1. Spirit Fanfics >
  2. Meus dois namorados - (NCT127) >
  3. O encontro ideal - Prt1

História Meus dois namorados - (NCT127) - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - O encontro ideal - Prt1


               Bony Suuh. 1 ano e Meio atrás.


Penteio meus cabelos após o banho, as janelas estão abertas e uma luz entra deixando o cômodo claro naturalmente. É meu dia de folga. Sinto meu corpo pesado e cansado, mas por ter acabado de acordar me recuso a deitar na cama agora ja arrumada. Logo depois de sairmos da lanchonete ontem, minha amiga não ficou calada um segundo. A reação dela sobre meu encontro com Taeyong foi totalmente o oposto da reação que ela teve com Jaehyun. 

Eu não sou burra, e nem nasci ontem. Eu não iria investigar isso como uma louca obcecada, pois não tenho nada com Jaehyun, mas as coisas pareciam tão obvias que eu temia está errada, e achando coisas que não devia de minha amiga. De qualquer jeito, hoje eu teria meu encontro com Taeyong e ja havia dito para mim mesma não criar expectativas como fiz da outra vez. E se Taeyong fosse ainda mais babaca que Jaehyun? Eu vou tentar parecer o mais neutra possível. 

Ligo o ar condicionado e me enrolo em meu edredom, deitando em meu travesseiro na sala assistindo a uma novela qualquer que passa na TV. Meu celular apita mas não tenho vontade de atende-lo, so que o desgraçado não para de tocar. Olho para te-la e vejo que é Sorn. 

__Fala - digo com voz arrastada e preguiçosa. 

__Credo, hoje é o dia do seu date e você ta toda morta. Ja separou a roupa? 

__Ainda são 10hrs da manhã Sorn.

__Mas você tem que está precavida. 

__Eu não vou esquecer de me vestir para sair de casa - aquele ponto, a conversa ja estava me frustrando. 

__Mas tem que ser perfeito. 

__Pra quem não gostou do meu encontro com Jaehyun, você ta super animada pra que eu saía com Taeyong. 

Silêncio. Bingo! 

__Porque eu ja havia dito que Jaehyun é babaca. 

__Pelo o que eu lembro, você disse que os dois não faziam o tipo "Encontro romântico"

__É. .eu...na verdade,...porque você ta falando disso agora, eu so queria que você saisse com alguém legal. - suspiro

__Sorn, eu so quero descansar no meu dia de folga, depois te conto como foi meu encontro. Tchau. 

__Ah, ok..tchau. 

Quando ela desliga, jogo o celular em algum lugar do sofá e em seguida pego no sono. O som da campainha m acorda em um susto, olho para o relógio da televisão que marca 1hr da tarde, dormi bastante. Me sento sofá e me espreguiço, indo atender a porta. 

Não ter chechado meu cabelo ou meu hálito antes, deveria ser um erro, porquê atrás  da porta eu vejo um Taeyong bem vestido, arrumado e cheiroso com algumas sacolas nas mãos. Sinto meus olhos arregalarem por um segundo. 

__Desculpa aparecer do nada, sei que é bem estranho eu saber onde você mora, mas eu quis vir de dia para aproveitarmos o dia ao invés da noite. 

Ele diz tudo em um fôlego so, me sinto envergonhada por está usando um pijama que seria julgado facilmente como infantil, sem conseguir falar alguma coisa dou passagem para que ele entre. Taeyong olha para meu apartamento dando um giro, lembro de como eu olhei para o dele no dia que nós ficamos. 

__É um ótimo apartamento - ele diz e me olha - e você ta fofa com esse pijama. 

Acho que é a primeira vez que vejo o mesmo sorrindo sem segundas intenções e so posso dizer que é tão doce. Acabo sorrindo junto. Ele levanta as mãos mostrando as sacolas. 

__Trouxe comida, eu não sabia o que você gostava então eu trouxe de tudo. 

__Pode colocar no balcão eu vou so colocar uma roupa melhor - digo notando que o mesmo vestia uma calça jeans preta, com uma blusa branca e os cabelos loiros penteados para trás. Cheio de personalidade. 

__Tudo bem, eu espero. 

Coloco um vestido azul florido tomara que caia que adoro, faço  um rabo de cavalo e passo um perfume, quando volto para sala vejo Taeyong olhando alguns dos livros que ando lendo. 

__Os Lusíadas de Luiz Camões - falo o título de um dos livros que ele segura. 

__Eu ja li esse cântico, poesia classicista é  uma obra de arte - ele diz completamente alheio olhando o livro, ele coloca o mesmo de volta no lugar e quando me olha fica me encarando - Uma obra de arte, e não estou falando do livro. 

__Essa foi muito boa - Falo sorrindo. 

__Eu sou um Flerte - A forma como ele sorri de lado galanteador me faz rir. 

__Ae? Então me diga um ponto forte seu. 

__Beleza. - ele fala convencido. 

__E um ponto fraco? 

__Você! 

E se ele não tivesse dito aquilo de forma tão natural olhando diretamente para mim, eu diria que ele estava apenas fazendo uma piada, mas aquilo mexe comigo de uma forma nova. Ele se aproxima até estar bem perto, não cortamos contato. Seu braço rodeia minha cintura me puxando para perto e colando nossos corpos. 

__Você não existe - Digo tentando manter meu raciocínio. 

__E você é maravilhosa - Os lábios dele resvalam nos meus e eu fecho os olhos por instinto. 

Ele me beija, mas com carinho; uma mão toca meu rosto e nossas bocas se movem juntas começando o contado das linguas. Coloco meus braços em volta de seu pescoço aproveitando, o beijo. Nos dois paramos juntos, deixando um selinho demorado nos lábios um do outro. 

__Vamos comer? - ele pergunta, assinto com a cabeça - Vou fazer um frango que eu aprendi a um tempo atrás com minha  mãe. 

Ele vai até minha cozinha e fuça nas coisas sem nenhum pudor, fico apenas olhando para ele como uma besta. Eu pensei errado sobre Taeyong todo esse momento, ele não era arrogante, frio e reservado. Ele so se mostrava para quem ele queria. 

E eu gostava muito mais desse Taeyong. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...