História Minha Dançarina Perfeita - Capítulo 25


Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Connie Springer, Eren Jaeger, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Mikasa Ackerman, Sasha Braus, Ymir
Tags Annie X Armin, Aruani, Eremika, Eren X Mikasa, Policial, Romance
Visualizações 52
Palavras 1.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente! Um capítulo, mais "leve" (entre aspas) para vocês.

Boa leitura!!!

Capítulo 25 - Inocência? Acho que perdi! Ou melhor, nunca tive.


Fanfic / Fanfiction Minha Dançarina Perfeita - Capítulo 25 - Inocência? Acho que perdi! Ou melhor, nunca tive.

                   Pov Armin:


Acordo com o sol batendo no meu rosto e acabo me remexendo desconfortável pela claridade, sinto algo colado no meu peito e olho para baixo.

Tenho a visão de Annie abraçada a mim com um sorriso lindo e com o cabelo todo bagunçado sobre o seu rosto.

Sorrio e beijo sua testa, ela se mexe e abre os olhos devagar. Quando nosso olhares se encontraram ela olhou para baixo e assim que viu que estava nua cobriu o seu corpo com o cobertor corada.

Ri e a abraço.

- Bom dia meu lírio! - falo fechando os olhos.

- Bo-bom dia! - ela fala gaguejando.

- Dormiu bem? - pergunto alisando suas costas.

- O que nos fizemos? - ela me perguntou, e pelo seu tom de voz, ela estava envergonhada.

- Tem várias maneiras de te responder,  pode ser chamada de sexo,  transa, e  outra de amor. - falo abrindo os olhos e ela ri baixo. - Sinceramente eu prefiro chamar de amor.

- Por quê? - ela pergunta.

- Sexo só se refere ao ato, sem nenhum tipo de interesse que não seja prazer, já "fazer amor" tem mais significado, não dá boca pra fora, amor de verdade, quando você não só faz por desejo e depois chega, mas sim quando você deseja estar com essa pessoa para sempre . - falo e ela levanta a cabeça olhando fixamente para mim.

Ela aproxima o seu rosto do meu e me beija levemente.

- Eu te amo! - ela fala sorrindo e acariciando o meu rosto.

- Eu te amo mais! - falo sorrindo junto com ela.

- Te amo muito mais! - ela fala beijando o meu nariz.

- Mentira! Eu que amo mais! - falo a virando na cama e fazendo cosquinha no seu pescoço.

- ARHÁHÁ ... MIN HÁháhá PARA! - ela implorava rindo.

- Me diga então, quem ama mais! - pergunto  segurando sua cintura.

- Você! Você! ... É você! - ela fala ofegante assim que parei com as cócegas.

- Boa menina! - falo sorrindo.

Ela se levanta da cama mas tomba para o lado se apoiando no criado-mudo.

- Você está bem Annie? - pergunto preocupado com ela.

- Estou com um pouco de dor! - ela fala alisando a virilha.

- Quando se perde a virgindade é comum sentir isso, mas você quer que eu faça uma massagem ou te de uma pomada? Pode aliviar a dor. - falo olhando para ela.

- Não precisa! Está tudo bem, consigo aguentar, não é forte é só um desconforto. - ela fala sorrindo e vai em direção ao guarda-roupa.

- Que poposão é esse hen? - falo sorrindo perversamente olhando para o seu quadril.

- Vai se ferrar Armin! - ela fala zangada , acabo rindo com isso.

- Que foi, não posso olhar mais? - pergunto me sentando na cama.

- Olhar pode, mas não me comer com os olhos. - ela fala pegando uma peça de roupa para si.

- Mas essa é a graça. - falo me levantando.

Olho para a cama e percebo que havia uma pequena quantidade de sangue no colchão e sorri.


É bom saber que fui eu que a lhe mostrou o prazer carnal, e se depender de mim serei o único!


Ela olha para mim e abaixa o olhar parando em um lugar bem, digamos, obsceno .

- Admirando a visão? - pergunto lhe lançando um olhar orgulhoso.

Ela revira os olhos e sorri seguindo em direção ao banheiro. Vou em direção ao guarda-roupa e pego uma peça de roupa e retiro o lençol e jogo na máquina de lavar antes que ela veja, espero Annie sair do banho.

Quando ela saiu imediatamente entrei no banheiro para tomar um banho rápido. Assim que sai segui em direção a cozinha vendo Annie com o traseiro empinado procurando algo no armário embaixo da pia.


Assim eu não resisto!


Cheguei cuidadosamente perto dela e quando já estava bem próximo dei uma com vontade.

- Ai! ... Droga Armin! Vai bater na sua ... - ela fala dando um pulo e me olhando nervosa.

- Você que me provoca com essa bunda linda! - falo sorrindo.

- Tá, mas esse tapa doeu! - ela fala alisando a região vermelha do seu traseiro.

-Da próxima vez eu pego leve. - falo pegando um pouco de chá.

- Da próxima vez eu chuto o teu saco! - ela fala irritada.


( sinceramente, eu não entendo quando vocês homens fazem isso. Dói muito sabiam!? Meu irmão faz isso direto comigo e com minha mãe. )


Rio e me sento na cadeira e pego um pouco de bolacha.


Pov Armin off.


Pov Annie:


Já são 21:30 eu tinha acabado de chegar do trabalho, o sr. Zeke me pediu para adiantar algumas reuniões e isso custou um pouco do meu tempo.

Entrei em casa e me joguei no sofá dando um longo suspiro de cansaço.


Hoje o dia foi longo!


Tomo fôlego e vou em direção ao meu quarto e peguei um baby doll bem leve e segui em direção ao banheiro.

Me despi e liguei o chuveiro e deixei a água quente cair sobre minhas costas, peguei o sabonete e passei pelo meu corpo e em seguida tirei todos os resíduos de sabão.

Quando estava prestes a desligar o chuveiro alguem tampa a minha boca e morde de leve o meu pescoço.

Levei um susto e acabei pulando, em seguida escutei um leve riso e tiraram a mão da minha boca, me virei de cara feia.

- Seu idiota! Eu poderia ter quebrado o seu braço. - falo cruzando os braços e olhando séria para Armin.

Ele ri e acabo revirando os olhos quando sorri para ele.

- Considere uma troca de favores! - ele fala sorrindo maroto.

Ele se aproxima de mim e cola nossos corpos.

- Você me deixa louco! - ele fala sorrindo.

Ele aproxima seu rosto e cola nossos lábios , sinto a água se misturar ao nosso beijo lento.

Acabamos nos separando pela falta de ar .

- Quer ... Repetir ... A dose? - ele pergunta me olhando de forma maliciosa.

- Não! ... Meu íntimo ainda arde por calça disso. - falo fazendo uma careta ao lembrar da ardência no meu interior .


Mas isso não significa que eu não queira repetir!


- No "ato" você pensava diferente. - ele fala sorrindo debochado.

- No "ato" digamos que eu estava irracional! - falo revirando os olhos.

- Se quiser te deixo irracional denovo. - ele fala mordiscando o meu lábio inferior.

Ele desce até meu pescoço e o morde de forma lenta.

- Pilantra! - sussurro ofegante e suspirando.

- Você não faz ideia. - ele fala lambendo as marcas de mordidas.

- Se eu soubesse que você ficaria safado assim, não teria feito. - falo me encostando na parede.

- Mas você gosta assim! - ele responde alisando minha cintura.

Em um movimento rápido o deixo contra a parede e lambi os seus lábios, ele suspira e desço até o seu peitoral dando um beijo leve no mesmo, desço mais um pouco até chegar na sua virilha e comecei a lamber a mesma passando pelo seus discretos gominhos até chegar no seu pescoço o fazendo grunhir e suspirar, ele tenta agarrar minha cintura, mas eu desvio e pego a minha toalha e saio do box.

- Aprovei o banho Armin! - falo sorrindo vitoriosa e escuto ele resmungar.


Você é muito inocente Armin!


Pov Annie off.



Continua...


Notas Finais


" leve " entre aspas mesmo! Não sei escrever hentai quando se trata de perda de virgindade.

Bem... Até o próximo capítulo!

Obrigada por lerem ( esse capítulo vergonhoso para mim)!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...