História Mil historia de um vampiro - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - 500 anos antes da crianção


— vamos, vamos você esta, atrasado — uma mulher branquíssima, falava puxando o manto, preto com detalhes dourados, para que não arrastasse no chão, era realmente chato ela ter que usar uma veste cerimonial tão grande mesmo que usasse de época em época — é uma falácia alguém da realeza ter que se sujeitar a isso, mesmo a nomeação do próximo Drácula — ela pensava tateando as paredes de mármore estava impaciente e algo naquele corredor mal iluminado com nada além de uma imensa porta a irritava — finalmente jorge, meu Deus você realmente é da alta sociedade? — ela falava começando a caminhar com seu manto arrastando no chão, olhando com raiva para o garoto de olhos vermelhos como o dela, o manto dele era idêntico ao dela, mas não arrastava no chão ficava perfeito cobrindo até os pés, mas sem arrastar, era meio injusto ele com seus cabelos louros bagunçados era muito diferente dos cabelos brancos dela totalmente arrumada descendo pelo seu rosto liso.

— quem você acha que vai ser desta vez?-ele pergunta sorrindo deixando a mostra seus dentes alguns eram muito afiados como se tivesse os lixados para ficar daquele jeito.

— Não importa-ela respira profundamente parando diante da porta-quem controla a nossa população são o conselho, todo mundo sabe disso.

Ela fala abrindo a porta gigante com muita facilidade.

— Olá a todos que aqui estão para a nova escolha do Drácula.

Um homem falava cobrindo totalmente pelo manto, falava em cima de um pequeno palco no centro de um grande salão oval sozinho no centro, mas haviam varias pessoas em grandes arquibancadas nos cantos do salão.

— vamos logo — a garota fala puxando o moço pelo manto o levando para uma grande escada em caracol que levava para uma das cinco arquibancadas.

— Já está na hora — o homem manto falou abrindo braços, um grande buraco em sua frente começou a brilhar, logo surgindo princípios de labaredas de chamas, mas logo se fez grandes chamas, era perceptivo o manto do homem chamuscar de leve, mas logo se apagar

— agora é a melhor parte — uma voz perdida fofocou.

O homem manto colocou seu braço na grande fugueira, seus gritos eram imensos diante do silêncio nervoso da cúpula. Alguns depois ele tirou o braço totalmente queimado com bolhas e marcas pretas que logo começaram a descascar e estourar se curando.

— E o próximo dracula será — fala gritava em alto som deixando todos da cúpula em pés tremendo de nervoso e medo—Jorge de Vanstroc.

Quando o nome foi anunciado vários caíram de volta a cadeira outros travavam em pé, mas vários gritavam estupefatos.

— Dro… droga — o garoto louro falava em pé travado de medo.

— acalme-se irmão — a garota de cabelos brancos fala se levantando calmamente — isso era óbvio você é um sonhador e vai ser um belo Drácula.

— agora vamos pra casa, estou com fome — ela falou quando puxou ele pelo manto quase o derrubando da escada, ele continuava paralisado.

Mais tarde naquele dia o castelo do novo Drácula estava reluzente em festa e comemoração, uma grande mesa com um imenso banquete estava no centro do grande salão do castelo, várias pessoas dançavam sem preocupação.

— droga, pra que comida não precisamos disso — a garota de cabelos brancos resmungava sentada no canto do salão lendo um livro antigo de romances, mas mascarou isso colando uma capa de necromante no lugar da original.

— podemos sentir o sabor e é bom, e você não precisa ser tão marrenta maninha-o louro falou fazendo cafuné em sua irmã oque irritava muito ela — mesmo a gente sendo gêmeos você é muito malmorada, e ficava linda loura.

— sai daqui, verme, você tem trabalhos fazer — ela falou dando um tapa na mão dele.

— aiai, vou me deitar um pouco acho que comi de mais — ele fala meio triste indo para o quarto.

— bons sonhos maninho-ela sussurrou quase em silêncio.

— você é muito marrenta srta. — uma serviçal falou segurando uma bandeja com um cálice com sangue — aqui está sei que a senhora gosta de sangue de virgens.

A garota grisalha pegou o cálice — tanto faz depois falo com ele — ela falou entre goladas no cálice.

— o mestre está nervoso seria bom seu apoio, senhorita. — a empregada fala sorrindo.

— aiai droga Jéssica — a garota fala soltando o cálice na bandeja e indo atrás do irmão. Ela andou por dois corredores até chegar no quarto do irmão.

— maninho? — ela falou abrindo a porta-maninho? Não — foi oque ela disse ao ver o corpo do irmão estripado no chão sujo de sangue até o teto, a cabeça do irmão faltava.

— Não… não… HAAAAAA-ela grita tremendo ainda na porta, o cheiro de urina subiu quando ela se mijou de medo, seus gritos ecoaram pelo castelo trazendo todos os familiares até ela.

Três semanas tinham se passado depois do ocorrido, a família estava vivendo em silêncio e na mesma noite o pai da garota tinha cortado o cabelo da garota de cabelos brancos,e os pintado de louro, seu corpo não era muito robusto e serviria para ficar no lugar do irmão

"Taxa morreu a parti de hoje você sera Jorge de Vanstroc o próximo Drácula" essas palavras ecoavam na cabeça da garota sem parar, ela havia parado de chorar e de falar apenas fazia oque o pai mandava. Subiu ao poder como Dracula mas era apenas uma marionete para o pai foi assim até cem anos depois, seu pai havia morrido em uma emboscada de vampiros anarquistas, ninguém descobriu que Vanessa tramou tudo, e depois disso ela começou a controlar a todos, não por causa de seu pai, mas para vingar seu irmão, seria ele o mundo precisava dele, mas não dela, em sua mente ela sabia que devia ter morrido no lugar do irmão que nunca seria tão bom quanto ele.

Mas em uma noite a velha e antiga fogueira ascendeu em segredo chamou Semente há Vanessa para a cúpula, dessa vez cuspiu um novo papel o nome nele era “Manuel”.

— droga… — ela falou amassando depois engolindo o papel — você nunca roubara o lugar do meu irmão seu nojento — ela fala cerrando os punhos até sangrarem lembrando de que podia ter impedido isso matando ele, junto aquela cigana nojenta.

— não importa se você está se escondendo, vou te caçar e te matar seu verme — ela fala saindo da cúpula preparada para mandar todos seus soldados a procura do vampiro fugitivo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...