História Meus crushes e Ele (Imagine Jungkook- BTS) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei! E com mais um capítulo bem top pra vocês minhas lindas!

Boa leitura;

Capítulo 2 - Uma conversa (nada) legal com o meu arque-inimigo


Fanfic / Fanfiction Meus crushes e Ele (Imagine Jungkook- BTS) - Capítulo 2 - Uma conversa (nada) legal com o meu arque-inimigo

 

Depois daquele incidente de ontem, voltei para casa estressada e devorei os meus doces assistindo filmes de romance clichê para afogar minhas mágoas. Pelo menos nos filmes os romances dão certo.

 

Mas gente, aquele garoto foi tão ignorante, aish! Vontade de esfregar a cara dele no chapisco. Ele me derruba e ainda me trata mal, ah vai te catar moleque! Eu mereço hein.

 

E quando eu vou ligar para a Fany para contar o que aconteceu, ela atende falando - na verdade gemendo - que não dava ‘pra falar porque ela e o Yoon estavam no ‘rala e rola’. Super desnecessário, não precisava me falar, era só não atender. Eca.

 

Sim, eles não são mais virgens, e por Deus, eles tem um fogo que nem bombeiro apaga. Depois falam que eu sou a pervertida do grupo. E antes que fiquem na dúvida, sim eu sou virgem.

 

Ah, ‘qualé. Eu sou uma adolescente de dezesseis anos e nunca transei, e daí? 

 

Podem me achar careta, mas eu estou feliz assim. Talvez nem tanto, mas ninguém precisa saber dos meus desejos não saciados.

 

Mas saindo desse assunto, acho que realmente tenho que parar de gostar do Kim Taehyung mesmo. Por que isso de novo? Simplesmente porque eu estou perdendo meu precioso tempo do intervalo assistindo o mesmo treinar. De novo! É a décima vez no mês!

 

“Nossa você é tão trouxa!”

 

Eu sei que sou, mas é mais forte que eu. Ele é tão lindo, o cabelo, os olhos, o sorriso... Ah. E ele concentrado então, pai amado! De verdade, não me achem doida mas ele é muito gostoso! Tenho que admitir. E parece que ele me provoca com aqueles sorrisinhos de lado, nada puros. Aigoo, S/N para de ficar bobona assim.

 

Mas vai me dizer que quando tu fica apaixonada, você não fica bobona assim no seu crush? Duvido! Eu sei que falo que é ruim estar apaixonada, mas não é tão ruim assim também. Tipo, o sentimento é bom, eu gosto dele, das sensações que ele traz. Mas às vezes ele não é bom porque nos iludi, e é por isso que eu sou assim. Sou uma fracassada iludida pelos charmes de Kim Taehyung.

 

Podia existir outro meio de me fazer parar de gostar do Tae sem ser outros garotos. Até porque isso piora a minha vida. Já sofro por um, agora quero sofrer por outros? Parece que eu mesma estou cavando a minha própria cova. E por falar em cova, sabiam que eu conheci um garoto super bonito que mora em frente ao cemitério da cidade? É melhor eu parar.

 

Eu posso até gostar de outras pessoas mas Kim Tae definitivamente é o car...

 

- Eu não acredito. Além de mal educada e estranha, a estrangeira gosta do Kim Taehyung. - Salto do banco quando o garoto senta do meu lado fazendo sinal de negação com a cabeça.

 

Oh man holy shit.

 

- O que você tá fazendo aqui?! - Aquele mesmo garoto ignorante de ontem esta aqui do meu lado. Do meu lado!

- Eu estudo aqui. - Diz simples colocando as mãos atrás da cabeça se debruçando no banco. Mas como é folgado!

- Desde quando? Nunca te vi aqui. - Arqueio as sobrancelhas e cruzo os braços enquanto encaro o folgado que estava com um sorriso de canto nos lábios.

- Desde hoje. E juro que se eu soubesse que essa escola aceitasse pessoas como você estudando aqui, eu ajoelharia no milho implorando ‘pra minha mãe não me mudar ‘pra cá. - Diz fechando os olhos, colocando os fones se concentrando na música que ele começou a escutar.

 

Ah, ele quer escutar música? Mas não vai nem aqui nem no raio que o parta!

 

- Olha aqui seu idiotinha! Você acha que eu estou feliz com você aqui? Óbvio que não! Eu é que não acredito que essa escola aceita garotos ignorantes e mimadinhos como você. E se você for ficar me atormentando até aqui eu juro que eu vo... 

- Será que tem como a estrangeira parar de falar? Meus ouvidos merecem escutar vozes de anjo como da IU do que vozes do satanás como a sua. - Diz retirando um lado do fone e me lança um olhar cínico que me dá nos nervos!

 

- Ah, seu moleque de merd... 

 

- Ah, S/N! Vejo que já conheceu o Jungkook. Eu queria te apresentar ‘pra ele mesmo, espero que se deem bem. - Ah mas é claro que eu vou me dar bem com ele. Ô se vou Min Yoongi. - A Fany tá na biblioteca devolvendo uns livros de química e disse que se você quiser pode ir atrás dela mas acho que ela não vai demorar muito não. 

- Ah, ok Yoon. - Sorrio falsamente para o mais velho disfarçando a minha raiva pelo moreno do meu lado que observa a cena com uma cara de desinteresse.

- Vou lá treinar rapidão, já volto. - Diz correndo até o centro da quadra tomando a bola de um menino e marcando uma cesta de três pontos no meio do jogo. Yoon joga muito bem.

- Pelo menos é educada com alguém, S/N. - O garoto, que agora descobri se chamar Jungkook, volta o olhar pra mim e eu rio desacreditada pela audácia. Mas, pera ai...

- Primeiro, quem foi mal educado ontem foi você seu sonso; Segundo, como é que você sabe o meu nome? - Jungkook bate com a palma na testa suspirando fundo.

- Senhor daí-me paciência. Você é burra ou o que?! Yoongi-hyung acabou de te chamar pelo seu nome sua louca! Aish, tem memória de peixe. - Coro levemente e fico sem graça pela falta de atenção.

- A-ah, eu não percebi, seu escroto! Mas, esquece. - Cruzo os braços com um bico nos lábios e o garoto volta a se concentrar no celular. - Como conhece o Tae? - Solto a pergunta para o mesmo que franze o cenho.

- O Kim TaeHyung? - Assinto rapidamente e o mesmo fica pensativo. - Não sei se devo te contar. - Faz uma cara sapeca e eu sinto uma tremenda vontade de socar a cara dele. Idiota.

- Fala logo, porra! - Falo já farta pela enrolação, é só uma pergunta!

- Nossa, que boquinha suja hein! Seus pais não te deram educação não? - Fecho os olhos contando até dez para eu não jogar ele dessa arquibancada. 

- Sem brincadeirinhas bestas, Jungkook. - O moreno passa a língua entre os lábios, sendo um pouco sexy eu diria, mas não digo pois ele se tornou meu arque-inimigo.

- Ok madame, como quiser. Só não se assuste, viu? - Jungkook se aproxima do meu rosto e para rente ao meu ouvido direito, deixando sua respiração bater levemente nos meus cabelos me deixando paralisada. - Taehyung me fode todo dia. 

 

Mas que porra é essa?

 

- Pervertido! - Empurro ele para longe de mim e ele começa a gargalhar. - Pare de mentir, besta!

- É verdade, eu menti. Na verdade eu que fodo ele todo dia,  nunca seria o passivo da relação. - Diz jogando os cabelos para trás e eu bufo irritada.

- Sem brincadeiras Jungkook! Menino chato! - Indago irritada com o garoto que ri do meu nervosismo.

- O que? Não aceita que o namoradinho é gay? - Levanto a mão ameaçando o acertar e o moreno se rende. - Ok, ele é meu vizinho. Satisfeita? - Suspira pegando o celular novamente parando a música que ainda rolava.

- Hum. - Digo simples enquanto o mesmo encara o Kim Tae na quadra e logo me encara por alguns segundos. - O que foi agora? - Digo impaciente.

- Você não faz o tipo dele. - Diz dando de ombros e volta a mexer no celular. Não me abalo muito mas fiquei curiosa para saber o porquê. Fico encarando Jungkook até ele perceber e bufar alto. - Por que é que eu decidi ficar aqui mesmo? - Bagunça os cabelos com as mãos e vira de frente para mim. - O que foi, estrangeira?

- Por que disse que não sou o tipo do Tae? - Digo com um pouco de receio e Jungkook ri. - Para de rir, idiota.

- Aish, Kim Taehyung pode ser simpático mas sei como ele realmente é e do tipo de garota que ele gosta. Você ‘pra ele seria só um... Digamos que passatempo. - Fala direto e nego com a cabeça desacreditada.

- Por que acreditaria em você? - Falo duvidosa enquanto assisto o mais alto colocar os fones novamente.

- Por que não acreditaria? Huh? Conheço ele mais do que você pensa. Mas acredite no que quiser, eu estou longe de ser o mocinho bonzinho da histórinha de neném dormir e o Kim também não se encaixa nesse papel. - Fecha os olhos novamente e volta a se concentrar nas suas músicas.

 

Por que ele é assim? Nem o conheço direito ‘pra confiar tanto em suas palavras. 

 

Bom, é melhor ignorar. Fui trouxa perguntando isso a ele. Levanto-me da arquibancada e caminho para o outro lado do colégio onde fica a biblioteca, tenho que encontrar a Fany urgente. Caminho lentamente porém quando estou prestes a atravessar o portão escuto um grito soar.


 

- Ah, quase esqueci. O pau do seu amorzinho é pequeno S/N! - Grita trazendo a atenção de algumas pessoas para mim que saio correndo dali.

 

Eu mato esse moleque!


 

Já na biblioteca...

 

- Então quer dizer que você já conhecia o Jeon Jungkook? - Fany pergunta para mim enquanto saímos da biblioteca carregando alguns livros.

- Sim, nós nos esbarramos ontem na rua e ele foi muito hostil. Aish. - Digo balançando a cabeça tentando afastar a memória desse momento da minha mente.

- Espera, oi? E quando pretendia me contar isso, dona S/N? - Para bruscamente e eu olho para a loira cinicamente.

- Eu ia te contar ontem mesmo mas a senhorita atendeu o meu telefone gemendo o nome do Yoongi que eu até desisti. Por Deus, nem dormi à noite por sua culpa. - Faço cara de nojo e a mais velha me acerta um tapa no ombro de leve.

- Esquece isso, sim? - Diz sem graça mas logo voltando à sua postura normal. - Mas pelo visto vocês não se deram muito bem né? 

- Nem um pouco. Acredita que ele acabou de me dizer que eu sou um passatempo ‘pro TaeHyung e que ele tem pau pequeno?! - Fany começa a rir descontroladamente e eu começo a ficar vermelha de raiva. - Já deu né, palhaça!

- Desculpa monamour. - Diz parando de rir e respirando fundo. - Mas se eu fosse você escutava o que o JK te disse. - Jk? Que apelido é esse? Ele é idol por um acaso?

- Ué, por que? - Paramos em frente ao meu armário e eu abro o mesmo colocando os meus livros lá.

- Porque Jungkook e Taehyung se conhecem desde pequenos e pelo o que eu sei eles eram bem próximos. - Diz se encostando no armário do lado e eu a encaro duvidosa.

- Eram? Por que? Não são mais? - Fany nega com a cabeça.

- Não é que deixaram de se falar. Eles se falam ainda, mas pelo o que Yoongi me contou, aconteceu algo entre os dois que meio que deu merda. Acho que foi por conta de uma garota. - Abro a boca chocada e Fany dá de ombros. - Mas bem, na verdade acho melhor não acreditar nele não.

- Por que não agora, doida? - Digo dando um sorriso de leve enquanto caminhamos para sala.

- Às vezes ele só falou ‘pra te irritar. Vocês não se dão bem pelo o que você disse. - Ela diz me olhando e logo ouço o sinal tocar. Fomos para os nossos lugares e o resto dos alunos começam a entrar. Começo a encarar o corredor e vejo Jungkook passando com seus fones. Por que estou pensando tanto nele? Aish. Menino estranho.

 

O melhor a se fazer é ignorar, não é? Até parece que Kim Tae é desse jeito que Jungkook fala. Isso deve ser ódio acumulado. Até porque, por qual motivo eu acreditaria no meu inimigo?

 

 


Notas Finais


E esses dois hein? Ainda vão brigar muito. Jk do céu!

Fany e Yoongi seus safadinhos hehe 🌚

Mas e aí? Gostaram? Se sim comentem e favoritem pra fortalecer aí, gatas!

Sigam a tia @lorentic

Um beijão pra vocês ;3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...