História Minha amada mistériosa - Park jimin - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, TWICE
Personagens Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 26
Palavras 1.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 🌈

Capítulo 8 - Seven


Fanfic / Fanfiction Minha amada mistériosa - Park jimin - Capítulo 8 - Seven

Abraçada ali com meus pais eu dormir, acordei de manhã com mensagens não do Jimin, mas sim do Jackson:
" Oi a Lisa me contou sobre a JYP
Eu não posso deixar você ir sem uma despedida digna estou indo aí na sua casa.."
Me levantei e fui direto tomar um banho enquanto a água fria caía sobre o meu corpo foi difícil não pensar no Jimin eu nunca tinha amado ninguém antes eu não acredito que o único amor que eu tive era um mentiroso, e ainda por cima pensava em me abandonar eu me sinto morta por dentro meu coração ainda bate, mas eu não me sinto viva e como se tudo dentro de mim morresse.

- Filha seu amigo chegou - meu pai gritou enquanto batia na porta do banheiro, Jackson pensei.

- Tá bom papai já vou sair do banho - falei me enrolando na toalha sai do banho vesti uma roupa qualquer e fui para a sala.

- Jimin o que você está fazendo aqui!? - gritei, meu pai tinha saído para comprar eu não sei o que.

- S/n por favor só me escuta - ele falou se aproximando de mim.

- Vai embora Jimin eu não quero escutar nada que você tem para me dizer - gritei.

-  s/n só me escuta por favor - ele falou.

- Não seu mentiroso sai daqui agora - gritei mais uma vez.

- Eu sabia que você não ia querer me escutar, por isso escrevi essa carta- ele falou me entregando um envelope branco - por favor leia quando você estiver dentro do avião - ele continuou.

- Eu não vou lêr nada vai embora - falei segurando o choro; não eu não vou derramar nem mais uma lágrima por ele.

- Eu vou embora, mas primeiro prometa que você vai ler a minha carta - ele falou cabisbaixo.

- Tá eu vou ler a droga da carta agora some daqui - falei abrindo a porta para que ele pudesse sair do apartamento e da minha vida.

- Antes que eu me esqueça isso e para você  - ele falou me entregando uma correntinha prata com um pingente de  coração vermelho - Eu tenho um igual - ele continuou.

- Vai embora Jimin - falei abaixando a cabeça é ele foi embora me deixando sozinha prometi a mim mesma que não iria chorar.
Entrei em casa me sentei no sofá e fiquei olhando para o envelope e para o colar eu quis abrir a carta mais estava com medo do que poderia estar escrito nela então simplesmente coloquei o colar no pescoço e fui começar a fazer as malas, quando estava para fazer a última mala ouvi alguém me gritar da  sala. Meus pais já chegaram?.

- surpresa!! - Jackson, meus pais, jennie, Lisa, jisso e rosé gritaram assim que eu cheguei a sala que estava toda decorada com  balões dourados, alguns docinhos e um bolo escrito "sentiremos saudades".

- O que e isso - falei com um sorriso de orelha a orelha.

- Sua festa de despedida princesa - meu pai (Davis) disse.

- Meus Deus como vocês são sentimentais - falei em tom brincalhão enquanto meus pais me davam um abraço.

- Maninha - Lisa falou também me dando um abraço.

- Eu tenho uma coisa para te contar - Jackson disse também me dando um abraço.

- Fala homem - eu disse.

- Eu vou fazer uma audição para entrar na JYP - ele falou dando um sorriso.

- Sério!? Com certeza você vai passar - falei dando um outro abraço nele.

- eu espero que sim - ele falou, depois eu abracei a jennie, a jisoo e a rosé sim eu abracei a rosé não fiquei com raiva dela mais sim do seu irmão.

- Bom vamos comer esse bolo que está com uma cara - falei fazendo uma careta engraçada e todos sorriram.

- Eu também acho - Lisa falou pegando os guardanapos.

Quando todos nós acabamos de comer ficamos no sofá conversando sobre a minha viagem, sobre as coisas novas que eu iria aprender como treiner, sobre o meu debut aquela conversa me animou foi a primeira vez que fiquei realmente feliz com a ideia de ser a primeira ocidental a entrar para a JYP.

- A conversa está ótima mais agora que tal a s/n cantar um pouco - jisoo falou fazendo aegyo.

- tá bom - falei indo até o quarto e pegando meu violão.

- O que vocês querem ouvir - falei.

- Que tal uma composição nova - Lisa falou.

- Ok - respondi e comecei a tocar.
" Desculpe me por não acreditar que alguém pode realmente  começar a se apaixonar por mim
Desculpe-me meu amante desconhecido
Desculpe-me por ser tão cega
Eu não pretendia abandonar você
E tudo aquilo que tínhamos
Ohh, ohh, ohh
Eu fujo quando as coisas estão bem
Eu nunca entendi, como você me olhava
De uma maneira que ninguém jamais poderia olhar
E parece que eu partir seu coração
Minha ignorância ganhou mais uma vez
Eu não percebi desde o início
E te machuquei tanto "
( Halsey - Sorry)

- E então o que acharam? - perguntei.

- Lindo! Lindo! - Lisa falou me dando um beijo no rosto.

- Obrigada - respondi.

Um pouco mais tarde todos foram embora eu e meus pais ficamos limpando a casa por que a Lisa estava cagando ( N/A: sim na minha fic as pessoas cagam da licença) parece que o bolo não fez muito bem para ela, quando acabamos de arrumar tudo eu fui me preparar para dormir.

- E uma pena você não vai poder participar da festa de formatura da sua turma - meu pai(Davis) falou.

- Não vai fazer a menor diferença mesmo, eu já passei de ano - respondi me deitando na cama.

- Não fale assim - ele falou enquanto cobria as pernas da Lisa.

- Mas e verdade - falei.

- Boa noite s/n - ele falou apagando a luz e saindo do quarto.
                                     ∆
Amanheceu é eu acordei com a luz do sol batendo no meu rosto. Hoje e o dia em que eu vou viajar.
Levantei e fui tomar café da manhã entrei na cozinha e vi meu pai (Eujin) chorando.

- Papai não chora por favor - falei abraçando o mesmo.

- Minha meninha vai pra longe, eu estou muito orgulhoso do seu talento- ele disse beijando o topo da minha cabeça.

- Obrigada - respondi, quando acabamos de tomar café Lisa, meus pais é eu fomos direto para o aeroporto já no carro Lisa desabou em lágrimas enquanto me abraçava; assim que chegamos no aeroporto meu estômago embrulhou eu pensei que ia desmaiar dei um último  abraço de despedida nós meus pais é na Lisa e fui embora. Acada passo eu sentia meu coração palpitar eu só pensava em ler a carta que o Jimin deixou para mim.

•LISA•
Ver a minha irmãzinha embarcar sozinha fez com que meu peito se apertasse, só de pensar nela sozinha me fazia querer chorar cada vez mais não lágrimas de tristeza, mas sim de orgulho da pessoa incrível que ela se tornou.

° flashback on°
Eu tinha apenas cinco anos de idade meus pais tinham acabado de voltar de viagem eu pensei que eles trariam para mim um brinquedo novo mais em vez disso eles trouxeram uma menininha de apenas três anos ela era baixa, de cabelos castanhos, tinha os olhos azuis como o céu mais infelizmente esses mesmos olhos carregavam tristeza e dor.

- Papai quem e ela? - perguntei.

- sua irmãzinha meu amor - meu pai (Davis) respondeu.

- Ela e uma pirata - perguntei mais uma vez.

- Não meu amor - meu pai respondeu soltando uma leve gargalhada.

- então por que ela está usando tapa olho - falei intrigada pois a tal meninha tinha o olho direito tapado por um tapa olho.

- Filha eu preciso te explicar uma coisa - meu pai falou se abaixando até poder olhar profundo nós meus olhos - O pai Biológico dessa meninha e uma pessoa muito ruim ele por ciúmes matou a mãe dela e depois  pegou essa meninha e lhe deu um tiro no rosto pegando exatamente no seu olho direito por isso agora ela está cega do olho direito. - ele continuou.

- papai - falei mais ele me intenrompeu.

- Olha só querida eu sei que é difícil para uma criança de apenas cinco anos guardar tudo isso, mas você nunca pode contar essa história para ela tá bom - ele falou apontando para a menina que estava sentada no sofá bebendo leite.

- tá bom - respondi.

- Vamos protegê-la certo?- ele perguntou me pegando no colo.

- Certo eu sou a irmã mais velha agora - falei dando um sorriso.
Ele me levou até o sofá é  me sentou do lado da tal menina.

- Como e o seu nome? - perguntei pegando na mão dela.

- S/n - ela respondeu.

- Eu sou a Lisa, vem vou te mostrar o nosso quarto - falei puxando ela pela mão e indo até o nosso quarto.

- Gostou dessa Barbie agora ela e sua - falei entregando uma Barbie para ela.
Depois daquele dia eu percebi que precisava cuidar daquela menina indefesa que aos três anos desenvolveu uma sociofobia por isso ela não se lembra de nada que acontece com sua família biológica.
 
                       ° flashback off °
•S/N•
Assim que entrei no avião comecei a ler a carta que o Jimin fez para mim.

S/n eu sei que isso não vai mudar muita coisa mais eu quero te contar uma antiga lenda que diz assim:
"Quando duas pessoas nascem destinadas uma a outra elas são envolvidas em um fio vermelho invisível  independente de tempo, lugar ou circunstância esse fio vermelho faz com que essas duas pessoas fiquem para sempre juntas o fio pode esticar emaranhar-se, mas nunca irá partir."
Eu acredito que estou destinado a você não importa como ou quando mais um dia eu vou te encontrar não importa se seguimos caminhos diferentes agora, um dia voltaremos a ficar juntos e uma promessa.
P.s: nunca tire esse colar ele vai representar o nosso "fio vermelho" ♥️.
Com amor Park Jimin.





" Eu não preciso dos seus reparos, eu não preciso seguir os seus padrões
Apenas porque você diz que sou louca
E daí se sou louca pra caralho!?"


Notas Finais


Eae oque você está achando da minha fanfic? ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...