1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Amada >
  3. Capítulo Único

História Minha Amada - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único


O jeito mais calmo – ou menos explosivo – de Erika, foi o que fez com que a mesma soubesse lhe dar facilmente com as frequentes explosões emocionais da Miiko. A Kitsune por outro lado, adora o jeito como a sua doce e perdida 'humana' reage a situações difíceis: com cautela e sem medo de lutar para salvar quem precisa. E daria tudo de si se fosse preciso. Até mesmo lutaria com bruxas.

No dia que Erika e Miiko se conheceram na Sala do Cristal, com toda aquela confusão de como a guardiã foi parar lá, Miiko notou rápido que a garota não lhes faria mal, ela apenas queria voltar para casa, mas por seguir protocolos teve que a mandar para os calabouços. Mesmo com ambas se entendendo mal no começo de tudo, um forte sentimento começou a se aflorar nelas duas quando Miiko foi sequestrada, fazendo Erika entrar em uma onda de desespero querendo salvar sua amada o mais rápido possível. E quando conseguiu o feito, foi muito bem recompensada pela Kitsune, já de volta a Eldarya, com muitos beijos. Inclusive, o primeiro beijo entre elas, aconteceu naquela noite de Halloween. Aos lábios de ambas se tocarem rolou uma onda de sentimentos e entre eles estava o amor. O amor delas.

E a história delas continuou naquela noite, por lindas e longas horas que elas não queriam que acabassem. Em meio aos calorosos beijos, Miiko relevou à Erika que quando seus olhos azuis encontraram os seus lilases seu coração palpitou como nunca havia palpitado antes. E a guardiã, a questionou do porque ela tê-la jogado na prisão. A mesma sorriu e respondeu que eram apenas protocolos da Guarda, e completou dizendo que jamais faria isso com ela se pudesse. E pondo fim à aquela bela noite, Miiko saiu do quarto de Erika à pedindo para encontrá-la na Praia Desperta naquele mesmo dia, já que, já passava da meia-noite. A 'humana' concordou e disse que não se atrasaria pois estava fascinada por seu amor e queria vê-la novamente.

As horas passavam rápido. Elas logo se encontraram e se amaram como na noite anterior. E juraram amor uma à outra. Depois de um passeio, elas sentaram e fizeram um pequeno piquenique romântico. Elas não podiam estar mais felizes. Juntas.

Meses se passaram. Miiko tinha um certo receio de falar delas para outras pessoas, ela achava que podia parecer estranho 2 mulheres andando por aí trocando carícias e chamando uma a outra de amor. Mas Erika achava completamente normal e contou sobre o mundo dos humanos para Miiko, que entrou em uma 'onda' de 'somos diferentes, não da certo'. Erika apenas riu e abraçou a Kitsune, dizendo que adora o jeito como ela muda de reação tão rápido, mas não gostava quando a reação é 'tacar' fogo em alguém.

A mesma riu e revelou que adora o jeito corajoso de sua amada, o jeito como ela a salvou naquele dia. Ela jamais esqueceu. E completou dizendo que não gostava muito das ironias de Erika, pois ela não as compreendia mas respeitava isso, ela sabia que era 'coisa de humano'. Elas sabem que se amam, mas não conseguem ficar juntas por medo de preconceito. Então, concordaram em abandonar esse amor.

Amor esse que continou abandonado até Erika ser envenenada por um ser desconhecido, e Miiko dar sua vida para salvá-la. Em troca do antídoto, Miiko se entregou como refém, e logo em seguida foi morta. A última coisa que a Kitsune disse antes de morrer foi: 'Perdão por ser covarde e não assumir nosso amor'.

Quando Erika acordou de seu 'coma', e soube que sua amada foi morta, não aguentou a dor que sentia e se afogou na mesma praia em que jurou seu amor a Miiko. Ela pois um fim à sua dizendo que mesmo sua amada tendo medo de se assumirem, ela ainda à amava e à amaria para sempre.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...