1. Spirit Fanfics >
  2. Mil versões de mim >
  3. Compromisso

História Mil versões de mim - Capítulo 32


Escrita por:


Capítulo 32 - Compromisso


Fanfic / Fanfiction Mil versões de mim - Capítulo 32 - Compromisso

-As funções mentais superiores foram denominadas dessa forma no começo do século 20, pelo fisiologista russo Ivan Pavlov. -O homem alto fala sem uma pausa sequer, ajeitando os óculos fundo de garrafa a cada 2 minutos. -Tal termo diz respeito às funções do córtex cerebral, especialmente quanto à linguagem e à capacidade lógica-racional dos seres humanos.

-Lila. -A voz sussurra próximo o suficiente para balançar alguns fios de cabelo. -Pode me ajudar com essa capítulo 10?

-Você me pedindo ajuda? -Ri e olha para trás, encarando o amigo por cima do ombro.

-O quê? Também preciso de ajuda, às vezes. -Sorri.

-Tá bom, JongHyun! Daqui vamos para minha casa e eu o ajudo.

-Obrigado! -Sorri largo para a garota. -Você é a melhor!

-Eu sei.

*Quebra de tempo*

-E aí eu olhei para trás e tava todo mundo olhando! -JongHyun conta sua história vergonhosa enquanto caminham pela rua estreita.

-Você é louco mesmo. E se alguém tivesse gravado?

-Eu estaria perdido! Boa tarde, senhora Kim! -Se curva para a senhora e então volta a olhar para Lila. -E eu não estava usando nada por baixo.

-Lila. -A senhora chama sua atenção. -Tem alguém esperando por você.

-Boa tarde. -A voz firme chama a atenção de todos. A presença de Jin chega a ser pesada. Seus ombros largos ocupam quase todo o espaço da porta e os braços cruzados lhe dão uma imagem quase ameaçadora.

-Oi! -Lila sorri largo. -Você não disse que horas viria.

-Pois é... Vim trazer umas verduras e carnes para a senhora Kim. -Seus olhos passeiam vagarosamente pelo corpo da garota e então, com a mesma pressa, vai até o rapaz que lhe olha assustado. -Tudo bem?

-Vo.vo.você... -Aponta e então coça a cabeça, confuso.

-E.e.eu. -Ironiza e caminha firme até onde os dois estão. Por um momento Lila teme o que Jin pode fazer, se ele decidir bejá-la pode ser perigoso para sua imagem. Não sabem se JongHyun é confiável.

Mas sua aflição logo foi dissipada quando, olhando em seus olhos, Jin passou entre os dois e agarrou uma maleta preta que estava no sofá. -Trouxe tudo... Devo esperar mais?

-Oh... Não! Já estou de saída. -O rapaz fala atropelando suas próprias palavras e vai até a porta.

-JongHyun... Você pode...

-Não vou falar nada... Fica tranquila.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...