História Minha descoberta - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 5
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT
Avisos: Bissexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Vamos Ver A Chuva Cair


Fanfic / Fanfiction Minha descoberta - Capítulo 6 - Vamos Ver A Chuva Cair

  Olivia On

Eu passava a toalha em meus cabelos, ja vestida e tomada banho sai do quarto abraçando a Claudia por trás dando um selo em seu pescoço, senti que a mesma havia se arrepiado o que me fez soltar um sorriso danado.

Claudia: Eu amo sentir seus lábios macios..

- Ae..?

Me viro ficando em sua frente, me sentando em seu colo. Eu jogo a toalha em cima da cadeira e olho em seus olhos, com minhas mãos por trás de seu pescoço, acariciando seus cabelos sedosos e macios. O conforto de seus braços em minha cintura me fazia bem, sentir seu toque me fazia bem, eu não quero me separar dela. Muitas vezes eu julgava ser quem sou, mas talvez, eu deva buscar minha felicidade sem me importar com o que os outros pensam.. Eu quero ser feliz!

- Eu quero ser feliz ao seu lado, eu te amo Claudia.

Claudia: Eu também quero, eu te amo demais minha Deusa. O que mais desejo é contruir uma vida ao seu lado.

Ela falou passando as mãos em meu cabelo, aproximando nossos rostos, nossas bocas desejavam sentir uma a outra. Meus olhos pousam em sua boca, minhas mãos na parte de trás do seu cabelo aproximando a mais perto ainda. Ela me puxa para um beijo, doce e quente, ao mesmo tempo calafrios passam pelo meu corpo e fico arrepiada quando sua mão entra dentro de minha camisa tocando minha cintura nua.

Trocas de carícias rolaram entre nos naquela sala de estar. O céu estava num tom escuro de azul, a chuva caia e eu da janela do carro podia vê-la. Claudia, estava deitada com sua cabeça em meu ombro, eu podia ver o sorriso de felicidade do taxista que dirigia. Fico curiosa pelo motivo de seu sorriso, sera que ele estava zombando de mim?

- Posso parecer insensível, mas o porque você esta sorrindo?

Xx: O amor finalmente venceu, espero que vocês duas sejam felizes juntas.

Um sorrisinho se abre em mim, eu agradeço a ele pelas suas palavras. Eu queria poder escutar isso de meu pai, mas pra ele eu sou um monstro, ridículo que nunca apanhou na vida.. Isso me doi.. Tanto. 

Eu fecho meus olhos e escuto o som da chuva, o cheiro d'água que caia sobre a terra.. Isso é bom. Eu estou a cada dia mais feliz ao lado da mulher que amo. Escuto o som de uma mensagem no celular da Claudia e fico curiosa. Eu aperto o botão e o ligo.

"Por favor, vamos voltar.. Eu sei que você ainda me ama! Quero tanto você de volta Claudia."

Uma raiva e ciúmes se misturaram dentro de mim, eu desbloqueio o celular dela e respondo a mensagemde volta.

Sinto muito. A Claudia não quer você de volta e esta muito bem cmg, por favor nos deixe em paz, va viver sua vida vadia.

Mordo minha bochecha inferior com sangue nos olhos, essa garota não tem mais o que fazer não? Aff q coisa chata!

O motorista para e eu a acordo e pago o motorista. A chuva passou e o céu já estava limpo novamente sem nuvens. Já na escola ela fala comigo mas eu fecho a cara indo até meu armário, com ela vindo logo atrás. 

Claudia: Eii, amor pq você esta assim? O que houve? Eu fiz algo de errado?

- Ainda tem o contato da ex e nunca me falou sobre ela, oq quer que eu faça? Fique sorrindo?

Falei a última frase me virando pra olhar seu rosto com uma cara de deboche, ela sorri e vem até mim segurando meu rosto com suas mãos.

Claudia: Você nunca me perguntou sobre. E não fique com ciúmes, você sabe que sou sua e somente sua.

- Aham

Claudia: Olivia, Eu te amo mais que tudo.. Daria minha vida por você, poxa

Ela me olha nos olhos e me beija rapidamente, é sempre um prazer sentir o gosto de seus lábios. 

- Ok, eu fui muito precipitada.. Também te amo, mas não fale com aquela garota mais!

Claudia: Ok, Ok nervosinha 

Ela da um selinho no biquinho que eu havia feito. Pego em sua mão entrelaçando a na minha, assim fomos pra sala. Sentamos juntas e assistimos a  aula dada pela professora.

Assim que termina a 3° Aula saio indo até o banheiro recebendo uma ligação de minha mãe. 

Mãe: Filha! Seu pai esta no hospital, ele me pediu pra não contar a ninguém, mas você é a filha dele e deve saber. Acho que você faria bem a ele agora.

Meu coração doi a ouvir isso, lágrimas caiam de meus olhos. Parece que o mundo havia parado, eu só escutava a voz tremula e desperada de minha mãe.




Notas Finais


;)💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...