História Loucuras entre irmãos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Maisa Silva
Personagens Maisa Silva, Personagens Originais
Tags Pedro Maia (mc Pedrinho)
Visualizações 183
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou reescrevendo a história, porque sim, heheh

Capítulo 1 - One


*Maísa Narrando*


Acordo sentindo a luz do sol sobre meu corpo, então abro os olhos vagarosamente vendo meu pai sentado ao lado da cama

- Bom Dia Pequena, só passei para avisar que eu e sua mãe iremos viajar a negócios e voltamos em alguns dias - Ele diz alisando meus cabelos

- Bom Dia Pai -sorrio me sentando na cama com um certo sono

Após depositar um beijo em minha testa meu pai sai e me levanto procurando minha toalha de banho em meio a bagunça do quarto, ligo a música no aleatório e vai para Havana (Camila Cabello), vou para o banho cantarolando já que estou sozinha em casa.

*Pedro Narrando*


Chego da festa de ontem com uma ressaca do Caralho, vejo meus pais saindo e passo reto já que me despedi deles na noite anterior antes de sair. Já entro no apartamento tirando a blusa e jogando em qualquer lugar, caminho até o banheiro conferindo o Whats, destravo a porta me deparando com a minha irmã no Banho. Pela altura da música ela não me vê entrar e fico parado na porta observando-a.

- PEDRO -a mais nova grita em sinal de protesto tentando esconder seu corpo -o que tá fazendo aqui?

- uou calma, não grita comigo porque a culpa é sua de deixar a porta aberta -analiso seu corpo de cima abaixo

-SAI PEDRO -suas bochechas coram e encosto a porta olhando pela fresta da fechadura

Sinto meu Pau duro como uma rocha dentro da Box Branca. Ver minha irmã completamente nua com cada curva exuberante de seu corpo, me faz ter pensamentos muito perversos. Continuo observando minha irmã se trocar enquanto me masturbo pensando em como seria fode-la de todas as formas possíveis.

*Maísa Narrando* 


Aproveitei a ausência de todos para finalmente dar uma arrumada no meu quarto, passei a tarde toda só nisso e agora pelo início da noite já deitei esgotada. Apesar do Cansaço extremo não consigo pegar no sono por ainda ser um pouco Cedo.

Afundo o rosto no travesseiro me desligando do Mundo.

-Não fez nada pra comer não? -ouço a voz do Pedro e o olho, me deparo com ele sem camisa e foco meu olhar em seu abdômen malhado extremamente suado pelo treino. Uma sensação estranha me consome e fico molhada

-A Pedro olha sua idade e olha a minha acha que sou sua empregada?

-Pow Maísa, você tem só 17 e por favor faça isso por mim? tô cansadão -ele vem se aproximando de mim

-Tá, mas não encosta porque está suado -o afasto me levantando

[...] 


Preparo lasanha de microondas, comemos, c­onversamos sobre coisas aleatórias e apesar de ser um ano mais velho o pedro consegue me entender completamente.

Arrumei as coisas enquanto o folgado jogava X-box e ao terminar resolvo subir para meu quarto.

-Vou Subir -bagunço seu cabelo em sinal de boa noite

-Boa Noite -Sorrio e subo as escadas ajeitando a blusa que estou usando de meu irmão que em mim coube como um vestido

*Pedro Narrando*


Após um tempo jogando, resolvo ir me deitar já que a Maísa subiu e não tenho muito o que ficar fazendo aqui.

Me deito na cama me recordando de cada curva de seu corpo, e puta que pariu, cada vez que me lembro me bate um tesão. Confesso que desde mais novo já tinha um certo tesão por minha irmã mas nunca foi algo tão forte ao ponto de me tirar o sono.

Pego meu notebook e abro no Twitter para ver se consigo me distrair um pouco e esquecer isso. Isso é loucura

- Pedro, ainda tá acordado? -ouço a voz da Maísa e logo a porta se abre

- Sim, sem sono também? -pergunto desviando o olhar para ela

- Totalmente, posso ficar aqui? -ela entra se sentando na cama

- Deita aí pequena -me deito ao seu lado alisando seus cabelos, fito seus lábios não conseguindo conter meus Desvaneios

- O que foi? -seu jeito dócil me faz querer perder o controle

- Nada, só estou te olhando, a maneira como é linda

- Você tá bem estranho, bebeu hoje? - ela me olha rindo

- beber eu bebo sempre e quando bebo te vejo mais linda ainda -vejo suas bochechas corarem

-Para com isso, tu nunca me elogia, assim me deixa sem graça -eu simplesmente ligo o foda-se para tudo e a dou um selinho, a mesma fica sem reação e sem fala.

Então, toco sua nuca a puxando para mim, selo nossos lábios sentindo seu corpo colado ao meu, a cada movimento do beijo vou sentido a textura de sua boca colada na minha, a cada vez vai ficando mais intenso e só interrompo o beijo por falta de ar, após isso, vou distribuindo chupões por toda extensão de seu pescoço até seu Seio Direito fazendo-a se arrepiar por completa.

- P-Pedro, p-ara com isso, isso é e-errado -sua voz fica falhada por conta da respiração alterada

- Quer mesmo que eu pare? -miro seus olhos massageando seu seio mais forte

- N-não -ela diz quase como um gemido e isso me excita cada vez mais

Termino de despir seu corpo deixando-a apenas com a calcinha de renda azul clara, Então ela inverte as posições ficando sobre mim

*Maísa Narrando*

Retiro sua blusa e sua bermuda em meio aos beijos, apesar de ter pouca experiência sexual sei bem o que fazer, tiro sua box e vou masturbando-o com as mãos até tomar coragem para tocar minha boca em seu membro.

- awnn Maísa, você é maravilhosa -seus gemidos me fazem aumentar a frequência dos movimentos. Sinto seu esperma descer por minha garganta e apesar de me assustar um pouco, tem gosto bom e quente.

Pedro levanta meu rosto me prendendo no meio de suas pernas fazendo com que eu o olhasse no olho.

- Baby, você é virgem? -fico totalmente sem jeito de responder

- Sou -percebo um sorriso diferente em sua Face e sinto minhas bochechas corarem

Suas mãos acariciam a parte inferior da minha coxa subindo até a virilha, me ajeito ficando com as pernas em cada lado de seu quadril, logo quando seu membro vai me introduzindo devagar e sinto uma dor insuportável.

- Fica tranquila -invertemos a posições aumentando ainda mais a dor, logo quando sinto seu membro tocar meu útero a dor diminui, então ele começa um vai e vem me proporcionando um prazer que nunca senti antes

- Pedro, por favor, não para -deslizo minhas unhas por suas costas

Uns Minutos dps sinto as veias de seu pau inchar e gozamos no mesmo instante,suas mãos tocam meu rosto selando nossos lábios

- Você é tão maravilhosa em tudo que faz

- Você me proporcionou a melhor noite da minha vida.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...