História Mil historia de um vampiro - Capítulo 44


Escrita por:


Capítulo 44 - Em coma, em desespero


Ainda comiam, mas Vanessa não tocará em nada, seu estômago embrulhando ao pensar em Manuel a beira da morte.

— Jorge, o atual Drácula — a criatura por baixo da máscara falou arrastado — a anos não, décadas estava caçando usuários do relâmpago com o tempo conseguiu capturar 5 iguais a vocês dois, não sabemos exatamente oque ele quer temos apenas rumores de que ele esteja tentando voltar no tempo.

— por causa disso — o velho músculo jogou uma página velha e amarelada na mesa — um poema escrito pelos primeiros caçadores.

“Corra, corra, corra corredor corra.

Pelo tempo você corre sem parar.

Suas pernas queimam seu pulmão arde.

Corra para o passado, para o futuro.

Corra sem parar na velocidade máxima.

Corra e mude o mundo, corra e seja o deus do tempo”, ele acha que pode voltar no tempo para controlar tudo ou pior — o clima tinha mudado em tensão.

— por isso você e o Eduardo está aqui, um lugar secreto que ninguém poderia invadir, esta completamente protegida por feitiços e por mim.

— então garota, vai devolver meu diário? — ele falou rindo reconstruindo todo o clima leve

— é seu? — Vanessa perguntou surpresa catando o livro de sua bolsa de cintura, com uma melhoria dada por Elizabeth — então aquele choque?

— sim, foi por ele que te localizamos, como um sinalizador, agora descanse temos que planejar oque fazer agora que temos ele.

— ele? Manuel? — Vanessa perguntou perplexa, e todos se olharam com receio e nervosismo, como se tivessem que dar uma notícia terrível ou fúnebre, O homem ranzinza abocanhou um grande, sanduíche de mortadela se esquivando de qualquer pergunta.

— não sabia… — Gustavo tomou rumo da conversa acariciando os cabelos sedosos em seu colo — ele foi escolhido como o Drácula, percebi quando vi ele mudando, logicamente ele não sabia, descobrimos a alguns, a pouco também, formos trazidos para este lugar basicamente á força por “proteção”, claro não gostamos do que ele esta fazendo, entendo você não sabe, basicamente ele ta tentando controlar tudo, estar forçando guerras e tomando lugares com quem não se alia a ele.

— desgraçado, mas com o Drácula do nosso lado, podemos matar esse maldito facilmente, se ele viver é claro — o garoto grisalho forçou uma risada, foi o suficiente para irritar Vanessa que logo se aproximou a passos largos.

— oque foi? — o grisalho perguntou confuso vendo a expressão, Vanessa furiosa socou o rosto do garoto que fez ele cair da cadeira.

— ele não é a merda de uma arma, cure ele e depois vemos se ajudamos — ela berrou não apenas para o garoto, mas para todos, a culpa e a frustração a tornaria uma fiel companheira de Manuel.

— por favor calma, e não falou por mal é só um garoto idiota — ela escutou em sua cabeça, então se afastou com raiva.

— ele vai ficar bem? — ela ainda estava com raiva mesmo calma.

— acredito que é questão de tempo mas, ele precisa se alimentar direito cuidarei disso — ela então começou a chamuscar com ratos o rodeando então sumiu como se tivesse caído em um buraco mesmo não tendo nenhum no local.

— Descanse moça, amanhã vamos te ajudar com seus poderes, mesmo sendo um sem noção, Eduardo tem muito á te ensinar.

— não, não temos tempo vamos agora — ela falou ignorando a dor e se forçando a usar sua magia, porem assim que faíscas saltaram pelo seu corpo, ela apagou caindo no chão de terra grunhindo de dor.

— aonde eu estou mesmo? — Manuel perguntou olhando a sala que estava piso liso e paredes orientais que bloqueavam um pouco da luz forte que estava lá fora.

— no seu subconsciente, eu já expliquei você esta, desacordado praticamente lutando pela sua vida, agora joga vai — ele jogou uma carta com o número vermelho.

— vou morrer? Perguntou novamente jogando outro número quatro cor amarela.

— talvez, talvez não eu sinceramente não sei — então comprou uma carta.

— e quem é você? — jogou duas cartas na pilha de número 2 e 3 amarelas.

— já disse, sou você ante daquela mulher te fazer fraco, lembra quando bebia vários corpos em uma única noite, era incrível — ele falou rindo jogando outra carta no monte e logo comprando duas.

— e oque vai acontecer agora?

O outro Manuel banhando e sangue recolheu as cartas e as separou três montes iguais — temos mais uma pessoa para joga — então outra pessoa entrou na sala pequena, era novamente Vanessa trajando um vestido oriental, como a força de vontade de Manuel e o outro o poder ou talvez o desejo não é algo que pudesse apenas atribuir um único significado.

— vamos jogar? — ela falou se sentando e pegando uma da pilha de cartas negras.

— então vocês são oque? Uma tentação e uma vitória? — pergunto coletando as castas negras e jogando uma carta logo após Vanessa

— agora estamos apenas jogando, do que ia adiantar tentar te corromper agora? Você não vai acordar de qualquer maneira — então jogou uma carta.

— então isso já seja parte da sua escolha, Manuel — Vanessa falou jogando duas cartas.

— DROGA — Vanessa gritou acordando seu sua barriga doía e seus olhos ardiam.

— calma você tem que descansar, não se recuperou ainda — Eduardo falou assutado, segurava alguma, faixas.

— não tenho tempo — ela falou forçando suas pernas e se erguendo com dor, mesmo sentindo que ia desmaiar ela caminhou agarrando sua espada, se arrastou até uma parte mais afastada de tudo forçando as mãos até ergue a espada então começou a brilhar fracamente sem forças para andar ela começou a balançar a lâmina cortando coisas invisíveis, ficou assim por algum tempo até seus braços rangerem e doerem, bolha surgiram em sua mão, então caiu de joelhos e começou a chorar.

— eu… eu devia ter sido mais útil se eu fosse forte você não estaria assim, eu vou ficar mais forte eu juro — então forçou sua, mãe caiu novamente em uma dor excruciante, mas tornou a se ergue se apoiando na espada voltou a corta, coisas invisíveis.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...