História Min 2X Taegi - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~VdeTaehyung

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga, V
Tags Oneshot, Oneshottaegi, Projetogemeosbts, Taegi, Vsuga
Visualizações 159
Palavras 3.388
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaun preciosos, eu agora resolvi soltar todas as ideias que surgem na minha cabeça...
Vou postar sem dó dos erros de PT u.u
Se acharem ruim me processem u.u
Bjins Boa leitura <3
Para quem não sabe ~vdeTaehyung E minha outra conta...

Capítulo 1 - O pedido.


Taehyung P.O.V

Eu estou realmente irritado “muito pra falar a verdade.”

O motivo...

TALVEZ  só TALVEZ, eu tenha sido convidado pelo cara que eu estou apaixonado para sair , nada muito romântico talvez um dogão com refrigerante em uma esquina qualquer.Ele e uma pessoa muito doce,simples,gentil e apaixonado por mim.

Estamos “juntos” a meses mas não oficialmente, eu realmente cansei de ficar nesse chove não molha , quero chama-lo de meu. Quero por em um Outdoor que estamos namorando.

A essa hora era para estarmos tomando um sorvete com ele me enchendo de beijinhos dizendo que me ama.

“ERA PARA EU ESTAR EM UM RELACIONAMENTO SERIO”, mas meu futuro namorado esqueceu do nosso compromisso, simplesmente pegou no sono como se eu não tivesse duas horas me convencendo que ele estava se arrumando para mim.

Estava me auto flagelando  com esses pensamentos, quando vejo um ser de cabelos verdes correndo em minha direção.

-Taehy eu posso explic.. – o esverdeado disse tentando regularizar sua respiração pela corrida.

-Não precisa, só vamos comer. – Eu disse ignorando esse quase furo que ele havia me dado.

-Vamos ali, eu pago quantos doces você quiser para compensar. – dei de ombros e comecei a andar até o local afinal, todos sabiam que eu era apaixonado por doces,diabetes te aguardo, tanto que me apaixonei por um cara muito doce, quando digo isso me refiro até ao seu apelido “suga”, só podia ser o destino nos ficarmos juntos.

Sentamos no lugar que era conhecido como “O Lugar de tudo”, pois vendia vários tipos de coisas de comidas estrangeiras até sorvetes salgados.

-Eu quero um sorvete de napolitano, bastante calda e chocolate granulado, com canudinhos de chocolate e amendoim, chantili e uma cereja em cima pois estou tentando parar com o excesso  de açúcar. –Falei a ultima parte, lançando um olhar mortal para o ser na minha frente.Que suspirou cansado, logo a atendente/bitch  anotou e se virou para o outro.

-E o senhor?  - ela perguntou. Quando ele fez menção em responder eu o cortei.

-Ele só vai me olhar comer, tchau. – Eu disse sem me importar com a maneira rude,afinal nayeon não era nenhuma santa na escola fica dando em cima do futuro namorado dos outros o que era imperdoável .

- Você vai ficar assim agora? – ele me perguntou no mesmo tom de tédio típico. Eu o olhei incrédulo, eu passei uma semana o lembrando disso eu ate costurei a data e hora em seu travesseiro favorito, para ele chegar depois de duas horas e ainda pensar que eu estou radiante,com certeza eu não estava.Ele me convidou e ele mesmo deu brecha.

-Duas horas Min, duas fuckin horas – Eu disse entre dentes, deus deve estar me testando.

- Eu esqueci, estava terminando uma nova letra e perdi a noção do tempo – Ele disse me fitando e eu tombei a cabeça para o lado confuso, quando eu liguei ele estava dormindo.Até que um estalo se fez presente na minha cabecinha,bem que eu desconfiei um pouco.

-ooh entendi, ta bom eu te desculpo dessa vez. – Eu disse e logo meu pedido foi colocado na mesa, eu não ia desperdiçar meu sorvete maravilhoso.

Enquanto eu comia o outro apenas me encarava como se estivesse, vendo algo alheio na televisão e eu nem me importava com seu olhar pesado em mim.

-Você quer um pouco? – lhe perguntei afinal não deixei ele pedir nada, e depois de mim o min era o maior fã de açúcar .Ele pareceu pensar e logo assentiu, eu peguei um pouco de tudo na colher e levei ate sua boca,no momento que ele abriu  boca para receber o doce e eu me aproximei dele e ai sim eu confirmei as minhas suspeitas

Depois de comermos juntos o resto do sorvete, saímos de la e senti meu coração acelerar quando ele me segurou pela mão, corei um pouco mas não recusei.

-Tae eu quero lhe pedir algo... – ele disse suavemente perto do meu ouvido.

-hm...peça – Eu já estava pensando em mil e uma coisas mas o que veio estava totalmente fora das minhas expectativas.

-Namora comigo ? – ele disse me fitando intensamente o que me deixou estático/estatua fiz a egípcia com meu coração quase saindo pela boca.Serio isso?

-aaN... ah..Hm ... – por um minuto eu havia esquecido totalmente o que tava acontecendo ali. –Olha chegamos  na sua casa.

Vi  ele engolir em seco e eu praticamente corri até a entrada de sua casa, ele tentou me segurar se embolando nas palavras, me pedindo pra esperar. Mas eu simplesmente cheguei entrando em sua casa sua porta se abriu num estrondo, e la estava o cretino deitado no sofá, dormindo de cueca, com a boca meia aberta e o rosto levemente corado, senti sangue ferver e marchei ate o ser humano,olhei para o  esverdeado que estava coçando a nuca parado na porta  com sua cara de quem foi pego no flagra.

Me inclinei por cima do ser que estava no sofá sentindo sua respiração se chocar em meu rosto pela proximidade,senti o cheiro de cigarro e álcool logo fiquei de pé novamente  tirei meu brinquedinho do bolso.

-TAETAE PELA MOR DE DEUS NÃO FAZ ISSO PORRA –o esverdeado me encarava assustado, com os olhos arregalados .

-E melhor você ficar quietinho ai e esperar a sua vez . – Ele se afastou dois passos depois que eu falei aquelas palavras num tom frio, ainda assustado ele não se atreveria a me impedir pois eu podia o atingir também.”

Olhei mais uma vez pro ser estirado no sofá que dormia feito pedra, estiquei a mão oposta da que eu segurava o brinquedinho e toquei seus cabelos sedosos fazendo um carinho ali, como se fosse um bebezinho, e logo após isso o atingi em cheio.

-AAAAAAAAAAAAH CARALHOOO – o ser levantou tão rápido que me empurrou no processo eu cai sentado no tapete com um sorriso sádico nos lábios.Logo o esverdeado que estava na cozinha correu ao meu encontro.

-Tae ,ta tudo bem com você? – Ele disse me levantando do chão e verificando se estava tudo bem comigo .

-Eu estou radiante.-disse respirando como se um peso estivesse saído da minhas costas, sorrindo satisfeito para o outro ser que se encontrava ajoelhado no chão com a mão na área atingida e a cabeça baixa, provavelmente chorando entre murmúrios e palavrões.

-Você pegou pesado...-O esverdeado falou olhando para o outro ainda  no chão.

-Se eu estou feliz, meu amor tem que estar também – Eu disse enquanto pegava meu brinquedo e o colocando no bolso. Vendo o esverdeado rir um pouco.

-Não ria muito já falei que não será perdoado, e bom dormir com os olhos bem abertos, todos os três. – Eu disse o olhando como um psicopata faria . Ele tornou a engolir em seco e saiu do ambiente.

Me levantei e caminhei até o ser ali no chão, me agachei ao seu lado passando a mão em seus fios.

-Dormiu bem ? –Eu disse como se nada tivesse acontecido.Ele logo empurrou minha mão de seus fios e me fitou raivoso com lagrimas nos olhos, talvez pela dor.

-SEU FILHO DA PUTA, ENLOUQUECEU CARALHOO – ele gritou como se estivesse pronto para atacar, mas não mudei minha expressão inocente. – AINDA FICA AI COM ESSA CARA DE IDIOTA SONSO.

-EXIJO RESPEITO SEU PROJETO DE FETO. – eu rebati falando alto.

-CALA A PORRA DA BOCA, EU SOU O MAIS VELHO SEU IMBECIL.- Eu parei para pensar um pouco e logo assenti era verdade.

-E verdade. – Me aproximei dele que agora afastava a roupa do local atingido e olhei também na mesma direção. –Espero que  isso ai não tenha morrido, ainda precisamos dele !

-VAI SE FODER ! –ele disse tirando minha mão de cima da área atingida na qual eu sinicamente fiz um carinho.

- Que estresse credo.- eu disse  me levantando e sentando no sofá de modo despojado, logo o outro se levantou segurando o local talvez um pouco dolorido e se movendo de vagar se sentando na outra extremidade.

-Como soube ? –Ele me perguntou sem ainda me olhar. –Aquele idiota não serve nem pra isso.

O sangue tiniu nos meus ouvidos, com aquilo.

-Acho que vou repetir a dose para ver se você para de ser um filho da puta. – eu disse o olhando raivoso ele apenas se encolheu um pouco. –Eu te conheço, não demorou muito para me ligar sobre seu planinho inútil.

-AISH – Ele disse tombando a cabeça para trás respirando fundo. –Desculpa.

Ele disse e eu me virei espantado afinal ele nunca havia pedido desculpas para ninguém nem ao menos para mim em todo esse tempo que estávamos parcialmente juntos.

-Nossa... Isso foi inacreditável, pode repetir. – Eu disse já deixando a raiva para trás. Ele me fitou bravo levantando o dedo do meio para mim.- Eu aceito seu pedido de desculpas.

Eu disse avançando para perto do outro o abraçando pela cintura enquanto ele passou o braço por meu ombro me apertando contra si,me dando um beijo na testa.

-Alias da próxima vez que manda seu irmão se passar por você fala pra ele fumar uns cigarros comer chiclete de menta e ser um pouco menos....ele .- após dizer isso ele me afastou no mesmo instante de seu peito e me olhou incrédulo.

- Mas que porra você fez com ele para descobrir que ele não estava com cheiro de cigarro na boca e como assim ser menos... – ele parou e sua expressão foi para raivosa. –Eu vou mata-lo.

-Aaah yoongi você e tão mente suja. –eu disse o apertando nos braços para o mesmo não levantar . – Eu apenas ofereci uma colher de sorvete a ele e senti o halito.

-Você deu sorvete na boquinha dele também. – ele disse e eu apenas assenti afinal era verdade. E ele tornou a tentar levantar para ir provavelmente esmurrar o irmão.

-Da pra parar com esse ciúme besta seu , isso não teria acontecido se você não tivesse ido para aquela festa ontem e furado com o nosso “encontro’’,você me convidou e mandou seu irmão no seu lugar. – Eu disse chateado ele abaixou a cabeça me abraçando mais forte.

- Desculpa tae eu vacilei com você e ainda mandei meu irmão me cobrir. Me sinto péssimo por te chatear... – Ele disse sendo serio e com muita sinceridade fazendo meu coração se torcer um pouco por causa de sua expressão culpada.Peguei seu rosto o virando para mim ele me olhou e logo depois desviou o olhar do meu.

-Eii olha pra mim. – Eu disse e ele me olhou nos olhos novamente. –Eu te desculpo.

Logo colei nossos lábios num beijo calmo ele passou o braço que estava em meu ombro para minha cintura me puxando  para mais parto de si, me pressionando contra seu corpo enquanto o beijo ficava mais intenso sua língua adentrou minha boca sedenta e eu arfei pelo contato,levando minha mão até sua nuca e arranhando aquela parte, ele logo foi separando nossas bocas aos poucos, enquanto segurava meu lábio inferior entre os dentes me fitando intensamente fazendo minhas bochechas arderem por conta da repentina timidez que me atingiu pela sua intensidade. Ele era realmente sexy.

- Agora me deixa explicar ... – ele disse após um selar casto e eu apenas assenti mesmo tendo em mente tudo o que ele falaria “Sqn”.

Yoongi p.o.v

  Dias anteriores...

Cansado essa era a palavra que definia meu “relacionamento” com taehyung, simplesmente não aguentava mas essa coisa de “Ficar” sem namorar, eu não consigo mais ter que explicar para as pessoas que conheço que ele não era meu namorado por motivos que eu nem mesmo sabia.

Eu gostava dele ele era meu garoto e sabia que ele gostava de mim,ele vivia repetindo isso todas as vezes que estávamos juntos mesmo quando eu não lhe respondia a mesma coisa, apesar de sentir e mostrar através de toques e atitudes sabia que não era o suficiente para ele, ele queria me escutar falar  e eu queria falar o que estava me sufocando.

Decidi então que daria um basta nisso, eu estava errado em não tomar uma atitude. Comecei a planejar como eu faria o pedido, eu quero mostrar para ele que eu me sinto da mesma forma que ele.

La estava eu e meu irmão lindo , mas não mais que eu,na frente daquela joalheria,ele tinha bom gosto para essas coisas certamente iria me ajudar, afinal ele tinha o gosto parecido com o meu  ter um irmão gêmeo idêntico lhe trás umas vantagens e desvantagens.

Tirando o fato de ele ter um abismo pelas mesmas pessoas que eu já tive e eu a mesma coisa com ele nos dávamos bem, mas esse joguinho dele estava me tirando do serio ele se aproveitada do meu rosto para ter vantagens com o tae logo quando nos começamos a ficar.

Não culpo o tae por não saber distinguir naquela época, o desgraçado do meu irmão tinge o cabelo da mesma cor que eu quase sempre,minha sorte e que ele não mora na mesma cidade que eu, então só fica uns dias na minha casa e depois vai embora.

Depois de um tempo na frente daquela vitrine, vi um que me chamou a atenção, era perfeito, porem eu não tinha nem o começo do dinheiro.

-Você gostou daquele também né ? –Meu irmão encara a aliança que eu havia ficado interessado.

-Eu gostei, e vai ser ela. –Eu disse convicto,ela era perfeita e taehyung merecia o melhor.

-Nem se juntarmos nossos dinheiros conseguiremos comprar ela. –ele disse suspirando.

-Você sabe que eu vou dar um jeito . – Disse logo pegando meu celular e discando um numero.

-Você sempre da. – disse o outro com um sorriso fácil.

-Nam? Sabe aquela competição de quem bebe mais ? To dentro. A gente se vê sábado então.

 

 

Taehyung p.o.v

Se eu estava chocado ? Com certeza.

Meu coração quase saiu pela boca quando ele se levantou e me deixou plantado no sofá com uma cara de idiota e voltou com uma caixinha em mãos.Eu estava tão avoado que nem mesmo reparei que o outro min, estava encostado na parede nos assistindo com um sorriso de lado.Então o esverdeado  ainda com o andar meio torto por causa do meu “ataque”, caminhou ate mim e se ajoelhou, meu coração estava batendo rente a meus ouvidos.

-Kim taehyung eu sei que, eu demorei muito tempo, para te pergunta isso e que eu fui um idiota por ter marcado de ir num encontro pra você e ter feito meu irmão idiota ir.

De fundo pude escutar um “Eii”do outro min mas não dei atenção a isso, rindo enquanto já estava com o rosto banhado em lagrimas, olhando pro ser prostrado na minha frente.

-Sei que eu demorei para dizer tudo o que você queria escutar, fui um idiota por ter esperado tanto mas estou arrependido por isso, e quero que você aceite namorar comigo querendo ou não pois você já me pertence, assim como eu te pertenço. –Disse um pouco mais alto e virando olhando para o outro min ali atrás com uma expressão incrédula.E eu já estava quase me afogando nas lagrimas, não sabia se ria dele ou se chorava de emoção.- Eu te amo.

-E claro que eu aceito!! –Eu disse me jogando em cima do outro quando esse se levantou , me abraçando forte. – Não que eu tivesse escolha.

Disse rindo  quando o outro me deu um tapa na cintura em sinal de repreensão.Logo ele pegou meu rosto entre suas mão num beijo doce e ao mesmo tempo apaixonado. Se afastou colocando a aliança em mim , e eu fiz o mesmo com ele.Logo tratei de o agarrar novamente enchendo seu rosto de selares molhados por causa das minhas inúmeras lagrimas.Sussurrando vários “eu te amo” no processo.

-Hm desculpa atrapalhar o pornozao ao vivo, não que eu não iria gostar de “me ver” fodendo com você tae... – A voz ousada do outro se fez presente e eu não consegui conter o revirar de olhos, ele estava bom de mais para ser verdade.- Mas como descobriu ?

Olhei para o outro esverdeado que agora estava sentado do sofá, com meu “namorado ainda grudado em mim,eu sabia que ele estava falando sobre os diferenciar.

–Você não pegou um cigarro no tempo que passou comigo e também não cheira a menta. –Eu disse. –E você foi bem insensível no seu “pedido de namoro”.

Eu realmente acho que não deveria ter dito isso, logo senti o meu namorado resetar o corpo totalmente nos meus braços e acabei por engolir em seco, olhando para o outro esverdeado que arregalou os olhos logo levantando do sofá se aproximando de vagar de onde estávamos,não conseguia ver de yoongi pois desde antes estava afundado na curvatura do meu pescoço, mas podia sentir sua respiração estava pesada e densa.Olhei pro outro min que se aproximava como de um animal selvagem com os olhos suplicantes.

-Aaan irmão você... sabe que eu tava brincando com o taetae não é –  o outro se aproximou pousando a mão no ombro  do min que estava comigo, logo depois aconteceu muito rápido, num minuto estávamos assim e logo depois  o outro esverdeado estava se estrebuchando de dor em nossa frente enquanto meu namorado o olhava com uma expressão neutra com meu brinquedinho/Arma de choque para defesa pessoal na mão.

- Espero que tenha capitado  a mensagem, o tae me passou e estou repassando para você meu querido irmão.- meu namorado disse se agachando em frente ao seu gêmeo que ainda resmungava de dor.

Olhei para o outro no chão franzindo a testa imaginado um pouco da dor que ele estava sentindo e também me sentindo culpado por ter feito isso com meu namorado um pouco antes. Yoongi colocou meu brinquedinho de volta no meu bolso e pegou minha mão me puxando para fora do cômodo eu nem ao menos recusei ir junto a ele.

-Suga ... –Eu disse um pouco incerto do seu humor .

-hm ? – ele parecia relaxado o que me fez suspirar aliviado por isso.

-Aquilo realmente doi muito, quer dizer doeu muito, quando eu fiz em você ? – Eu perguntei lhe mesmo sabendo parcialmente a resposta.

-Claro que doi né – ele disse passando a mão na área atingida  com uma careta de dor.

-Desculpa eu estava bravo é... – eu comecei já um pouco arrependido.

-Ta bom eu desculpo você – Ele se virou me dando um selinho,entramos no seu quarto e ele logo me puxou para deixar com ele, me aconcheguei em seu peito abraçando sua cintura, enquanto ele tinha o braço em volta de meu ombro  e a outra mão acariciando a área atingida pela arma de choque.

-Se você quiser eu posso dar um beijinho para sarar ! – Eu disse num tom manhoso que sabia que ele adorava logo acariciando a área junto a ele o vendo suspirar de olhos fechados  .

-Você com certeza vai ter que dar muitos beijos ai para sara. – Disse com um sorriso sacana.

-Então já posso começar?–Eu disse mordendo seu maxilar de leve e ele fez uma cara de dor .-Ainda ta doendo muito né ?

-Ta. –Ele disse se lamentando. –MAS TAMBÉM NÉ, UM CHOQUE NO PINTO IRIA DEIXAR NO MINIMO DOLORIDO...

Ele disse  alto e eu fiz um biquinho emburrado, eu nunca me arrependi tanto de ter feito algo.

-Ta bom não precisa gritar comigo.

-Se você não quer o consolo do taehyung eu aceito, pode estar dolorido mas eu aguento um carinho. Já anotei as dicas, bala de menta e cigarros...

E no momento que eu escutei isso eu sabia que iria dar merda.Yoongi se levantou me deixando sozinho na cama e foi ate a gaveta  que havia em seu quarto. Olhei apreensivo para o outro min que estava parado na porta com uma cara sofrida e a mão em cima do membro do mesmo modo que  meu namorado estava anteriormente e esse quando viu o objeto que meu namorado estava em mão tratou de correr. Fique sem entender e logo quando percebi o que ele segurava me sobressaltei da cama com os olhos arregalados.

-Su...Sugar amor... –disse num fio de voz o outro já estava caminhando ate a porta em passos lentos sem ao menos me dar atenção. –Amor, AMOR...

Quando ele pegou embalo atrás do irmão que ainda estava terminando de descer as escadas pela sua dor. Tornei a gritar.

-MIN YOONGI POR FAVOR ME DIGA QUE ISSO E APENAS UMA ARMA DE PAINTBALL.


Notas Finais


Espero que tenham gostado a opinião de vocês e sempre importante <3
Sobre os erros peço desculpas e prometo dar uma corrigida depois bjins <3
Agradeço muito chegou ate aqui <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...