1. Spirit Fanfics >
  2. Midoriya Psycho >
  3. Capítulo 8

História Midoriya Psycho - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Letras maiúsculas: Gritos (Ex: O QUÊ?)
Itálico: Pensamento
{}: Palavras do Autor
(): Explicação
[...]: Passar do tempo

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Midoriya Psycho - Capítulo 8 - Capítulo 8

Anteriormente


Após verificar se todos os itens estavam de acordo com o solicitado eu removo a roupa que estava usando e visto o uniforme deixando a touca e os óculos por último. Então eu tiro de minha mochila um pente e penteio meus cabelos os jogando para trás. Por fim eu coloco a touca deixando apenas mechas traseiras de meu cabelo visíveis e coloco os óculos sobre meus olhos terminado em fim de vestir o uniforme. Eu vou até o espelho e vejo que realmente fiquei estiloso.

- Embora, eu não seja de admirar-me no espelho eu tenho que admitir que fiquei bem vestido – Eu digo em voz alta para mim mesmo ouvir.

Logo em seguida eu guardo minha mochila e minhas roupas no armário e me dirijo para zona de treinamento Ground Beta.


Agora


Numa sala localizada num dos prédios da Zona de Treinamento Ground Beta, se encontravam devidamente vestidos com seus trajes, os aspirantes a heróis da turma 1-A juntamente com seu professor de Treinamento Básico de Heróis, All Might que estava ao meio de um enorme telão que mostrava um dos prédios da cidade.

- Como todos já estão aqui vou explicar o funcionamento da atividade. A atuação de um herói não se limita a uma área urbana, mas também a lugares fechados, como uma casa, hospital e no caso do treinamento de hoje, um prédio . Por isso eu dividirei vocês em duplas de vilões e heróis, sendo o objetivo dos vilões guardar uma bomba nuclear e antes que alguém pergunte, a bomba não é real e sim de papel mache! – Diz All Might fazendo com Lida que tinha sua mão levantada a abaixar, o que causou pequenas risadas entre alguns alunos da turma – E o objetivo dos heróis é recuperar à bomba antes que o tempo estipulado se esgote. Alguma pergunta?

- Sensei! – Diz Momo levantando a mão.

- Pode falar jovem Yaoyorozu.

- E como o senhor pretende definir as duplas e os embates?

- Através de um sorteio é claro!

Depois da realização do sorteio ficaram definidos os embates sendo o primeiro Midoriya e Uraraka (Heróis) x Bakugou e Todoroki (Vilões).

- Jovem Bakugou e jovem Todoroki, vocês tem 5 minutos para entrar no prédio e esconder a bomba, quando o tempo se esgotar os heróis poderão entrar, prontos? – Os 4 assentiram – Então podem começar!

Enquanto Bakugou e Todoroki escondiam a bomba Midoriya e Uraraka montavam uma estratégia.

- Acredito que você tenha um plano né Deku-kun?

- Na verdade sim! – Diz Izuku pegando a planta do prédio – Conhecendo o Bakugou ele com certeza virá me atacar enquanto o Todoroki vai guardar a bomba, portanto eu proponho o seguinte: Eu vou lhe levitar até o terraço do prédio, para que você possa entrar por cima e procurar o local onde a bomba está escondida. Enquanto isso eu vou entrar pela porta da frente para incapacitar o Bakugou, enquanto também vou tentar encontrar a bomba. Assim que um de nós a encontrar, iremos avisar ao outro, para que possamos nos reunir e atacar juntos. Tudo bem para você?

- Por mim tudo bem!

- Os 5 minutos de preparação já se encerraram os heróis já podem entrar no prédio.

Com o fim do tempo esgotado Midoriya e Uraraka então foram até a entrada do prédio.

- Último aviso! – Diz All Might através de um alto falante – Os heróis terão um tempo de 15 minutos para pegar a bomba! Se o tempo se esgotar ou os heróis tiverem estiverem incapacitados de lutar, os vilões vencem. Boa sorte para ambas as partes, deem o seu Plus Ultra!

Com o término das palavras de All Might, Izuku levita Uraraka e a coloca no terraço.

- Quando encontrar a bomba, me avise! – Diz Izuku através de uma escuta que lhes foi dada antes do início da atividade.

- Entendido!

Izuku então entra no prédio enquanto passa pela entrada das salas a procura das duas “bombas”, porém o mesmo é surpreendido por uma rajada de gelo, mas que logo é rebatida por uma onda repulsiva.

- Não pode ser... Todoroki!

Flashback

Enquanto Izuku e Uraraka planejavam como iam recuperar a bomba, Bakugou e Todoroki terminavam de escondê-la.

- Pronto! Agora vamos definir quem ataca e quem defende...

- Isso é bem simples! – Diz Bakugou em seu tom habitual – Você fica aqui e defende enquanto eu vou atrás do Deku! – Diz Bakugou saindo da sala.

- PARE!

- VOCÊ NÃO ME DÁ ORDENS, MEIO-A-MEIO! – Grita Bakugou em protesto.

- Isso não é um treinamento de combate comum! Nosso trabalho é impedir que eles recuperem a bomba! Ir de peito aberto sem uma estratégia não é inteligente! – Diz Todoroki com seriedade.

- Tsk, e o que você propõem!

- O Midoriya com certeza espera que você o ataque, até por que, estrategicamente é o mais óbvio a fazer considerando minha individualidade, porém e se não fizermos isso. E se o surpreendermos com você defendendo e eu atacando ...

- O QUÊ! SEM CHANCE! EU VOU DERROTAR O DEKU E PROVAR QUE SOU MELHOR DO QUE AQUELE NERD!

- SE QUER PROVAR QUE É MELHOR DO QUE ELE, FAÇA ISSO, GANHANDO O TESTE! – Grita o bicolor fazendo com que a expressão de Bakugou de raiva se transformasse em espanto. – Eu vou segurar o Midoriya lá embaixo! Se algo acontecer aqui em cima você me avisa ok!? – Diz Todoroki saindo da sala e consequentemente passando por um Bakugou atordoado.

Flashback OFF

- Pelo visto minhas suposições estavam corretas! – Diz Todoroki olhando para Izuku sem esboça qualquer expressão – O seu plano consistia em encontrar o Bakugou aqui embaixo e não a mim, não é mesmo?

Porém para a surpresa do bicolor, Izuku começou a gargalhar.

- Qual é a graça? – Disse Todoroki um pouco irritado.

- Você conseguiu fazer o imbecil do Bakugou seguir um plano!? – Diz Izuku em meio a risadas - Meus parabéns Todoroki! Você merece credito! Porém... – Disse o esverdeado fazendo seu lado direito se incendiar – Seremos eu e Uraraka os vencedores do teste! – Diz o esverdeado dando um sorriso confiante.

- Huf, eu não vou perder! – Diz Todoroki lançando uma parede de gelo no Midoriya.

- KYÕKAEN (Espelho de Chamas Ígneas)! – Diz Izuku lançando um espelho de chamas contra a parede de gelo.

[...]

Enquanto Izuku batalhava com Todoroki, Uraraka vasculha os salas do 5°andar a procura da bomba, porém apenas ao chegar ao 4°, a mesma, enfim encontra a sala correta que para sua surpresa estava sendo vigiada por um Katsuki Bakugou mais irritado que o normal.

- Bakugou!? Então quem foi atrás do Deku foi o Todoroki! – Diz Uraraka sussurrando enquanto se esconde atrás de uma parede.

A mesma se afasta da entrada da sala para então entrar em contato com seu parceiro.

- Deku-kun, responda!

- Uraraka-san! Já encontrou a sala?

- Sim! E é o Bakugou que está vigiando a bomba e não o Todoroki!

- Sim eu sei estou lutando com ele agora! – Diz Izuku enquanto um som de algo se chocando se propaga – Qual a localização?

- 4° Andar, sala D-15!

- Ok, não ataque sozinha! Eu já chego aí!

[...]

Izuku desligou a chamada e voltou sua atenção para seu adversário.

- Você é bem forte Todoroki, porém eu não posso perder mais tempo, além do mais... – Diz Izuku incendiando seu braço – Lute comigo quando decidir usar 100% do seu poder, HIKEN (Punho de Fogo)

Izuku então lança seu punho de fogo contra Todoroki que em contra partida lança um iceberg, porém o punho de fogo além de derreter completamente a montanha de gelo, acerta Todoroki cheio o fazendo se chocar com uma parede e desmaiar devido ao choque. O esverdeado vai até ao bicolor e vê que o mesmo estava com a camisa completamente queimada e com queimaduras de 1°grau por todo lado direito do corpo.

- Eita! Acho que exagerei! – Diz Izuku passando a mão na cabeça – Mas pelo menos ele não vai acordar tão cedo – Diz o esverdeado indo até a localização de Uraraka.

[...]

P.O.V. Bakugou

- Que merda, que merda, que merda! Enquanto o Meio-a-Meio está lá embaixo enfrentando o nerd do Deku, eu estou aqui guardando essa porra de bomba. – Disse o loiro enquanto desferia socos na parede – Quer saber eu vou até lá! Não deixar um heterocromático de merda me dizer o que fazer.

Nessa hora eu saio da sala e dou de cara com a Uraraka que fica estática ao me ver

- Olha o que temos aqui! – Eu digo sorrindo e me aproximando – SHINEEEE!

P.O.V. Bakugou OFF

Bakugou desfere uma explosão em Uraraka, que desvia por pouco se jogando para a esquerda, porém o loiro explosivo não dá descanso e desfere um gancho de direita na castanha a jogando para alguns metros longe dele.

- É só isso que pode fazer! – Diz Bakugou dando sorrindo presunçoso enquanto a garota se levanta – Eu me pergunto como é que você conseguiu a proeza de entrar na U.A. sendo tão fraca.

Com raiva pelas palavras do loiro, Uraraka corre em sua direção que consequentemente faz o mesmo. Bakugou tenta desferir outro gancho de direita, porém a garota desvia se agachando e contra-atacando com rasteira que faz com que Bakugou caia com as costas no chão. Aproveitando-se da situação Uraraka se levanta e tenta tocar no primo do Deidara, porém o mesmo tomado pela raiva acerta uma joelhada de baixo pra cima no queicho da garota e antes que ela pudesse cair no chão, Bakugou lhe acerta uma forte explosão que a faz colidir com a parede ao fim do corredor quebrando algumas de suas costelas no processo. A castanha tenta levantar, porém a dor dos ossos quebradas combinada com as queimaduras oriundas da explosão a fazem ir de volta ao chão.

- HAHAHA! Bom ataque, mas vai precisar muito mais do que isso, para me derrotar! – Diz o loiro preparando outra explosão.

- JOVEM BAKUGOU PARE AGORA! O SEU ADVERSÁRIO ESTÁ INCPACITADO! – Grita o Símbolo da Paz através dos auto falantes.

- Ela ainda não desmaiou, logo eu ainda não acabei com ela...

- Acabou sim! – Diz Izuku aparecendo ao lado de Uraraka.

- DEKU! ENTÃO VOCÊ DERROTOU O MEIO-A-MEIO! QUE ÓTIMO! AGORA ME ENFRENTE!

Izuku ignora ás palavras de Bakugou e ajuda sua parceira que estava com lágrimas nos olhos devido aos ferimentos.

- Me perdoe Deku-kun! Eu não fui forte suficiente...

- Uraraka-san, sou eu quem tenho que me desculpar! Foi tudo culpa minha! Eu deveria ter pensado na probabilidade do Todoroki ir me conter no lugar do Bakugou! – Diz Izuku sério – É minha culpa você estar nesse estado.

- EI NÃO ME IGNORE NERD MALDITO! PARE DE PERDER TEMPO COM ESSA INÚTIL E ME ENFRENTE!

- Você nunca aprende não é mesmo! – Diz Izuku erguendo a mão direita – ATRAÇÃO!

Da mão de Izuku surge uma força atrativa que puxa o loiro em sua direção, permitindo que o esverdeado consiga agarrar Bakugou pelo pescoço. Logo em seguida o esverdeado o joga no chão, enquanto usa a telecinese para impedir que o loiro se mova, para em fim acertar um soco em sua face cuja a potência foi tão grande que quebrou seu nariz e o desmaiou no processo.

- Enquanto continuar com essa postura, você nunca será um herói, portanto eu jamais serei superado por alguém como você.. – Diz Izuku enquanto entra na sala a qual a bomba estava escondida.

Agora sem nenhuma proteção o esverdeado entra na sala e toca na bomba, vencendo o teste.

- ACABOU! OS HERÓIS VENCEM! – Diz All Might dando um fim ao primeiro embate.

Nisso Izuku sai rapidamente da sala e vai até Uraraka que agora estava desacordada.

- Não se preocupe Uraraka-san! Vou levá-la para a Recover Girl. – Diz o esverdeado a pondo gentilmente em seu colo e partindo numa velocidade absurda para a enfermaria.

[...]

P.O.V. Ochaco

Eu abro lentamente os meus olhos e vejo que estou na enfermaria da U.A. eu sei disso devido a um tour que fiz pela academia no dia anterior. Eu então olho para meu lado direito e vejo o Deku-kun me fitando com um olhar preocupado.

- Ainda bem que acordou! Eu estava preocupado, mesmo com a Recover Girl tendo curado completamente suas feridas eu não pude deixar de me preocupar com você!

- Deku-kun! Como foi que vim parar aqui?

- Você desmaiou devido aos ferimentos! Eu então te peguei no colo e lhe trouce para cá! – Ele diz agora dando um pequeno sorriso.

Eu automaticamente corei ao saber como cheguei aqui.

- Uraraka-san você está vermelha! Vou chamar a Recover Girl...

- NÃO! Quer dizer, não precisava! Eu juro que estou bem... – Eu disse dando um sorriso, mas que automaticamente se desfez ao lembrar-me do teste – AI MEUS DEUSES E O TREINAMENTO? NÓS VENCEMOS?

- Calma Uraraka-san! Nós vencemos, eu derrotei o Bakugou e peguei a bomba! – Diz ele sorrindo.

Ao ouvir o nome do Bakugou todo e qualquer sentimento de euforia e alegria em relação ao treinamento se desfez. “Eu me pergunto como é que você conseguiu a proeza de entrar na U.A. sendo tão fraca” embora eu não quisesse aceitar era verdade, eu sou fraca, não pude derrotar meu adversário, ele acabou comigo e se não fosse o Deku-kun eu nem sei o que poderia ter acontecido. Todos esses pensamentos levam lágrimas a jorrarem dos meus olhos, o que infelizmente não passou despercebido do Deku-kun.

- Uraraka-san, o que houve? Foi alguma coisa que eu falei? – Disse ele nitidamente preocupado.

- Não! – Eu disse tentando enxugar minhas lágrimas sem sucesso – Não foi...

Não pude completar minha frase, pois ele me de abraçou colocando o meu rosto sobre o seu peito. Por um momento eu fiquei estática, mas logo correspondi ao abraço deixando minhas lágrimas correrem soltas. Ele então colocou uma mão sobre minha cabeça e passou a acariciar meus cabelos enquanto dizia para ficar calma. Depois de alguns minutos nós enfim nos separarmos e nos encaramos ambos corados com o ato anterior.

- Está mais calma? – Diz ele dando um sorriso reconfortante.

- Sim! – Eu digo dando em seguida um suspiro pesado – Obrigado Deku-kun!

- Agora me diz o que aconteceu?

Eu suspiro novamente e então eu respondo

- Eu apenas lembrei do que o Bakugou me falou antes de você chegar...

- O que ele disse?

- Que não entendia como alguém tão fraco como eu tinha entrado na U.A. – Eu disse com uma expressão triste.

- Não ligue para o que aquele imbecil diz...

- Mas é verdade, Deku-kun... – Eu digo enquanto volto a chorar – Eu sou fraca! Não consegui nem lutar direito com ele... – Eu digo cerrando os punhos – Como vou me tornar uma heroína se nem consigo me defender? – Eu digo olhando para sua face.

Ele então deu um sorriso confortador para mim enquanto usava seu dedo anelar direito para limpar minhas lágrimas.

- Não chore Uraraka-san! Você fica muito mais bonita sorrindo! – Diz ele me fazendo enrubescer novamente – Você não é fraca! Eu tenho certeza disso e sei que você vai se tornar uma grande heroína um dia. Além disso hoje foi apenas o primeiro teste de combate, ainda haverão outros para você se destacar, e como eu disse a culpa do seu estado é minha, foi o meu plano que deu errado, não deveria ter te deixado sozinha.

- Deku-kun...

- Isso não vai mais se repetir eu juro! Não vou mais deixar você sozinha...

Eu por puro nos ponho novamente num abraço, porém com a diferença da minha iniciativa

- Obrigado por se preocupar comigo Deku-kun! – Eu digo sorrindo enquanto ainda o abraço – Você é o meu herói!

Continua no próximo capítulo.


Notas Finais


Obrigado por lerem. Até semana que vem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...