1. Spirit Fanfics >
  2. Minha diretora de marketing >
  3. Sequestro

História Minha diretora de marketing - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitores


Juro que eu estou tentando entregar no prazo, mas venho tendo alguns problemas pessoais pra resolve que tiram todo meu tempo.

O roteiro da primeira parte já está pronto. Então tudo que tenho que fazer é postar.

Ainda terá muita emoção, segredos e descobertas. Será que estão preparados?

Capítulo 11 - Sequestro


Fanfic / Fanfiction Minha diretora de marketing - Capítulo 11 - Sequestro




Eren






     Aquilo não podia ser real, depois que Armin chegou e me contou o que tava ocorrendo com ele eu não sabia se sentia raiva dele ou dela   — então... você tem um caso.... com a Annie Leonhart?!!






      Ele apenas acenti com a cabeça envergonhado.  Nunca se passou pela minha cabeça já que ela meio que maltrata ele na Eudian. Até poderia contar pro Levi mas ESPERA AI, PORQUE CHAMEI ELE DE LEVI?!! ELE É MEU CHEFE. NÃO TEMOS UMA RELAÇÃO ÍNTIMA.  — Armin... Isso é loucura demais pra acreditar, e você vai perder o emprego.




O loiro começa a chorar outra vez.  — E-eu sei... mas eu... EU AMO  ELA EREN, AMO DESDE DA PRIMEIRA VEZ QUE EU A VI!!





     Agarro a gola da sua camisa e o levanto.  — VOCÊ É BURRO? SABE O QUE VOCÊ AMA? VOCÊ AMA O SEU EMPREGO IMBECIL, O EMPREGO SUADO QUE VOCÊ CONSEGUIU COM MUITO ESFORÇO E DEDICAÇÃO, SE VOCÊ TÁ CHORANDO ÁGORA É PORQUE ELA TÁ SE APROVEITANDO DE VOCÊ ARMIN, SE APROVEITANDO DOS SEUS SENTIMENTOS PELO PURO PRAZER. NÃO ACABE COM A SUA VIDA PRA ALGUÉM QUE SÓ QUER O SEU CORPO, VOCÊ VALE MAIS QUE ISSO SEU IDIOTA!! —  soltei e deixei ele no chão.







  Passou alguns minutos, e ele continuava a chorar só que em silêncio. — na minha vida toda... Eu sempre fui um covarde... sempre fui roubado... Meu pai me batia... o único que não me julgava por ser assim... era você eren. Eu queria ser  tão corajoso quanto você é... Eu queria ter tido coragem pelo menos uma vez na vida... Eu queria poder gritar tudo que sinto, enfrentar as pessoas sem medo algum... queria poder ser um homem de verdade... até cortei o cabelo... mas no final  nunca passou de uma vontade — não me seguro e vou abraçar aquele idiota.




      Armin pode ter crescido, porém seu coração ainda é sensível para alguns sentimentos. Eu sei que ele não é mais o garoto do ensino médio, só que ele nunca vai deixar de ser assim.  —  foi mal loirinho, eu precisava falar a realidade pra você, não pode deixar alguém brincar com você assim.



     

      Depois  de alalguns segundos ele retribui. — e... Como você sabe que ela só tá me usando?



 

 Sério? Tá na cara. — se não estivesse você não taria sofrendo.





   

         A porta se abre, com um senhor Ackerman muito puto de lá com os braços cruzados.  — muito bom saber que eu não tenho o mínimo de respeito,  logo a Annie Lehonhart que deveria evitar esse tipo de situação... estão demitidos, os dois.






         Eu me levanto tentando impedir aquilo.  — senhor Ackerman o Arm... 




 

         Ele me interrompe com a sua voz grave. — Eren vai pro quarto, eu quero conversar  sozinho com ele.





 

         Eu ia protestar, gritar, mas o melhor era obedecer. Não sei o que vai ter essa conversa, talvez uma chance de Armin se explicar e falar que foi seduzido.


       Vou andando em completo silêncio até o quarto, quando fecho a porta, me encosto nela pra ouvir a conversa. Só que tudo que ouço é um grito e alguém caindo. Imediatamente abro a porta pra ver o que aconteceu, e o que vejo é meu amigo desacordado sendo amarrado pelo meu chefe.



    — O-OQUE VOCÊ FEZ?!!



    Ele aponta uma faquinha de serra pra mim.  — É bom a moça parar de gritar ou vai ser pior... vai me levar pra paradis hoje mesmo.





      Chego mais perto sem medo, ou quase. — ACHA MESMO QUE VOU TER MEDO DE UMA FAQUINHA?!!





       Em menos de um segundo, aquela faca estava voando em alta velocidade até acertar a parede. E fazer um pequeno corte em meu rosto. 


 A cada passo que se aproxima de mim, eu sinto o medo invadir o meu corpo.  — não é da faca que tem que ter medo... É de mim  — Ele tira outra faça do bolso. — me leve até paradis... ou eu farei algo que nao vai gostar de sentir.  —  quando chega muito perto, pressiona a faca no meu pescoço e vai até o meu ouvido.  — O pequeno sabor da morte.




 Eu não tinha o que fazer, apenas obedeci o que ele dizia até sairmos do apartamento, deixando armin dentro do armário.






        Uma hora você está salvando a vida de um homem, e na outra você é  ameaçado pelo próprio.
















       Historia 







            Vou descendo as  escadas enquanto ligo pro Reiner pela decima vez, mas aonde aquele imbecil se meteu? Além de não me responder o dia todo. Não que eu sinta ciúmes, só que é estranho logo ele estar me ignorando.



 Já que ele não vem vou pegar um metrô a parada é perto da onde eu moro, então não preciso caminhar muito.



       Enquanto vou andando com a mente em outro lugar, um carro preto que parece ser bem caro para na minha frente. Espera, não pode ser, não agora.





  O vidro abaixa mostrando a morena de óculos escuros, ainda bem, por algum motivo eu fico nervosa quando olho nos seus olhos.  — bom dia Historia Reiss, que coincidência Não? —  seu jeito de falar era irônico, não com certeza não era coincidência. —  Não quer uma carona? Talvez eu te leve.




    

      Maldição, o que acontece comigo? É só ela chegar que tudo muda — Talves? Muito obrigada pela gentileza mais eu vou de ônibus.




     

       Eu continuo o meu caminho, e o carro para do meu lado outra vez. —  Realmente não quer?



  

        

       Eu respiro fundo, pra ser o mais gentil que eu posso. — Olha  Ymir Fritz, mesmo que você insista eu não vou aceitar, sua dívida comigo já foi paga.







       Ela tira os óculos.  — Errada, eu te dei outro telefone mas quem tem que se desculpar comigo é você, lembra?





        Aquele olhar... o olhar que sabe que acabou de me tirar do sério e tá se divertindo com isso. — eu não disse sim pra sua proposta.




 — mas tambem não disse não, ainda espero uma resposta sua.




  Eu a desafio a olhando brava. — e se eu disser não?




 Seu olhar muda na mesma hora pra um olhar de ameaça. — aí  eu não vou te perdoar tão cedo... sua cara fica fofa fingindo que tá brava,  até a próxima  Historia Reiss. — O vidro se fecha e ela vai embora, me dando alívio misturado com o medo.





         Desço pra estação tentando esquecer o que acabou de acontecer, fui ameaçada, mas ela não me conhece ainda, posso ser pior do que se pensa Ymir Fritz.











  


       Erwin  







     A escuridão da pequena sala que eu estava já era torturante, eles me amarraram e me jogaram no que parece ser um porão.



      Minha cabeça tá uma bagunça, foi tudo tão de repente que nem tive tempo de pensar em um plano.  Primeiramente eu tenho que saber aonde eu estou.





   

           A porta de ferro é aberta mostrando a claridade e incomodando meus olhos. O homem  chega dando uma risada vendo minha situação,  era o kenny Ackerman.






   — Olha só quem está aqui... o homem sem honra.




    — já se olhou no espelho hoje kenny?





    Ele se abaixa do meu lado e me entrega um celular, que é do levi.  — A senha agora... tentaram rackear mais essa merda não abre.




     

      É claro que não, o celular do levi é protegido por grandes empresas de tecnologia, é claro que eu não sei a  senha, mas posso usar isso ao meu favor. — Se quiser a senha, me diga onde eu estou?





     Kenny me olha desconfiado.  — bom... essa informação vai ser inútil você tendo ou não. Se quer saber, Você está em paradis, e já que não sabe a senha. — agarra o celular das minhas mãos — MIKASAA!!




       

      Uma garota morena aparece na porta, usava um cachecol vermelho e segurava lâminas enormes. Kenny sai da sala escura. — fique de olho nele, qualquer movimento suspeito... mate.





 



     — sim... senhor kenny.








Notas Finais


Terminamos o capítulo com a entrada da mikasa, e tivemos um momento bem interessante de interação dos casais.

A ymir sabe o que quer fazer com a Historia, e Historia finge que não sabe. Eren realizou o sonho de algumas pessoas de ser sequestrado pelo levi.

Até o próximo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...