História Meus dois lados - Imagine duplo Mingyu x Wonwoo (Seventeen) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT), Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua", Jaehyun, Jaemin, Jeno, Jeon Wonwoo, Johnny, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lucas, Mark, Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Taeil, Taeyong, Wen Junhui "JUN", Winwin, Yuta
Visualizações 162
Palavras 1.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noiiite :3

Capítulo 3 - Capítulo 3


- Sou s/n, e você ?... Você é aquele garoto da minha sala, o menino de fone que mudou de grupo – ele riu e o sorriso dele era lindo.

? – É uma bela definição

- Qual seu nome ?

? – Younghyun, mas todos me chamam de Brian

- Você toca muito bem Brian – disse sorrindo que nem boba.

Brian – Obrigada, quer que eu toque alguma coisa pra você ?

- Ah, não quero incomodar

Brian – Não é incomodo, eu adoro tocar

- Sabe alguma do Ed Sheeran ?

Ele nem me respondeu, apenas começou a tocar I’m a mess, eu fiquei tão boba enquanto ele tocava, a voz dele era maravilhosa, e eu não conseguia parar de pensar no sorriso dele, e que frio na barriga é esse que eu estou sentindo ? Isso é tão estranho. Ele terminou de tocar e eu tava tão boba que parece que ainda ouvia sua voz.

Brian – Gostou ?

- Eu amo essa música... Eu adorei... Então eu... – fui interrompida pelo meu celular tocando.

Era o Yanan, droga, já tava na hora, eu nem atendi pois sabia oque ele queria. Me levantei rápido indo em direção a porta.

- Desculpa Brian, mas eu tenho que ir, te vejo amanhã ? – disse já quase saindo.

Brian - Não é uma boa ideia, eu to aqui pela minha família, e meu irmão disse pra não fazer nenhuma amizade e não me apagar a ninguém... Ele tem medo que eu perca o controle – ele disse essa última parte meio baixa.

- Como assim ?

Brian – É uma longa história

- Mas ninguém precisa saber

Brian – Oque ?

- Vamos nos ver aqui, apenas aqui, ninguém vai saber que somos amigos

Brian – Você tem certeza ?

- Sim, agora eu tenho que ir... Até amanhã

Voltei até a cafeteira correndo, o Yanan tava la, parado me olhando com uma cara séria, mas eu sabia que ele não tava bravo por tão pouco. Eu pedi para o Yanan me acompanhar até em casa, chegando la tava o Jeonghan e Cheol no sofá abraçados, eles disseram que o Mingyu tava na cozinha. As coisas com o Mingyu estão ótima, em um mês a gente fez cada loucura que amigos sobrenaturais podem fazer, eu até me transformei por ele, e olha que eu odeio isso, mas com ele isso fica legal, mas apesar de tudo ainda somos apenas amigos, nada aconteceu, mas sei la, aquele sentimento do primeiro dia ainda está aqui, mas não sei dizer se é apenas instinto.

Eu fui até a cozinha com o Yanan pra ver o Mingyu, os dois até que se dão bem, de primeira o Mingyu ficava falando “meio estranho você e um estranho do mercado ficarem andando juntos”, mas com o tempo ele se acostumou e os dois acabaram se dando bem. Cheguei na cozinha e o Mingyu não tava com uma cara muito boa, quando eu cheguei perto ele me abraçou sem dizer nada, eu percebi que as coisas tavam tensas, então pedi para que o Yanan saísse dali pra mim conversar a sós com o Mingyu.

- Oque houve Gyu ? – disse mexendo nos cabelos dele.

Mingyu – Eu... Eu vi... – ele parecia em choque.

- Viu oque ?

Mingyu – Aquele mulher... Ela... Eles mataram ela

- Como assim ? Onde ?

Mingyu – Em um beco perto do mercado... Ele rasgou o pescoço ela, e os olhos... Os olhos dele eram diferentes, o castanhos olhos dele estava diferente... E tinha veias... Eu acho

Meu deus, olhos diferentes, veias, não é possível... O Mingyu viu um vampiro. Gyu pode ser um lobo, mas sempre foi solitário, nunca matou nem viu pessoas serem mortas... Isso não é bom.

- Como assim olhos diferentes ?

Mingyu – Não sei explicar, mas eu não conseguia parar de olhar

Os olhos de um vampiro não é necessariamente diferentes, é só um negócio nosso, tipo você consegue preder a concentração de um humano em seus olhos, isso torna a presa mais vulnerável, mas isso não funciona de vampiro para vampiro, eu preciso descobrir quem é esse outro vampiro, mas tenho que ser discreta, ainda não quero que o Mingyu saiba que eu sou metade vampira, eu sei que eu já devia ter contato, mas não sei, é muito informação e ele não ta pronto.

- Eu acho que você viu um vampiro gyu...

Mingyu – Ai mds, não pode ser... Vampiros não existem

- Pensa bem, ele rasgou a garganta dela com os dentes, não é isso que vampiros fazem ?

Mingyu – Acho que é, é muito coisa pra pensa agora, só vou tentar esquecer

- Não se você consegue esquecer uma coisa dessas

Mingyu – Nem eu

- Onde foi que você viu isso ?

Mingyu – Sabe o mercadão do centro ?

- Sei

Mingyu – Quando você sai pelo portão de trás você passa por um beco, foi la... porque quer saber ?

- Pra saber exatamente onde não ir – ri meio nervosa.

Mingyu – Ah sim

*Uma semana depois*

Já se passou uma semana, todos os dias depois da faculdade eu ia pro centro ver se encontrava alguém, mas tava sempre vazio, talvez tenho sido apenas uma coincidência. O Yan achou meio estranho eu ir no mercado do centro todos os dias, então eu tive que dizer que só la tinha um energético que eu gostava, ele achou meio estranho mas acreditou. Eu vi o Brian apenas mais 2 dias, é difícil pra gente se encontra, até porque eu nem contei pro Yan que eu fiz uma “amizade”, então é meio complicado.

Hoje é domingo, os meninos precisam de umas coisas pra fazer a janta, então acho que vou tentar uma última vez ver se acho alguém no beco. Eu peguei o ônibus e fui até o centro, só que dessa vez eu passei no beco primeiro, tava quase escurecendo. Quando eu entrei foi a mesma coisa de sempre, um beco vazio com uns sacos de lixo jogados no chão, fui até o final do beco e novamente, não havia ninguém ali, quando eu virei as costas alguém me chamou.

? – EI GAROTA – eu me virei e vi que ele estava em cima do telhado.

- QUEM É VOCÊ ? – eu gritei mas não tinha certeza que ele ouviria, era muito alto.

Ele não me respondeu, ficou la me olhando, e logo depois sumiu, então eu dei meia volta e voltei a andar até a saída do beco, mas antes de dar 4 passos eu escuto o garoto de novo.

? – Você veio aqui todos os dias da semana, oque você procura ?

- Não digo, até você me dizer o seu nome

? – Jeon Wonwoo, agora diz, que merda você quer aqui ?

- Meu amigo disse que viu uma mulher ser atacada por um... Homem, eu queria ver...

Wonwoo – Sai daqui

- Oque ?

Wonwoo – Sai daqui agora e me espera na frente do mercado

Eu sai do beco, mas parei e voltei, ele não pode me mandar embora assim, eu preciso de respostas. Antes de eu entra no beco eu ouvi mais de uma voz, eu parei e só dei uma olhada rápida, ele tava conversando com mais dois caras, agora faz porque ele me mandou embora. Eu fui até o mercado e fiquei parada la na entrada por uns 15 minutos, foi tempo o suficiente para o céu escurecer completamente. Quando ele apareceu eu pude finalmente prestar atenção nos seus traços, ele era alto, não tão alto quanto Mingyu ou Yanan, mas era alto, tinha a pele pálida, cabelo preto liso, e seus olhos era pretos também, e pra combinar as roupas dele eram pretas.

Wonwoo – Olha eu não tenho tempo a perder então vamos ser diretos, eu sei que você é uma vampira, isso é óbvio, mas porque você fede igual um cão ? E também é óbvio que você é nova aqui, até porque nunca te vi na região

- Meu nome é s/n, então se você sabe que eu sou uma vampira, significa que você também é um vampiro, e eu sou de Los Angeles cheguei aqui recentemente

Wonwoo – Não me respondeu porque você cheira igual um lobo

- É... Tipo assim... Ham... Eu tenho um amigo lobo

Wonwoo – Ata – ele riu, achando realmente engraçado, eu não entendi – não é possível, porque uma vampira seria amiga de um lobo ? Ele pode de matar em segundos

- Ele não me machucaria – disse um pouco irritada.

Wonwoo – Você é realmente ingênua, e provavelmente recém transformada, porque você nem usar seus instintos de vampiros você sabe... Mas enfim, não volte aqui, você pode acabar machucada, ou pior

Ele saiu andando e me deixou parada la, mas eu tenho coisa melhor pra fazer agora do que correr atrás de um vampiro que se acha. Entrei no mercado e comprei tudo que os meninos pediram, e também comprei meu energético favorito, até porque o Yanan vai ta lá então né, não quero que ele comente perto do Gyu que eu estou indo no centro todo dia, o Gyu vai desconfiar. Terminei de comprar as coisas e fui direto pra casa, chegando la eu ajudei eles a cozinhar, depois de comer Yan, Gyu e Cheol foram embora, e eu fui dormir.


Notas Finais


Bye bye pessoinhas ^^
Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...