História Minha bela vida bagunçada - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Dia A Dia, Ecchi, Romance
Visualizações 9
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Harem, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiee leitores lindos do meu coração! Descupem pela demora, fim de ano, provas chegando, vcs devem entender. Bom espero q gostem do novo cap! :*

Capítulo 17 - Nem todo dia é bom, nem todo dia é ruim


Ela sorriu e eu dei um beijinho na testa dela, acabamos ficando lá por mais tempo que de costume. Depois ela levantou para brincar um pouco com Bolotinha e eu fiquei olhando pela janela morrendo de vontade de ir, mas ela não deixava. "Não é bom você correr agora" e blá-blá-blá, essa chata. (autora : a chata mais legal que você conhece né? 
Jack: mas você está intrometida mesmo hoje.
Autora: eu sou a autora meu bem, eu entro quando eu quero. 
Jack: aff daqui a pouco vai contar a história por mim.
Autora: vou fazer isso mesmo.
Jack: ei, não, espera! ...)
          • narradora on •
Jack e Miranda tiveram um dia melhor do que o anterior, mas Jack não quis arriscar deixar Miranda dormir sozinha.
- Jack, eu consigo passar uma noite sozinha!
- Quem garante? 
- Eu garanto. Bolotinha me avisa se alguém entrar a noite.
- Pode até ser, mas ela não tem força pra impedir ninguém, inclusive você também. 
- Está me chamando de fraca? 
- Sim, eu estou.
- Haha, só consigo rir. Você não sabe o que está falando. 
- Ah, sei sim. 
- Está certo, você ainda vai se surpreender comigo.
- Enquanto isso.- ele falou pegando na mão dela - Você vai dormir comigo.
- Não vou, já disse.
- Não vai é? Você vai ver. 
Ele a prendeu com os braços entre suas costas e começou a colocar a cabeça no pescoço dela, fazendo cócegas. Acabou conseguindo conduzi-la até o quarto.
- Para, para, você conseguiu. - disse Miranda entre risos.
- Hehe, não subestime meu poder de persuasão. 
- Nunca mais. Agora licença que eu vou me trocar.
- Não sei por que você ainda liga em se trocar na minha frente, já te vi de tantos jeitos. 
- Deixe de falar besteira.- falou ficando sem jeito. - Eu vou me trocar, xauzinho!
- Espera eu me trocar primeiro então. 
- Ok. 
Ela ia sair do quarto, mas ele já estava sem camisa e colocando um calção folgado. Ela virou e colocou as mãos no rosto.
- Podia ter me esperado sair.
- Haha, esqueci que você é muito envergonhada. - ele deu um beijo na testa dela e saiu do quarto. - Não demore.
Depois de colocar um short leve e um blusão de Jack, eles se deitaram na cama e foram tentar dormir, mas acabaram conversando por um bom tempo. Quando o sono chegou Miranda se abraçou em Jack.
- Agora me sinto tão bem ao seu lado.- Sussurrou Miranda.
- E eu ao seu, Mi. 
Eles trocaram um beijo rápido e finalmente dormiram. De manhã, Jack levantou mais cedo que Miranda, como de costume, e resolveu fazer um café da manhã especial.
             Miranda on •
Quando levantei, percebi que Jack não estava mais na cama e fui me trocar. Coloquei uma rouoa leve, desci as escadas para procura-lo e ao chegar na sala de jantar vi a mesa perfeitamente arrumada e um vampirinho muito conhecido encostado na mesa, com uma calça e um blazer despojado. 
- Uau, mas a que devo a honra desse café da manhã maravilhoso. 
- Ora, eu só quis fazer alguma coisa diferente. 
Ele se aproximou e me pressionou contra seu corpo, me beijando intensamente. Se ele me beijar desse jeito mais vezes vou acabar tonta. Ao nos afastamos me reconstitui aos poucos enquanto ele dizia para eu colocar uma roupa que estava separada no guarda roupa. Subi para me trocar e encontrei um vestido curto azul claro, que era perfeito para a ocasião. " Até que Jack entende dessas coisas." Pensei.  Coloquei o vestido e fui ao encontro de Jack. Quando me viu foi logo dizendo. 
- Você está tão linda, parece que um anjo veio ficar comigo - falou beijando minha mão. 
- Não é para tanto, Jack. 
- É sim, mas agora sente-se que vou te servir. 
Ele trouxe bandejas com vários tipos de comidas deliciosas. 
- Nossa quanta comida! 
- Não vou negar que sou um preguiçoso, então fiz o suficiente para amanhã. 
- Você não perde uma. - falei sem conseguir conter o riso. 
O café foi maravilhoso, depois fomos para o jardim e ficamos sentados num balanço embaixo de uma árvore, até que começou uma ventania estranha. Jack olhou para mim e parecia assustado. 
- Miranda, vamos para dentro agora! 
Não discordei e fomos para a casa correndo.
- Eu disse que iria atrás de vocês, mas parece que não quiseram me ouvir.


Notas Finais


Proximo capítulo promete, meus pães de mel! Até o próximo e xau xau! :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...