1. Spirit Fanfics >
  2. Midnight >
  3. Exchange

História Midnight - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Exchange


Fanfic / Fanfiction Midnight - Capítulo 22 - Exchange

Liam e Harry conseguiram escapar de Hightower com vida, mas isso não significava que o problema estava resolvido. Na verdade, parecia certo afirmar que o homem estava ainda mais furioso agora. E não havia dinheiro no mundo que pudesse mudar isso.

os dois estacionaram diante do restaurante, onde Louis trabalhava e o pequeno veio até eles, ansioso para saber se estava tudo bem. Não estava e Harry nem sabia como explicar a coisa toda.

__ E então? Tudo resolvido? - Louis olhava de um para o outro, ansioso.

__ Nada disso.  - Liam disse parecendo frustrado - a gente nem chegou perto de resolver.

__ O que aconteceu?

__ Pois é, Harry. - Liam encarou o encaracolado com deboche - o que está acontecendo?

Harry fechou os olhos por um momento. Frustrado e envergonhado. Mas havia chegado em um ponto que não podia mais esconder a verdade de Louis e Liam. Então respirou fundo e contou toda a verdade.

__ Ok. Não foi apenas a minha avó que roubou o cara.  Zelda e eu fizemos isso juntos. - disse mordendo os lábios e evitando os olhos dos dois rapazes parados diante de si - nós aplicamos um golpe.

__ Então você roubou o dinheiro? - Louis ainda estava meio confuso.

__ Foi mais do que isso, Lou. - Harry se encolheu um pouco - foi pessoal. Minha família é de videntes,médiuns...um poder passado através de gerações. Hightower também é cigano, mas não tem nenhum poder.

__ A não ser por aquele truque que quase fez picadinho da gente. - Liam resmungou.

__ Ele pagou um olho para ter essa habilidade. - Harry disse - Hightower é das antigas e ele queria ser o patriarca de uma família mágica, uma família poderosa.

__ Onde quer chegar com essa conversa? - Louis estava inquieto agora.

__ Minha avó fez uma oferta...eu teria que me casar com a filha dele, Violet.

__ Pra magia da sua família fazer parte da linhagem dele? - Louis sentia o estômago embrulhando como se fosse vomitar a qualquer momento - e agora a Violet está morta.

__ E o pai está carregando o corpo por aí. - Liam acrescentou revirando os olhos.

__ Foi você que... - Louis nem conseguiu terminar a pergunta.

__ Não! Eu não matei a Violet! - Harry se apressou em dizer - eu apenas a larguei no altar. Hightower pagou minha avó um pouco antes da cerimônia. Nós fugimos assim que a marcha nupcial começou e...algumas semanas depois...ela se matou.

Louis escondeu o rosto com as mãos, não acreditando que Harry seria capaz de algo assim. Não queria aceitar que estava se apaixonando por alguém tão babaca e cruel. Mal podia olhar pra ele nesse momento. Queria gritar pela decepção ou então sair correndo dali, sem olhar pra trás.

__ Foi a pior coisa que eu já fiz. - Harry disse baixinho, envergonhado - e não tenho orgulho disso. Queria poder voltar no tempo...mas não posso!

__ Minha pausa está acabando. - Louis ficou de pé em um salto - eu preciso ir.

__ Eu sei que devia ter contado. - Harry correu atrás dele quando o pequeno se afastava com passos rápidos.

__ Não. Eu entendo porque você não me contou. - Louis se virou pra ele, com toda a decepção estampada em seus olhos azuis - porque é uma coisa horrível demais. O meu pai tem me falado que você é puro problema e que só vai me trazer confusão. E eu odeio o fato de você provar que ele estava certo!

Harry abriu a boca para se defender, mas não tinha defesa ali. Então apenas observou seu pequeno anjo se afastar, magoado e decepcionado ao se deparar com um lado seu que jamais desejou mostrar.

Pouco tempo depois, Liam estava pelas ruas desertas de Midnight, tentando falar com Zayn, mas como caiu na caixa de mensagens, deixou um recado. Mal desligou o aparelho, sentiu um vulto atrás de si, que foi rápido em desarmá-lo e usar sua própria arma contra si.

__ Me diz onde ele está. -dizia a voz atrás de si.

__ Já procurou na casa dele? - Liam disse calmamente.

__ Claro que já estive lá e também no trailer.

__ Então, não sei o que dizer. - Liam ainda parecia calmo.

__ Não sabe o que me dizer? - estavam parados diante do restaurante, de onde era possível ver Louis sorrindo para alguns clientes, através da janela  - se eu estalar os dedos, aquele garfo pode entrar na garganta daquela mulher...ou num piscar de olhos, os cacos dessa janela vai perfurar seu amiguinho ali, igualzinho uma peneira.

__ Já chega! - Liam perdeu um pouco a pose  - eu sei onde Harry está escondido.

O homem sorriu de um jeito assustador enquanto Liam o acompanhava, forçado pela arma em suas costas, a um pequeno hotel, onde supostamente, Harry estava se escondendo.

__ Tem certeza de que quer fazer isso? - Liam perguntou diante de uma porta qualquer.

Hightower assentiu e ao abrir a porta, empurrou Liam com certa violência para dentro. O quarto era um breu total e num movimento rápido, Liam rodopiou o corpo, acertando um chute na arma que o outro empunhava. Os dois ainda lutaram até que Hightower foi derrubado no chão.

Harry saiu de uma das portas e, juntamente com Liam, algemaram o homem, que ficou esperneando no chão. Os dois pegaram a arma e correram para fora do quarto, deixando-o trancado lá, até que encontrassem uma maneira de detê-lo. E os gritos de fúria ecoaram por todos os corredores.

__ Não adianta gritar. - Harry gritou através da porta - quando você se acalmar, a gente conversa.

Depois de vários gritos e palavrões em um dialeto que Liam nem conhecia, as coisas foram ficando silenciosas dentro do quarto.

__ Ele está se acalmando. - Harry colou o ouvido na porta - vou entrar lá.

__ Seria mais fácil e levaria menos tempo, se eu acabasse com ele.- Liam tinha os braços cruzados sobre o peito, parecendo impaciente.

__ O que eu e minha avó fizemos...foi errado. - Harry disse resignado - a Violet morreu por causa disso. Hightower perdeu a única filha e eu estou fugindo disso há muito tempo. Chegou a hora de criar coragem e pagar a minha dívida com  ele.

__ Está fazendo isso por causa do Louis, não é? - Liam o olhou com atenção.

__ Quero apenas resolver isso sem mais sangue derramado. - Harry desconversou. - e claro, um pouco é sim por causa do Lou. Mas já que o Hightwer foi louco o suficiente para arrancar um  olho por isso...eu...

__ Eu estarei aqui. - Liam disse firme, mesmo que Harry nem tivesse completado a frase.

__ Valeu. - disse antes de entrar novamente no quarto.

__ Está feliz? - Hightower estava encolhido em um canto semi escuro do quarto - me acorrentou aqui feito um cachorro.

__ Não estou feliz com porra nenhuma! - Harry estava estressado demais para ser delicado ou sentir medo - só estarei feliz quando não precisar viver desconfiando de cada sombra, todos os dias.

Do lado de fora, Liam tentava escutar a conversa, quando se sobressaltou com alguém atrás de si. Virou-se pronto para atacar, mas parou ao notar que era Louis.

__ O que está fazendo aqui?

__ Vi vocês vindo para cá. - deu de ombros.

__ Harry está aí dentro com o Hightower. - Liam apontou a porta.

__ Oh sim. - Louis cruzou os braços, como se  não se importasse - Harry é bom de papo, quando quer pular fora.

__ Talvez seja. - Liam tinha um pequeno sorriso - mas agora está tentando resolver tudo.

__ Eu posso...ficar aqui? - Louis se aproximou da porta e assim como Liam, tentava ouvir a conversa se desenrolando lá dentro.

__ Eu não posso defender ou justificar o que a Zelda e eu fizemos. - Harry dizia - eu só posso dizer que não sou mais o mesmo homem. Eu mudei. E estou disposto a fazer de tudo para resolver isso.

__ Você quer resolver isso? - Hightower disse desdenhoso - então vamos ver o que exatamente você me deve? Tem o dinheiro que você roubou. Tem o sofrimento. E por fim, tem a vida da minha única filha! Pode pagar por tudo isso?

__ Então é sofrimento? Você quer uma vida por uma vida! - Harry disse devagar - se é isso que você quer, estamos quites. Logo depois de ter fugido do casamento, exatamente um dia depois, minha avó ficou doente. Com isso gastamos rápido o dinheiro. Quimioterapia é cara, sabia? Enquanto ela estava morrendo, fazíamos piada porque, finalmente você conseguiu o poder que sempre quis. Você amaldiçoou feio a gente! Nós dois perdemos um parente que amávamos.

__ Você não perdeu porra nenhuma! - o homem gritou enfurecido - você ainda a vê. Você ainda fala com ela.

__ Você quer falar com sua filha? - Harry ofereceu. - eu posso fazer isso acontecer. E além disso, você vai ganhar o que me torturando? Vai se sentir melhor? Me matar, não vai trazer Violet de volta! Não vai te ajudar a superar a perda. Mas talvez, falar com a Violet te ajude de alguma forma.

Hightower pensou sobre aquilo e acabou aceitando a oferta de poder falar com a filha morta pela última vez. Harry respirou aliviado, quase acreditando que finalmente ficaria livre desse pesadelo. Os dois seguiram para um velho depósito abandonado, onde o corpo de Violet foi deixado.

__ Não quis deixá-la exposta. - disse o homem - está lá embaixo.

E disse isso, antes de empurrar um desavisado Harry, escada abaixo.

__ Por que diabos fez isso? - Harry protestou quando conseguiu se levantar, cheio de dor.

__ Apenas por garantia, se você fizer o que disse que vai fazer e me trazer paz, deixarei você sair. Senão...esse lugar vai ser o seu túmulo e você vai se juntar a Violet na eternidade.

__ Ah, que ótimo! - Harry praguejou baixinho, vendo as vidraças sacudindo, prontas para fazer picadinho dele, caso falhasse.

 

O encontro de Justin e Peter foi marcado no meio do deserto. Um local que não havia civilização por perto. Peter rodeado por seus motoqueiros e Justin, aparentemente, sozinho. Trazendo o dinheiro e as armas em um enorme caminhão.

__ Eu trouxe tudo o que me pediu. - Justin saltou do caminhão e estendeu as chaves.

Um dos homens foi verificar e fez sinal para o líder de que estava tudo certo.

__ Onde está a Selena?

__ Não está aqui. - disse o homem com um sorriso maligno - vamos levá-lo até ela. Mas depois...

Justin foi espancado até estar caído no chão, encolhido e gemendo de dor. Não ofereceu resistência, não se defendeu de nenhum dos golpes, temendo que isso pudesse prejudicar Selena. Aguentou calado apenas para ter certeza de que sua garota sairia disso sem maiores danos.

 O que ninguém sabia era que Zayn estava escondido embaixo do caminho, contendo seu desejo de sair dali e acabar com todos aqueles idiotas e salvar o amigo. Mas sabia que a prioridade era salvar Selena e havia prometido para Justin, que não ia interferir, até descobrir onde estava a garota. Se os matasse ali, ela podia jamais ser encontrada ou poderia ser morta em represália.

Justin depois de apanhar muito, foi encapuzado para não ver para onde estava sendo levado. Peter estava satisfeito pelo fato o idiota ter mesmo ido sozinho e não tinha a menor chance contra seu bando de motoqueiros.

__ Eu fiz tudo o que você pediu. - Justin disse quando foi arrancado do caminhão sem nenhuma delicadeza - agora me diz onde a Selena está.

__ A garota está viva. - Peter disse - que é mais do que posso dizer da minha esposa.

__ O que aconteceu com a Audrey...foi culpa sua! - Justin cuspiu as palavras, juntamente com o sangue que escorria de seus lábios machucados.

__ Talvez você tenha razão. Queria nunca tê-la envolvido. - Peter disse sério, com o maxilar trancado - a Audrey era tão doce. E achei que por isso seria muito fácil te enrolar e tirar as informações que eu precisava de você.Eu consegui as informações, mas não tenho mais ela. Enfim, vamos ver o que você trouxe...mas se você me enganou ou se tentar alguma coisa, vou enterrar e sufocar sua doce Selena ainda viva!

Depois de conferir toda as armas trazidas, munições e o dinheiro, Peter parecia satisfeito.

__ Parece que cumpriu sua parte no acordo. - encarou Justin. - e vou cumprir a minha. Venha, vou levar você até ela.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...