História Millennia - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hongjoong, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Mingyu, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bruxos, Jikook, Lobo, Namjin, Sope, Tae!bottom, Taegi, Taeyoonseok, Vampiro, Vhope, Vkook, Yoonseok
Visualizações 199
Palavras 4.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Fortalecer O Laço De Irmãos


Fanfic / Fanfiction Millennia - Capítulo 4 - Fortalecer O Laço De Irmãos

— Isso ... É... Impossível 


— Você achou mesmo que eu ia ficar o resto da minha existência dormindo ?! — Yoongi se aproximava do irmão, pisando fundo 


— Quem acordou você?! Seu corpo estava escondido 


— VOCÊ ME COLOCOU NUMA TUMBA, NUMA TUMBA, HOSEOK, EU POR ACASO TENHO CARA DE REI EGÍPCIO?! 


— Estava protegendo seu corpo 


Realmente, Hoseok havia escondido o corpo do irmão para que não fosse achado por humanos, vampiros, lobisomens ou bruxas 


— Protegendo o meu corpo ?! Você não precisaria o proteger se não tivesse me colado pra dormir por mais de um século 


— Quem acordou você?! — Hoseok sabia que Yoongi só poderia acordar se alguém removesse a estaca, o que não era possível já que ninguém poderia ter acesso ao corpo adormecido do Min 


— Não interessa 


— Interessa ! — Yoongi rolou os olhos 


— Gostei do cabelo, vermelho caiu bem em você — Yoongi tentou tocar o cabelo do irmão, que rapidamente lhe segurou o pulso, Yoongi sorriu ladino — Porque esta na defensiva, maninho?! Sou só eu


— O que veio fazer aqui ?! Você odeia Seul 


— Odiava, em 1500, agora eu gosto dela, capitalistas, moderna ... Gosto ... — Hoseok rolou os olhos — Sinceramente?! Eu vim aqui focado em matar você, como eu havia prometido naquele dia no pier ... — Yoongi aproximou os lábios do ouvido do irmão e sussurrou — O dia que você tirou mais de um século da minha vida ... Mas ... Quando eu estava procurando por você... Eu encontrei algo mais interessante 


— Do que está falando?! — Hoseok franziu a testa, cruzando os braços 


— Do mesmo motivo de você estar aqui, maninho — Yoongi contornou o carro do irmão, deslizando o indicador na lataria, ainda se impressionava com a tecnologia que não viu nascer — O Doppelgänger do Mingyu 


Hoseok arregalou os olhos por um instante, Yoongi sabia sobre Taehyung?! Isso era ... Uma droga, uma merda


— Fica longe dele, Yoongi, ele é humano e você sabe disso — Yoongi sorriu 


— Você já virou dono dele?! ... Quero conhece-lo 


— YOONGI ! fica longe do Taehyung... Eu estou avisando 


— Se eu não ficar o que você vai fazer?! Me pôr pra cochilar por mais um milênio?! — Yoongi foi ríspido e o clima pesou 


— Se você se aproximar do Taehyung você vai se ver comigo — Hoseok apontou o dedo na cara do mais velho — Não vou deixar você o infestar com a erva- daninha que você é 


Hoseok deu a volta, abrindo a porta do carro 


— Vai embora, Yoongi, você não vai conseguir destruir nada aqui, eu não vou deixar 


Hoseok entrou no carro e Yoongi viu o veículo e ir embora em alta velocidade, sorriu, seu irmão ainda era o mesmo otário de sempre 


... ( ♡) ...


Jeongguk sentiu o cheiro de Hoseok, no mesmo instante em que voltava para casa 


Hoseok viu o grande lobo cinza se aproximar enquanto saia do carro


— Consegue voltar ao normal ?! — Hoseok bateu a porta do carro ao deixar o veículo 


Demorou alguns instantes até que Jeongguk conseguisse vencer a si mesmo e a maldição, conseguindo controlar temporariamente o seu lobo e voltar a forma humana 


— Trouxe o que eu te pedi ?! — Jeongguk não pinha pudor algum, ficava nu sem problemas na frente do Jung 


— Trouxe... 


Alguns minutos depois Hoseok observava Jeongguk se alimentar, o rapaz parecia faminto, seu corpo definhava e isso lhe dava fome o tempo todo, precisava de energia 


— A caça está difícil, Jeongguk?! 


— Muito, ainda é difícil caçar sem a matilha 


Jeongguk sabia que o lider da matilha dos lobisomens não havia o exilado por mal, muito pelo contrário, Namjoon demorou o que pôde para o expulsar, mas havia filhotes na comunidade dos lobos e Namjoon teve que optar pela segurança do resto do grupo, Jeongguk entendia e aceitava sem mágoas 


— Você quer ajuda pra consertar o telhado?! — Hoseok observava a goteira que pingava do teto da cabana do amigo


— Uhum, quero ... Pode me trazer algumas coisas da cidade? Vou te fazer uma lista — Hoseok assentiu — Como foi a tempestade na cidade ?


— O de sempre, queda de energia e árvores caindo — Jeongguk assentiu, se empanturrando de carne — Yoongi voltou 


Hoseok falou curto e direto, Jeongguk parou de mastigar no mesmo instante, engolindo o que tinha na boca e devolvendo a coxa de frango pra tigela 


— Você acordou ele?!


— Esta maluco?! É claro que não... Eu não sei como isso é possível... Eu não entendo, o corpo dele estava escondido, você sabe — Jeongguk assentiu, mordendo o interior da bochecha, Yoongi de volta seria uma merda 


— Vocês brigaram?! 


— Eu não sei se foi briga — Hoseok se levantou do sofá de couro envelhecido — Mas ele sabe sobre o Taehyung e então eu o intimei a ficar longe dele


— Sabe que ele não vai ficar, mesmo que seja só pra te irritar 


— Eu sei disso... Mas ele sabe que o Taehyung é o Doppelgänger do Mingyu


— Acha que ele vai se aproximar do Taehyung por causa disso ?! Acha que ele vai ver o Mingyu no Kim como você vê?!


— Eu não sei se eu vejo o Mingyu no Taehyung, bom ele tem muito do Mingyu mas ... Eu também consigo ver ele mesmo 


— Já levou ele pra cama?! 


— Jeongguk! — Hoseok rolou os olhos, o lobo riu 


— A é verdade, esqueci que você está dando um de certinho com ele 


— Ele é humano, Jeongguk, eu tenho até medo de o tocar e o ferir, de ser forte demais 


— Vai ver ele curte uma coisinha forte 


— Jeongguk!! — o lobisomem riu, voltando a comer — Falando no Taehyung, aconteceu uma coisa estranha ontem a noite 


— O que?! 


— Taehyung disse que alguém havia o tocado, sendo que não havia ninguém na minha casa, mas no dia seguinte estava uma marca roxa de dedos no bracinho dele 


— E o que você fez ?!


— Hipnotizei ele pra ele pensar que foi um sonho 


— Ah cara — Jeongguk balançou a cabeça em tom de lamento — Você já vai começar a manipular o humano?! Vai fazer tudo ser do seu jeito ?!


— Hey ! Eu não sou assim, não me confunda com o meu irmão ... Você queria que eu dissesse o que?!


— Dizia que a casa é assombrada, humanos acreditam em fantasmas — Hoseok rolou os olhos, Jeongguk tinha cada idéia — Seja verdadeiro com ele, Hoseok, pelo menos o máximo possível, não o manipule ... Mas enfim, bruxas? 


— Foi o que eu pensei ... Pode ter sido algum feitiço, algum espírito que mandaram pra mim mas como o Taehyung estava na minha casa foi pra ele, eu não sei ... — Hoseok coçou a nuca confuso — Esses espíritos poderiam deixar marcas físicas em alguém?! Eu não sei 


— Eu também não sei ... Mas, eu odeio bruxas, tenho vontade de arrancar a cabeça delas 


— Calma lobinho, cachorrinho mau 


— Vai se fuder — Jeongguk empurrou o mais velho pelo ombro, riram 


— Ah, eu já ia esquecendo ... Vai ter um retiro da escola até a floresta aqui perto, trabalho de biologia pra colher amostras ... Então fica longe, só por segurança 


— Viram muitos ? 


Aquilo podia ser motivo de preocupação para o lobisomem, havia se isolado dos humanos por um motivo e agora os mesmos estão "invadindo" seu espaço 


Só esperava manter o controle, ou que pelo menos seu lobo ficasse escondido e não atacasse ninguém 


— Só minha turma, eu venho, não se preocupe, vou sentir seu cheiro horrível se você se aproximar da excursão 


— Vai se fuder, eu sou cheiroso pra caralho 


Hoseok ficou mais algumas horas com o Jeon, até o amigo começar com suas crises e querer ficar sozinho, então foi embora 


Estava a caminho de casa, até o celular vibrar, havia pegado sinal — coisa que não tinha na floresta aonde Jeongguk vivia — e agora as mensagens e notificações chegavam sem parar 


Apoiou o pulso no volante, enquanto abria as notificações, a maioria do Kakao e de Taehyung 


Tae : Você está bem ?! ( 10;30 am)


Tae : Você viu o que aconteceu na igreja?! ( 10:30 am) 


Tae : Mark está desaparecido, o pessoal da escola vai fazer cartazes com a foto dele (10:31 am) 


Hoseok franziu a testa, que diabos havia acontecido na igreja ?! 


Saiu do chat, abrindo o Google, e não precisou de muito para ver a enxurrada de notícias sobre o incêndio na igreja da cidade 


Apertou os olhos, por Deus, sabia que aquilo era um "estou de volta" de Yoongi 


Parou o carro no acostamento, lendo as notícias com mais calma e atenção 


O incêndio havia começado as 10horas, foi pouco depois do encontro com o irmão, já que as 9:00 havia saído de casa pra deixar Taehyung em casa, deveria ter encontrado o irmão umas 9:30 por ai 


Em minutos o fogo havia se espalhado por toda a igreja, algumas pessoas se feriram na fuga, outras foram parar no hospital por inalação de fumaça, mas nenhuma morte, exceto por Mark, de 18 anos que esta desaparecido 


A causa do incêndio ainda estava sendo investigada, pra ver se havia sido acidental ou criminoso


Suspirou, abrindo novamente o aplicativo de conversa 


( 13:12 am) Estou bem sim 


(13:12 am) Eu vi agora a notícia, você está legal ?! 


( 13:13 am) Aonde você está ?!


Umideceu os lábios, em preocupação com a segurança do mais novo, temia o que Yoongi podia fazer com ele, intencional ou não 


Por que Yoongi era assim, destrutivo, até quando não queria ser 


Se remexeu agoniado quando Taehyung demorou a responder, porque ele estava demorando?! Ele não era de demorar já que vivia no celular 


Ligou o veículo, agora num caminho diferente iria para a casa do loiro 


....


Apertou a campainha da casa dos Kim, não demorando pra ouvir os passos se aproximando da porta 


— Boa tarde — uma mulher muito bonita abriu a porta, com certeza a mãe de Taehyung 


— Boa tarde — se curvou em educação — O Taehyung está?!


— Você é ... ?! — a loira arqueou a sobrancelha, nunca havia o visto na vida


— Amigo de escola, na verdade eu sou novo na cidade 


— Ah sim ... O Taehyung esta dormindo agora... Você quer deixar recado ?! 


— Hm ... Não, obrigado.... Eu volto outra hora — a mulher assentiu — Tenha uma boa tarde


— Você também, bem vindo a cidade inclusive 


A loira sorriu, voltando para dentro e fechando a porta 


Mas aquilo ainda não estava bom, precisava ver o rapaz, só assim ficaria tranquilo 


Deu a volta pela casa, procurando qual das janelas é a do quarto do mais novo e quando achou não hesitou em subir, tendo certeza de que ninguém veria 


Taehyung realmente estava ali, dormindo, pesado, parecia cansado, suspirou aliviado 


Ajeitou o corpinho frágil e humano na cama, o cobrindo melhor com o edredom


Taehyung é tão frágil, a marca roxa ainda estava em seu braço fino, passou o indicador de leve, Taehyung se remexeu, lindo, não deixaria nada de ruim lhe acontecer, nada, nem que tivesse que recomeçar a guerra com o irmão 


Não deixaria Yoongi transformar Taehyung no que ele e Mingyu eram 


— Eu vou proteger você, não se preocupe... — Hoseok tocou os cabelos loiros do mais novo — Ninguém vai machucar você, prometo 


Hoseok lhe deu um beijinho na testa, antes de ir embora, pulando a janela do segundo andar da casa 


Não fazia ideia de onde Yoongi poderia estar, mas tinha que ter uma conversinha com o de cabelos negros, Yoongi não podia chegar ja causando uma bagunça na cidade 


Não tinha o direito de bagunçar a vida das pessoas dessa forma 


Resolveu ir em casa antes de ir procurar pelo irmão pela cidade, iria se alimentar 


Foi, chegou em casa, abrindo a porta, totalmente despreocupado, até ouvir o som da televisão ligada, podia ouvir a narração de um jogo, basquete 


Se aproximou da sala, sentindo seus sentidos ficarem doidos com tanta informação, tantos cheiros, sentia cheiro de sangue, mas não sangue "frio" sangue fresco, quente, de gasolina, de vodka, cheiro do irmão 


E ao ver o braço relaxado e estendido pra fora do sofá com um copo nas mãos, umideceu os lábios 


— Demorou ... Eu bebi sua vodka toda, espero que você não se importe 


— Como você entrou aqui ?! — Yoongi só lhe olhou,por cima do encosto do estofado, que perguntar besta — Quer saber, esquece 


— Trouxe um presente de de volta dos mortos pra você — Yoongi chamou com o indicador, Hoseok rolou os olhos se aproximando 


Sabia que Yoongi estava aprontando, era só o que ele sabia fazer 


Mas definitivamente não esperava aquilo


O corpo do garoto desaparecido, o tal de Mark, não estava morto, podia sentir o sangue quente nas veias do rapaz e o som do coração, mas havia um ferimento na tempora, explicava o cheiro de sangue fresco, provavelmente Yoongi lhe apagou com uma pancada 


— É todo seu, presente... — Yoongi sorria, ele sorria de verdade, feliz o suficiente para fazer um arrepio subir a espinha do ruivo 


Mas já fazia tempo demais que Hoseok não sentia ou chegava perto de sangue fresco, quente e pulsante, e isso fez seus olhos mudarem de cor, seus instintos selvagens surgindo 


Mas ele era mais forte do que isso, tinha que ser, e matar pessoas não estava nos seus planos, não mais, não nesse século 


— Você não vai conseguir, Yoongi — os olhos do mais novo voltaram ao castanho — Não vou cair nesse seu joguinho ... Leve o garoto de volta, estão procurando por ele


— Mas ele é seu, trouxe pra você, meu único e amado irmão — Hoseok podia até apalpar o cinismo e deboche 


— PARA COM ISSO ! VOCÊ TEM NOÇÃO DO QUE VOCÊ FEZ ?! PESSOAS PODIAM TER MORRIDO, YOONGI, VOCÊ NÃO PODE SIMPLISMENTE CHEGAR E CRIAR O CAOS, CRIAR DOR AS PESSOAS, ESSE RAPAZ TEM FAMÍLIA, AMIGOS E ESTÃO PROCURANDO POR ELE 


— Você não vai querer?! — Yoongi ignorou tudo, apontando para o corpo, Hoseok bufou passando as mãos nos cabelos 


— Leve-o de volta !


Yoongi sorriu ladino, pôs o copo de vodka na mesa de centro e Hoseok viu os olhos do mais velhos ficarem vermelhos 


— YOONGI! NÃO! 


Yoongi era rápido como a luz, e logo já estava sobre o corpo do jovem, o segurando pelo colarinho e com os dentes cravados no pescoço do mesmo 


Hoseok viu o rapaz balançar as pernas, numa tentativa de se livrar da mordida, de relutar, mas logo ela foi ficando fraca, cada vez mais lenta, até parar, o rapaz havia morrido, ali, no seu tapete da sala


Estava travado demais para simplesmente tirar o irmão de cima do rapaz, porque fazia muito tempo que não via morte, que não via um vampiro se alimentar, que não sentia o sangue se esvair do corpo do humano, o cheiro, o calor, o medo, tudo isso que lhe era tão atrativo e que a um século — ou mais — já estava sem 


E agora Yoongi estava ali, lhe trazendo de bandeja tudo aquilo, mas sabia que o intuito do irmão era lhe desestabilizar, trazer seu lado animalesco à tona, queria que fracasse depois de tanto tempo sendo "uma nova pessoa" 


— Que bom que você não quis — Yoongi trouxe o preto dos olhos, limpando os lábios com o polegar — Sobra mais pra mim 


— Tira esse corpo da minha sala, agora! 


Hoseok subiu as escadas tão rápido que Yoongi mal viu


O ruivo se trancou no quarto, respirando fundo


— Mantém a calma, Hoseok... Ele só quer te provocar, só isso ... Não caia na dele


— IRMÃOZINHO, EU ESQUECI DE DIZER QUE VOU MORAR COM VOCÊ, ACHO QUE DÁ NÓS DOIS NESSA CASONA E VAI SER ÓTIMO TERMOS UM TEMPO JUNTO PRA FORTALECER NOSSOS LAÇOS DE IRMÃOS 


— Ele só quer te provocar, não caia na dele, Hoseok 


(♡) 


— Bom dia, irmão 


Hoseok chegou na cozinha vendo Yoongi usando uma calça de pijama, sem camisa, fechando a geladeira com o pé enquanto tinha uma caixa de ovos em uma mão e leite na outra 


— Vou fazer panquecas, eu comi isso numa lanchonete quando vinha pra cá e bem bom, pesquisei a receita no seu computador 


— Yoongi, o que você quer ?! Para com isso, com esse deboche, seja direto 


— Já disse, fortalecer nosso vínculo de irmãos ... E é claro, conhecer melhor o Taehyung, bem melhor 


— Você não se aproxime dele, Yoongi, eu falo sério — Yoongi levou um morango aos lábios, bastante nem ai


— Você já está trepando com ele ?! Senti o cheiro dele na casa, mas precisamente na sua cama 


— Não te interessa, e tenha respeito 


— É, você está trepando com ele — Yoongi sorriu ladino — Fiquei curioso pra saber se ele é tão bom de cama quando o Mingyu era, diz ai, ele é?! 


Hoseok se aproximou do mais velho, lhe segurando o pulso branquinho, com extrema força 


— Se você tentar alguma coisa com ele, eu não vou te por só pra dormir dessa vez, e eu não estou brincando 


Yoongi puxou o pulso com truculência 


— Eu posso até não tentar, mas eu não garanto que ele não vá tentar algo comido, eu sou incrível demais, sabe ?! E bem mais legal que você, você é muito serinho, Hoseok.. Seja mais carismático, menos velho ranzinza, credo, ninguém aguenta, viu ... — Yoongi voltou sua atenção para a receita 


— O recado esta dado 


Hoseok saiu de casa pela porta dos fundos da cozinha, indo até a garagem 


Iria buscar Taehyung para irem juntos ao retiro da escola e agora mais do que nunca queria manter o loiro debaixo de suas asas, e o manter o mais longe possível de Yoongi 


E foi, não demorou muito para Taehyung ouvir a bozina e a notificação da mensagem do Jung dizendo que havia chegado 


Taehyung desceu as escadas apressadamente, dando tchau para os pais e saindo de casa, logo vendo o carro do Jung, que destravou a porta pro mesmo entrar 


— Bom dia, querido 


— Bom dia, lindo — Taehyung lhe roubou um selinho — Você veio aqui em casa ontem?! Minha mãe disse que um ruivo veio, só pode ter sido você 


— Sim, eu vim — Hoseok já dirigia, rumando para a escola, aonde trocariam o carro chique, caro e extremamente confortável do Jung pelo ônibus alugado pela escola para os levar pra viagem — Depois que vi o que aconteceu na igreja eu queria conferir que você estava bem 


Taehyung sorriu, porque o mais velho tinha que ser tão gentil, e amoroso, cuidadosos e claro, gostoso, Hoseok era extremamente gostoso 


— Eu nem frequento igreja, lindo, mas fico feliz em saber que você se importa 


— É claro que eu me importo — Hoseok passou a marcha — Que ideia ... 


— Minha mãe disse que você é bonito e educado — Hoseok sorriu, não era como se não soubesse 


— Eu agradeço, ela é muito bonita, você se parece com ela 


— Você me acha bonito então?! — Taehyung arqueou a sobrancelha, com um sorrisinho nos lábios 


— Você sabe que sim, sabe que é lindo 


— Obrigado, você também é lindo — Taehyung tocou os cabelos ruivos do mais velho — Acho que essa viagem vai ser péssima 


— Porque?! Que pessimismo, lindo 


— Ainda não acharam o Mark e não sei como vai estar o clima entre a galera, fora que o pessoal que estava na igreja ontem não iram, não tem condições depois do susto que passaram 


Hoseok engoliu em seco, sabia que provavelmente o rapaz já estava numa cova rasa pela cidade ou flutuando num rio 


— Eles vão ficar bem, lindo, não se preocupe com isso, hm — Hoseok pegou a mão delicada do mais novo, dando um beijinho na mesma — A polícia vai continuar procurando o rapaz 


— Espero que o achem logo — Taehyung suspirou virando o rosto pra janela 


Hoseok olhou para o Kim, que estava meio tristinho, abalado, amaldiçoando Yoongi com todas as palavras de maldição que conhecia, mal havia chegado e já estava fazendo as pessoas sofrerem 


Rapidinho chegaram ao colégio, aonde Hoseok estacionou na vaga para os estudantes, já viram o ônibus que os aguardavam ali, um horror 


Hoseok pegou a mão do mais novo enquanto se aproximavam da muvuca de alunos na porta do ônibus querendo entrar e da professora, que já estava de cabelos em pé e isso chamou a atenção dos alunos


Taehyung já havia fisgado o boy novo, gato e aparentemente rico ?! Rápido 


— Trouxe a assinatura dos seus pais?! — Taehyung assentiu, tirando o papel do bolso e sacudindo 


Como Hoseok era maior de idade — 19 anos, na visão dos humanos — e por morar sozinho ele respondia por si mesmo, mas não era o caso do Kim, e ele precisava da autorização dos pais, como os outros alunos 


— Bom dia, professora 


— Bom dia, Taehyung... Hoseok... Trouxe o papel, Taehyung?! 


— Sim — Taehyung entregou o papel assinado para a professora, que conferiu 


— Tudo bem então, podem subir 


Taehyung e Hoseok entraram no ônibus, iriam se sentar juntos por motivos muito óbvios 


— Hey, filho da mãe — Taehyung sentiu algo lhe atingir a bochecha, um salgadinho, olhou na direção que veio — Vem pra cá 


— Não, não tem mais lugar para dois ai — Taehyung respondeu ao Park, que rolou os olhos 


— Se o Jin sentar do meu lado tem 


— Não quero, obrigado — Seokjin também queria ficar na janela, como o Park, então esta no banco da frente, Jimin rolou os olhos 


— Eu deixo você ficar na janela, Jin 


— Então eu troco — Jimin rolou os olhos, vendo o amigo vim se sentar ao seu lado, roubando a janela 


— Vem, lindo — Taehyung puxou o ruivo para se sentarem nos lugares no banco da frente à Jin e Jimin — Bom dia, rapazes 


— Bom dia, TaeTae, como você está?! — Taehyung sabia que Jimin se referia a situação do desaparecimento do amigo de colégio 


— Eu não sei e você?! — Jimin deu de ombros 


A professora entrou, junto com o motorista do ônibus, que tomava um cafezinho preto 


— Alunos, a viagem vai começar, todos estão bem ?! Coloquem o cinto de segurança, não fiquem de joelhos no banco pra falar com o coleguinha de trás...


A professora deu suas milhares de instrução, e o ônibus começou a andar, ela também falou um pouco sobre o objetivo da viagem, contou um pouco sobre a região que iam e conversou com os alunos um pouco, incluindo o assunto do dia, o acontecido na igreja e Mark desaparecido 


Mas depois os alunos começaram a baguncinha entre si e ela ficou lá na frente com o motorista do ônibus 


O ônibus de viagem era escuro, as cortinas estavam fechadas, alguns alunos dormiam, era realmente propício dormir, o ônibus tinha um movimento bom, ar condicionado geladinho e cortinas fechadinhas 


Taehyung estava na poltrona da janela e Hoseok na do corredor, pegou o celular e os fones de ouvido para ouvir música durante o trajeto 


— Você vai ouvir música? 


— Vou, você quer ouvir também? — Taehyung estendeu um dos lados do fone ao ruivo 


— Vamos ver se você tem bom gosto musical — Hoseok colocou o aparelho no ouvido 


— Eu tenho, okay, você vai gostar — Taehyung passou pela biblioteca de músicas do spotify, escolhendo a que achava que iria agradar o ruivo, deu play


— Drake ? — Hoseok riu 


— Você tem jeito que gosta de uma coisinha mais rapper gângster, seila — Taehyung deu de ombros 


E tinha razão, rap era o estilo musical do ruivo 


— Você tem razão, eu gosto mesmo — Hoseok tocou a lateral do corpo do mais novo, sua cintura — Mas eu pensei em um outro jeito de passarmos o tempo 


— Hm, é mesmo ?! Como ?! 


— Beijinhos, você nem me deu um beijo hoje — Hoseok fez bico, manha, o que fez Taehyung sorrir por ser fofo e pelo fato do ruivo estar querendo o beijar 


— Eu acho que é uma boa ideia — Taehyung abriu os braços, indicando que era pro ruivo se aproximar


E Hoseok não hesitou em inclinar o corpo sobre o do mais novo, que lhe abraçou pelo pescoço 


— Já disse que você é lindo?! 


— Já, mas pode dizer sempre, eu gosto — Taehyung alisou os cabelos ruivos do mais velho, jogando-os pra trás 


— Você é lindo, o meu lindo 


Taehyung sorriu e enfim teve os lábios prensados pelo do mais velho, levou sua mão as fios ruivo do mesmo, brincando com eles enquanto as do ruivo apertavam sua silhueta com força, subindo e descendo até a sua coxa


As coisas esquentaram um pouco quando Hoseok levou os lábios ao pescoço do mais novo, era como êxtase sentir o sangue quente fluindo ali, naquela pele amorenada, Taehyung jogou uma perna sobre a do ruivo, dando mas acesso à si, mais contato 


O próprio ruivo pegou a mão do mais novo e enfiou dentro do próprio moletom grafite que usava 


Taehyung sentiu a pele, um tanto fria do ruivo, nada anormal já que aparentemente o Jung tinha a pele geladinha de natureza, mesmo que tímido passou as unhas curtinha pelo abdômen do ruivo, que arfou e o apertou mais forte na cintura 


Era meio óbvio que o ruivo era sexualmente mais experiente, e isso deixava o Kim retraído, não queria tocar o mais velho de forma errada 


E isso não passou despercebido pelo ruivo 


— Você é fofo — Hoseok murmurou durante o ósculo 


— Para, vai me deixar envergonhado — Taehyung escondeu o rosto no vão do pescoço do mais velho, que riu lhe fazendo um carinho na cintura 


— Você não precisa ficar com vergonha ou com medo de me tocar, eu não mordo 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...