História Min Yoongi - First Love. - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags !kink, Adotado, Amor, Armas, Assassino, Atuar, Bts, Cabello, Camila, Colegial, Daddy, Escola, Escolar, Família, First, High, Hopemon, Hoseok, Jhope, Jin, Joon, Jung, Kim, Lgbt, Love, Min, Nam, Namjoon, Namseok, Primeiro, Psicológico, Rose, School, Seok, Seokjin, Sequestro, Sivan, Suga, Tae, Taemin, Troye, Yoon, Yoongi
Visualizações 200
Palavras 1.852
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ain não sei, acho que tá meio.. meio.. meio sei lá o que, relevem. :3

Desculpem pelos erros.

Boa leitura, comentem depois!

Capítulo 25 - Culpa.


Fanfic / Fanfiction Min Yoongi - First Love. - Capítulo 25 - Culpa.

Bastou apenas uma, uma distração de Hoseok pra colocar a vida não só sua como também de seu irmão em risco.

Era tudo culpa dele, tudo, ele não fazia nada direito, ele sempre machucava os outros.

Deu uma curva totalmente perigosa, o carro quase bateu em um poste, mas Hoseok pisou no freio com toda a força que tinha, e freiou, só podia ser um milagre.

Todos os carros pararam, Hoseok mantinha as mãos no volante, ofegante, como se nem tivesse tido tempo pra absorver o susto, Yoongi tinha as mãos no rosto, tapando os olhos.

YG:A gente.. não morreu? -Tirou as mãos dos olhos

JH:Você se machucou?

YG:Não, e você? -Perguntou, ofegante

JH:Também.. também não.

Ouviram batidas no vidro do carro e Hoseok olhou pro vidro ao seu lado, onde uma mulher parecia preocupada, ele abriu a porta do carro enquanto ela se afastava, lhe dando espaço.

?:Vocês estão bem, digo, se machucaram? -A mulher perguntou, e Hoseok notou que todos os carros haviam parado

JH:Não, não.. obrigado pela preocupação.

?:Tomem cuidado ao dirigir, podem acabar se machucando feio..

YG:Hoseok a (S/N)! -Yoongi lhe recordou, dentro do carro.- Vamos!

JH:A.. perdão tenho que ir.. -Hoseok disse, e olhou pra todos os outros carros parados ali.- Está tudo bem, perdão! -Gritou

?:Você se parece com meu filho. -O homem comentou.- Pena que fizemos uma idiotice com ele..

?:Tchau, menino. -A mulher cortou a fala do marido, o empurrando pra saírem dali

Hoseok suspirou e entrou dentro do carro novamente.

[ ~~~ ]

(S/N):Para, por favor! -Pediu, quando Jin arrancou a fita de sua boca

Jin puxou (S/N) e a colocou sentada encima de seu colo, ele abriu o zíper do casaco da garota e começou a abrir os botões da camisa escolar da garota, que estava se segurando pra não chorar, pois o medo lhe consumia naquele momento.

JN:Você vai gostar.. -Tirou do próprio bolso 5 comprimidos, e os engoliu a seco.- Hum.. talvez você até me ache melhor do que o Yoongi, sabe..

(S/N):Eu não estou mais com o Yoongi!

JN:Quer dizer que está aberta a relações?

(S/N):Jin, por favor me ouve.. -Pediu, e ele parou de desabotoar os botões, que desabotoados eram somente dois ainda.- Eu.. eu gosto de você, muito, mas... como amigo, Jin.. desculpa se você me vê de outro jeito mas eu não gosto de você da maneira que você quer.

Aquelas simples palavras fizeram o coração de Jin apertar, seus olhos se encheram de lágrimas, mas ele voltou a abrir os botões da camisa da garota.

JN:Se você não fica comigo.. -Cansou de demorar e puxou as laterais da camisa, rasgando todos os botões e deixando o sutiã da garota amostra.- Não fica com mais ninguém..

(S/N) se assustou, ela se sentia horrível por provocar tanta dor emocional no garoto, mas sentia medo dele, e raiva, principalmente nojo, ela queria o ajudar, era claro que ele tinha problemas, e foi enquanto o garoto beijava seu pescoço que ela percebeu isso, ele tinha problemas, mesmo sabendo que a machucava ele continuava a assustando com cada uma das ações, e os comprimidos, que porra de comprimidos eram aqueles? Ela pensava.

JN:Quem te fez esse chupão? -Ele a encarou nos olhos

(S/N):Ninguém..

JN:Foi Yoongi, não foi?

(S/N):Deixa o Yoongi fora disso!

JN:Não! -Gritou.- Será que não vê que eles são a raiz do problema? Eles me afastam de você, eles... eles me odeiam.. eles acham que eu quero machucar eles.. eu não quero.. você acha que eu quero machucar eles? -Perguntou, um sorriso melancólico e ao mesmo tempo esperançoso se fez presente em seu rosto

O que só assustou mais ainda (S/N).

(S/N):Porque você diz aquelas coisas? Porque ameaça nos matar?

JN:Eu.. eu tenho tanto medo de ser preso numa clínica de novo que-não é da sua conta porque tô te contando isso!?

(S/N):Jin, eu posso te ajudar.. podemos ajudar com isso, por favor, me solta...

JN:Não, não, você mente, mente igual a todo mundo, vão me trancar numa clínica e me deixar apodrecer lá dentro.. como.. como fizeram quando eu era mais novo..

(S/N):Jin..

JN:Meus pais, drogados filhos da puta, escolheram vender meu irmão e me entregar pra uma clínica..

(S/N):V-Vender seu irmão?

JN:Quer saber cala a boca! Eu não tenho que te contar da minha vida! -(S/N) colocou as mãos devagar no rosto de Jin, mesmo fitadas, ela o olhou nos olhos.- (S/N)...

(S/N):A gente pode te ajudar, Jin..

Jin olhou pra garota nos olhos, parte de si gritava por ajuda, outra parte gritava por vingança, e ambas travavam uma luta dentro de si, que acabavam por estragar completamente sua personalidade dócil e tímida, o verdadeiro Jin, lá dentro, pedindo por socorro e querendo sair.

?:Jin, estamos chegando..

(S/N) iria olhar pra trás, pra ver a rua, a cidade, algum ponto de referência talvez, mas Jin lhe derrubou pro lado e ficou por cima de si, tapando sua boca e seu nariz enquanto ela tentava pedir por socorro.

JN:Desculpe, mas não posso correr o risco de te deixar saber nossa localização, babe. -Riu

A garota se debateu, se debateu, e se debateu mais ainda, porém desmaiou, não era possível, segundo desmaio só naquele dia?

 

[ ... ]

 

[ 21:54 ]

As pessoas costumavam dizer que ler era uma boa distração pro cérebro e pros problemas, diziam que ler te deixava mais calmo e te mantinha longe dos pensamentos negativos, Yoongi tentava comprovar essa teoria.

Quanto mais lia aquela porcaria de revista enquanto esperava, sentado numa poltrona ao lado da maca de (S/N), a garota acordar. Nada lhe animava, seu pai já tinha ido ali, conversado com ele, sobre diversos assuntos, mas nada adiantava, Yoongi simplesmente se desligou do mundo.

Se levantou, deixando a revista cair no chão, foi até a maca de (S/N) e olhou pra "namorada", que respirava com a ajuda de alguns aparelhos.

(S/N) quase morreu, na espera por uma cirurgia pra remover 1 bala que havia acertado a garota, estava bem ao lado do coração, um errinho médico e ela iria a óbito, ela estava ali fazia umas 2 horas, descansando e descansando, o médico conversou com Yoongi e disse que a garota teria que ficar de repouso por alguns dias.

Quando Kyung pisou fundo pra acelerar contra os carros, os policiais que estavam nos carros saíram deles e abriram fogo contra a van, um desses tiros acabou por acertar (S/N), Jin foi baleado no braço e Kyung, bem, Kyung foi baleado na cabeça, porém está internado também.

Jin?

A beira da morte, deitado numa maca, cheio de marcas de agressão, curativo no braço, tomando soro, remédios pra lhe controlar, e nada de sua família aparecer.

Chegava a dar pena do garoto, que precisava de sua família ali, com ele, mas ninguém lhe ajudava, ninguém lhe acolhia, era de se esperar que o garoto ficasse louco e quisesse matar todo mundo, mas porque seus alvos principais eram Yoongi e, principalmente, Jung Hoseok?

YG:Amor.. abre os olhos, por favor.. -Pediu, num fio de voz, estava rouco de tanto chorar

Do lado de fora, Hoseok estava sentado em alguns dos bancos que haviam no corredor, ele estava mexendo no celular, somente olhando coisas nada interessantes, a cena de Yoongi chorando desesperado por causa da namorada não saia da sua cabeça.

Foi assustador, e Hoseok se sentiu horrível, nada que ele fazia acalmava o irmão, que só sabia xingar a todos e aos médicos, jurou que iria fazer aquele hospital sumir do mapa se sua namorada fosse a óbito por causa deles.

NJ:Hey. -Namjoon se sentou ao seu lado, e lhe entregou uma latinha de refrigerante, depois de abri-lá.- Bebe, você não bebeu nada desde que chegamos, nem comeu.

JH:Sabe que não precisava.. -Hoseok disse, guardando seu celular.- Você dirigiu de tão longe pra cá atoa.

NJ:Não foi atoa, e Jin.. como está?

JH:Namjoon, me estranharia se eu dissesse que entendo o lado de Jin agora que conversei com alguns médicos?

NJ:Como assim?

JH:Ele tem problemas mentais, traumas e sei lá mais o que.. Namjoon, ele é igual a min.

NJ:Igual? A diferença é que você se controla, Jung Hoseok.

JH:Não importa, não importa mais... eu coloquei a vida de todo mundo em risco, do Yoongi, a sua, a minha, e agora, da (S/N)..

NJ:Hoseok, a culpa não é sua. Aliás, que papo é esse de quase sofreu um acidente de carro?

JH:O Yoongi tava surtando dentro do carro, e.. foda-se, Namjoon eu não quero falar disso agora.

NJ:Ok, ok.. Yoongi está melhor?

JH:Não, parece que ele só piora a cada momento, eu acabei fazendo um arranhão no braço dele quando eu peguei as cartelas de calmante dele, ele tava praticamente se dopando de calmantes.

NJ:Ah, Dahyun ficou preocupada com você. -Riu

JH:Dahyun? Ah, sua irmã..

NJ:Sim, ela disse que sente sua falta, ela gosta de conversar com você.

JH:Ah.

JKS:1 dia, Jung Hoseok! -Jackson surgiu, e logo parou em frente a Hoseok.- Nós ficamos fora por dia e você conseguiu fazer toda essa merda acontecer!

JH:Fala baixo, isso é um hospital.

JKS:Hani está lá fora, no carro, conversando com uma amiga que encontrou, Hoseok, você não sabe ter responsabilidade!?

E Jackson continuou, falava e falava cada vez mais, Namjoon olhava pra ele e pra Hoseok, sabia que todo aquele sermão apenas iria fazer Hoseok se sentia pior ainda do que já estava, e sabia que estava afetando ele, naquele exato momento, aquelas exatas palavras, iriam ficar na cabeça dele pra sempre caso algo acontecesse.

NJ:Quer calar a boca!? -Levantou bruscamente, fazendo Jackson recuar.- Ele já está se sentindo culpado, se é isso que quer provocar nele, então não faça ele se sentir pior!

JKS:Eu não quero-

NJ:Eu mandei calar a boca! Até onde fiquei sabendo você deveria estar protegendo Yoongi, (S/N) e Hoseok, pois olha só o que o seu "trabalho bem feito" causou!

JKS:Ah, agora a culpa é minha!?

NJ:Sim, se tivesse concluído seu trabalho direito nada disso teria acontecido!

JKS:Então eu tenho que trabalhar feito um escravo e não posso descansar, é isso que você quer dizer!?

Médica:Senhores. -Uma médica saiu de um dos quartos.- Façam silêncio, ou terei que pedir pra que se retirem.

NJ:Perdão. -Falou com a médica, e logo olhou pra Jackson novamente.- Sai daqui, ou eu esqueço as regras desse hospital e te espanco aqui mesmo.

JKS:Eu só vou porque tenho mais o que fazer, não porque você quer.. -Disse, e se virou pra sair dali

A médica voltou pro quarto enquanto Jackson saía dali lentamente, Namjoon se sentou abraçou Hoseok de lado.

JH:Obrigado.. -Fungou o nariz

NJ:Você tá chorando, Hoseok?

Namjoon se afastou minimamente e encontrou o olhos encharcados de lágrimas de Hoseok, seu olhar era deprimente, Namjoon o abraçou com força, ouvindo ele começar a chorar.

Ninguém via, mas Hoseok era o mais afetado daquilo tudo, ele sentia toda a culpa encima de si, a culpa dos surtos de Yoongi, a culpa de (S/N) estar baleada, tudo, tudo era culpa dele em sua cabeça, e isso o afetava, uma bola de problemas se formava em sua cabeça e ele sentia que tinha a obrigação de resolver todos, ele tentava, mas são humanos são falhos, então ele não conseguia.


Notas Finais


Aaah eu não consegui fazer algo melhor do que isso.

Ficou bom? :3

Queria entender porque essa história rende sempre só uns 5 comentários por capítulo se ela tem 158 favoritos, poxa :v

Anyway.. comentem, babes! <3

Vou responder os comentários aqui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...