História Meu Vizinho Possessivo (JiKook) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 117
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Np começo deste capítulo me inspirei na minha aula de quinta-feira. O professor de vocês também já gastou duas aulas falando sobre o Período Napoleônico?
;-;

Boa leitura! Desculpem qualquer erro. ;*

Capítulo 3 - III. Estranho



Horas antes:


Jimin havia se despedido da maneira mais educada que conseguira, saindo o mais rápido possível da casa dos novos vizinhos. Park se sentia completamente desconfortável, havia se sentido incomodado com o olhar estranho de Jeongguk.

Assim que a porta fora aberta e Jimin o reconheceu, achou que ele fosse lhe matar. O jeito que o moreno havia falado consigo era totalmente diferente de horas atrás quando haviam se esbarrado no caminho. Ele o olhava como se estivesse hipnotizado, como se procurasse algo que nem o baixinho sabia o que era. Na opinião do Park  ele era muito estranho.

Entrará em sua casa o mais rápido possível e fora direto pro seu quarto, onde havia deixado seu celular. Ao ver a cama se “jogou” pegando seu celular e discando o número de Taehyung.


[ Ligação On ]

— Tae? Sou eu, Jimin. — Disse assim que escutou a voz do outro lado da linha.

— Eu sei que é você, Jiminie. Tenho seu número gravado. — Disse o óbvio, rindo em seguida — Aconteceu algo?

— Sim. Onde você está?

— No mercado com minha mãe, por que?

— Nada, eu espero até amanhã e te falo na escola.

— Se for algo sério, eu posso... — Falará rápido com a voz aparentemente preocupado mas Jimin o cortou antes que terminasse da falar.

— Não é nada importante. Te falo amanhã.

— Certo, mas amanhã você vai me contar tudo.

— Ok. Tchau!

[ Ligação Of ]


[•••]


— O que tem de estranho nisso, Jiminie? — Taehyung perguntou após Jimin terminar de contar sobre a noite passada.

— Ele ficou olhando estranho pra mim, Tae. Parecia está procurando algo em mim. — Falou relembrando.

— Deve ter te achado bonito. — Disse enquanto passavam pelo portão do colégio.

— Fala sério, Taehyung! — O baixinho encarou o amigo com tédio — Ele deve ser uns dez anos mais velho e com certeza é hétero.

— “E com certeza é hétero” — O Kim revira os olhos enquanto imita a fala do outro — Você é muito pessimista, Jiminie. Tem que parar de achar que todo cara...

— Ok, Tae, esquece isso. — Interrompeu antes que ele falasse algo que não queira ouvir — Vamos pra sala.


[•••]

17hrs02min

Finalmente as aulas haviam terminado e todos os alunos agradeciam por isso, especialmente Taehyung e Jimin.

— Já não aguentava mais ouvir tanto sobre a Era Napoleônica. — Taehyung proferiu irritado. As últimas duas aulas havia sido de história e a professora gastou os 120 minutos falando apenas sobre o Período Napoleônico.

— Estou até com dor de cabeça. — Murmurou Jimin, sua cabeça estava realmente latejando.

— Nem me fale. Jiminie me espera lá na frente, vou no banheiro, okay?

— Certo.

Park terminou de guardar seus livros no armário e caminhou até a saída. Sentou-se em um dos banquinhos que haviam alí e em poucos segundos depois, ouvirá seu nome ser chamado. Levou o olhar para a onde a voz o chamará e paralisou no mesmo instante ao ver quem era...

Estava ele, do outro lado da rua, encostado em uma bela BMW preta, seu novo vizinho, Jeongguk.

O baixinho abaixou a cabeça e tentou convencer a si mesmo que era loucura da sua parte achar que ele estava mesmo chamando por sim.

— Vamos? — Kim perguntou assim que ficou ao lado do outro.

— S-sim — Afirmou ainda um pouco aéreo e se levantou sem olhar para trás.

— Jimin? — Escutou seu nome ser chamado de novo — Hey, Jimin?

— Acho que alguém está a te chamar, Jiminie — Taehyung disse e ameaçou a se virar para ver quem era mas o loirinho fora mais rápido e o puxou.

— Não é ninguém. Vamos. — Puxou o outro pelo braço e apressou os passos.

— Jimin! — E novamente seu nome fora chamado, agora ainda mais perto, logo sentiu um leve aperto em seu ombro e assustando-se.

— Quem é você? — O Kim se virou encarando o moreno alto. E neste momento Jeongguk sentirá vontade de ignorá-lo. Queria que Jimin falasse consigo e não outro.

— Sou Jeongguk, novo vizinho do Jimin. — Disse sorrindo forçado e a contragosto estendendo a mão para que o outro apertasse e ele fez prontamente.

— Não vai falar comigo? — Jeon disse risonho, ignorando o outro garoto.

O baixinho virou um pouco sem jeito — Oi! — Disse tímido, abaixando a cabeça.

— Não sabia que estudava aqui — Murmurou como que não quer.

— É... O que faz aqui?

— E-eu, eu vim pegar a filha de um amigo meu pra ele mas parece que ela já foi. — Disse sorrindo nervoso e coçando a nunca, fazendo Jimin achar o gesto fofo.

— Entendo. T-temos que ir agora. — Disse pronto para sair mas fora interrompido por sua voz.

— Eu posse levar vocês.

— Obrigado, mas nã... — Antes de terminar foi novamente interrompido, desta vez por Taehyung.

— Nós aceitamos sim. — Falou e no mesmo instante Jimin fuzilou com os olhos mas o mesmo fingiu não ver.

— Vamos então — Jeon disse e Taehyung foi o primeiro a sair em direção ao carro.

— C-claro — Jimin passou em sua frente e rapidamente Jeon pôs uma de suas mãos no final das costas do loirinho o guiando.

Jeon não sabia, realmente não sabia o que havia acontecido exatamente para aparecer alí e inventar uma desculpa, era algo que não podia e não queria controlar. Ele precisava vê-lo.

— Jimin? — Tanto Jeon e Jimin foram despertados do transe que ambos se encontravam ao escutarem uma outra voz masculina chamar pelo Park. Jeongguk se virou rapidamente e sua visão fora ao encontro de um moleque correndo em direção do “seu” loirinho.

“QUE PORRA ESSA? O QUE ESSE MERDA QUER COM O MEU JIMIN??!!” — Era o único pensamento enciumado de Jeon.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...