1. Spirit Fanfics >
  2. Meus sentimentos momentaneos >
  3. XXII-Ratos

História Meus sentimentos momentaneos - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


E ai meus caros, dessa vez vim com poesia gótica, meio inspirada em contos de terror. Espero que seja interessante!

Capítulo 25 - XXII-Ratos


XXII- Ratos

 

Nas ruas da cidade cinza

Lá onde vem degradê monocromático

As margens do rio gigante

Onde o corvo está estático

 

Lá naquele barco

De madeira flutuando

Lá se vai o barqueiro

Ele está sempre remando.

 

Lá embaixo da ponte

Ouve-se o relógio

Lá em baixo de Paris

O som dos ratos é prodígio

 

Eles andam em quatro patas

Sobre pedras e ossos

Eles farejam a comida

Fazem da carne seu propósito.

 

O barulho do rato

Some com o remo

E o barulho do barco

É abafado pelo relógio.

 

Tic Tac diz a hora

A hora do terror é agora

Em doze badaladas vem o tempo

Embaixo do Sena há

 o banquete sem demora

O baile dos ratos entre carcaças.

 

Consegue ouvir?

O ruído sinfônico

as patinhas correndo

dedilhando o chão

Chega a ser harmônico

 

A orquestra dos ratos

Sobre os corpos sem vida

O jantar dos senhores

em sua mansão rica

Baile sobre corpos

Sob o Sena.

(Sevla Aicitel)


Notas Finais


Entãoooo, é isso. Espero que tenha sido meio esquisito e mórbido (e que não tenha ficado sem sentido rsrsrs).
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...