História Mil e Uma noites (Marichat) - Capítulo 108


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Marichat
Visualizações 107
Palavras 656
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada pelos comentários do capítulo anterior , estamos chegando aos 250 favoritos.
Espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 108 - A prisão do sultão Rossi



 ~ Quebra de tempo  -   Na tenda do sultão Rossi -   Durante a guerra.
  O sultão Rossi ainda cercado dos seus guardas costas, ele andava ainda nervoso com a perda do seu grande  número de exército que ele tinha reunido, ele destestava perder algo ,   ele começou  a conversar com si mesmo  , enquanto do lado  de fora de fora de sua tenda, cada um dos seus guardas eram abatidos pelos homens de  Hawkmoth.
  -  x x -
___   Que droga,  eu queria saber o por que estou perdendo homens, também tenho informações de diversos covardes  fugindo da batalha, aonde está a lealdade do meu exercíto ?  -   O sultão Rossi caminhando pela tenda , conversando consigo mesmo, querendo saber aonde estava a lealdade do seu exercíto.

___   Ah, eles são o pior exército que eu tenho ,  não prestam para nada !   -   O sultão encontrando a sua própria resposta como seu exercíto, depois ouvindo um barulho vindo do lado de fora.

___   Quem está aí ?  , Eu exigo que apareça perante mim !   -   O sultão Rossi ouvindo o barulho, exigindo  a presença da pessoa dele , esperando zangado por sua aparição.

-  x  x  -
   Foi quando os soldados de Hawkmoth entraram de repente, rendendo os guardas costas do sultão Rossi que ficou pasmo com o fato que o exercíto de Hawkmoth  havia encontrado ele ,  ficando nervoso com  a chegada do exercíto inimigo.

  -  x x  -
___  Quem passou a informação que eu estou aqui, quem me traiu ... ?  -  O sultão Rossi muito nervoso com a chegada dos homens de Hawkmoth, exigindo por respostas ,  sendo interrompido com a lança que o general apontava para o seu rosto.


___   Agora quem dá ordens nesta guerra , é nosso sultão Hawkmoth , ele te venceu , agora vai pagar com a sua esposa ,por tudo o que fizeram á ele !   -    O general apontando com a lança para o sultão Hawkmoth , falando que ele tinha vencido á guerra, condenado o sultão 


___  Mas isso não é justo , eu devia  vencer , não estou lutando por mim, eu estou lutando pela a minha filha, que foi feita de escra... !   -   O  sultão reclamando com o general, achando uma tremenda injustiça , recebendo uma chicotada no rosto.

___    Cale -se , não tem o direito de reclamar , o meu senhor venceu, você e a sua esposa pagarão pelos pecados que comenteram a ele !   -   O general exigindo para que ele não reclame depois que deu a chicotada no rosto, falando que a esposa dele também ia pagar pelo mesmo preço 

___    Ah, eu odeio á to... !   -   O sultão Rossi falando que estava com um ódio de todos , recebendo uma chicotada no rosto dele mais uma vez.

___   Eu sei de uma maneira que vai fazer você, calar a boca , meu soldado ,por favor , venha cá !   -   O general tendo uma boa ideia depois que chicoteou  o  sultão no rosto mais uma vez, chamando a atenção de um dos soldados , esperando pela resposta .

___   Sim, senhor, do que precisa ?   -    O soldado chegando na direção do general, fazendo posição de sentido para o general, perguntado á ele.

___  Quero que traga um pano, amordeçe a boca deste infeliz , depois o leve para a tenda do nosso líder !   -   O general dando as ordens para o soldado, olhando nervoso para o sultão ajoelhado e com o seu rosto com marcas vermelhas de chicotadas.

___   Eu farei imediamente , senhor !   -   O soldado aceitando as ordens do general, começando a cumprir as ordens.

   ___   Agora, você vai pagar por todos os seus pedaços , a sua família também pagará  pelo mesmo preço !   -  O general vendo o soldado cumprindo as tarefas dadas,  falando que o sultão ia pagar muito caro por sua arrogância, gânancia .
 


Notas Finais


Me desculpe por algum erro
Até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...