História Minha Casa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama
Visualizações 1
Palavras 742
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Drogas, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente, uma historinha ai para perder o tédio, e espero que toque seu coração.

Capítulo 1 - Capitulo -unico


"A que gosta de viver”, “alegre”, “pura”, “inocente”, “simples”, “sincera”
 Esse era o significado do nome de Mayla, que passou seu aniversário de 15 anos em um quarto trancada ouvindo gritos de seu pai e sua madrasta. Era assim quase todos os dias, desde que seu pai começou a ter amizades que mudaram sua vida, "amigos" que puxaram o pai  de Mayla para as drogas, que o deixava ainda mais agressivo.
  Nessas horas de desespero, que ela tentava se lembrar de sua mãe, que sumiu quando ela apenas tinha 3 anos, ninguém sabe ao certo porquê a mãe de Mayla tinha sumido, mas na época foi um choque para todos, pois sua mãe era uma mulher que ia para igreja, que todos respeitavam e gostavam.
E BUM!! Os pensamentos de Mayla foram interrompidos por disparos de arma, o que a deixou completamente desorientada.
Quando chegou na cozinha, viu seu pai caído, com uma arma na mão dizendo "filha foge, pega todo o dinheiro e vai para Terezina"
Então sem saber o que fazer ela fez o que o pai mandou, ela correu para o ponto de ônibus, e ali sentou e desabou a chorar, ela estava confusa demais. De repente, ela sentiu uma mão em teu ombro, dizendo: 
"Posso falar com você?", era uma mulher, que tinha a aparência de uns 50 anos, mas na hora que Mayla foi responder, seu ônibus estava chegando, então ela disse "tchau" para a mulher, mas aquela mulher a entregou uma carta, mas mayla não deu muita atenção, mas a guardou, e entrou no ônibus que levava para a rodoviaria.

Chegando na rodoviaria, Mayla conseguiu comprar a passagem mas, seu onibus para Teresina, só saia dali ás 03:00 da manhã, então ela se sentou, e os pensamentos lhe envadiram a mente, tantas perguntas 
"minha madrasta estava morta?", "porque Deus permitiu isso?" "Será que ele existe mesmo?".
De repente, uns metros distantes de Mayla, as pessoas se aglomeravam, um homem  havia caido no chão, e enquanto muitos se desesperavam, ele dizia "Para que se agonizarem? ainda não é meu tempo de morrer, Deus não vai permitir", e na cabeça de Mayla ouvindo aquilo, ela só conseguia pensar "que velho louco, ele deve estar delirando".   Depois disso se passou 11 minutos, e o senhor tinha tido convulsões, e apartir dos 12 minutos não havia mais pulso, para muitos ele parecia ter morrido, mas depois de 2 minutos, com seu filho chorando sobre seu corpo, aquele senhor voltou a terra, e um arrepio percorreu a espinha de todos os presentes ali, e Mayla principalmente, ela não poderia acreditar, que aquele senhor reviveu ali na frente dela. Depois disso ela ficou com aquilo na cabeça, e quando o ônibus dela estava saindo, ela resolveu abrir o celular, e lá estava a mensagem de uma amiga que estava escrito
"Mayla, eu sinto muito, que sua madrasta tenha atirado no seu pai, mas ela é uma idiota mesmo, ainda bem que teve a ação de se entregar para a policia". Então era isso? Era minha madrasta a vilã, por isso que o pai de Mayla a mandou fugir, ele a avisou.
Tudo que Mayla podia fazer agora era chorar, por tudo que a aconteceu, por seu pai, pelo o que aconteceu com o idoso na rodoviaria, por sua fé ter desaparecido, por tudo que aconteceu, mas ela tem que pensar também, na sua tia avó que morava em  Teresina, será que ela já sabia do ocorrido, tudo estava tão triste, tão cinza, ela viu que uma historia pode mudar em um minuto, em um ato apenas. Então enquanto suas lagrimas caiam, ela abriu sua bolsa, e lá estava o envelope que a mulher havia lhe entregado, e lá estava  escrito

"Todos passamos por tempos de tristeza mas Deus está conosco para nos consolar. Muitas coisas podem causar tristeza mas a tristeza não dura para sempre. Deus vai restaurar a alegria.

Mesmo nos tempos de tristeza, podemos louvar a Deus. Ele nos dá força para continuar quando estamos tristes. Deus está no controle em todos os momentos e podemos confiar que ele vai mudar a situação. A alegria de Deus é mais poderosa que toda a tristeza que passamos!"

E ali ela fez uma oração, e sentiu um forte abraço do espirito santo, e naquele momento toda dor passou, e uma voz falou no coração dela "Deus te ama".e 

E dali em diante ela percebeu que quem esta com Deus nunca está sozinho.




 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...