História Michael e Eu - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson, Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hoje é um capítulo esperado por muitos de vocês... Mas fiquem sabendo que isso é só o começo dessa história😘😘😘

Capítulo 42 - Certeza?


Fanfic / Fanfiction Michael e Eu - Capítulo 42 - Certeza?

-Amor, tá tudo bem? - perguntei me posicionando atrás dele, que estava sentado na cama

-Tem algo... Que eu queria falar com você - diz Michael se virando para mim e segurando minha mão. Eu já comecei a ficar apreensiva

-Pode... Falar... - respondo

-Eu não sei se... Você sente o mesmo por mim ou... Se vai concordar com isso mas... Tudo que eu mais quero nessa vida é fazer você feliz, sejá lá como for... Depois de uma conversa divertida, depois de uma música... E... Eu tenho que dizer, eu nunca, nunca, nunca amei uma mulher tanto quanto eu te amo... E é esse amor, essa paixão, esse companheirismo que eu quero para o resto da minha vida, mesmo que eu só tenha alguns anos ou até mesmo dias de vida, eu quero seu amor pelo tempo que nos restar... E antes que você diga algo, sim, eu sei que existem muitas outras garotas lindas no mundo, mas... Se eu fosse atrás delas, seria uma perda de tempo, porque nenhuma delas chegam a seus pés... Eu te amo exatamente do jeitinho que você é... Menina, mulher que sabe me divertir, me tranquilizar, me satisfazer, a única que de alguma forma faz minha insônia sumir por algumas horas... - eu chorava horrores ao ouvir as palavras de Michael

-Ai, Michael... Eu nunca ouvi esse tipo de coisa de mais ninguém, a não ser de você... Você é tudo que eu mais desejei nessa vida... Ter alguem como você ao meu lado. Você é um sonho para mim... Te ter era algo tão impossível, tão longe e inimaginável que eu nem me iludia mais, mas... Sua ida para o Brasil despertou esses sonhos já esquecidos e... Cá estamos nós

-Bia, eu tenho duas perguntas para você... Você tem certeza... Absoluta... Desse amor que sente por mim?

-Eu nunca tive tanta certeza de algo antes como está sendo esses dias... Eu te amo desde quando você não sabia da minha existência - nós dois rimos

-Saiba que eu só vou fazer essa segunda pergunta pq eu também tenho certeza do que sinto por você - disse Michael, comecei a ficar nervosa e ansiosa

-Tá, pode falar - digo. Michael se virou, abriu a segunda gaveta do seu criado mudo e tirou de lá uma caixinha vermelha aveludada... Ao ver a caixinha, já presumi o que seria a próxima pergunta e não contive as lágrimas que já caíam pelo meu rosto

-Bia, você aceita se casar comigo? - Michael ajoelhou na minha frente, abriu a caixinha e fez a segunda pergunta. Assisti a cena com as duas mãos tapando a boca

-Michael... Eu nem sei o que dizer... Eu... - Michael me interrompeu

-Então diga sim! Aceite o pedido mais sincero que já fiz na vida! - diz Michael com um sorriso no rosto

-Sim! Sim, eu aceito! - Aceitei também com um sorriso no rosto. Michael me abraçou fazendo com que eu, que estava sentada na cama, caísse deitada na mesma e Michael por cima de mim.

Ele me beijou com vontade, um beijo longo e apaixonante... Ele saiu de cima de mim e se sentou na cama, me sentei também. Ele tirou a aliança de namoro do meu dedo e tirou a aliança de noivado de dentro da caixinha e colocou no meu dedo (no capítulo 40 tem a foto dessa segunda aliança). Eu fiz o mesmo nele... Ele voltou a me beijar.

Ele parecia estar bem feliz, e eu me apaixonei mais ainda ao ver aquele sorriso tãp perto... Como não se apaixonar? Michael era o "tipo" de homem perfeito para mim e eu ainda tive sorte em tê-lo apaixonado por mim também.

-Como o dia foi bem cansativo e cheio para nós, é melhor deixarmos nossa "comemoração particular" para amanhã... Precisaremos de energia - diz Michael

-Não tenha dúvida - respondo sorrindo

Deitei na cama e Michael deitou com a cabeça apoiada abaixo dos meus seios (até nisso ele prestava atenção)

Eu estava sorrindo atoa, sentia uma alegria que eu não sentia desde o nascimento do meu filho (são alegrias diferentes, mas são intensas)... Mas às vezes batia a paranóia na minha cabeça... E se eu não tivesse certeza? Só achasse que era certeza? Eu sei que Michael tinha essa mania de levar as coisas rápido demais, assim como fez com a Lisa... E se ele colocasse pressão para termos um filho? Apesar de que do jeito que estamos levando as coisas, logo sairia a notícia da minha gravidez... E se eu já estivesse grávida e ainda não sabia? Meu Deus, quantas perguntas que eu tinha... Mas já estava tarde, essas nóias vieram por conta da insônia, provavelmente...

Eu estava com a mão no cabelo de Michael, que estava com um braço em volta da minha cintura. Ficamos daquele jeito por um tempo, até que Michael olhou para mim como se quisesse ver se eu já dormia

-Ainda está acordada? Pensei que já havia dormido - diz Michael se ajeitando como se esperasse me receber em seus braços

-Estou sem sono - digo abraçando-o e apoiando minha cabeça em seu peitoral. Ele envolveu seus braços em volta de mim

-Olha, se você não está segura com a decisão que tomou, eu te entendo... - interrompi ele

-O quê? Não! Eu sei o que estou fazendo, não se preocupe com isso - respondo

-Bia, eu sou um ser humano nada normal, minha vida é cheia de coisas e tormentos... - interrompi ele de novo

-Desse jeito parece que você quer que eu desista disso - digo

-Só estou te avisando - responde Michael

-Eu estou bem ciente de onde estou me metendo... Para sua tristeza, não tem como se livrar de mim... - respondo com tom de humor, fazendo ele rir.

Até hoje, todas nossas discussões acabaram de forma pacífica, ainda bem...

Eu sabia que com um casamento eu teria que mudar um pouco o meu jeito de "ser"... Não poderia agir como se levasse a vida sozinha, mas também não deixaria meu lado livre de ser, até porque, ninguém pode me prender em nada... Apesar de amar Michael, não deixaria ele tomar conta da minha vida como se fosse meu dono... Ainda bem que ele não era esse tipo de homem


Notas Finais


Como disse, é só o começo... Ainda tem muito amor e tretas para rolar... Até amanhã amores😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...