História Minha Dançarina Perfeita - Capítulo 26


Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Connie Springer, Eren Jaeger, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Mikasa Ackerman, Sasha Braus, Ymir
Tags Annie X Armin, Aruani, Policial, Romance
Visualizações 85
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AVISO :

Olá gente! Entendo que vocês devem estar se perguntando do por que eu estar postando hoje. Bem... É que nesse sábado vou ter um compromisso e não poderei postar os capítulos, então vou postar dois hoje e dois na segunda normalmente.

É só isso!

Boa leitura!!!

Capítulo 26 - Natal!


Fanfic / Fanfiction Minha Dançarina Perfeita - Capítulo 26 - Natal!

                Pov Armin:


Tinham se passado um mês depois da nossa digamos "nova" experiência como casal e agora que estamos em dezembro só tenho uma coisa a dizer... Natal!

Confesso que quero repetir a dose, mas vela sorri quando eu a abraço ou sua cara raivosa quando a provoco é muito melhor do que qualquer outra sensação!

Esse vai ser o nosso primeiro natal juntos, então quero que seja inesquecível!


Ao amanhecer...

Abraço Annie que estava toda encolhida por causa do frio e dou um beijo na sua testa.

- Bom dia meu lírio! - falo sorrindo quando vi seus lindos olhos azuis me fitarem.

- Bom dia Armin! Atchn!!! - ela fala e expira abraçando a minha cintura e beijando o meu queixo.

- Vamos levantar minha reninha! - falo rindo quando ela fez um bico.


Com essa mudança repentina de temperatura, Annie acabou pegando um resfriado!


- N-não! Está muito frio. - ela fala se cobrindo até o pescoço com o cobertor.

- Vamos! Eu vou fazer um chá de pitanga pra você. - falo e ela faz uma careta fofinha.

- Arhg! Não nego que o gosto seja um pouco bom, mas o alho junto com o limão... Ai! - ela fala chacualhando a cabeça negativamente.

Ri com a sua careta e me levantei da cama, senti um arrepio pelo meu corpo quando abandonei o colchão quente para sentir o ar gélido.


                   ...

- Armin, não esquece que eu deixei o peru no forno! - Annie fala do corredor.

- Ok meu lírio! - falo enquanto fazia o pure de batata.


Combinamos de fazermos pouca coisa, afinal só éramos nós dois!


- Deixe-me ver se o mousse já ficou pronto. - falo deixando o pure de lado e indo até a geladeira.

Vou rapidamente até a geladeira e vejo o mousse.


Daqui à cinco minutos, mais ou menos, ele estará pronto!


Volto para o pure e termino de prepará-lo, à tempo de Annie aparecer.

- Você ficou fofinha com esse sueter Annie! - falo sorrindo quando vi a suas roupas.

Ela está usando um sueter branco com desenhos de renas em vermelho, uma calça jeans e um bota na cor branca. Seus cabelos estavam soltos e em seu pescoço continha uma corrente de coração que eu a dei semana passada.

Ela cora e olha para o lado.


Vermelha ela já estava por causa do nariz , corada ficou mais vermelhinha ainda!


- V-vai tomar... Atchn! Um banho! - ela fala com um lencinho no seu nariz.

Vou em sua direção e lhe dou um beijo no topo da sua cabeça, sigo em direção ao quarto e separo uma roupa quente para passar esse natal.


                  ...

- Estava falando de mim, mas está fofo do mesmo jeito! - Annie fala sorrindo brincalhona quando me viu adentrar a cozinha.

Escolhi um um sueter azul escuro, com um desenho de um boneco de neve segurando uma plaquinha escrito " North Pole ", e com as mangas na cor preta com bolinhas brancas simbolizando os flocos de neve. Uma calça jeans escura e uma bota masculina preta bem quente por sinal.

- Lembro-me dos natais em que eu e meu avô ficávamos na lareira, nós faziamos chocolate quente e meu avô contava história que nós inventavamos juntos. - falo lembrando da minha infância. - Eu amava fazer aquilo.

Falo e sinto uma lágrima solitária escorrer do meu olho, Annie se aproxima de mim e limpa a lágrima com o pelegar.

- Armin... Meu amor, olha pra mim. - ela fala segurando meu rosto. - Devemos nos alegrar nesse natal, comemorar e mostrar o quanto amamos nossos amigos, parentes e pessoas que infelizmente não estão mais entre nós, mas isso não significa que eles não estão nos vendo. Tenho certeza de que onde o seu avô, a sua mãe e o seu pai estiverem eles estão felizes por você, e mesmo que você não os veja, eu posso sentir que eles estão aqui, dentro do seu coração. E ficaram até o seus últimos dias de vida meu amor.

Sorrio e lhe dei um beijo carinhoso e calmo.

- Obrigada meu lírio! - falo a abraçando.

- Agora... - ela fala limpando uma lágrima do seu olho. - Vamos comemorar, afinal... Atchn! A seia não vai se comer sozinha!

Ela segura a minha mão e a puxa em direção a cozinha.


Só você para me fazer sorrir Annie!


                    ...

- E agora um brinde especial! - falo estendendo a taça de champanhe para Annie. - Um brinde para uma nova vida Annie!

Batemos as taças levemente e beberíamos um pouco da bebida doce com um pouco de amargo.

- Quantas taças já bebemos? - pergunto sorrindo um pouco bobo.

- Acho que quatro com essa. Temos que parar... Hic!!! Eu não estou totalmente recureda do resfriado. - Annie fala rindo um pouco desorientada.


Deu para perceber aue ela é fraca se tratando de bebida!


Termino de tomar o champanhe e coloco o copo em cima da mesa, me aproximo mais de Annie e a puxo para um beijo.

Annie envolve um de seus braços em mim e o outro ela estica para não derrubar o champanhe, o pego contra sua vontade e o coloco na mesinha, e a deito na sofá.

- O que acha de fecharmos essa noite com chave de ouro? - pergunto sorrindo para ela.

- Na-na-ni-na-não... Hic!!! Eu quero o... Hic!!! Champanhe! - ela fala tentando pegar o copo em cima da mesinha.

Seguro o sua mão e ignoro os seus protestos e beijo o seu pescoço.

- Adoraria fazer isso com você no natal, mas não estamos em condições de brincarmos hoje! - falo me sentando no sofá.

Olho para Annie e para a minha surpresa ela estava em sono profundo, a pego no colo e a levo para o nosso quarto, a deito delicadamente na cama e lhe dou um beijo na testa.

- Feliz Natal meu lírio! - falo e tiro as suas botas e a cubro com o cobertor.


Vou aproveitar que ela já dormiu e atacar o mousse sozinho na geladeira!


Pov Armin off.




Continua...


Notas Finais


Gostarm? Ficou bem curtinho, é porque eu só queria fazer cap bem tranquilo.

Obrigada por lerem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...