História Mind - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, TWICE
Personagens Baekhyun, Chaeyoung, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Jungyeon, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Sehun, Suga, Suho, Tao, Tzuyu, V, Xiumin
Tags Bts, Exo, Jihope, Kooktae, Kookv, Lao, Lemon, Namjin, Sope, Suspense, Taekook, Terror, Twice, Vkook, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 22
Palavras 3.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii gente, bem vindos a mais um cap, desculpem a demora, mas estou em época de provas. Desculpem os erros também, dois beijos na teta esquerda, se divirtam, espero que gostem, amém Taekook.

Capítulo 2 - Blood


Fanfic / Fanfiction Mind - Capítulo 2 - Blood

Lá estava Taehyung pensando no moreno mais novo, que encontrara ontem a noite antes de seus pais chegarem. Deitado em sua cama imaginando em como seria encontra-lo novamente e ver o rosto do garoto mais de perto, observar com mais frequência e atenção cada detalhe de sua bela face, assim como seu corpo, aparentemente musculoso, sua pele branca, seus cabelos negros bem cuidados... Ainda havia muita coisa para se observar em Jeon Jungkook. Taehyung sabia que gostava de garotos, mas nunca tinha visto algum tão bonito quanto Jungkook. Kim se encontrava com sérias dúvidas, das quais estavam relacionadas a Jungkook, tais como: Será que devo encontra-lo hoje novamente?, ou como: Seria Jungkook um aproveitador? Estaria ele mentindo?. Essas dúvidas só seriam esclarecidas de um único jeito, e tal jeito se baseava em: Encontrar Jeon Jungkook novamente. Essa seria a futura resposta de seus pensamentos duvidosos.
    Faltavam apenas alguns minutos para bater o horário em que Taehyung encontrou o mais novo ontem a noite. Preparou sua bolsa recheada de lanches, e como esperado, recheada de coragem, dúvidas e desejos. Ele sempre levava esses suprimentos extras em sua mochila, sempre com auto-confiança. Kim era um cara bem curioso, e apesar de não ter muita coisa para fazer em seu lar, ele também era aventureiro. Taehyung preenchia sua mente com um "Vai ficar tudo bem, é apenas mais uma aventura". E assim seus pensamentos descansavam, sem mais preocupações, ou problemas, pelo menos por em quanto, e era assim que Kim esperava que seu cérebro ficasse durante a jornada ao moreno.
    X
    Apenas alguns minutos depois, com seus pés na imensa floresta fria, começou a ouvir ruídos, os mesmos que ouvira ontem. Agora já bem mais relaxado, suas pálpebras estavam baixas, isso porque Kim Taehyung se encontrava totalmente tranquilo.
   - Jeon Jungkook? - Taehyung ecoou sua voz pelo ambiente silencioso, e logo os ruídos se tornaram altos barulhos em uma extensa árvore ali perto. - Vai ficar mesmo fazendo esse drama ou o que? Aparece logo vai... - Kim ligou sua lanterna, adentrou sua mão na mochila e retirou um grande lençol vermelho, para que pudesse se sentar, afinal, Kim era muito sedentário para conversar em pé, alguma hora se cansaria e acabaria sentando no chão sujo, ocasionando grandes manchas marrons em sua calça, e também a desconfiança de sua mãe ao ver as mesmas na hora de lavar. Taehyung ao esticar o lençol no chão, se sentou, e espalhou diversidades de lanches por cima do mesmo, acendeu algumas lamparinas e deixou o ambiente amarelado por conta do fogo aceso dentro dos vidros. Desligou sua lanterna e cruzou os braços e as pernas a espera de Jeon. Kim notou uma coisa após tanto tempo, tinha se arrumado bastante, como nunca havia se arrumado para ir a lugar algum. Trajava uma calça totalmente nova que nunca tinha usado, preta e já bem apertada, uma camisa de botões branca meio transparente, e um simples tênis preto, bagunçou um pouco seus cabelos castanhos, e novamente cruzou os braços.
    - Você se arrumou todo só para me ver? - Kim já conseguia distinguir uma silhueta saindo da escuridão.
    - N-não... Eu vou sair depoi-s... - Na verdade Kim não iria sair para canto nenhum, talvez se um "Sim" ecoasse pela sua boca rosada, Jungkook desconfiasse que Taehyung gosta de homens.
    - Sair? Sair para onde? - Jungkook perguntou sentando na frente de Taehyung, já pegando um pacote de salgadinhos que Kim trouxera.
    - V-vou andar a beira do ma-r...
    - Com essa roupa? Não seria mais apropriado tirar a camisa, e colocar uma bermuda? - Jungkook citou fitando todo o corpo de Taehyung, pedacinho por pedacinho, as grandes pupilas escuras de Jeon passeavam por cada detalhe, Jungkook olhava as belas curvaturas de Kim como se fossem as coisas mais interessantes do mundo. Seus dentes se prendiam ao seu lábio inferior, o mordendo cada vez mais forte, quanto mais baixo suas pupilas passeassem no corpo de Taehyung, mais ele mordia seu lábio, quando seu profundo olhar chegara as coxas de Kim, gotas de sangue se espalharam na boca rosada de Jungkook, logo o mesmo passeou sua língua no líquido vermelho com gosto de ferrugem, sem fazer nenhuma careta. 
    - Meu Deus! Você está bem? - Taehyung mesmo sem notar, colocou seu polegar nos lábios de Jungkook, que o olhou com olhos arregalados, o resto da mão se Kim, massageava o queixo do moreno, com intenção de aliviar sua dor. Logo Taehyung percebeu o que tera feito, e encolheu sua mão mão, ao fazer esse simples ato, o sangue do mais novo sujou sua camisa branca. 
    - Eu estou bem... Mas... Você sujou sua camisa com meu sangue... - Taehyung deu um pulo, e começou a procurar onde se encontrava a mancha, tateou seu peitoral inteiro até encontrar. Quando Kim observou a mancha, uma expressão preocupada se formou em seu rosto. O que irá dizer a sua mãe?, Kim tinha pensado, talvez ele pudesse dizer que havia se machucado, e um galho adentrou um pouco a pele de sua cintura, fazendo a bela arte abstrata em sua camisa. Mas como a mãe de Taehyung é muito preocupada, iria levantar a blusa, mesmo que o castanho falasse que estava bem, iria procurar o machucado, mas sem sucesso, porque o machucado, simplesmente não existe, e sua mãe descobriria que Kim estara mentindo.
    - O que vou falar pra minha mãe?!...Puta...Que Pariu...
    - Simples, fala que se machucou.
    - Já pensei nisso, mas conheço a minha mãe, ela iria procurar o machucado para cuidar do mesmo. - Jungkook se colocou a pensar, e logo abriu sua boca.
    - Vem comigo. - Jungkook falou sem mais nem menos, fazendo um sinal com a mão para Taehyung, para que ele o seguisse.
    - Mas... E as coisas? 
    - Pode deixar aí, vamos voltar rápido. - Taehyung assentiu, se levantou e foi copiando os passos de Jeon. 
    X
    - Para onde está me levando? - Perguntou Kim, que já se sentia cansado. Ele se via andando a mais de uma hora, mas só tinha caminhado durante dez minutos.
    - Você logo vai ver. - E o que o moreno acabara de falar, se cumpriu, porque logo Jungkook diminuiu seus passos, e se pôde ver uma casa escura e silenciosa, com uma arquitetura antiga, porém muito bonita. A casa era feita de madeira escura e lisa, tinha um tamanho que Kim achara maior que a sua. 
    - Que lugar é esse? - Kim se encontrava curioso, agora sim se sentia um verdadeiro aventureiro, andando em uma floresta sombria, com um cara que acabara de conhecer, e estava prestes a adentrar uma casa escura, que achara ser abandonada. Porém, Jungkook clicou em um interruptor, e as luzes da casa se acenderam, as mesmas combinavam com a casa, eram todas de cor amarelada.
    - Minha casa... - Jungkook abaixou a cabeça, Taehyung sentiu um pingo de timidez no ar.
    - É muito bonita... Você mora sozinho? 
    - Não... Moro com um parceiro... - Que parceiro seria esse? Taehyung já se encontrava totalmente curioso.
    - Ahh... - Kim queria perguntar quem era esse parceiro, mas preferiu deixar quieto, vai que Jungkook o achasse muito intrometido.
    - Pode entrar. - Jungkook pegou um bolo de chaves em seu bolso, e abriu a porta de madeira. Adentrando o local, e logo após Taehyung, que andava em passos receosos.
    - Licença. - Taehyung finalmente entrou na casa de Jungkook, observando bem a sala, que era super bem decorada, com sofás chiques e vermelhos, uma TV bem grande, vasos de flores aparentemente caros, uma mesinha de vidro, com vários retratos em cima, Taehyung já olhava um dos mesmos, tinha um casal, e no meio, um garotinho sorridente, seu sorriso o fazia parecer um coelhinho, todos mostravam seus dentes branquinhos, pareciam muito felizes...- Seu parceiro está em casa?.
    - Não... Ele deve ter saído com o namorado... - Taehyung se viu confuso por um segundo... O parceiro de Jungkook é gay?
    - Seu parceiro é gay? - Essas palavras saíram parecendo homofóbicas, o que não era intenção de Kim, afinal, o mesmo também era gay.
    - Sim...A-assim c-como eu... - Kim arregalou seus olhos, Jungkook parecia tanto hétero, as aparências realmente enganam. Taehyung aproveitou o momento para falar que também era. - V-você tem algum...problema com is-sso? - Kim não tinha nenhum problema, mas achou que Jungkook pensou em algum momento que Taehyung era homofóbico.
    - N-não...Até porque eu também s-sou... 
    - Mas você parece tanto ser hétero...
    - Eu também pensei isso, nunca imaginei que você fosse gay.
    - Meu parceiro disse a mesma coisa.  - Kim se sentiu no dever de perguntar sobre esse parceiro de Jeon, os dois já estavam criando um ponto de intimidade em seus laços de amizade.
    - Por falar nisso... Quem é seu parceiro?
    - O nome dele é Min Yoongi, mas chamo ele de Suga, porque ele é muito branquelo, parece açúcar. E... ele é um cara bem legal, mas durão... Não tem muito o que falar sobre ele, Suga é um cara misterioso.
    - Hm... Então... Porque você me trouxe aqui? - Kim esfregou suas mãos a procura de aquecimento, sentia um pouco de frio.
    - Me acompanha. - Jungkook andou pela casa bem arrumada, até chegar em um quartinho nos fundos, Taehyung olhou bem para o lugar. A salinha parecia uma lavanderia, e era, tinha uma máquina de lavar, um tanque, cestos de roupa suja, e outros com roupa limpa, um com roupas brancas e outro com pretas, era tudo muito organizado.
    - Isso é uma lavanderia? 
    - Sim. T-tira a camisa... - Kim sentiu suas bochechas queimarem, Jungkook certamente queria lavar sua camisa, Kim sabia disso, mas seu cérebro não o impedira de criar pensamentos impróprios em sua mente.
    - N-não p-precisa k-kook... - Taehyung falou manhoso, aproveitando para chamar Jungkook pelo apelido carinhoso, afim de convencer o mais novo a não lavar sua camisa. Mas não adiantou, Jeon insistiu.
    - Precisa sim... V-você me chamando de Kookie me traz lembranças...
    - Quer que eu pare de te chamar assim? - Kim perguntou preocupado achando que tera feito algo errado.
    - Não! Não...É muito bom ser chamado assim novamente...TaeTae. - Taehyung logo se engasgou com ar, nunca tinha recebido um apelido do tipo, sentiu novamente suas bochechas morenas se tornarem vermelhas. - Agora tira a camisa antes que eu mesmo tire. - Kim imaginou Jeon retirando sua roupa, chacoalhou sua cabeça bem rápido tentando voltar a si, e a sua cor normal, porque com esses pensamentos ele deveria parecer um tomate. Taehyung cedeu o pedido de Jungkook, não queria passar por uma situação constrangedora.
    Taehyung tocou seus longos dedos no primeiro botão de baixo pra cima de sua camisa, antes de retirar esse botão, encarou Jungkook por alguns segundos, mas logo voltou a sua atenção a camisa, retirou o primeiro botão, o segundo, o terceiro...Em diante... Logo estava com a camisa totalmente aberta deixando seu abdômen a mostra. Retirou toda a camisa de uma vez só, e com receio entregou a Jeon, que pegou a camisa, mas não tirando os olhos dos de Kim, os dois se encaravam, pareciam ter se perdido no brilho dos olhos um do outro, logo voltaram a si. 
    Jeon olhou para o tanquinho de Taehyung, e ficou olhando durante segundos, quando Jungkook fica exitado, tem costume de morder seus lábios, e logo fez, mordeu a parte ferida de sua boca, arfando de dor, e atirando uma onda de preocupação em Taehyung, que veio com toda a atenção para os lábios feridos de Jungkook.
    - Porque você tem essa mania de morder os lábios?
    - Eu mordo quando estou exitado. - Jeon pensou alto, logo percebendo o que havia feito, se encolhendo de vergonha, e voltando sua atenção para a camisa manchada de Kim.
    Jungkook virou seu olhar novamente para Taehyung, que estava com olhos arregalados, e boca pré aberta. Porém Kim logo fechou sua boca e sua pálpebra abaixou, sentiu um frio imenso, já que estava sem camisa. 
    Jeon saiu da lavanderia e foi até um quarto, Kim pôde ouvir a porta de alguma coisa se abrindo, e após fechando.
    - Toma isso antes que eu fique louco. - Falou Jeon um pouco baixo, entregando um moletom preto para Taehyung, que logo estava vestindo o mesmo.
    - Obrigado Kookie... - Jungkook sentiu um arrepio subir de seus pés até a cabeça. Kim sorriu timidamente e brincou com os dedos até Jeon terminar de lavar sua camisa. 
    - Terminei, agora é só secar, por em quanto, você fica com meu moletom.
    - Sem problemas. - Jungkook puxou Kim até a sala da TV, onde ligou a mesma, e as duas figuras começaram a assistir séries na Netflix, até que a camisa de Kim secasse.

    X
    Depois de um tempo, pôde se ouvir a porta da casa se abrindo, e não era Jungkook, já que o mesmo estava do lado de Taehyung, olhou num pulo para a porta assustado, e lá viu um branquelo de cabelos verdes desbotados, e outro baixinho de cabelo rosa claro. Jungkook levantou, deu um abraço no de cabelos verdes e cumprimentou com a mão o de cabelo rosa. Taehyung pensou que o esverdeado poderia ser o Suga, já que sua cor de pele era muito branca, pode ser comparada com açúcar, ou um papel.
    - Quem é esse? - O branquelo perguntou apontando para Kim, que se levantou cumprimentando os dois garotos.
    - Olá eu sou Kim Taehyung, prazer em conhece-los. - Taehyung percebeu o branquelo arregalar os olhos, e vir até si de braços abertos.
    - TaeTae?! Não acredito que é você!. - O de cabelos verdes deu um abraço apertado em Taehyung, que ainda estava sem enteder nada. 
    - V-você me conhece?... - Kim falou um pouco baixo, mas Yoongi conseguiu ouvir, e murmurou um "Uhum".
    - Por um momento eu esqueci que você perdeu a memória quando criança... Eu era seu amigo na escola, vivíamos juntos, eu você e o Jungkook. - Kim apenas murmurou um "Hm", sinceramente ele estava com preguiça para ouvir sobre essa história, mas depois certamente perguntaria.
    - Prazer em conhece-lo Kim Taehyung, eu sou Park Jimin, mas pode me chamar apenas de Jimin. - O de cabelos rosas pronunciou mudando de assunto.
    - Prazer Jimin.
    - Agora que todos se conhecem... Que tal comermos alguma coisa e assistirmos um filme? - Jungkook falou animado e todos concordaram com a ideia. 
    - Só espera um segundo... Porque o Tae tá com seu moletom Jungkook? - Suga pronunciou confuso, franzindo o cenho e apontando para o moletom trajado em Kim.
    - É uma longa história... Mas não pensa merda! - Jungkook praticamente gritou com Yoongi e o mesmo deu um soco leve no braço de Jungkook, Taehyung e Jimin só sabiam rir da situação.
    - E porque seus lábios estão sangrando? - Jimin perguntou curioso e confuso.
    - Também faz parte dessa história, depois conto. - Jungkook respondeu calmamente, percebendo que Taehyung estara quase morrendo de vergonha.
    - Quero só ver o que vai sair dessa história. - Yoongi sussurou para Jimin, mas todos conseguiram ouvir.
    - Isso era para ser um grito de guerra?! Foi o que pareceu. - Jungkook exclamou rindo de lado, e todos gargalharam juntos sentando na mesa.
    Taehyung se sentia confortável essa noite, não estava solitário, se sentia feliz finalmente, o calor de mais gente perto de si o acalmava, esquentava seu coração, gostara quando seus pais estavam em casa, mas não ficam mais, devido ao trabalho, e então Kim fica totalmente sozinho. Mas agora, sente que tudo isso vai mudar, sente que tem um novo lar, com pessoas que gostam de si.
    X
    Estavam todos sentados nas cadeiras de madeira escura e lisa, da mesa feita de vidro forte e esverdeado, comendo macarrão instantâneo que Jungkook havia feito. Conversavam sobre coisas aleatórias, até não haver mais assunto, e deixando o silêncio invadir a cozinha de uma vez só. Yoongi logo combateu esse silêncio, fazendo uma pergunta que deixava Taehyung com desejo de que o silêncio voltasse.
    - Então... Vai me contar essa tal história Jungkook? - Yoongi perguntou colocando sua mão em seu queixo, apoiando o cotovelo na mesa, e se inclinando para frente, determinado em ouvir a tal história que Jungkook falara.
     - Também estou curioso... - Jimin pronunciou repetindo o ato de Yoongi, fazendo uma pequena risada baixa sair da garganta de Taehyung.
    - Ta bom... Ta bom... Eu conto!. Eu e Taehyung fomos nos encontrar para conversar sobre o passado na floresta, e eu, ao ver Taehyung tão arrumado, investiguei seu corpo com meus olhos, e acabei pensando coisas impróprias, e vocês sabem que eu mordo meus lábios quando fico exitado, eu mordi tão forte que acabou ferindo. Taehyung preocupado foi me ajudar, melando sua mão de sangue, e depois sujando sua camisa sem querer, sua mãe não podia saber que ele estava com alguém, e se ele dissesse que teria se machucado ela iria tatear o corpo de Taehyung até encontrar o machucado, mas não iria encontrar, porque ele estaria mentindo. Não achei outra solução a não ser traze-lo aqui para lavar sua camisa, por isso emprestei meu moletom. Estão satisfeitos? - Jungkook percebeu Taehyung se encolhendo na mesa de vergonha, não sabia que Jeon havia investigado seu corpo, e ficado exitado com o mesmo.
    - Você se exitou com o corpo de Taehyung? Que tarado! - Yoongi esmurrou o braço de Jungkook, e caiu na gargalhada, assim como Jimin.
    - Porra, se controlem. - Um bico se formou nos lábios de Jungkook, e Taehyung se viu fascinado pelo mesmo, achara tão fofo, que podia apertar Jungkook até perder as forças.
    - Você tá pedindo para A GENTE se controlar? E você? - Jimin gargalhou mais alto ainda, deixando o ambiente divertido, Taehyung começou a rir também.
    - Vou esmurrar seu namorado Yoongi. - Jungkook cruzou os braços ainda com um bico em sua boca, começou a bater seus pés com força e rapidez no chão.
    - Para tudo... Yoongi, e Jimin, são...namorados? - Taehyung lembrava que Jungkook havia dito que talvez Yoongi tinha saído com seu namorado, mas não imaginou que fosse Jimin.
    - Sim, eu havia te dito que Yoongi tinha saído com o namorado.
    - É verdade... - Taehyung abaixou a cabeça envergonhado.
    - Você é homofóbico? - Jimin perguntou olhando sem brilho nas pupilas para Kim.
    - Não, eu também sou gay. - Taehyung olhou para Jimin, que abrira um grande sorriso em seu rosto.
    Taehyung estava realmente feliz, encontrara pessoas que o entendia, pessoas que o divertia, pessoas como ele. Ele só queria viver assim para sempre, na companhia de Jungkook, e seus novos amigos. Jungkook sentira o mesmo, apesar de não ser tão solitário quanto Taehyung.


Notas Finais


Oi dnv gente :v desculpa qualquer erro eu revisei antes de postar várias vezes, espero que tenham gostado, desculpem se foi muito pequeno... Bjus :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...