História Meus daddies vingadores - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Tags Daddy/baby, Harem, Peterharem, Políamor, Vingadores, Yaoi
Visualizações 786
Palavras 1.616
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E hoje tem o extra Stepony (Acabei de inventar) kkkkkkk
Boa leitura <3

Capítulo 23 - EXTRA - Liberte-se


Fanfic / Fanfiction Meus daddies vingadores - Capítulo 23 - EXTRA - Liberte-se

   

 Tony foi empurrado de costas para o tapete aos pés da cama, já todo nu, afinal foram arrancando as roupas pelo caminho da praia até ali entre beijos que podiam fazê-lo esquecer seu nome.

  Então ele ergueu os olhos e viu a íris do mais alto cravado em si, escuras, fixas.

  Sexy.

— Ajoelhe-se, Antony, ajoelhe-se para mim.

  A voz percorreu sua pele como maçarico, espalhando fogo e ardência. Que demônios...

— Não.

  Rebateu ainda firme, desobediente, permanecendo de cotovelos no chão, meio deitado, encarando Step com um pouco de irritação. Então ele sorriu de canto e se curvou sobre seu corpo mordendo um dos seus mamilos no caminho. Tony ofegou:

— Cada vez que me disser não, você será castigado, espero que esteja preparado – Então Tony foi prensado no chão e sentiu os membros em uma fricção forte e quase bruta – Acredite, vai querer me dizer sim, meu querido, bem rápido.

  Então Tony foi erguido do chão e empurrado na cama com uma destreza assombrosa. Ele não era pequeno nem leve, quando Step ficou tão forte? Foi virado de bruços na cama e recebeu um tapa estralado na bunda que o fez xingar alto e quase furioso ao mesmo tempo que o deixou mais duro. MERDA!

— Ajoelhe-se, Antony, você vai gostar, te garanto.

— Nunca!

  Rosnou grosso e então ouviu um risinho animado.

— Vai ser uma longa e proveitosa tarde, não acha?

  E Tony sorriu para si mesmo, quem sabe... Quem sabe... Se ele achava que...

  Seus pensamentos quase irônicos foram arrancados da sua mente quando sentiu um beijo casto em sua nuca e depois outro em seu rosto:

— Você quer isso tanto quanto eu, admite.

— Não.

  Rebateu só que dessa vez não foi com convicção. Ao contrário, suspirou deixando seu peso todo sobre a superfície macia enquanto o outro cobria suas costas com o peito quente.

— Eu vou ficar aqui até ouvir um sim, Antony Stark.

  A voz dessa vez foi macia e sedutora antes de Tony sentir o pênis dele passar pela sua pele sensível do cóccix e então esfregar suave pela sua bunda até entrar quase que nada no meio dela, mas ainda não invadindo seu corpo virgem, o que lhe fez gemer baixo.

— O que pensa que...?

— Quer lubrificante? Quer minha língua? O que você quer, Antony... Diga, diga em voz alta para mim.

  PORRA!
  Tony virou na cama abrupto sentido que seu pênis podia explodir de tão duro e excitado enquanto aquele maldito ator parecia no controle totalmente...

— Como você faz isso?

  Resmungou mordendo os lábios de nervoso e quase em derrota.

  Ele lhe sorriu suave e desceu a boca pelo seu pescoço arrancando de si outro gemido, mais alto:

— Quer aprender, querido?

— Não teria paciência! - Desabafou terminando por agarrar o pescoço dele e fazer os olhos manipuladores encarar os seus – Só quero saber qual é o botão que liga o Step tubarão.

— Tubarão? – Ele riu baixo e depois rolou os olhos, quase o velho ele – Tony, quantos amantes você teve? Estou começando a ficar confuso... Você é tão dominante com o Peter e com o Steve, mas quando eles não estão presentes, se esconde nessa falsa irritação, mas fica em dúvida sobre controle...  - Tony virou o rosto, mas ele não deixou e acabou segurando seu queixo para olhar no fundo dos seus olhos – Não precisa se esconder de mim, eu não vou obrigar você a fazer ou dizer o que não quer, Antony, mas estamos casados, sentimos atração um pelo outro e eu tenho muita convicção que essa atração não vai embora, só tende a aumentar. Peter, você, Loki, Bruce e Steve são meus maridos agora, somos uma família, logo não teremos segredos, principalmente segredos na cama. Eu sou um dominante, eu sou ativo, eu gosto de dar prazer do jeito que a pessoa que está comigo na cama deseja e precisa. Você é ativo, todos sabemos disso, gosta de controle, contudo deseja intimamente que alguém tire esse controle da sua mão de vez em quando, você sente que não pode ser tudo o que o Peter precisa e por isso concordou com esse relacionamento, porque você o ama enlouquecidamente assim como eu, assim como os outros e quer vê-lo feliz e realizado, entretanto eu, meu querido de gênio teimoso, eu quero ver todos vocês felizes e realizados, não só o Peter, pode ser ganância? Pode, mas eu sou assim, nada comigo é pela metade – Então ele lhe sorriu afável e Tony ofegou, ele era mesmo lindo... Tinha que admitir – No início eu pensei que seriamos todos para o Peter, mas com o tempo eu percebi que nosso relacionamento ia mudar de patamar, foi natural se pensar com atenção sobre isso. A partir daquele dia em sua casa de campo quando o Peter praticamente exigiu sexo de nós, eu soube, eu senti. No fundo você viu o que eu vi, eu sei, mesmo que não queira admitir.

  Tony suspirou fundo, mas não desviou os olhos, era verdade, ele sentia a mesma coisa, Step tinha razão.

— E então como ficamos, todos faremos sexo com todos, é isso?

— Eu prefiro chamar de amor – E ele sorriu de lado – Sexo é algo descomprometido e estamos comprometidos, todos, para o que eu espero ser para sempre. Eu quero que façamos amor, Antony, sem pressa, sem regras, sem coisas apenas aceitáveis, eu quero que você se solte, faça o que deseja e deixe que eu faça aquilo que anseia, mas que não consegue pedir. Eu não vou ir além do que te deixa desconfortável, mas quero que se permita ir além do que conhece. Vai ser bom e você vai gostar.

  Tony assentiu e então ele estreitou os olhos e se ergueu da cama:

— Então ajoelhe-se. Agora.

  Antony xingou de novo, mas fez o que ele queria indo contra a sua própria palavra e se ajoelhou aos pés da cama e diante dele ficando assim com o rosto a centímetros do pênis longo e rijo. Ergueu os olhos e Step o encarava de novo com o olhar tubarão:

— Você disse em uma de nossas conversas em grupo que gostava de sexo oral, lembra? E é claro que descobriu junto de nós que Peter também adora fazer... Além disso eu vejo como você fica todo excitado quando assiste um de nós chupando outro – Ele sorriu mais largo e Tony sentiu que ele iria acabar consigo – Mas você não costuma fazer, estou certo? Porquê?

— Você me fez ficar ajoelhado nu, no chão duro, para ter sessão de terapia, Stephen?

  Perguntou ficando estressado de novo. Ele não mudou um músculo se quer:

— Responda.

  Tony bufou, mas acabou fazendo:

— Olha só, eu tive vários casos de uma noite e eu não ia por a minha boca em qualquer pênis só porque gosto disso, acabou!?

— Mas não pensou duas vezes em fazer Peter desmaiar na sua boca.

— Meu bebê não é qualquer um, ele é o meu Peter.

— E o Steve?

— Ele é meu marido! – Quando rebateu já querendo socar o mais alto, viu ele sorrir todo cheio de si e Tony se deu conta do que disse.

— Isso significa que não precisa se conter mais, concorda?

— Se queria que eu te chupasse não era mais fácil mandar, idiota!?

  Resmungou querendo sinceramente terminar com aquela situação ridícula. Quase caiu para trás quando foi puxado do chão e acabou em um abraço quente e carinhoso:

— Se eu mandasse, você não faria e ainda ia ficar todo irritado depois. Eu já disse e vou repetir, isso tudo é sobre sentidos, Tony, sentimentos, desejo, poderíamos foder até ambos desmaiarmos e no dia seguinte não ia querer olhar para a minha cara, eu te conheço. Eu não quero assim, eu quero que no dia seguinte veja tudo com outros olhos, que veja que no fundo somos todos de todos.

— Agora entendo porque Peter sempre sai correndo para você por qualquer coisa, sua lábia é impressionante - Disse baixinho menos irritado e quase sorridente pela situação inusitada, mas surpreendente - Então não vamos foder até ambos desmaiarmos?

  Acabou provocando.

— Claro que vamos, muito, vem aqui.

  E Tony foi empurrado para a cama outra vez, só que dessa vez Step veio junto e passou a beijá-lo de maneira quase meiga, tranquila, doce que o desarmou por completo.

  Logo gemia nos braços dele disposto a deixar que ele comandasse tudo, que o fizesse esquecer seu nome e logo era só suspiros, gemidos altos e pele, logo entregava seu corpo de bandeja para o mais alto ignorando a vozinha em sua mente dizer que aquilo era totalmente insano e quando finalmente foi tomado pelo desejo absoluto, só queria ser fodido pelo Step e gozar até ficar sem cérebro.

  E talvez ele tenha dito isso em voz alta porque quando sentiu seu corpo ser invadido depois de ser preparado por dedos experientes – Tony sempre tinha receio de machucar o Peter por isso preferia sempre que alguém já tivesse feito amor com ele antes – E tinha razão de preferir assim, Step sabia como fazer de um jeito que a dor era quase inexistente e logo ele pedia por mais de forma quase feroz.

  Eles começaram na cama e terminaram no chão da sala e Tony tinha certeza que as costas de ambos sofreriam quando a euforia passasse porque nenhum dos dois tinha vinte anos, porém naquele momento ele só pensava em ter tudo e dar tudo. Só isso.

  Quando finalmente respirou outra vez, jogado no chão na sala ao lado do maior de olhos fechados e pele úmida, Tony acabou rindo da situação:

— E olha que no fim eu nem te chupei.

— Temos mais de dez dias de núpcias pela frente, acredite, sua boca vai ser muito usada até lá.

  Tony estreitou os olhos, mas não respondeu, maldito homem!

  Maldito homem!

 


Notas Finais


Beijinhos!!!

Ps: Foi mais romântico que esperavam né? Em defesa do Step, ele sabe lidar com o Tony kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...