História Mil e um... Imagines - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 121
Palavras 679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O primeiro imagine do meu pack de imagines (queira Deus que ele seja definitivo <3).
Espero que gostem :*

OBS: Alguns imagines vão ser curtos, outro não... Vai variar da inspiração, né non?!

Capítulo 1 - Malicia ( Suga Imagine )


Fanfic / Fanfiction Mil e um... Imagines - Capítulo 1 - Malicia ( Suga Imagine )

Ele aperta os olhos, e abre um sorriso malicioso. Isso me desarma. Em alguns momentos, me sinto completamente confusa e irritada, logo em seguida, derreto-me com seu sorriso deslumbrante. WOW… É tão fascinante, o sorriso dele é muito raro, geralmente ele se força a sorrir pras pessoas, pras câmeras, pras fãs...Mas quando estamos juntos e ele sorrir assim,esqueço completamente o que está acontecendo, me sinto no céu e ao mesmo tempo com o pé no inferno.

Jamais me imaginei numa situação dessas.

— O que você está pensando? — Perguntou ele enquanto beijava lentamente o meu pescoço.

De imediato senti um arrepio, aquela voz rouca que ele tem ao acordar, aqueles lábios macios tocando a minha pele.. Sinceramente, não sei onde vamos parar.. Se é que vamos parar.

— Não estava pensando em nada além do seu sorriso! — Respondi acariciando seus cabelos pretos.

Ele me olhou nos olhos, em seguida voltou seu olhar para o relógio.

— Eu tenho mesmo que sair da cama? Estou tão cansado, queria ficar aqui por pelo menos uma semana. — Resmungou ele enquanto se auto encorajava mentalmente a sair da cama.

Levantei antes dele numa falha tentativa de fazê-lo sair da cama.

— Eu não quero sair daqui! — Retrucou ele olhando em minha direção

Dei de ombros e segui na direção ao banheiro.

Senti um aperto por trás.

— Eu gostaria de morder esse lábio — murmura.

Minha pulsação se acelera, e acho que estou ofegando. Estou tão trêmula, e ele ainda nem tocou em mim.

Lentamente ele desliza as mãos pela lateral do meu corpo, e aos poucos vai me conduzindo até a parede.

Sua mão agarra meu cabelo e o puxa para baixo, deixando-me com o rosto virado para cima, enquanto a outra agarra com um pouco de força a minha cintura. Seus lábios colam nos meus. Nunca fui beijada assim. Minha língua afaga timidamente a dele e as duas se unem numa dança lenta e erótica se encostando e se sentindo.

Minha respiração está cada vez mais forte e meu coração cada vez mais acelerado.

Continuamos nos beijando enquanto suas mãos brincam com cada parte do meu corpo.

Delicadamente puxo seus cabelos.

— É assim mesmo que eu gosto.. — Ele sussurra bem próximo a minha orelha.

Sinto-me arrepiar novamente.

— Vamos voltar para a cama? — Pergunto ofegante.

— Não será necessário. — Ele responde

As mãos dele deslizam nos meus seios, e respiro fundo enquanto seus dedos os rodeiam e começam a massageá-los de maneira delicada, mas firme.
Arqueio o corpo institivamente, pressionando os seios nas mãos dele.
Dá muito tesão saber que é meu corpo que faz com que ele se sinta assim.

Ele começa com beijos no pescoço e vai, lentamente deslizando cada vez mais baixo.

— O-O que você vai fazer?? — Perguntei.

— Algo que sei que você quer muito.. — Respondeu ele com um olhar malicioso.

Ele me carrega com ambas as mãos, e me coloca sobre a pia.

E então ele abaixou a cabeça, cada vez mais para baixo, até cobrir a minha intimidade, fazendo-me perder o controle, uma lambida lenta de cada vez. Eu deveria estar preparada para o clímax, deveria saber que ele me deixaria com a cabeça girando, deveria ter sido capaz de absorver tudo e me agarrar às sensações de extremo prazer que ele estava me proporcionando. Mas não teve a menor chance, quando a pele macia dele se esfregou em minhas dobras internas, sobre meus pelos escorregadios e úmidos. Ele chupou a pele excitada entre os grandes lábios e, quando se concentrou naquele ponto cheio de nervos, seus dedos foram introduzidos lentamente e com um ritmo forte, , o meu corpo tremeu ao gozar para ele, o coração disparou quase a ponto de sair do meu peito. Meu grito de prazer ecoou pelo banheiro, ressoando pelo teto alto e pelas janelas de vidro.

Me senti atordoada ao vê-lo erguer a cabeça e olhar em meus olhos, lá estava mais uma vez aquele sorriso que me deixa completamente sem rumo.

— E-Eu n-não sei o que dizer... — Tentei falar, mas respirava tão forte que mal conseguia completar uma palavra sem gaguejar..

— Apenas lembre-se desse dia. — Sussurrou ele 


Notas Finais


Até o próximo imagine..
E não esqueçam, sugestões aqui nos coments.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...