História Minha bela dama - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Anna Heartfilia, Aquarius, Aries, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Charlie, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Nashi Dragneel, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Ur, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Nalu
Visualizações 197
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Armadilha


Eu me troquei e fui em direção a sala de estar, mas ao chegar na escada parei, pois vi uma cena um pouco importuna naquele momento, Natsu e Meredy conversavam abertamente totalmente descontraídos, ele não mantinha a postura seria e oponente que eu acostumada ver quando conversava com outra pessoa que não fosse Erza, Gray ou eu, e ela não parecia a megera de alguns minutos atrás, tomei coragem e desci, ao me aproximar Natsu me viu a veio até eu, e me levou para perto de Meredy e seus parentes.

 

- Lucy deixe eu te apresentar minha família, esse é meu primo Jellal, ele é apaixonado pela Erza mas não assume. - disse Natsu me apresentando um rapaz de cabelos azulados, que ficou constrangido com o comentário. - e essa Ultear .- era uma garota de longos cabelos negros e olhos grandes, muito bonita. - e está é Maredy minhas primas.

Todos me cumprimentaram, até mesmo Meredy que agiu como se ainda não tivesse me conhecido, achei muito estranho. Continuamos a conversar, Natsu tentou me internar com seus parentes mas com Meredy la o clima estava pesado, algo que não deve ter passado despercebido.

Algumas horas mais tarde todos estavam espalhados pela propriedade dos Dragneel, e eu finalmente estava sozinha com Natsu, mas ele estava sério, como se algo estivesse o incomodando.

- algum problema? - perguntei no intuito de matar minha curiosidade e poder ajudá-lo.

- oque aconteceu entre você ea Meredy? - ele foi direto sem fazer rodeios.

- por que você acha que aconteceu algo? - tentei fazer que ele não soube-se oque aconteceu, pois eu quero resolver sem ter que envolver ele.

- eu não sou cego nem surdo, eu vi como você estava sendo fria com ela, e eu sei que você não é assim, então deduzi que aconteceu algo. Você vai me contar ou não? - foi direto mais uma vez. Sabendo que se eu não conta- se ele ficaria bravo comigo, o contei oque avia ocorrido nesta manhã, em seguida Natsu saiu em disparado da sala que estávamos, sem acreditar que a sua querida prima teria feito aquilo.

Natsu on.

Ao sair da sala passei a procurar Meredy para saber o por que dela ter feito aquilo pois ela não e assim, a encontrei em uma das áreas de lazer do jardim.

- Meredy podemos conversar? - falei em um tom sério.

-sim. oque ouve? - perguntou preocupada.

- Lucy me contou oque você disse a ela hoje cedo, gostaria de me explicar por que de ter feito aquilo?

- Nat eu só queria ver se ela era adequada para ti, não diz por mau.

- entendo que queira o melhor para mim, mas quem decide isso sou eu, então nunca mais trate a Lucy assim, estamos conversados? - perguntei para ver se ela avia entendido que dá minha vida cuido eu.

- mas Nat...

- estamos conversados? - a interrompi, eu não queria objeções.

- entendi. - falou com voz de choro.

- então pesa desculpa para Lucy. - falei ao me retirar.

Natsu off.

Lucy on.

Já via anoitecido, eu estava em meu quarto na preparando para dormir, quando meredy quase que brotou do chão, sua cara formava uma carranca, quanto me fuzilava com os olhos.

- oque você faz aqui? - perguntei com medo do que ela pretendia fazer.

- por sua causa o Natsu brigou comigo, ele nunca avia feito isso. - eu ri pois percebi que Meredy era apenas uma garota mimada que clama por atenção.

- eu não fiz nada, pelo que eu me lembro foi você que invadiu meu quarto está manhã me julgando de forma errada.

- eu não te julguei errado, pois tudo que eu disse é verdade.

- viu, você está fazendo novamente, entenda Natsu está comigo pois me ama a não a nada que você possa fazer que vá mudar isso.- tentei ser mais clara, para ver se ela entendia que Natsu e eu iremos nos casar ela querendo ou não.

- É isso que você acha? - falou soltando uma risada alta.

- sim.

- Lucy sua ingenuidade até me comove sabia. - disse em um tom de deboche, eu fiquei confusa onde ela queria chegar.

- por que diz isso.

- você literalmente não conhece totalmente seu noivo.

- Claro que conheço. - afirmei, eu conhecia ele o suficiente para saber que me amava e não escondia nada de mim, pelo menos assim espero.

- Se o conheça tanto, me diz oque ele esconde, na caixa que guarda de baixo da cama. - falou com um sorriso que me desafiava. Fiquei sem reação pois eu não sabia nem da existência dessa suposta caixa, ao ver minha expressão de desentendimento seu sorriso cresceu. - vou te dar uma dica, tem haver com Lissana. - assim que terminou e falar ela saiu de meu quarto me deixando com mil teorias na cabeça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...