História Minha Doce Empregada - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Samui, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Hentai, Naruto, Romance
Visualizações 147
Palavras 5.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores!! Estou um pouco sumida, eu sei rsrs. Desculpem-me pela demora. Espero que gostem!! Boa leitura!!

Capítulo 17 - O Plano De Sakura.


"Um plano só é bom nas mãos de quem pode executá-lo."

 

-Starwars.-

 

Quando Sakura e Sasuke chegaram em casa à noite, tiveram um grande trabalho de explicar a Mesume e a Itachi tudo que havia acontecido, o porque do Uchiha mais novo estar machucado e o porque da rosada estar tão abalada. Eles levaram advertências na faculdade mas nada que os prejudicassem, afinal tinham testemunhas de que foi Nagato o causador de toda a confusão. 

 

Depois do jantar, Sakura quis ficar um pouco no jardim, apreciando o vento gélido daquela noite, e pensando em tudo que havia acontecido. 

 

-Aquele ridículo! Pensei que teria o enorme prazer de não vê-lo mais... mas acho que não... -E incontrolavelmente, uma lágrima teimosa escorreu sobre sua face. -Sasuke... que medo eu tenho de que aquele idiota faça algo com você... -Falou consigo mesma. -Com minha mãe, meus amigos, com alguém da família Uchiha. -Respirou fundo. -Eu tenho medo...

 

****

 

Quando o dia amanheceu, o ruivo levantou-se da cama quase em um pulo. Estava irado! Estava com dor de cabeça e irado! Com Sakura, com Naruto e principalmente com Sasuke! Como aquele filhinho de papai pode atrapalhar seus planos? Um moleque, imbecil! Mas não... isso não iria ficar assim! Não poderia permitir que eles o humilhassem! Não mesmo!

 

-Aqueles malditos! -Falou Entre os dentes. -Quem pensam que são? Mas isso não vai ficar assim mesmo!

 

****

 

-Estou tentando organizar tudo o mais rápido possível! -A loira exclamou irritada. -Você pensa que é fácil?

 

-Eu sei que não, Ino. Mas... me ajude. Não sou bom com essas coisas. E você é a pessoa ideal para fazer isso. -Ela anuiu.

 

-Eu vou ajudar! A Sakura é minha amiga!

 

-Eu poderia falar com as outras, mas... eu e Hinata não nos damos muito bem, a Temari é mandona demais e não poderia pedir ajuda a Tenten já que o Neji é muito ciumento. Acabaria com a surpresa!

 

-Eu te entendo. -Falou baixo. -Agora disfarça por que o Naruto está vindo para cá.

 

-Sasuke, baka! Onde estava? Estou te procurando ha horas! -Ele cruzou os braços. -Yo Ino-chan!

 

-Yo Naruto! -A loira cumprimentou o amigo e depois de apanhar suas coisas em cima da mesa, saiu. -Até mais meninos. Preciso ir para a aula.

 

-Do que você e a Ino-chan estavam falando? -Arqueou uma sobrancelha loira. -Não me diga que você dois...

 

-Nani? -O Uchiha o encarou irritado. -Naruto você tem cada ideia! Claro que não! Estávamos apenas conversando! -E assim como a loira, ele também apanhou suas coisas e saiu a passos largos.

 

-Ei, Sasuke! Me espere! Sasuke!

 

****

 

Após a aula de geometria gráfica, Sakura juntou-se com suas amigas, exceto Ino, para comerem alguma coisa e conversarem. Ela sentia-se extremamente feliz por ter amigas como aquelas. Amigas que se preocupavam com ela, que a fazia sorrir, que brigavam por ela se necessário. Amigas de verdade.

 

-Sakura, você precisa se cuidar! -Temari falou.

 

-É Sakura, aquele maluco pode querer fazer algo com você. -Hinata já estava preocupada.

 

-Fiquem tranquilas. -A Haruno respondeu calmamente. -Mas estou preocupada com o Sasuke.

 

-Ele também tem que tomar cuidado com o Nagato. -Tenten falou enquanto teclava algo no celular. -Aquele maldito é perigoso.

 

-Menina por falar em perigo, eu até me esqueci daquele maluco do cassino. -Sakura fez uma careta. -Como ele se chama mesmo?

 

-Suigetsu. -Hinata respondeu. -Ele não procurou o Sasuke? -A rosada negou. -Temos que ficar atentas com ele também.

 

-Esse tal Suigetsu é o que queria te agarrar a força lá no cassino? -Temari perguntou a Sakura, que anuiu. -Desgraçado!

 

-Depois vou perguntar ao Sasuke sobre ele. -Pontuou. -Onde a Ino está?

 

-Não sei. -Responderam.

 

-Onde aquele porquinha se meteu? -Indagou a si mesma.

 

-E a vadia da Karin? -Tenten perguntou. -Falou mais alguma coisa com você?

 

-Ela não é doida! -A Haruno falou Entre os dentes. -Já estou farta dela! E não vou mais ficar calada!

 

-Essa é a Sakura que eu conheço! -Hina exclamou. -Estamos com você!

 

Continuaram conversando por mais alguns minutos e logo as próximas aulas começaram. Sakura e Temari seguiram para a aula de matemática, onde Sasuke, Kiba e mais alguns alguns já estavam.

 

O restante do dia passou calmo e rápido, assim como a semana.

 

****

 

Depois que chegou da faculdade, na sexta-feira à tarde, Sasuke deu um pulo na academia e em uma hora e meia já estava de volta. Os ferimentos em seu rosto já estava cicatrizando, o que o deixava aliviado, já que seus pais chegariam no sábado à noite.

 

Depois de responder algumas mensagens no WhatsApp, ele seguiu até o seu banheiro para banhar-se na água gelada e incrivelmente , revigorante. Vestiu-se apenas com uma calça de moletom.

 

 

 

Depois, desceu as escadas e antes que chegasse na sala de jogos, uma empregada lhe disse que sua avó não se encontrava e que havia pedido para informá-lo que iria demorar. Ele apenas anuiu e ela se retirou.

 

Continuou seu trajeto até a sala de jogos e lá, perdeu a noção das horas enquanto se entretinha com um jogo qualquer. 

 

Já passavam das seis e meia da noite, quando desligou o seu videogame e retornou para o quarto. 

 

Misume ainda não havia chegado. E em uma tentativa de saber onde a avó estava, descobriu que ela e Itachi tinham saído para uma feira de artesanato na cidade. E como sua avó gostava dessas coisas.

 

-Quem diria! Itachi em uma feira de artesanato? -Balançou a cabeça em negativa enquanto sorria.

 

Mais tranquilo, ele tomou outro banho, vestiu-se com uma calça jeans e uma camisa polo de cor branca. Ajeitou os cabelos em uma tentativa frustada de deixá-los arrumados, afinal eram naturalmente bagunçados. Bagunçados e lindos!

 

Depois de pronto saiu rumo ao seu carro, pois enquanto tomava banho, lembrou-se de que ainda teria de ir há algum lugar com Naruto, lugar esse que o loiro não quis explanar.

 

-Naruto, esse baka! -Bufou pela terceira vez. -Só espero que não me meta em confusões!

 

Quando passou pelo quarto da rosada estranhou quando viu a porta aberta. Sakura quase nunca deixava a porta aberta. Bateu uma, duas, três vezes e ela não apareceu.

 

-Será que ela saiu? -Seu tom de voz mudou bruscamente de irritação para clara preocupação. -Aquela teimosa! Ela sabe que o Nagato está solto por aí e mesmo assim sai de casa sozinha! -Disse enquanto descia as escadas. -Sakura?! Chamou-a. -Sakura? Droga! -Apanhou o celular. -Espero que ela atenda. -E nada! Ligou uma, duas, três vezes e nada! -Kuso! Será que aconteceu alguma coisa com ela? -Ligou mais uma vez, e quando suas esperanças já estavam se acabando, finalmente ela atendeu.

 

-Yo! -A voz doce e calma dela surgiu do outro lado da linha.

 

-Sakura? Onde você está? -Ele indagou.

 

-Estou na casa da Hina! Por que? O que houve? -Sua voz também soou preocupada. -Vocês estão bem?

 

-Não! Quer dizer, sim. Estamos bem! -Pausou. -Eu estava preocupado com você. Com o Nagato por aí... você sabe.

 

-Entendo. -Ela sorriu sem perceber. Gostava de se sentir protegida, gostava de saber que ele se importava com ela. -Mas estou bem. Obrigada.

 

-Eu pensei que algo poderia ter acontecido! -Respirou fundo. -Você não atendeu antes, fiquei realmente preocupado!

 

Ela iria responder alguma coisa, se seu celular não tivesse sido apanhado rapidamente pela morena ao seu lado. Hinata não estava para brincadeiras e logo perguntou:

 

-Sasuke, onde o Naruto está? -Exclamou.

 

-Hinata?

 

-Não! Sou a rainha da Inglaterra! -Revirou os olhos. -Onde o Naruto se meteu?

 

-Eu não sei oras! O namorado é seu! -Ele falou irritado. Não iria falar nada sobre o misterioso lugar que iria com o amigo. -Passe para a Sakura! Quero falar com ela!

 

-Não vou passar nada! Você vai me falar agora onde o imbecil do Naruto está! Lógico que você sabe onde ele está! Vocês são cúmplices!

 

-O que? -Ele não pôde evitar um risinho. -Eu acho que você ficou maluca!

 

-Você vai ver a maluca se não me contar onde ele está! Merda!

 

-Sabe, você não era tão boca suja quando te conheci. -Murmurou debochado.

 

-Você não vai me contar onde ele está? -Ouviu um "não" como resposta. -Sabia! Você sabe onde ele está!

 

-Na verdade... -Rendeu-se. -Ele me disse que iríamos a um lugar, mas não me contou onde. Satisfeita? Agora passe para a Sakura.

 

-Vai a merda, Sasuke!

 

-Espera! Já sei onde eles vão! -A Haruno sussurrou apenas para que Hinata escutasse. -Até mais Sasuke! Não se preocupe , estou bem e já já vou para casa! -Falou quando apanhou o celular da mão da morena e desligou antes de ouvir uma resposta.

 

-Mas o que? -Bufou irritadiço. Como Sakura era teimosa!

 

****

 

Quando recebeu a ligação da rosada, Ino não entendeu muito mas concordou em encontrá-las na casa de Hinata. Logo depois, saíram e Sakura era a motorista da vez.

 

-Tô falando, Hina, -A rosada falava sem tirar os olhos da estrada. -Eu ouvi algo sobre esse lugar quando fui ao laboratório falar com Rin, escutei, acidentalmente, Naruto e Shikamaru conversando, distraídos demais para me notarem. 

 

-Mas que merda eles farão lá? -Ino, que está no banco de trás, pergunta.

 

-Não sei! Eu só sei que eles estarão lá. 

 

Provavelmente o seu Sasuke estará lá também. -Ela provoca.

 

-Provavelmente sim, e ele não é meu, Ino! Você tá doida?

 

-Ei, fique calma, querida!

 

-Eu só sei que vou esganar o Naruto quando vê-lo! -Hina quem fala enfurecida.

 

-Espere! -Um sorriso sacana se forma nos lábios da Haruno. -Eu tenho um plano melhor!

 

A morena e a loira se entreolharam e depois fitaram Sakura com as sobrancelhas levantadas, esperando que ela prosseguisse.

 

-Eles ficarão sem reação! Escutem...

 

****

 

Sasuke e Naruto, logo chegaram no local marcado e se assentaram nos lugares que o loiro já havia reservado.

 

-Até agora não entendi o que estamos fazendo aqui! -É Sasuke quem se pronuncia.

 

-O que foi? -Cruzou os braços na altura do peitoral. -Não é óbvio?

 

-Para mim não tem nada de óbvio! -O moreno bufa irritado. -Fale logo, porra! Que estamos fazendo em um desfile?

 

-Escute, é lógico que eu preferiria estar com a Hinata agora! -Uniu as sobrancelhas loiras. -Mas acontece que esse desfile é de uma amiga da minha mãe.

 

-E o que eu tenho com isso? - Novamente indaga revelando seu tédio por estar ali.

 

-Eu quero comprar algo para a Hina. Esse mês nós faremos três anos de namoro. -O outro suspira cansado. -Quero dá-la algo exclusivo!

 

-Só por isso você me arrastou para cá? -Revirou os olhos. -Enquanto eu poderia estar com a Sakura. -Falou baixo, mas não o suficiente para que o outro não o escutasse.

 

-Sakura-chan estava com a Hina! 

 

-A propósito... eu liguei pra ela mais cedo e sua namorada tomou o celular e começou a falar comigo como uma maluca!

 

-O que? -O Uzumaki o encarou com os olhos arregalados. -O que ela disse?

 

-Perguntou onde você estava, oras! -Respondeu como se fosse óbvio. -Eu não disse nada.

 

-Ainda bem!

 

-Mas, depois eu acabei falando que você e eu iriamos em um lugar, mas que não sabia ao certo onde.

 

-Você o que? -Exclamou irritado. -Você tá doido, Sasuke? Hinata deve estar querendo me matar!

 

-Com certeza, ela está!

-Sorriu debochado. -Mas ela entenderá que foi por uma boa causa, não?

 

-Você é um idiota. -Balançou a cabeça em negação.

 

Sasuke não respondeu a provocação. Apanhou o celular no bolso da calça e entreteve-se nele até o desfile começar. Ainda com raiva por estar ali e não em algum restaurante com a rosada.

 

****

 

Sakura pisou fundo no acelerador e não demoraram muito para chegarem ao local onde supostamente apanhariam Naruto e Sasuke no flagra, provavelmente flertando com alguma garota, na opinião de Hinata.

 

As três entraram sorrateiramente pela porta da frente do belíssimo Grand Hyatt Tokyo, embasbacados com tanto glamour e beleza. Hinata foi até os seguranças e tentou convencê-los a deixaram-nas entrar, mas os dois brutamontes pareciam irredutíveis. Então sem querer, ela mencionou o nome do namorado e quando os homens escutaram o sobrenome Uzumaki, mudaram completamente o semblante e deram passagem para as meninas, puseram uma pulseira com a palavra "VIP" no braço de cada uma e as três entraram um tanto quanto confusas com toda a situação.

 

Foi então que Ino teve um pre-surto.

 

-Não acredito que estamos aqui, vestidas dessa maneira! -Exclamou apontando com o indicador para suas roupas e as das amigas. Sakura sorriu e Hinata revirou os olhos.

 

-E o que tem de mais nisso? -A Hyuuga cruza os braços enquanto mantém as sobrancelhas levantadas. -Acho muito mais estranho o fato de que entramos como convidadas VIPs apenas por mencionar a família Uzumaki!

 

-Não se preocupem com isso ok? -Sakura fala calmamente. -Vamos seguir com o plano! Temos que ser o mais discretas possíveis. -As outras duas anuem. -Assim que os avistarmos, Hinata se aproxima.

 

-E você, amorzinho? -A loira indaga com um meio sorriso.

 

-Eu?

 

-Você também tem que se aproximar e apanhar Sasuke no flagra! -Hinata completa.

 

-Até parece! -Sorriu sem graça. -Eu não tenho absolutamente nada haver com o que o Sasuke faz ou não! Agora vamos!

 

Sem muito o que dizer, as outras duas decidiram seguir a rosada na procura dos rapazes.

 

Sempre tomando cuidado para não serem avistadas por eles, ou tudo iria por água abaixo. Ficaram na caçada por quase vinte minutos, afinal o hotel era muito amplo e havia uma quantidade exagerada de pessoas.

 

Sakura e Hinata caminhavam normalmente, enquanto a loira bufava a cada olhar torto que recebia de todos por estar vestindo um simples tubinhos azul escuro, e saltos pretos. Muito simples, na opinião dela! Afinal, todos estavam vestindo trajes elegantíssimos. Vestidos longos, ternos e smokings.

 

-Eu não acredito nisso! -Falou irritadiça, apenas para que ela pudesse ouvir.

 

Mas como não havia outra maneira! Continuou seguindo-as.

 

Depois de mais alguns minutos, finalmente a procura tinha acabado. Elas avistaram os dois, sentados na primeira fileira, bem na frente da passarela, não muito grande.

 

Ambos com o celular nas mãos, vez ou outra trocavam algumas palavras. Aparentemente não havia mais ninguém os fazendo companhia.

 

-E agora? -Hina pergunta. -Não vejo nada de errado!

 

-Vamos aguardar um pouco. -Sakura quem diz.

 

No mesmo momento, um garçom passa com uma bandeja, equilibrado alguns copos de champanhe. Mais que depressa, a rosada apanha uma taça. Seguindo por Ino e depois de hesitar um pouco, Hinata também captura uma.

 

-Não devíamos beber! -A morena fala com tom de preocupação.

 

-Relaxe! Vamos relaxar um pouco, ok? -A Yamanaka responde, para logo em seguida sorver um gole generoso do líquido branco.

 

-Meninas, enfim vocês chegaram! -Uma voz masculina se faz presente.

 

As três se entreolham, sem nada entender. Mas certamente ele não estava falando com elas. Voltaram a conversar, até que o homem se para ao lado da morena.

 

-Desculpe? -Ela arqueia uma sobrancelha.

 

-Eu quase tive um surto! Pensei que vocês não viriam! -Olhou para Sakura com alguma reprovação. -Pensei que viria uma ruiva!

 

-O senhor deve estar se confun-

 

-Mas esses cabelos rosados são lindos também! -Sorriu. -Venham rápido! -Segurou a loira pelo braço e a puxou. -Vocês já estão atrasadas!

 

-Mas o que? -Sakura estreitou as sobrancelhas enquanto seguia a amiga.

 

-Será que ele está pensando que somos modelos? -Hina sussurra em seu ouvido.

 

-Certamente...

 

-Mas o que o fez pensar isso? -A Hyuuga cada vez demonstrava mais nervosismo.

 

-Eu não sei! Provavelmente-

 

-Foi o seu cabelo, que chamou atenção! -Ela a cortou e Sakura revirou os olhos em resposta. Mas a verdade tinha que ser dita e ela, infelizmente , tinha que concordar. Seu cabelo chamava atenção até demais. -O que vamos fazer?

 

Foi então que um sorriso se formou nos lábios rosados da Haruno. E foi nesse mesmo instante que Hinata soube que provavelmente Sakura teve mais uma de suas ideias malucas. E que provavelmente se meteriam em encrencas.

 

-O que você está pensando? -Perguntou com desconfiança na voz. Ainda estavam seguindo a pobre Ino, que era praticamente arrastada até um tipo de camarim.

 

-Eu acabei de ter outra ideia! Um plano muito melhor! -Sorriu satisfeita. -Nós vamos desfilar! Prepare seu melhor sorriso!

 

Hinata cerrou os olhos, e fitou a amiga, boquiaberta. Como Sakura pode ser tão maluca?

 

-Tá doida? Definitivamente não! -Foi sua resposta.

 

-Qual é, Hina? Vai ser legal! -Mordeu o lábio inferior. -Vamos. Imagine a cara do Naruto!

 

-Eu não vou fazer isso! -Ela conteve um grito em um sussurro. -Você ficou louca, Sakura!

 

-Meninas, rápido! -O homem disse quando adentraram na pequena saleta, soltando Ino do enlace. -Vocês entrarão na segunda música. -Olhou para as três, analisando o perfil de cada uma. -Bem... acho que vão servir.

 

Sorridente, se dirigiu até um pequeno closet, e de lá tirou algumas peças exclusivas. Depois as entregou para que pudessem se trocar.

 

-Vocês estão lindas! -Seus olhos brilhavam. -Com certeza irão arrasar!

 

Diante de tantos elogios, ela se viraram para o enorme espelho afim de saberem se estavam tão bem assim. E a confirmação imediata.

 

-Eu não acredito que estou vestindo Labellamafia! -Sakura exclama, empolgada demais para se importar com as outras pessoas presentes. Seu look era composto por um vestido preto e rendado, de alças finas, um palmo acima dos joelhos, com bojo e decote em V que a deixava bem sensual.

 

-Até que eu gostei... -A morena falou sem tirar os olhos do espelho e analisar a si mesma. Sua empolgação não era nem de longe igual a de Sakura, afinal, ela e Ino já eram acostumadas a usar roupas de grifes famosas. Ela usava uma calça jeans justa e um body branco, de alças finas e com as laterais bem cavadas.

 

-Eu fiquei com a moda fitness. -A loira falou se virando para as amigas. Ela usava uma calça azul, top da mesma cor, e tênis branco

 

-Vocês estão ótimas! -O homem falou com tanta empolgação, que elas não conseguiram conter um risinho baixo. -Agora vocês vão ser maquiadas, e...

 

****

 

Sasuke estava irritado por ter sido arrastado até lá, ele queria sair dali o quanto antes, queria ter saído com Sakura, não ir num desfile de modas com Naruto, oras!

 

Ele já estava se preparando para sair sem que o loiro percebesse, mas por ironia, uma mulher havia aparecido no palco para informar que em alguns segundos o desfile começaria.

 

-Até que enfim! -Exclamou irritadiço.

 

-Eu descobri que três modelos se atrasaram. -Kushina que estava ao lado do filho disse. -Por isso toda essa demora.

 

Sasuke abanou a cabeça para cima e para baixo. Seus lábios se curvaram num sorriso forçado, e depois coçou a barba bem feita, tamanha era sua inquietação. 

 

Mas logo voltou sua atenção para as modelos que adentravam, elegantes e belíssimas. Respirou aliviado por logo poder estar livre dali.

 

A música On the floor ecoava pelos alto falantes. Apesar de não ser uma canção atual, muitos pareciam estar gostando. 

 

Depois de alguns minutos, quando uma nova música tocava, todos bateram palmas aguardando pela próxima coleção.

 

Moves like jagger foi a escolhida da vez. Algumas pessoas balançavam suas cabeças no ritmo da canção. Outras permaneciam quietas, atentas à cada detalhe das roupas que eram expostas.

 

Mas foi quando a voz de Adam Levine deu início a letra, que Uchiha e Uzumaki quase caíram para trás!

 

A primeira modelo era Ino!

 

A loira desfilava com segurança e naturalidade. Caminhou até o final da passarela, e quando avistou os amigos, lançou-lhes uma piscadela marota, para logo depois retornar.

 

-Eu não acredito! -Naruto quem exclamou embasbacado. Mas antes que pudesse falar mais alguma coisa, sua doce namorada apareceu. Tímida e um pouco hesitante. O loiro sentiu seu coração acelerar e seus olhos se arregalaram. -O que?

 

Sasuke e Kushina também ficaram sem entender absolutamente nada. Por que Ino e Hinata estavam desfilando? Ela não eram modelos! Não que eles soubessem.

 

A Hyuuga sorriu timidamente e fez o mesmo percurso que a amiga. Mas quando avistou o namorado, com os braços cruzados na altura do peito e com os olhos estreitos, ela apressou-se em voltar para atras das cortinas.

 

O Uchiha riu do amigo e soltou um "bem feito". Mas era melhor ter ficado calado, pois assim que Hinata desapareceu, Sakura entrou, e o sorriso nos lábios de Sasuke foi morrendo aos poucos. Ele ficou boquiaberto quando se deu conta de que era ela mesma.

 

-Ria agora, palhaço! -Naruto o provocou, mas ele parece não ter escutado. Seus olhos estavam fixos nela.

 

E como ela estava bonita e sensual naquele vestidinho. Cabelos soltos e uma maquiagem leve. 

 

-Que mulher linda! -Um desconhecido, que estava ao lado dele exclamou. -Olha só os cabelos! -Aparentemente falava com alguém ao seu lado. -E os olhos!

 

O moreno olhou para o rapaz com os punhos cerrados. Estava pronto para falar alguma coisa mas a mão de Naruto em seu ombro o fez virar o rosto e encarar o amigo.

 

-Aqui não, né!

 

Ele respirou fundo e voltou a fitar a rosada.

 

-Minha namorada é linda demais! Ele falou alto o suficiente para que o rapaz ao seu lado escutasse e olhasse para um canto qualquer. Naruto balançou a cabeça em negativa e Kushina o encarou com os olhos esbugalhados.

 

-Sua o que? -Perguntou em voz baixa.

 

-Ele tá doido okaa-san! -Naruto que respondeu.

 

Sakura caminhou até o final na passarela, e ficou na mesma direção que o moreno. Ela lhe sorriu marota e antes de retornar, mordeu o lábio inferior, e assim como Ino, lhe lançou uma piscadela.

 

O palco ficou vazio durante a participação de Cristina Aguilera na música, e depois que Maroon 5 voltou a cantar, as três apareceram juntas, exibindo a nova coleção da Labellamafia. Lógico que depois outras modelos desfilariam com mais looks da grife.

 

Elas fizeram o mesmo percurso e depois regressaram para o camarim. Onde colocaram suas roupas em tempo recorde, e quando estavam prontas, trataram de sair de fininho, antes que Mark, -descobriram que esse era o nome do homem que as confundiram com modelos- as encontrassem.

 

Como os cabelos de Sakura chamavam muita atenção, a mesma usou uma echarpe para cobri-los, e assim que passaram pelos seguranças, ela se livrou do pano.

 

-Temos que sair daqui, rápido! -Hinata quem diz, enquanto corre até seu carro, Sakura e Ino riam da atitude desesperada da amiga.

 

-Não foi você, quem quis vir? -Sakura arqueou as sobrancelhas. -Agora já é tarde. Eles sabem que estamos aqui!

 

-Da pra você calar a boca e correr? -A Hyuuga realmente estava sem paciência.

 

-Se eu fosse você não correria tanto! -É Ino quem diz. -Olha pra frente! -Aponta com a cabeça na direção onde Naruto e Sasuke estavam.

 

-Puta merda! -Ela para e retorna. -Não vamos falar por que realmente viemos até aqui, ok?

 

-E o que vamos dizer?

 

-Escutem... -A loira fala sem parar de andar. -Falaremos que nós viemos assistir ao desfile, e por um mal entendido, fomos confundidas com modelos.

 

-Parte disso é verdade. -Sakura concorda.

 

-Se não há outro jeito... -A morena choraminga. -Mas eu ainda quero saber o que o Naruto estava fazendo aqui!

 

-Hina, ele está com a mãe dele! -Ino exclama. -Acho que nossa imaginação anda fértil demais! No fim, eles não estavam fazendo nada de errado.

 

-Eu acho que fiquei meio paranóica! -Ela sorri. -Mas sabe, eu me diverti!

 

As outras duas concordam antes de chegarem próximo ao veículo da Hyuuga, onde os rapazes estavam encostados, espera do por elas.

 

Se entreolharam cúmplices e se aproximaram com o melhor sorriso que conseguiram forçar.

 

-Naruto-kun, o que faz aqui? -Hina indaga.

 

-Hinata você pode me explicar o que foi aquilo? -Ele continua sério.

 

-Aquilo? -Sorriu amarelo. -Bem... aquilo...

 

-Foi uma grande confusão! -A rosada toma a palavra. -Escutem, decidimos vir aqui depois que vimos um anúncio na internet. Dai quando chegamos, dois seguranças muito mal-humorados não nos deixaram passar, disseram que apenas quem havia sido convidado poderia entrar. Então, por acaso a Hina mencionou o sobrenome Uzumaki e no mesmo instante eles mudaram de ideia. -Ela gesticulava com os braços. -Eles nos deixaram entrar, e de repente um homem se aproximou, nos confundindo com modelos. Tentamos falar alguma coisa, mas ele estava tão aflito, coitado, que resolvemos ajudá-lo. 

 

Ino e Hinata apenas concordavam com a cabeça.

 

-Foi uma loucura! -Ela riu. Ainda não tinha encarado Sasuke nos olhos. -Mas foi bem divertido!

 

-Foi sim. -A loira falou no intuito de ajudar a amiga na sua explicação.

 

-Parece que você vocês gostam de confusões! -O Uchiha falou, seu semblante era sério e isso deixava a rosada apreensiva.

 

-Não foi nossa culpa! -Ino se defende. -Agora podemos ir para casa?

 

-Devemos! -Sakura exclama.

 

-Eu vou deixar o carro com minha mãe e vamos todos juntos no de Hinata.

 

A Hyuuga respirou aliviada, provavelmente Naruto havia acreditado que eles se encontram lá por coincidência.

 

....

 

Hina tomou seu lugar no banco do motorista, Naruto ao seu lado, e atrás estavam Sasuke na janela direita, Sakura no meio, e Ino na outra ponta. Vez ou outra a morena olhava discretamente as amigas pelo retrovisor interno, suas feições agora demonstravam mais calma, Ino brincava com uma mecha de seus cabelos, e Sakura mexia na barra do vestido rosa, cada uma perdida em seus pensamentos, até que a voz do Uzumaki despertou-as.

 

-Poderíamos ir naquele karaokê que comemoramos meu aniversário do ano passado! O que vocês acham? -Olhou para os demais.

 

-Eu realmente gostaria de ir para casa. -Ino responde.

 

-Eu também. -A rosada concorda.

 

-Eu levo vocês. -É a Hyuuga quem disse.

 

-Mas meu carro está na sua casa.

 

-Faz o seguinte -Sasuke se pronunciou. -Me deixe na casa do Naruto, meu carro está lá. Eu vou com a Sakura pra casa. -A rosada o olhou de soslaio. 

 

-Tudo bem pra você, Sakura? -Ela anuiu. -Então está bem.

 

****

 

Os dois permaneciam calados durante todo o percurso. Sakura estava imersa em seus pensamentos, seus olhos continuavam vidrados na janela do carro, capturando cada imagem da belíssima Tóquio. Mas quando Sasuke conduziu o veículo para uma outra rota, automaticamente ela e o encarou com as sobrancelhas estreitas. Seus pensamentos foram dispersos e a única coisa que queria saber era para onde ele estava indo.

 

-O que está fazendo?

 

-Nós vamos a um lugar. -Respondeu calmo, sem tirar os olhos da estrada.

 

-Que lugar, Sasuke? -Seus olhos voltaram a encarar a janela. Ela observava cada detalhe. A estrada estava deserta e haviam várias árvores nas laterais. -Para onde está indo? -Voltou a encara-lo.

 

-Um lugar que eu gosto muito. -Sorriu. -É como um refúgio...

 

-Se pretende me sequestrar para depois me estuprar-

 

-Sua imaginação anda bem fértil, querida.

 

Ela revirou os olhos em resposta, e recostou-se novamente no banco. 

 

-Mas me diga, como vocês se meteram naquela confusão toda?

 

-Não houve confusão! -Defendeu-se. -Eu já expliquei que foi um grande mal entendido.

 

-Vocês foram lá atras do Naruto, não é?

 

-O que? Claro que não! Nós nem sabíamos que vocês estariam lá! -Mentiu, e sua voz denunciava isso.

 

-Hinata estava furiosa no celular, depois vocês aparecem lá. E por favor... aquela desculpa não me convenceu. -Ela estreitou os olhos. -Se vocês não sabiam que estávamos lá, por que a Hinata mencionaria o nome ou sobrenome do Naruto aos seguranças?

 

-Eu não sei, tá legal? -Bufou irritadiça. No fim, Sasuke não era nem um pouco ingênuo como o amigo loiro. Mas é claro que ele não engoliria essa história. -Eu não sei que ela mencionou o Naruto.

 

-Ela pensou que estava sendo traída, certo? -Sakura o encarou com as sobrancelhas levantadas. -Mas eu realmente gostaria de saber como vocês descobriram o paradeiro do Naruto.

 

-Eu escutei vocês ele falando com o Shikamaru no laboratório, satisfeito? -Ele sorriu de canto. Provavelmente Shikamaru se recusou em ir, então ele te chamou.

 

-Mas eu também recusaria se soubesse que se tratava de um desfile. -Revirou os olhos.

 

-Naruto não te contou?

 

-Não! Ele sabia que eu recusaria de imediato!

 

-Entendo. Agora me diga, o que ele foi fazer lá? -Sabia que estava sendo curiosa demais, mas não pode conter.

 

-Acho que ele queria comprar algo para Hinata. -Deu de ombros. -Aniversário de namoro ou coisa do tipo.

 

-Poxa, estragamos a surpresa!

 

Ele apenas concordou com a cabeça.

 

Depois de alguns minutos, Sasuke parou o carro, indicando que haviam chegado. Um pouco hesitante, a rosada retirou o cinto e desceu devagar. Notou que estavam em um tipo de parque ou jardim. Com várias árvores espalhadas, dentre elas, muitas cerejeiras. Haviam algumas pessoas com instrumentos musicais, sendo que noventa por cento eram violinos. Já outras pessoas passeavam em bicicletas. Como era noite, não havia tanto movimento, mas o cenário era encantador.

 

-Não é incrível?

 

-Muito! -Seus olhos brilhavam e pareciam mais verdes que o normal.

 

Ele sorriu e então continuou caminhando, até chegarem na beira de um pequeno lago. Sem cerimônias, o moreno sentou-se no chão e ela o imitou. 

 

Sakura pousou seus olhos em Sasuke. Ele parecia calmo, sereno. Suas expressões faciais demonstravam que ela estava relaxado. E como era bom desfrutar de um momento como esse, onde ele parecia absorto à qualquer coisa.

 

-Às vezes quando eu estou triste, ou sei lá... com problemas, gosto de vir aqui.

 

Ela voltou a olhar para frente.

 

-Você triste?

 

-Eu sei que sempre fui um idiota com você, Sakura. -Respirou fundo. -Sempre demonstrei que nada me abalava. -Sorriu sem humor. -Não era bem assim. E isso não quer dizer que eu não me sinta sozinho as vezes. Que eu não fique triste. Acho que foi por todas essas atitudes imbecís que acabava me sentindo dessa maneira, sabe.

 

-Entendo. Desculpe. -Ela forçou um sorriso. -Mas, não fique assim. Já que você gosta tanto daqui, deveria estar feliz.

 

-Mas eu não estou triste.

 

E os próximos dez minutos foram de total silêncio, mas não era desconfortável. Eles pareciam estar curtindo a presença um do outro, embora ninguém dissesse nada. Sakura observava cada cantinho daquele incrível lugar, e então entendeu o motivo pelo qual Sasuke sentia-se confortável ali. Realmente era muito aconchegante e receptivo. O contato direto com a natureza deveria acalmar qualquer um. Já que passavam boa parte do tempo tendo contato apenas com concreto e tecnologia. Um momento como aquele era algo único e prazeroso.

 

-Ei... -A voz dele soou rouca. -Obrigado, por estar aqui comigo.

 

-Obrigada você, por ter me apresentado essa maravilha! -Dessa vez seu sorriso foi espontâneo.

 

Ele então aproximou-se um pouco mais. Apenas alguns centímetros separavam seus rostos. Sakura arregalou um pouco os olhos quando ele pousou às mãos sobre suas faces.

 

Sem pedir permissões, ele selou seus lábios aos dela, em um beijo foi doce e calmo. Depois, quando pediu passagem com a língua, prontamente ela concedeu. Suas mãos se aprofundaram nos fios  negros dos cabelos do Uchiha. Em momento algum ela tentou pará-lo, e isso, consequentemente, estava deixando-o excitado. Foi quando a voz da razão falou mais alto e ele interrompeu o beijo, arrancando alguns protestos inteligíveis da boca dela.

 

-Podemos ser presos por atentado ao pudor, sabia? -Ele sorriu.

 

Ele sorriu! O seu verdadeiro sorriso. Aquele que fazia-o fechar os olhos. Aquele que era sincero.

 

-Bobo... -Suas bochechas provavelmente estariam coradas, e ela sabia disso. -Como seu eu fosse permitir que algo desse tipo acontecesse!

 

-É difícil me controlar quando estou perto de você, Sakura.

 

-Até parece! -Balançou a cabeça em negativo.

 

-Vamos?

 

-Para casa? Mas já? 

 

-Não. -Ele se pôs de pé, e a ajudou para que levantasse também. -Tem mais alguns lugares que quero que você conheça.

 

-Sério? -Disse enquanto limpava seu vestido com as mãos. -Quais lugares?

 

-Você é muito curiosa, querida!

 

-Vamos... -Deu leves soquinhos no braço dele. -Me conte.

 

-Está com fome? 

 

-Um pouco, mas, você não me respondeu.

 

-Então vamos jantar. -Disse ignorando toda curiosidade dela.

 

-Você realmente não pretende me matar e depois dar um fim ao meu corpo, não é?

 

-Sakura, fica quietinha tá. -Fizeram o mesmo percurso de volta para o carro, e todas as tentativas que Sakura fez ao querer saber para onde iriam foram frustradas. -Só vamos jantar, ok? Relaxe.

 

-Se não há outra maneira. -Soltou uma bufada em resposta. -Pode ser comida italiana ao menos?

 

-Tudo que você quiser, querida. -Disse sedutoramente, seus lábios se curvaram, formando um meio sorriso. Depois, deu partida no carro e saíram. E ali, Sakura se deu conta de que aquela noite não terminaria tão cedo.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!! Espero também pos comentários, dicas, sugestões.
Gente, estou escrevendo uma outra fanfic. "Sexo Com Amor". Quem quiser ler, ficaria muito feliz.
Beijos e até o próximo capítulo se Deus quiser!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...