História Mika e Yuu (Girl) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 247
Palavras 1.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas ^^ espero que gostem

Capítulo 1 - Consequências da serafim do fim


Fanfic / Fanfiction Mika e Yuu (Girl) - Capítulo 1 - Consequências da serafim do fim

Yuu on:

   Depois de fugirmos de Nagoya, venho me sentindo meio estranho, acho que meu demônio está tentando assumir totalmente o controle de meu corpo. Encontramos uma parte de uma cidade abitada por um grande grupo de pessoas, eles nos deixaram ficar e nós retribuímos os protegendo da grande quantidade de cavalheiros de John que atacavam constantemente. Shinoa e eu estávamos procurando lojas de conveniências pelas redondezas da cidade para achar suprimentos, enquanto Mika e os outros estavam de guarda no acampamento.

- Mais que azar sermos escolhidos no sorteio para busca de suprimentos... Minhas pernas estão doendo de tanto andar –Shinoa reclamava.

- Devemos tomar cuidado para não sermos notados por nenhum cavalheiro de John – eu falava ignorando completamente a reclamação.

-Ah, olhe alí na frente, tem um supermercado acho que deve ter alguma coisa lá – Shinoa apontava para o nosso lado direito onde tinha um mercado parecendo em ruínas. Nós entramos nele e para nossa sorte as prateleiras ainda tinham alguns enlatados

- Acho que tem o bastante para todos – eu falava colocando os enlatados no saco que havia trago

- Mudando um pouco de assunto Yuu-san, me faz o favor de não pirar na batatinha e deixar o seu demônio assumir seu corpo, só por hoje ok? – Shinoa falava enquanto saíamos do mercado com os sacos cheios de suprimentos

- Ha-Há. Muito engraçado, mas você sabe que eu não deixo de propósito. Ele que dá um jeito de assumir meu corpo – eu falava já começando a me sentir estranho de novo. Mas não era um estranho de quando o asuramaru assumi o meu corpo, eu estava me sentindo muito quente era como se estivesse queimando por dentro como se fosse febre.

-Hahaha! Eu sei, só estava brincando. – ela caçoava – Mais sério se você se sentir diferente, me avise antes, assim eu te prendo logo com as correntes que não deixa seu demônio fazer o que bem entende no seu corpo

- O-ok.... há....ha – eu estava ficando com dificuldade de respirar, meu corpo começou a ficar mole. Eu deixei os suprimentos caírem no chão e comecei a sentir meu rosto pegar fogo

- Yuu-san, você está bem? Seu rosto está bem vermelho, não me diga que está envergonhado por estar “saindo” comigo. Hihihi...– Shinoa zombava colocando a mão na boca, pensando que era brincadeira

- N- Não... há.... en...che – eu falava com dificuldade até sentir minhas  pernas cederem e meu corpo cair no chão

-Yuu-san! – Shinoa gritou vindo na minha direção e me colocando sobre seu colo – Yuu-san, o que a de errado?! Está sendo possuído?! – eu não conseguia responde e acabei fechando os meus olhos. Eu comecei a ouvir as vozes de todos os meus amigos me chamando mais não abri meus olhos.... Eu estava sentindo uma sensação horrível era como se todos os ossos de corpo fossem se romper

.

.

.

     Acordo e percebo que estava junto a Ashuramaru. Me levanto zonza, e sentindo que algo estava diferente, olho para ele e pergunto:

- Não me diga que você assumiu meu corpo novamente?

- Não dessa vez, vocês está errado.... ou melhor dizendo errada – ele responde

- Hã? – fico sem reação, mas quando paro para me observar percebo que estava completamente diferente. Meus cabelos estavam batendo em minha cintura, minha voz estava mais fina, minhas mãos estavam mais delicadas, meu peito havia ganhado volume – HÃ?! HÃ?! HÃ?! MAIS O QUE TÁ ACONTECENDO COMIGO?!!! – olho para  o chão que refletia como um espelho e percebo que eu havia me tornado um garota?! – [email protected]#%#$#%[email protected]#!!!!!! – grito desesperado, ou melhor dizendo, desesperada

-Não faça escândalo – Ashuramaru reclamava colocando as mãos nos ouvidos- Certas pessoas tem audição aguçada 

- Eu...eU....Virei uma garota!- coloco as mãos na cabeça- O-o-o que fez....- quando ía falar ele interrompe

-A culpa foi sua, eu não fiz nada para que ficasse assim  – ele falava

- Eh? Mais como eu....– tento me defender – Por que raios eu iria querer virar uma garota?!

- Eu não disse que foi por sua vontade, isso provavelmente foi efeito colateral por você ter usado a serafim do fim por completo, em Nagoya – ele explicava

- Como assim? Que merda de efeito colateral transforma alguém em uma garota?!

 -Meus conhecimentos sobre a serafim do fim são limitados, só sei que se seu usuário utiliza-la completamente, o que foi o seu caso, pode sofrer efeitos adversos – ele falava tranquilamente- No seu caso foi ser uma garota

- Então, tem como reverter?! – eu perguntava desesperada

- Não existe como, se acostume agora você será uma garota pelo resto da vida..... Mas eu quero ver como seus amiguinhos vão reagir ao descobrirem – ele falava dando um pequeno sorriso

- Pera aí, eles ainda não sabem? – eu perguntava

- Eu não consigo ver quando você está desacordada, mas consigo sentir que eles lhe prenderam nas correntes com medo que eu assumisse seu corpo. E pelo que eu presumo você está naquela sala fechada e seu amiguinho irá entrar a qualquer instante

- Não!Não!Não!Não!.... Eu não posso deixar que me vejam assim! – falo em pânico

- Eu vou ser “legal” com você. Vou quebrar as correntes, assim poderá fugir e fazer o que bem entender

- Até parece que eu vou acreditar nesse seu “legal”. Você só quer me enganar – falo desconfiada

-Hahaaha! É você já está mais esperta em relação a mim, mas de verdade eu te soltei das correntes até porque elas já estavam fracas mesmo.... Agora acorde!

    Após isso, eu abri meus olhos assustada e ofegante como se tivesse acordado de um pesadelo. Reparo que estava mesmo naquela sala que ele havia falado. As correntes estavam no chão, dessa vez Ashuramaru não mentiu em relação a me soltar delas, começo a me olhar de novo e tentando encarar a verdade de ser uma garota. Tento voltar à realidade batendo as mãos no rosto. Levanto-me e saio daquela sala antes que Mika fosse me ver, corro com grande dificuldade, já que minhas roupas ficaram maiores comecei a tropeçar nas minhas calças, até chegar á uma casa que ainda não era abitada por nenhum morador. Eu estava assustada não sabia como os outros reagiriam a me ver assim.... Encolho-me em um lado da casa e fico alí pensando no que fazer.

Yuu off

Mika on

    Eu estava preocupado com Yuu-chan, desde que aquela garota havia o trazido, ele não para de se contorcer. Será que o demônio assumira completamente o corpo dele? Vejo que os amigos dele também pareciam preocupados,  entro na sala vendo que já havia passado o tempo da possessão, e percebo que Yuu-chan não se encontrava.

- O que?! Para onde ele foi?!- perguntava Shinoa que havia entrado também

- Eu não sei mais o tempo dele se torna demônio já acabou – Kimizuki comentava

-As correntes estão quebradas- Mitsuba as pega do chão

-Não podemos perder tempo, vamos procura-lo! – falou Makoto, e todos concordaram.

      Os humanos se dividiram, alguns foram perguntar aos moradores e outros tentavam acha-lo pelas redondezas. Paro de procurar ao sentir o cheiro dele ser trago pela brisa do vento, mas algo em seu cheiro parecia diferente. Percebo que vinha de uma casa em ruínas, entro nela e sigo o odor até ouvir passos de alguém correndo para o segundo andar. Não tinha tanta certeza se era ele, os passos eram leves. Vou atrás do som e percebo que a porta de um quarto havia sido trancada. Bato na porta levemente.

- Yuu-chan é você que está aí dentro?

- V-Vá embora! – ele respondia mais sua voz parecia diferente do normal

- Yuu-chan, o que á de errado, me deixe entrar.

- Saia daqui! Não quero que me veja....

- Yuu-chan se não me deixar entrar, irei força! – forço a maçaneta até que consigo quebra-la

- Não! – ele grita, mas eu abro a porta e acabo empurrando o mesmo para trás.

- Yuu-chan você tem que dizer o que á de er....- fico perplexo a percebe que ele estava muito diferente....  - Yuu....chan é você mesmo?

- S-sim – ele encobriu o rosto e tentou se esconder

- O-o que aconteceu com.... Você? – eu perguntava ainda perplexo com ele

- E-eu não sei direito... mas não quero que me olhe!  

-Y-Yuu-chan, vc é.....- ele completa minha frase

- Uma garota...- ele, quero dizer, ela diz meio triste

 Mika off

Yuu on

    Ai mais no que eu estava pensando, como poderia fugir de meus amigos, é claro que iriam descobrir. Mika está bem chocado, e porque não estaria? Eu ainda nem acredito. Acabou ficando um silêncio dentro daquele quarto

- Yuu-chan acho melhor você voltar, os outros estão preocupados com você – ele rompe o silêncio

- É, você tem razão – digo ainda chateada. Começo á andar e sinto uma dor – Itai.... –  Boto a mão no tornozelo que estava latejando

- Você está bem? – ele pergunta preocupado

- S-Sim, acho que só machuquei um pouco o tornozelo hahaha.... –solto um riso fraco para mostrar que estava tudo bem

-Foi por que eu abri a porta com muita força? – ele pergunta.

- Deve ter sido isso mesmo, cara o corpo de uma garota é mais frágil que a de um homem. Realmente não é agradável hahaha! – começo a rir, coçando a cabeça

- Me desculpa.... – ele dizia triste

- Á que isso, não tem com que se preocupar, estou ótima aposto que amanhã nem vou mais sentir – falo sorrindo enquanto dou um tapinha de leve em suas costas. – Agora vamos voltar! – falo animada mais quando começo a caminhar de novo sinto dor e  não consigo prosseguir

- Deixa que eu a ajudo – ele fala e antes que eu repondesse, ele  me pegando no colo

- E-Espere Mika... E-Eu posso caminhar sozinha – falo começando a corar, espera aí por que eu estou corando?

- Nem pensar, deixa que eu te levo de volta, essa luxação pode piorar – ele falava enquanto me carregava para fora da casa.

      Não consegui olhar para o rosto de Mika mesmo estando tão perto de mim, por alguma razão, meu coração está muito acelerado, devo estar mesmo possuída.


Notas Finais


Bjs <3 até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...