História Meu Vizinho - Jikook - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook
Visualizações 190
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas finais meus amores
Não revisado,perdão qualquer erro

Capítulo 14 - "Ele voltou..."


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho - Jikook - Capítulo 14 - "Ele voltou..."

Segunda Feira

02:32 AM

 - Você disse que não voltaria mais... Caralho,porque você tá aqui? - Jimin perguntava ao garoto de cabelos azulados,com os olhos cheio de lágrimas. Via mais uma pessoa a sua frente que o machucou de todas as formas,tanto psicologicamente como fisicamente,quem o fez perder a esperança na palavra "amor". Sem dúvidas,era o pior pesadelo de sua vida.

- Bebê,eu mudei e eu te quero de volta. Eu te amo muito e-

- Não! Você não me ama! Você nunca me amou! Você me feriu tanto,não se fere alguém que se ama. Nunca! - Jimin falava suas palavras,tentando se manter de cabeça erguida de toda forma. Mas o motivo de Jimin não ter acreditado em amor, de achar que isso era uma farsa estava ali. 

- Você gosta de outro,não é? -  Perguntou o de cabelos azulados,começando a sentir a irá em si. Jimin pertencia a ele,e mais ninguém. Não suportava a ideia dele estar nos braços de outro,recebendo amor de outro. Quando na verdade,queria Jimin perto dele,recebendo seu amor. - Você gosta daquele seu vizinho,de merda? 

- A única merda que tem aqui é você. -  Disse Jimin firme. - Eu gosto dele sim,ele é uma pessoa ótima pra mim. Diferente de você.

- Vou ter que tirar ele da sua vida pra você ficar comigo né? Pena. - Riu debochado.  

 - Você não vai fazer nada com o Jeon. Eu não vou deixar.

- Escolha sua Jimin,ou ele ou você. 

Jimin acordou assustado, ofegante. Porque teve sonho com alguém que não via tem meses? Era estranho,muito estranho.Então Jimin olhou para janela de seu quarto que estava entre aberta. Se sentiu burro por não ter fechado antes de dormir. Mas quando encaminhou para fechar,viu um pequeno bilhete ali. 

"Nós sabemos de você,graçinha"

Jimin tremeu.

Alguém estava trolando,só pode. Uma brincadeira de mal gosto com ele. Tinha acabado de ter um sonho horrivel,nem sonho. Um pesadelo. E ainda quando acorda,recebe isso?

Veio uma dúvida em Jimin : Será que ele deveria contar pra Jeon? 

Bom,ele decidiu que sim. Por mais besteira que fosse,Jimin estava tentando ser melhor e mudar por um relacionamento. Não que ele quisesse,mas que isso ia ajudar a ele. A quebrar todo medo e ter confiança em seu parceiro epor mais que seja pouco tempo,Jimin confiava em Jungkook. Não entendia como sentia muitas sensações com o mesmo,mas tudo era conexão.

Jimin sabia que por mais que odiasse,aquela noite ele não dormiria. Ele tem um sério problema chamado ansiedade e isso sem ele perceber,toma conta dele. E sua dúvida estava naquele sonho,porque ele estava lá? E segundo,quem mandou esse bilhete?

Jimin começou a sentir seu corpo enfraquecer,não tendo controle e deitou em sua cama e mesmo que incomodasse Jeon,decidiu ligar pra ele. Ele estava começando a ter uma crise de ansiedade,ficou com dificuldade pra segurar o celular pois suas mãos suavam.

A ansiedade faz isso com você,ela te domina. Coloca coisas nas suas cabeças,te faz pensar ser a pior pessoa do mundo. É como se você fosse morrer,ali mesmo. Quando começou a chamar Jeon, Jimin ficou mais nervoso ainda. Com seu coração começando a acelerar,e todas as lembranças passadas vindo a tona,as piores.

- Alô? Jimin,tá tudo bem? - Jeon perguntava preocupado,não era hora de se ligar. E então ele ouviu a respiração tão ofegante de Park. Ele sabia o que ele estava tendo,mas uma crise. - Amor,me escuta. Tudo bem? Respira fundo três vezes. - Park assim fez,com lágrimas em seus olhos. Respirou fundo três vezes e relaxou,mas bem pouco.

- Jeon... Eu não aguento mais. - Jimin disse,chorando. Seu coração acelerado,suas mãos suando,uma leve falta de ar vindo em si. Ele estava incomodando Jungkook com seus problemas.

- Olhe pra Janela. - Disse Jeon e assim Jimin fez,sentando na cadeira que tinha próximo a janela. E assim viu o que consegui lhe acalmar. Jungkook estava sem camisa,com os cabelos bagunçados mas com uma tiara de coelho. O que deixou ele fofinho. - Agora respira fundo,junto comigo. 

E assim começou mais um momento em que ambos não esqueceriam,eles respiraram fundo juntos e Jungkook tentava distrai-lo. Falando várias besteiras e contando piadas horríveis pra Jimin. Sim,Jungkook amava aquele loiro. Estava as três horas da manhã,o ajudando,rindo e conversando e tentando tirar os problemas do loiro.

Com ele não era diferente,Jungkook estava se distraíndo também.

Mas a felicidade de Jimin,para Jungkook teria que sempre ser acima da sua. Então,ele pode estar triste,se Jimin estiver feliz. Ele vai estar feliz.

[...]

- Eu realmente não quero saber dessa papelada,pai. Eu não cuido dessas coisas aqui na empresa. Não venha jogar suas responsabilidades pra cima de mim. - Disse Jungkook com seu chefe,vulgo seu pai que estava em seu escritório,sentado a sua frente.

- Você é meu filho e deve me obedecer. - Disse Sr Jeon.

- Aqui,sou vice presidente. Infelizmente,aliás nunca pedi pra estar nesse lugar. - Disse Jeon, sincero.

- Se sua mãe estivesse aqui. Ela que estaria,por sua culpa ela não está! - Disse Sr Jeon dessa vez se levantando e batendo as mãos na mesa de Jeon,o mesmo levantou e encarou seu pai. Só que calmo e com um olhar de deboche,aquelas palavras não o atigiam mais.

- A camisinha esteve aí o tempo todo,não usou porque não quis,agora aguenta. Se mamãe estivesse aqui,estaria com orgulho de mim. - Jeon disse em seu tom normal de voz e com certeza do que dizia,ele se encontrava com sua mãe de vez em quando nos seus sonhos e mesmo sendo apenas ali,ele amava ela.

Seu pai simplesmente saiu batendo a porta na cara de seu filho,o mesmo não se importou, já tinha problemas demais pra se esquentar com coisas tão bestas assim de seu pai. Ele estava preocupado com outras coisas,sua gangue rival está de olho em Jimin.

E isso já era um perigo enorme pra ele.

[...]

A tarde foi passando,Jimin e Jung Hoseok ensaiaram a coreografia deles que estava ficando com muitas coisas legais,que o professor elogiou muito. Já Taemin,estava em sua aula de Medicina,o mesmo amava essa área então ele não focava em nada que não fosse isso,aliás medicina é um trabalho. Jung e Tae saíram,e estão começando a ter sentimento um pelo outro,e está correndo bem pois parece ser recíproco de ambos. Estavam todos bem,por enquanto.

- Eu não acredito que vocês não transaram,mano. - Taehyung disse decepcionado. Estavam todos na saída da faculdade,Jimin,Hope e Taemin conversando no estacionamento.

- Ele falou algo do BDSM,sabem o que é? - Jimin perguntou e todos olharam surpresos.

- Jungkook sabe muito sobre o assunto,vamos deixar ele te dizer. - Jung falou para Jimin. - Você vai amar. 

- Eu já pratiquei uma vez - Disse Taehyung. - É muito bom. 

- Vocês são todos uns perdidos. - Taemin disse rindo. - Mas queria eu praticar.  

- Tudo bem gente,vamos ir em algum lugar comer? - Sugeriu Hoseok e todos assentiram.

- Vamos tomar um açaí? Tem um perto da minha casa. - Falou Jimin.

- Vamos,todo mundo no meu carro. - Taemin disse e todos entraram.

- Sorte que hoje eu vim andando então você vai me deixar em casa. - Disse Hoseok.

- Tá bom tá bom. - Taemin disse rindo.

E assim foram todos próximo a casa de Jimin,conversaram,riram e contaram as fofocas. Jimin disse como foi a viagem com jungkook,e todos ficaram chocados em saber como o Jimin estava se apaixonando por Jungkook. E pela primeira vez,não estava com medo dessa relação.

Sentiam orgulho.

Chegando na lanchonete que era pequena, fizeram seus pedidos e foram sentar do lado de fora,tinha vista para as ruas,inclusive era possível ver a casa de Jimin e de Jeon. Era umas nove e meia da noite,mas Jimin não estava preocupado com o horário. Então,ia se distrair com os amigos um pouco.

Quando os açaís chegaram, começaram a conversar denovo e rir das palcgafas que cada um fazia.

- Mas gente sério! O jimin era mais piranha que eu,ele dava pra um todo dia. -Todos riram,Jimin também só que extremamente forçado. Agora ele não era assim,estava diferente,não queria tocar no seu passado.

- Foi só uma fase,tá bom Tae? - Disse Jimin.

- Queria que continuasse,mas você tá com um puta de um homem lindo. Até eu largaria essa vida. - Hoseok e Taehyung se olharam,Jimin e Taemin não entenderam nada.

Jimin estava comendo quando seus olhos foram levados a sua casa, viu alguém pulando de sua janela. Não era possível ver o rosto,mas imediatamente se lavantou e correu até sua casa,pra verificar se sua mãe estava bem.

- Jimin! - Correu tae atrás dele - Vamos também! - Disse para Taemin e Hoseok,os mesmo foram atrás.

Jimin chegou quase quebrando a porta de sua casa,quando viu sua mãe chorando. E ao lado dela,tinha uma carta coberta de sangue fechada. Sua mãe não abriu,mas parece assustada por ver que alguém invadiu sua casa. Jimin pegou aquela carta,e soube na hora quem havia mandado.

"eu estou com eles,você será meu agora,por bem ou por mal

        yg" 







Notas Finais


Comentem o que estão achando,são os comentários que me incentivam a continuar escrevendo 💖
Vai vir tanta coisa por ai,eu espero que estejam gostando!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...