele formalmente. - Sua amiga? - Disse olhando para sana.


- Ah.. é. Sana esse é o Taehyung, Taehyung essa é a Sana. - Disse abrindo um espaço entre os dois. 


- Prazer, senhorita! - Disse pegando na mão dela e dando leve beijo. Nem preciso dizer que ela quase desmaiou ali. 


- Prazer é meu. - Disse ela com um sorriso enorme.


- Vai para sua casa? 


- Si-Sim. - Disse ela nervosa. 


- Quer que eu a leve? 


- Ah, não é necessário, eu já chamei um táxi. Bem eu.. tenho que ir, até mais. - Disse ela quase sem respirar e descendo as escadas. 


Fiquei impressionada com o nervosismo dela, tanto que ela saiu sem falar comigo, naquele momento eu só queria rir do jeito dela, até me deparar com Taehyung me olhando. 


- Gostou dela? - Perguntei tentando quebrar o gelo.


- Eu gosto de mim. Serve?


- Bom pra você. Aliás, é bom você não fazer aquele tipo de brincadeira de novo.


- Brincadeira? Qual? - Disse ele confuso.


- Me agarrar por trás totalmente bêbado. 


Quando falei isso, no mesmo instante o jeito dele parecia ter mudado, ele foi andando na minha direção e eu comecei dar passos para trás, ele continuou até que eu parei porque tinha dado de encontro com a parede. Ele continuou se aproximando até que parou quando estava perto de mim. 


- Taehyung, o que signif..


- S/n, se eu te disser que uma parte de mim estava totalmente consciente quando fiz aquilo? - Disse aproximando seu rosto para perto do meu.


- É melhor você parar com isso ou podem..


- Podem? - Disse inclinando meu rosto. 


Quando senti que Taehyung iria me beijar naquele instante, ouvi a porta do apartamento dele ser aberta. Rapidamente ele saiu da minha frente e se virou para porta. 


- D-droga! - Disse assim que vi Jungkook na porta e Taehyung do meu lado. Sai do local rapidamente e entrei no meu apê.


Fechei a porta no mesmo insta e fiquei parada de costas para ela e escorreguei nela até chegar o chão. Me veio na cabeça o Jungkook dizendo para não sentir nada pelo Taehyung, Sana dizendo que estava interessada nele também. Minha cabeça estava um completo Carnaval, eu sabia que se aquilo passasse disso, poderia se tornar algo pior.


- Não pensa nele, não pensa nele, não pensa.. MERDA, POR QUE ELE TINHA QUE TENTAR ME BEIJAR? QUE DROGA!





Notas Finais


🕶🦇


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...