1. Spirit Fanfics >
  2. Meus dezassete anos >
  3. Capítulo 2

História Meus dezassete anos - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Não se esqueça de favoritar a história e comentar o que achou ^^

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Meus dezassete anos - Capítulo 2 - Capítulo 2

 

Capítulo 2: Vivendo os Dezassete anos novamente

 

- Sou eu? – respondi baixo para mim mesma, após observar-me mais detalhadamente pelo espelho.  

Olhei em minha volta e memórias de meu passado passaram por minha mente como flashbacks, aquele parecia o meu quarto do passado, quando eu ainda andava no liceu e estudava.

Fui até ao armário do lado esquerdo de minha cama e abri a pequena gaveta, lá estavam lá as cartas de amor que escrevi para Jimin, meu antigo crush que nunca tive coragem de enviar. Ao lado estava uma foto do jovem com um enorme sorriso no rosto, não sei porquê, mas acabei por deixar escapar um sorriso bobo logo após ver atentamente seu rosto sorridente.

E ao lado direito, uma moldura com a minha foto antiga, como sempre, parecia envergonhada e estava a tentar esconder o meu rosto com minhas mãos na foto, peguei na foto da moldura e coloquei junto a mim, enquanto comparava-me com a foto, olhei para o meu reflexo no espelho, olhei para a foto e depois voltei a olhar para o espelho inúmeras vezes…

Gritei em pânico.

- Voltei no tempo??!! – Gritei como se esperasse uma resposta.

 Sai do quarto e corri até a cozinha, e tal como esperava, estava lá a minha mãe como sempre, era o lugar predileto dela…

- Mãe!! – gritei e corri para a abraçar. – Senti a sua falta! – Exclamei.

- Não me agarre assim S/N, só passou algumas horas, você está louca? – Exclamou.

- Eu apenas senti a sua falta. – Disse ainda agarrada a ela.

- Tudo bem, tudo bem, garota bobinha, agora me largue que eu preciso preparar seu pequeno-almoço se ainda a mocinha pretender ir à escola.

- Escola? – Exclamei.

Tinha me esquecido totalmente da minha idade, não era só a Lua e a minha mãe que tinha voltado, os meus dezassete anos voltaram também e eu ainda ando na escola.

- Que dia é hoje? – Exclamei para mim mesma, enquanto olhava para o calendário, pendurado na parede da cozinha.

 - 1 de fevereiro de 2009… - Repeti para mim mesma. – É o primeiro dia de aulas, onde tudo começou!! – Gritei.

- Não me digas que esqueceste, veste-te logo e toma o pequeno-almoço, acho que você não quer chegar atrasada logo no primeiro dia de aulas.

Ah, é verdade eu cheguei atrasada no meu primeiro dia de aulas no passado, e o professor me repreendeu, todos os meus colegas riram de mim naquela aula. Mesmo que não saiba o que está a acontecer, é melhor certificar que isso não vai acontecer de novo.

Corri para o meu quarto e sentei em minha penteadeira em frente ao meu espelho, tirei meus óculos que nem sequer tinham grau, apenas serviam para me esconder neles, e observei o meu rosto jovem.

- Será que isto é apenas um sonho? mesmo se for, é melhor sair-me bem nele e não deixar que acabe sendo mais um pesadelo como no passado. – Respondi a mim mesma.

Queria causar uma boa impressão e deixar a timidez de lado desta vez, queria ao menos me sentir mais bonita desta vez…. Então coloquei um pouco de maquiagem, leve, mas significativa para as minhas olheiras.

Deixei o meu cabelo solto com um pouco de ondulação nas pontas, vesti o uniforme e sorri para o espelho, com confiança.

- Fighting! Você consegue! – Disse com a maior confiança que pude, para mim mesma.

Espero que isto não seja um sonho – pensei.

Peguei na mochila e fui até a cozinha novamente.

- Filha, você está sem os óculos? Você está diferente hoje. – Exclamou a minha mãe surpreendida com a minha aparição.

- Porquê? Está mau? – Perguntei baixo, com um pouco medo da resposta.

- Não, você está linda como sempre. – Respondei minha mãe com um sorriso como se estivesse dando-me mais confiança e a dizer que tudo vai correr bem.

- Tchau, estou indo. – Falei após pegar em um pouco de pão e o colocar de imediato na boca.

- Já? Mas você ainda nem comeu nada! – Reclamou minha mãe.

 

 

- Vai correr tudo bem, vai correr tudo bem, vai correr tudo bem… - disse para mim mesma na tentativa de me consolar, enquanto caminhava até à escola. – Vai correr tudo bem, vai correr tudo, permanece calma, vai correr tudo b-- - Até que bato em alguém.

- Ah me desculpe. – Disse cabisbaixa, tentando manter meu olhar para baixo, envergonhado. No entanto, sem resposta, olhei para cima, e aquele rosto era me familiar…. Era taehyung, o meu colega de infância…  

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...