1. Spirit Fanfics >
  2. Meus 7 amores >
  3. Festa pt5

História Meus 7 amores - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Festa pt5


Tae p.o.v.


   Observei mais uma vez o rosto da minha melhor amiga de olhos fechados em sua cama. Levá-la até ali foi um processo... Bem... Complicado.

   Vamos resumir que ao chegar em casa ela não parava de repetir que não podia escolher entre J hope e Suga, até eu a jogar na banheira cheia.

   Se ela tivesse sóbria, talvez eu estivesse sem um dos meus olhos hoje. Mas isso a gente releva.

   S/N ainda tentou me agarrar dizendo que queria se esquecer das decepções da noite, ou qualquer coisa do tipo. Ignorei e deixei a bêbada brincando com a água até se trocar e sair do banheiro, um pouco mais consciente. Não tive a possibilidade nem de zoar com a cara de bêbada dela, já que a primeira coisa que fez ao abrir a porta foi me empurrar pro lado me chamando de poste ou qualquer coisa do tipo, e se jogar na cama com a cara no travesseiro.

_De nada... puta

_Vai se fuder, Taehyung -virou então pro lado e se encolheu nas cobertas, dormindo logo em seguida.

   Passo as mãos no cabelo e não escondo um sorriso ao fechar a porta do quarto. Me viro depressa e acabo esbarrando em algo. Em alguém.

_Ahn... quem... Ah, Hope

_Esperava que fosse quem? -arqueia uma das sobrancelhas

_Qualquer um dos meninos, você não é o único que mora nessa casa, idiota

   Ele levanta as mãos em sinal de rendição e dá um sorriso. Penso nas possibilidades de juntar a população da Coréia pra fazer um abaixo-assinado pra Jung Hoseok nunca mais parar de sorrir.

   Só sorrio de volta, pensando no quanto eu posso estar com uma cara de idiota.

_Corrida até lá em baixo e depois um filme? -ele propõe ainda sorrindo.

_Hope, são 4 da manhã -digo sorrindo quadrado. Claro que eu queria ver filme com ele, só queria fazê-lo implorar pela minha companhia.

_Quem chegar por último faz a pipoca -ele diz ignorando completamente minha afirmação.

_Bora.

_3…2…1…

   Saímos correndo e descemos escada abaixo, mas quando coloco as mãos no estofado do sofá ouço um grito. Viro apressadamente e vejo J Hope deitado no pé da escada, abraçando um dos joelhos com o braço. Dou meia volta no tapete e corro até ele, ajoelhando no chão para ajudá-lo.

_Hope? Você está bem? -pergunto colocando as mãos no joelho que ele abraça, e ele solta uma risada. Vejo ele levantar depressa e sair correndo, e tento raciocinar o que acabou de acontecer.

   Kim Taehyung foi enganado pelo melhor amigo apenas por que este não quer tirar a bunda do sofá pra fazer pipoca.


_NÃO ESQUEÇA A PIPOCA, TAE!

_VAI TOMAR NO CU, HOPE


[quebra de tempo]


   Estamos debaixo da coberta vendo um filme de terror qualquer. Bem, eu tô vendo. Hobi tá mais ocupado rindo da minha cara de assustado.

   Eu estou literalmente agarrado nele enquanto escondo o rosto no seu pescoço. O balde de pipoca agora vazio descansa ao lado do sofá.

_Não entra lá menina... não entra... nã.. PUTA QUE PARIU HOBI ELA ENTROU! COMO ASSIM ELA... AAAAAAAH.

   Abraço Hoseok mais forte e levanto meu joelho, mas percebo que dessa vez ao invés de rir de mim, ele fica tenso.

_T-tae, o joelho

_Joelho? Que joelho?

_O s-seu joelho Tae, abaixa ele

   Olho pro meu joelho, que na posição que nos encontramos, pressiona bem... Uma área sensível do garoto.

_Ah... Tá

   Passamos o resto do filme em um silêncio incômodo e olho de canto para Hoseok, que parece desconfortável. Desço o olhar para sua calça de moletom... Tem um pequeno volume ali.

   O filme acaba e Hobi desliga a TV, mas nenhum de nós dois se mexe pra botar o balde de pipoca na pia ou pra comentar algo do filme.

_Taehyung

_Hm?

_Se hipoteticamente... Sabe, uma situação completamente hipotética... Se você se declarasse pra uma pessoa e ela dissesse que precisa pensar, mas esse "pensar" tenha ficado na cara que a pessoa te deu um fora e não quer nada com você... O que você faria?

_Se ela não quer nada comigo, eu desisto e vou pra outra. A não ser que a pessoa realmente ama muito a outra e queira fazer de tudo pra eles ficarem juntos. Por que? -respondo sua pergunta com o coração acelerado, sem nem ao menos saber o motivo.

_Hm -foi a única coisa que ele respondeu

   Na sala instalou-se mais um silêncio incômodo, pelo menos de minha parte, entre nós. E ficou assim por longos segundos até ele interromper com mais uma pergunta:

_Transa comigo?

   Engasgo com a minha própria saliva e começo a tossir. Quando pareço melhorar, olho pro rosto dele que não contém nenhuma expressão e fico vermelho, antes de soltar uma gargalhada.

_Hope?

_Ah... -ele passa a mão no cabelo- quando acontecem coisas ruins comigo, eu saio e bebo, e acabo transando com alguém, e isso me faz melhorar. Pode parecer estranho, mas faz. E bem... A gente acabou de sair de uma festa agora e está de manhã, não seria confiável me deixar beber, e aliás você já me deixou excitado mesmo e-

_Sim

   Dessa vez é ele quem se assusta mas se recupera mais rápido que eu. Suspiro revirando os olhos e ando até ele, sentando em seu colo com uma perna de cada lado, e segurando seu rosto com minhas duas mãos. Ele surpreendentemente permanece parado e aceita o toque.

   Sorrio travesso e então me inclino um pouco mais sobre ele.

_Eu transo com você, Hope.

   E então tomo os lábios de Hobi com urgência, e começo a rebolar levemente no colo dele, arrancando suspiros no meio do beijo. Peço passagem pra língua e ele cede. Sua boca tem gosto de pipoca.

_Sem sentimento, só prazer? -ele pergunta ainda de olhos fechados depois do beijo. Engulo em seco ao responder.

_Sem sentimento. Só prazer.


Notas Finais


eu nao sei mais oq to fazendo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...