1. Spirit Fanfics >
  2. Mi Dominador -- (JIKOOK -- ABO) >
  3. Capitulo 35

História Mi Dominador -- (JIKOOK -- ABO) - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


OIEEEEEEEEEE CHEGUEI AKAKKAKA
Oie genteeee espero que estejam gostando da fic vim aqui com mais um capítulo que vocês amam tanto
《Não se esquece que se gostou favorita e me segue para não perder nenhuma notificação e fiquem ligados que virá as melhores Fanfics de Jikook pela frente》
Beijooo boa Leitura
《Notas finais》
Boa Leitura

Capítulo 38 - Capitulo 35


Fanfic / Fanfiction Mi Dominador -- (JIKOOK -- ABO) - Capítulo 38 - Capitulo 35

Uma hora mais tarde, Jimin estava se sentindo renovado-- pelo menos no sentido fisico. O ar fresco, salgado e rascante foi bastante restaurador para os pulmões dele. Infelizmente não foi tão eficaz para o coração e a cabeça. 

Ele amava Jeon Jungkook? Esperava mesmo que sim. Gostava de pensar que não teria se comportado de modo tão libertino com um Alfa por quem não sentisse profunda e permanente afeição. 

Jimin deu um sorrisinho ironico. O que deveria estar se perguntando era se Jungkook gostava dele. Achava que sim, pelo menos um pouquinho. A preocupação dele com o bem estar dele na noite anterior foi óbvio, e quando Jungkook o beijou..... bem, Jimin não entendeu muito de beijos, mas pode sentir um ardor em Jungkook que sabia instintivamente ser reservado apenas para Jimin.

E conseguia fazer o Alfa sorrir. Isso tinha que contar para alguma coisa

Então, quando estava começando a racionalizar toda a situação, Jimin ouviu um tremendo estrondo, seguido pelo som de madeira quebrando e por um gritinho decididamente feminino.

Jimin ergueu uma das sobrancelhas. O que aconteceu ? Quis investigar, mas não deveria tornar conhecida sua presença ali em Busan. Era improvavel que um dos amigos de G-Dragon estivessem viajando por aquela estrada tão pouco movimentada, mas se fosse reconhecido seria um desastre. No entanto, alguem estivesse em perigo....

A curiosidade venceu o cuidado, e Jimin seguiu em direção do barulho, diminuindo o passo quando chegou  perto para caso mudasse de ideia quisesse continuar escondido.

Jimin se protegeu atrás de uma árvore  espiou a estrada. Uma esplendida carruagem estava tombada, uma roda completamente arrebentada. Três Alfas e dois omegas omegas se agitavam ao redor do veiculo. Como ninguem parecia estar ferido, Jimin decidiu permanecer atrás da árvore até conseguir compreender a situação. 

O cenário logo se tornou um quebra- cabeça fascinante. Quem eram aquelas pessoas e o que aconteceu ? Jimin não levou muito tempo para descobrir quem estava no comando -- o mais bem vestido dos dois omegas. Era um omega belissimo, com cabelos lisos e bem hidratados era perfeitamente lindos, o omega parecia um anjo, e o omega dava ordens que deixava claro que foi acostumado a lidar com criados a vida inteira. Jimin imaginou que devesse ter cerca de 30 anos talvez um pouco mais.

O outro omega deveria ser o camareiro, e quanto aos Alfas, Jimin imaginou que um fosse o cocheiro e os outros dois, batedores. Os três alfas estavam vestidos em uniformes azul-escuros identicos. Quem quer que fossem aquelas pessoas, vinham de um lugar muito abastado.

Após um instante de discussão, o omega no comando mandou o motorista e um dos batedores em direção ao norte, provavelmente em busca de ajuda. Então olhou para os baús que haviam caido da carruagem disse :

??? : Podemos muito bem usa-los como assentos

Dito isso, os três viajantes cansados e se sentaram para esperar

Depois de cerca de um minuto sentado sem fazer nada, o omega se virou para o camareiro e falou : 

??? : Imagino que eu não consiga pegar nenhum livro 

O camareiro fez que não com a cabeça 

??? : está no meio do baú maior, Senhor

??? : ah, e esse seria único que milagrosamente ainda está preso no topo da carruagem

??? : sim, Senhor

O omega deixou escapar um longo suspiro 

??? : imagino que devemos ser agradecidos por não estar exatamente quente

??? : ou chovendo -- falou o batedor

??? : ou nevando -- o camareiro falou

O omega olhou irritado para o jovem 

??? : sinceramente Yoongi isso seria bastante improvavel nesta epoca do ano.

O camareiro não se importou 

Yoongi : coisas estranhas acontecem.  Enfim, quem teria imaginado que perderiamos uma roda do modo que perdemos. E essa é a carruagem mais cara que o dinheiro pode comprar.

Jimin sorriu e resolveu se afastar. Era claro que aquelas pessoas não estavam feridas e o resto do grupo logo estaria de volta com ajuda. Quanto menos pessoas soubessem que ele estava ali em Busan, melhor. No fim das contas, e se aquele omega fosse amigo de G-Dragon? Não era possivel, é claro. O ômega parecia ter senso de humor e certo bom gosto, o que eliminaria imediatamente G-Dragon de seu circulo de amigos. Mesmo assim um pouco de cuidado nunca era demais.

Ironicamente, era isto que Jimin estava dizendo a si mesmo -- mesmo assim, um pouco de cuidado nunca era demais -- quando deu um passo em falso, e caiu sobre um galho seco e partiu ao meio com um barulho alto o galho. 

??? : Quem está ai ? -- quis saber o omega comandante 

Jimin ficou paralisado 

??? : apareça agora mesmo

Será que ele conseguiria correr mais do que o batedor ? Era improvavel.  O Alfa já estava caminhando com determinação em sua direção, a mão sobre o volume do bolso que Jimin desconfiava ser uma arma.

Jimin : sou só eu -- falou rapido entrando no claro

O omega inclinou a cabeça os olhos azuis se estreitando um pouco

??? : Bom dia, " eu ". Quem é você? 

Jimin: quem é você? 

???: perguentei primeiro 

Jimin : ah, mas eu estou sozinho, e você está em segurança entre seus companheiros de viagem. Então quem deveria era você se apresentar primeiro

O omega inclinou a cabeça para trás em um misto de admiração e surpresa 

??? : meu caro jovem, você está falando besteiras. Sei tudo o que tem para saber sobre saudações e como deveria se apresentar ou não 

Jimin: hum. Eu tinha medo que soubesse

??? : sem falar que, de nós dois, sou o unico acompanhado por um criado armado. Por isso talvez você devesse ser o primeiro a se apresentar

Jimin: seu argumento é válido-- admitiu e olhou com cuidado para a arma

??? : eu raramente falo só pelo prazer de ouvir a minha voz

Jimin suspirou

Jimin : gostaria de poder dizer o mesmo. Com frequência, falo sem antes considerar minhas palavras. É um costume terrrivel -- mordeu o labio inferior ao se dar conts de que estava confessando seus defeitos a um completo estranho -- Como nesse exato momento 

Mas o omega apenas riu. Foi a risada mais alegre e simpatica que deixou Jimin imediatamente a vontade. O bastante para que dissesse : 

Jimin : meu nome é Sr.......Tark 

??? : Tark ? Não estou acostumado com esse sobrenome

Jimin não se importou 

Jimin : não é mesmo muito comum

??? : entendo sou o conde de Gwangju

Um conde ? Meu Deus parecia rer muitos ricos naquele cantinho da Coreia nos últimos tempos. Primeiro Hoseok, agora esse conde. E Jungkook, embora não tivesse titulo, era o segundo filho do visconde Kim Jeon. Jimin olhou para o céu e agradeceu mentalmente a mãe por ter se certificado de ensinar as regras de etiqueta ao filho antes de morrer. Com um sorriso e uma reverencia

Jimin : é um prazer conhece-lo, alteza Gwangju

Conde: digo o mesmo, Sr. Trark. Você mora por aqui ?

Ah, e agora, como vou responder a essa pergunta?

Jimin: não muito longe, tenho o costume de dar longas caminhadas quando o tempo está bonito. O senhor também é daqui ?

Jimin mordeu o labio inferior no mesmo instante. Que pergunta idiota. Se o conde fosse mesmo da região de Busan, era de pensar que todos estivessem sabendo. E Jimin imediatamente seria desmascarado como impostor.

A sorte, no entanto, estava ao seu lado, e o conde respondeu : 

Conde : Gwangju fica em um lugar distante de Busan. Mas hoje estou voltando de Seul.

Jimin : é mesmo ? Nunca estive na capital. Gostaria de ir lá um dia 

O conde não se importou 

Conde : Seul é um pouco quente no verão, com gente demais na cidade.  Não há nada como o ar fresco do mar para fazer uma pessoa se sentir plena outra vez.

Jimin sorriu para o conde

Jimin : é verdade. Ai ai se ao menos isso fosse capaz de curar um coração partido.....

Ah, que boca idiota o dele. Por que disse aquilo ? Teve a intenção de que soasse como uma brincadeira , mas agora o conde sorria e olhava para Jimin de um jeito como um amor de pai de um jeito muito carinhoso de se ver, que já adiantava que ele estava prestes a fazer uma pergunta muito pessoal 

Conde : ah, querido, está com o coração partido? 

To be continued.........




Notas Finais


HEHEHEHE E AI GENTE O QUE ACHARAM ???

QUEM VOCÊS ACHAM QUE É O CONDE DE GWANGJU?
só pra avisar estarei postando capitulo a qualquer hora
《Me segue e se gostou favorita e deixe sua marca♡♡ 》
Beijo meus amores ♡♡♡
Até o proximo episodio


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...