História Minha Doce secretaria - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Grey's Anatomy, Once Upon a Time, Revenge
Personagens Addison Montgomery-Shepherd, Alexandra "Lexie" Grey, Amanda Clarke, Amelia Shepherd, Anna, April Kepner, Arizona Robbins, August Wayne Booth (Pinóquio), Benjamin "Ben" Warren, Calliope "Callie" Torres, Capitão Killian "Gancho" Jones, Charlotte Grayson, Cora (Mills), Cristina Yang, Daniel, Daniel Grayson, David Clarke, David Nolan (Príncipe Encantado), Derek Shepherd, Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Elsa, Emily Thorne, Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Jack Porter, Lacey (Belle), Lilith "Lily" Page, Malévola, Mark Sloan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Meredith Grey, Miranda Bailey, Neal Cassidy (Baelfire), Nolan Ross, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Richard Webber, Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sophia Robin Sloan Torres, Theodora "Teddy" Altman, Tinker Bell, Victoria Grayson, Violet, Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Grey's Anatomy, Ouat, Regina Mills, Revenge, Swanmills, Swanqueen
Visualizações 670
Palavras 2.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Muito lindo


Fanfic / Fanfiction Minha Doce secretaria - Capítulo 11 - Muito lindo

-Posso falar com o nosso bebê?- perguntou a morena que estava sentada na beirada da cama e Regina sorriu

-Claro- Regina falou sorrindo e a loira se ajoelhou a sua frente levando os lábios a barriga da morena

-Oi meu amor, talvez não possa me ouvir mas eu te amo tá, então quero que fique ai, bem quietinho que eu vou cuidar de você tá bom? Te amo- beijou a barriga da morena que sorriu acariciando o cabelo da loira- te amo- falou se levantando e enlaçando a cintura da morena

-Também te amo- falou e a beijou- dorme aqui?

-Claro- a loira falou e a beijou, as duas desceram

-Regina- Zelena falou

-Vou fazer o jantar- Regina falou e foi até a cozinha

-Da um tempo pra ela- Emma falou e foi para a cozinha- amor fala com ela, ela tá mal

-Mal?- riu- ela deixou bem claro o que acha de mim, a irmãzinha idiota que engravidou na primeira vez, não quero falar com ela

-Ta bom, não vou insistir- falou abraçando a morena por trás- eu só quero que fique bem relaxada- beijou o pescoço dela e a morena sorriu

-Vai me fazer relaxar?- perguntou quando a loira segurou sua cintura

-Sim- desceu a mão pelo abdômen da morena até o meio de suas coxas subindo o vestido e chegando a calcinha

Retirou a mão e virou a morena de frente para ela a pegando pelas coxas e a sentando na mesa

-O que vai fazer?- a morena perguntou sorrindo enquanto a loira se acomodava entre suas pernas

-O que quiser- a loira falou- o que você quer?

-Você- a morena falou e a beijou com urgência, a loira agarrou as coxas da morena com vontade- Aah- gemeu baixinho

-Ai pelo amor de Deus- Addison falou entrando na cozinha- vão pro quarto

-Você tinha que me atrapalhar?- Regina falou quando as duas se soltaram

-Vocês estão se pegando no meio da cozinha, é pedir pra ser pego- Addison falou- Emma sai de perto da minha amiga, eu não consigo me concentrar

-Não da pra sair daqui- Emma falou

-Porque?- Addison perguntou confusa

-Addison ela não vai sair daqui agora- Regina falou e ela entendeu

-A tá, desculpa- falou dando risada- eu vou sair e volto em dez minutos- as duas assentiram e ela saiu

-Deixa eu preparar o jantar- Regina falou- vai cortando as coisas pra mim?

-Claro- deu um selinho na morena- o que pretende fazer?

-Não sei, vou fazer coisas simples, pensei em arroz, frango, salada- falou pegando uma panela

-E que tal uma lasanha?- Emma perguntou e a morena sorriu

-Quer que eu faça uma lasanha?- perguntou arqueando a sobrancelha- e o que eu ganho com isso?

-O que você quer, eu- falou e a morena sorriu

-A noite inteira?- perguntou

-A noite inteira- falou e a morena sorriu

-Então eu faço- falou e a loira sorriu

As duas prepararam o jantar entre risos e brincadeiras então Emma foi até a sala para chamar todos

-O jantar está servido- falou

-Emma podemos falar com você?- Henry perguntou

-Claro senhor Mills, Addison fala pra Regina que eu já vou- assentiu e foi para cozinha deixando apenas Emma e os pais da morena- pois não?

-Senta- Cora falou e os três se sentaram

-Você engravidou a minha filha- Henry falou- quero saber o que vai fazer

-Senhor Mills, já conversei com a sua filha, vou alugar uma casa pra nós e pros nossos filhos- falou tranquilamente

-Eu esperava que fosse dizer vou me casar com ela- Cora falou

-Mas eu vou me casar com ela, mas não vou pedir do nada, Regina merece algo especial e eu tenho uma ideia- falou sorrindo

-Podemos saber qual?- Cora perguntou e Emma olhou para ver se Regina não estava escutando

-Em uma semana vai ter um show do Ed Sheeran, Regina gosta muito dele e eu consegui entradas VIP pra esse show com direito aos bastidores depois eu vou levá-la para uma ilha que eu ganhei do meu pai- falou sorrindo

-Ilha?- Henry perguntou

-Sim, foi onde meu pai disse que amava minha mãe e onde a pediu em casamento, meu pai me fez jurar que eu só levaria pra lá quem eu realmente amasse- falou

-Então se casará com ela?- Henry perguntou

-É claro que sim, nunca houve a possibilidade de não fazer isso- falou e eles sorriram

-E seu filho? O que acha disso?- Cora perguntou

-Senhora Mills meu filho tem onze meses e meio, nunca chegou a conhecer a mãe dele, Regina ocupa um lugar na vida dele que eu achei que ninguém ocuparia, ele a chama de mãe e cuida dela do jeitinho mais doce que ele pode fazer, sabe o que ele fez quando contei que ela estava grávida?- perguntou e eles negaram- ela estava dormindo então Henry foi até ela, beijou a bochecha dela e ficou deitado acariciando o rosto dela, Henry nunca se apegou a ninguém além de mim, não deixa ninguém pegar ele no colo além de mim e da minha mãe, nunca deixou, até ela chegar- falou olhando para a sala de jantar onde a morena ria de alguma coisa que as amigas falaram- ela é tão linda

-É sim- Cora falou sorrindo- Emma me prometa que vai cuidar dela

-É claro que prometo- falou- tudo o que quero é passar o resto da minha vida com ela, nunca vou deixar ninguém machucar ela

-Então estamos conversados- Henry falou e ela assentiu- vamos jantar

Foram até a mesa

-Amor que demora- Regina falou

-Estava conversando com seus pais- falou e a morena a olhou

-Estava?- perguntou e a loira assentiu- e o que você falou?

-Segredo- a loira falou

-Emma, não faz assim, sabe que eu sou curiosa- Regina falou

-Você só vai saber no próximo sábado- Emma falou

-Amor, por favor- fez um biquinho e Emma sorriu

-Não vou contar, não adianta fazer biquinho- falou

-Isso não é justo- Regina falou

-Amor, em uma semana você vai saber exatamente o que eu estou planejando, mas você tem que ter paciência- Emma falou e ela bufou emburrada- ei, desfaz essa cara- falou acariciando o rosto dela

-Não- Regina falou

-Não é?- perguntou e beijou o pescoço dela- e se eu fizer isso?- deu uma mordidinha no pescoço dela que riu

-Droga isso é golpe baixo- falou e Emma se sentou sorrindo

-Sabia que ia rir- Emma falou

-Não é justo, você sabe todos os pontos fracos do meu corpo- Regina falou e Emma beijou sua testa

-Todos?- Addison perguntou maliciosa

-Todos- Regina falou- ela conhece pontos fracos que nem eu conhecia

-Ué, como assim?- Rose perguntou

-Assim- Emma falou e afastou o cabelo da morena e dando um cheirinho atrás da orelha da morena que suspirou jogando a cabeça para o lado- viu, e ela não sabia que tinha esse ponto fraco

-Eu não tinha esse ponto fraco- Regina falou- ela está fazendo isso comigo- falou e Emma sorriu

-Que bonitinho- Addison falou irônica

-Ridícula- Regina falou

Jantaram e ficaram conversando, ficaram assistindo um filme até que ficou tarde

-Amor, vamos subir?- Regina perguntou, estava sentada no colo da loira

-Vamos- a loira falou e deu dois tapinhas na coxa da morena pra fazer ela se levantar

-A gente vai subir- Regina falou e todos assentiram- vem amor

Deram as mãos e subiram para o quarto

-Acho que me deve uma coisa- a morena falou trancando a porta- eu fiz o que você pediu- falou maliciosa e a loira sorriu

-O que você quer?- perguntou enlaçando a cintura fina da morena

-Você sabe o que eu quero- falou e a loira beijou o pescoço dela

-Sei mas quero ouvir você dizer- disse passando a ponta do nariz atrás da orelha da morena fazendo a mais nova se arrepiar

-Você, eu quero você- falou

As duas passaram horas se amando sobre aqueles lençóis até que pararam por estarem extremamente exaustas

Manhã seguinte

Emma acordou antes de Regina e como ainda era cedo resolveu trabalhar um pouco, se levantou, tomou um banho, vestiu seu clássico terninho feminino de calça preta e blazer vinho com uma blusa branca e decotada por baixo, fez uma maquiagem leve, deixou seus cabelos soltos e calçou seus amados saltos pretos, assim que terminou de se arrumar sentou na poltrona que havia no canto do quarto e pegou o notebook da morena e assim que abriu viu uma foto dela e da morena abraçadas e sorrindo, olhou para a morena que dormia tranquilamente coberta por um fino lençol branco e sorriu, pegou alguns materiais e o celular e desceu para a sala, teria que fazer algumas ligações e não queria acordar a morena, sentou na mesa da sala de jantar, colocou seus óculos e começou a trabalhar

-Já acordada?- Cora falou saindo da cozinha e atraindo a atenção da loira

-Sim, tenho que resolver algumas coisas e ver se consigo marcar uma reunião- falou- e a senhora? Achei que todos ainda estavam dormindo

-Meu fuso horário está bagunçado, não consegui dormir direito- a morena mais velha falou

-A sim- a loira falou e seu celular tocou- desculpe tenho que atender

-Claro querida- falou

-Swan- falou ao atender o telefone

-Senhorita Emma Swan, diretora do Nolan Swan?- a voz do outro lado falou

-Exatamente, e com quem eu falo?- perguntou

-Srta. Swan aqui é Richard Webber diretor do Boston Memorial- falou e a loira sorriu incrédula

-Então senhor Webber o que deseja-perguntou

-Gostaria de marcar uma reunião com a senhorita, será que é possível?-perguntou

-É claro, quando?- perguntou

-Será que poderia ser hoje?- perguntou

-Só um segundo- pegou a agenda onde Regina anotava suas reuniões- só tenho tempo as quatro, pode ser?

-É claro, as quatro estarei em seu hospital, até mais senhorita- falou e desligou

-Ai meu deus, não acredito nisso- falou sorrindo eufórica

-O que foi?- Cora perguntou se sentando a frente dela

-O diretor do Boston Memorial quer me encontrar, eu estava tentando isso a semanas, se eu conseguir uma fusão vai ser uma das melhores coisas que poderia acontecer com meu hospital- falou animada

-Que bom querida, e qual o próximo passo?- Cora perguntou

-Vou reler a pesquisa sobre esse hospital, tenho que saber exatamente com quem vou negociar, sorte que a sua filha digitaliza tudo e tem várias cópias, sempre achei um exagero mas sorte que ela é teimosa- falou e a morena mais velha riu

-Já acordadas?- Henry falou vindo até elas

-Trabalho- Emma falou

-E eu fiz um café- Cora falou bebendo um gole

-Então Emma, como vai seu hospital?-Henry perguntou

-Ótimo, acabei de marcar uma reunião com o diretor do Boston Memorial, vamos ver se vai vir alguma coisa boa- Emma falou

-Aposto que vai, gostaria de conhecer seu hospital- Henry falou e ela sorriu

-É claro senhor Mills, só falar quando quiser ir e eu peço pra Regina marcar, se não estivesse cheia de reuniões seria mais fácil- a loira falou

-Claro, falo com Regina depois- falou e o telefone da loira tocou

-Oi mãe- falou atendendo o telefone

-Filha, teve um problema com o hospital de nova York, eu e seu pai temos que ir pra lá correndo- falou

-Justo hoje?- Emma perguntou- tô na casa da Regina, traz o Henry pra cá, eu dou um jeito

-Ta bom, já estamos indo- falou e desligou

-E essa agora?- pegou o telefone pra ligar pra irmã- anda lobinha atende- falou mais o celular só dava caixa postal- Ruby eu te mato se você não atender a porra do telefone- deixou mensagem de voz e colocou o celular sobre a mesa

-O que foi querida?- Cora perguntou

-Meus país tem que ir pra Nova York a trabalho e a minha irmã não atende, tenho que arrumar alguém pra ficar com Henry porque a minha avó está na lanchonete- suspirou e a campainha tocou- é a minha mãe- foi até a porta

-Oi querida, desculpa, foi de última hora- Mary falou

-Tudo bem, vem meu amor- pegou o carrinho o puxando pra dentro e pegando a bolsa- cadê a Ruby?

-Não faço ideia- falou e a loira revirou os olhos- tenho que ir, tchau filha

-Tchau- falou e fechou a porta- vem meu amor- foi até a sala de jantar e parou o carrinho ao lado da mesa- meu amor, fica aí bem bonzinho que a mamãe tem que fazer uma coisa muito importante, toma o seu ursinho

-Mã?- balbuciou e Emma sorriu

-A mamãe está dormindo mas já ela vem aqui te dar um beijinho- falou e beijou a bochecha dele

-Esse é seu filho?- Cora perguntou sorrindo

-Sim, esse é o Henry- falou sorrindo- Henry esses são os pais da Regina

-E- balbuciou e eles sorriram

-Posso pegar ele?- Cora perguntou

-Se ele deixar pode- Emma falou

-Henry, quer vir aqui no meu colo?- perguntou e o menino se esticou para que ela o pegasse- vem

-Uau, isso não acontece com frequência, digamos que ele não gosta de ficar no colo de algumas pessoas- Emma falou e a morena mais velha sorriu

-Ai mais é um menininho muito lindo- falou e o menino sorriu- quantos anos você tem?

-Fala assim meu amor, eu tenho quase um aninho- Emma falou e o menininho sorriu abraçando a morena pelo pescoço

-Bom dia- Regina falou sorrindo e dando um selinho na loira- eu não sei porque mas acho que essa coisinha fofa não estava aqui ontem a noite

-Mã- Henry balbuciou sorrindo

-Oi meu amor- falou- vem com a mamãe- pegou o menino no colo

-Amo- falou abraçando ela

-Também te amo- beijou a testa do menino- o que está fazendo amor?

-Consegui uma reunião com o Boston Memorial pra hoje a tarde-falou sorrindo e a morena a beijou

-Que bom, isso vai ser ótimo pro hospital- falou

-Eu sei, estou lendo a pesquisa sobre eles, aliás, já falei que a sua teimosia é ótima?- perguntou

-Sabia- a morena falou sorrindo- eu vou me arrumar, tomamos café na cafeteria?

-Sim, vou tentar falar com a Ruby de novo- a morena assentiu colocando o menino no carrinho e indo até o quarto

-Vamos Ruby atende- falou discando o número da irmã- senhora Mills a senhora é advogada não é? Se eu matar a minha irmã eu vou pra cadeia?

-Infelizmente- falou- escuta, se quiser eu cuido dele pra vocês trabalharem

-Não, não posso pedir isso pra você- Emma falou

-Não está pedindo, eu estou me oferecendo- falou

-Não vai ser um problema?- a loira perguntou

-É claro que não- falou sorrindo

-Então eu vou aceitar- a loira falou

Passou uma hora, as duas se despediram e foram para o hospital


Notas Finais


Volto em dois dias, comentem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...