1. Spirit Fanfics >
  2. Minha emancipação >
  3. México

História Minha emancipação - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - México


          Após terminar o meu café da manhã peguei o meu celular para mandar uma mensagem para o meu pai, mas lá havia uma mensagem do Scott

Mensagem on:

- esteja em meia hora em frente ao Hotel Ritz Palace – mandou Scott, eu nem lembrava que ele ainda tinha o meu número

Mensagem off:

Me levantei para ir embora mas alguém segurou o meu braço

- você já vai? – perguntou Klaus segurando o meu braço e logo soltando

- já vou sim Klaus, eu espero te ver depois – falei andando até a porta mas voltando – na verdade, você sabe onde fica o Hotel Ritz Palace? – perguntei andando até ele

- eu sei sim, na verdade eu estou hospedado lá, fica bem pertinho daqui – falou se levantando

- obrigado Klaus – falei abraçando ele bem apertado e ele me retribuiu do mesmo jeito

- vamos? – perguntou apontando para porta

- claro – falei sorrindo e passando por ela

- você mora aqui? – perguntou olhando ao redor

- não, eu sou de Beacon Hills – falei sorrindo e destrancando o carro

- ah claro, eu também não sou daqui – falou andando até o banco do passageiro e entrando

- você é de onde então? – perguntei ligando o carro

- eu sou de Nova Orleans – falou sorrindo e afivelando o cinto

- quem sabe um dia eu não vou lá? – perguntei jogando uma indireta, mas nada ainda tão malicioso, certo que eu achei ele bonito mas não vou dar em cima dele desse jeito

- eu adoraria ter você lá, se quiser ir já tem até uma casa pra ficar – falou sorrindo

- me guia por favor – falei sorrindo nervoso

- claro, vira a esquerda na próxima esquina – falou apontando para frente

Após alguns minutos chegamos até o hotel, ele era um pouco extravagante mas provavelmente eles pegaram dinheiro do Derek para ficar aqui

- qual é o andar? – perguntou me puxando para entrar no hotel

- eu não sei, vou na recepção perguntar – falei sorrindo e andando pelo saguão

- eu já vou subindo, mas caso queira ir lá onde eu estou, é na suíte presidencial – falou andando até mim que já estava em frente a recepção – te vejo mais tarde – falou ele me dando um beijo na bochecha e saindo andando até o elevador

- em que posso te ajudar senhor? – perguntou a recepcionista me olhando

- eu gostaria de saber em qual quarto Scott Mccall está hospedado – falei olhando para ele e para o elevador como se o Klaus fosse descer a qualquer momento e sumir

- ele está hospedado na suíte presidencial 2, ela fica em frente a suíte principal 1 que é a melhor suíte só nosso hotel – falou sorrindo de um jeito completamente forçado

- é chato falar isso toda hora né? – perguntei já sabendo a resposta dela

- é sim, horrível, eu não consigo ficar fazendo isso sempre – falou ela respirando fundo

- então por que não corre atrás dos seus sonhos? Qual é o seu sonho? – perguntei pegando na mão dela que estava em cima da bancada

- meu sonho é fazer a minha faculdade de medicina e direito e depois conseguir um emprego para sustentar a minha mãe que está muito doente – falou ela e a cada momento seus olhos iam marejando mais e mais, eu via verdade nas palavras dela

- pecunia – falei abaixando a cabeça no balcão e fazendo uma maleta com dois milhões de dólares aparecerem na minha mão, mas eu não criei isso, eu apenas peguei da conta do Derek por que eu lembrava a cinta dele – isso aqui e pra você – falei levantando a maleta e entregando a ela – alcance os seus sonhos – falei deixando a maleta e indo até o elevador

Subi até o último andar e segui em direção a suíte dois, eu quase me confundi as portas por que não havia percebido que os números e nomes estavam em cima das portas, normalmente ficavam dos lados delas

Bati na porta e logo ela foi atendida.

- pensei que fosse demorar mais – falou Scott abrindo a porta totalmente nu, tentei não me importar

- onde estão os outros – falei entrando no quarto e olhando tudo ao redor

- estão em outros quartos – falou Scott se sentando na cama e pegando o celular dele

- poderia se cobrir por favor? – pedi vendo o membro dele começar a endurecer

- não tô muito afim – falou se levantando e andando te mim

- o que você pensa que está fazendo? – perguntei empurrando ele um pouco para trás para se afastar de mim

- tô fazendo algo que eu queria desde o começo – falou andando até mim e me beijando e eu correspondi, até perceber o que eu estava fazendo

- para – falei empurrando ele para trás – nunca mais faça isso Scott – falei apontando para o rosto dele

- se você não quer tem alguém que queira – falou olhando para o porta e ela abriu revelando um Mason cheirando a puro tesão

- oi Scott – falou andando até ele e sentando em cima dele – o que a vadia está fazendo aqui? – perguntou Mason retirando a roupa

- ele veio nos fazer companhia – falou tirando a calça do Mason

- Scott, se eu for ficar com você eu quero fazer isso sozinho, não com o Mason aqui – falei andando devagar até ele e dando um beijo ao lado do seu pescoço

- o Scott não vai escolher você – falou Mason com raiva

- Scott, quem você quer provar agora? Um sabor surpresa ou o feijãozinho maluco de sabor vômito – falei dando um beijo perto da sua boca

- eu quero você – falou ele jogando o Mason no chão e me puxando pela nuca para me dar um beijo

- eu não acredito nisso, já que é assim Scott não me procura mais – falou Mason vestindo as roupas e eu aprofundei mais o beijo enquanto olhava para ele e sua expressão de raiva estava apenas crescendo

- aceita Mason, você sempre foi e sempre será a segunda escolha – falei beijando Scott novamente

- isso não vai ficar assim Stilinsk – falou com raiva e saindo pela porta já vestido

- isso vai ficar apenas entre nós Scott – falei parando o beijo e empurrando ele na cama novamente

- vou fazer isso ser a melhor tranza da sua vida – falou me puxando para deitar na cama por cima dele

- tenho certeza que isso vai ficar gravado na sua memória – falei beijando ele e a cada momento fazendo ele se sentir amis sonolento até cair no sono profundamente

Vesti a minha blusa novamente e sai do quarto até chegar no quarto do Klaus, bati na porta e depois de alguns segundos ele me atendeu

- vem comigo – falei puxando ele até o quarto em que o Scott estava

- o que você fez? – perguntou olhando para o Scott

- eu sei que você é um lobisomem e que também é um vampiro, não sei como isso é possível mas sei que tem a capacidade de hipnotizar, apagar ou criar novas memórias – falei andando até o corpo do Scott

- sim – falou simples

- preciso que hipnotize ele para que pense que tranzamos por muito tempo – falei sorrindo e empurrando Scott para ele acordar – por favor – pedi e ele veio andando até chegar bem perto do Scott

- Stiles – falou ele com uma voz sonolenta – eu acabei caindo no sono antes da transa mas eu vou tomar um banho e vou te esfolar até não consegue andar – falou em meio a um bocejo

- você e o Stiles tiveram uma noite de sexo fogoso que foi muito melhor do que qualquer um que você já tenha tido – falou olhando no fundo dos olhos dele e logo o Scott apenas acenou com a cabeça – agora, durma – falou sorrindo e depois Scott caiu desmaiado

- obrigado Klaus – falei pulando em cima dele e abraçando ele muito forte

- não há de que, mas eu vou cobrar isso – falou me soltando do abraço

- tudo bem, isso valeu apena – falei calçando o meu tênis que havia tirado

- quero que saia comigo hoje a tarde, aproveitando que seu amigo aí só vai acordar de noite – falou sorrindo e estendendo a mão para mim

- eu aceito me encontrar com o senhor sim – falei apertando a mão nele e depois fazendo uma reverência como quem faz para um rei

- por que você fez isso? – perguntou Klaus sobre a reverência

- é só uma brincadeira, espero que não tenha ficado com raiva – falei dando um risinho

- então eu te vejo hoje a tarde as quatro e meia – falou me dando mais um abraço e saindo de lá

Depois de alguns minutos sentado na cama, eu ouvi os passos de alguém que vinha na direção desse quarto, retirei as minhas roupas rapidamente e joguei por todo o quarto para parecer que foi bom

Me deitei ao lado dele e fiquei de conchinha com o mesmo

- QUE PORRA É ESSA? – perguntou a Alisson berrando ao entrar no quarto

Eu fingi que estava dormindo e fiquei lá deitado controlando todo o meu corpo para que nada desse errado

- não está ouvindo? – se perguntou andando até a cama e me puxando dela

- o que é isso garota? – Perguntei me fazendo de inocente

- você está na cama do meu homem – falou com raiva e me dando um chute na barriga

- para sua vaca – falei fingindo dor mas isso não estava doendo nem um pouco

- eu só vou parar quando você morre – falou ela me dando um soco

- somnum – falei fazendo um feitiço em latim e a mesma caiu desmaiada no chão – agora eu vou fazer tudo isso parecer apenas um sonho na sua cabeça Alisson, e quando o Scott acordar vai achar que tranzou com você enquanto pensava em mim, logicamente se o Mason não falar – falei sozinho e me levantando

Retirei as roupas dela e joguei pelo quarto, coloquei ela na cama de conchinha com o Scott e sai de lá, simplesmente ela vai achar que se esqueceu que havia tranzando com ele

Fui até o quarto do Klaus e entrei de uma vez sem nem bater, quando eu entrei ele estava de cueca deitado na cama enquanto assistia um filme

- quê visão – falei correndo e pulando em cima dele com força

- não me mata de susto Stiles – falou Klaus com a mão no peito

- para de ser dramático, está assistindo o que aí? – Perguntei andando até o celular dele

- filme pornô – falou me fazendo travar instantaneamente – estou brincando, tô assistindo uma série ela se chama Teen Wolf – falou sorrindo e mostrando a série, parecia quase igual a nossa vida mas depois de um dos personagens ser possuído todos ajudaram e ainda continuaram unidos

- parece legal, quando eu voltar para casa vou assistir – falei me levantando da cama

- tá quase na hora do nosso encontro, vai vestir o que? – perguntou ele largando o celular e se levantando da cama

- eu não sei, mas quero tomar um banho aqui, não vou ficar no quarto com o casal maravilha – falei gargalhando, quero só saber o que vai acontecer depois só espero que funcione

- então fica aqui com o casal dos sonhos – falou andando até mim

- então cadê a sua namorada ou o seu namorado? – Perguntei olhando ao redor

- eu tô gostando de um garoto aí, ele acabou de chagar na cidade faz pouco tempo, é branco, tem várias pintas pelo corpo além de olhos muito lindos – falou sorrindo e me abraçando por trás

- contato demais Klaus – falei me afastando dele e sorrindo – espero que consiga o coração desse garoto – falei sorrindo e abraçando ele de frente mas logo soltei e fui para o banheiro

Retirei a minha roupa e entrei no Box, a água estava em uma temperatura perfeita, melhor impossível.

Comecei a me esfregar e a pensar

Pensamentos on:

eu até sentia tesão nos homens da pack mas não sentia vontade nenhuma de ficar com ele para namorar, quem sabe eu não transe com eles em algum momento

Aff não acredito que estou pensando nisso, vou só terminar meu banho mesmo

Pensamentos off

Terminei o meu banho e percebi que havia esquecido a minha toalha

- Klaus – chamei pelo loiro que apenas soltou um resmungo – onde tem toalhas? – perguntei colocando a cabeça apara fora da porta

- está debaixo da pia – falou andando e entrando no banheiro, mesmo eu tentando impedir ele apenas empurrou a porta como quem passa uma imagem de celular, com apenas um dedo

- eu estou nu – falei tentando esconder o meu corpo

- seu corpo é lindo, e tudo que é bonito deve ser mostrado – falou se virando para mim e me olhando de cima a baixo – uma delícia – falou gargalhando e me entregando uma toalha que logo tratei de cobrir o corpo com ela

- agora eu vou tomar banho – Falou retirando a sua cueca e ficando completamente nu, eu não conseguia desviar o olhar mas me controlei e sai do banheiro correndo que quase acabei escorregando no processo

Fiquei na frente do espelho e comecei a fazer ilusões de roupas no espelho para ver como ficaria.

Testei várias roupas até decidir que seria uma calça jeans skinny com vários rasgados por toda ela, uma blusa azul bem colada no corpo que deixava tudo marcado e um tênis da Fila, deixei os meus cabelos bagunçados mesmo e coloquei um colar com um pouco de verbena para que não tentassem me controlar

Assim que já havia terminado, Klaus sai do banheiro com uma toalha na cintura mas ele acaba deixando ela cair

- você está incrível – falou de boca aberta e eu só reparava no membro dele

- obrigado, agora se arruma rápido por que já está na hora do seu encontro – falei sorrindo totalmente vermelho e desviando o olhar

- me dá um minuto – falou usando a sua super velocidade e se trocando rapidamente para um terno azul escuro

- ficou perfeito – falei puxando ele pelo braço e andando até a porta

- quem diria que a vadiazinha vai sair – falou Mason do outro lado da porta – cuidado isso aí é uma biscate – falou ele me olhando e piscando para o Klaus

- e você seria? – perguntou né largando e andando até o Mason

- Mason Hewitt – falou estendendo a mão para Klaus que logo tratou de beijar ela

- é um prazer Mason – falou sorrindo e olhando para o garoto que estava encantado

- você quer tranzar comigo? – perguntou puxando Klaus para ficar mais colado no corpo dele – é grande – falou apalpando k membro dele

- você quer sair e tomar alguma coisa?- perguntou Klaus se aproximando mais do rosto dele

- se for com você eu quero sim – falou Mason me lançando um olhar do mesmo jeito que eu havia feito com ele, enquanto sorria

- então sai do meu caminho e vai tomar no meio do seu cu – falou perto da boca do Mason e empurrando ele para trás fazendo o mesmo cair no chão

- perdeu de novo Mason – falei puxando Klaus para um beijo bem quente e gostoso – vamos para o nosso encontro amor – falei olhando no fundo dos olhos dele que estava ficando marejados

- vamos sim meu amor – falou Klaus beijando o meu pescoço

- divirta-se aí sendo a segunda opção para tudo Mason – falei puxando Klaus para fora do corredor para irmos até o elevador

- não acha que isso foi muito cruel? – perguntou Klaus quando o elevador chegou

- preferia que eu matasse ele ali mesmo? – Perguntei olhando no fundo dos olhos dele

- não sei – falou entrando no elevador

- eu vou massacra-los por dentro para que sintam tudo o que eu senti – falei com raiva

- longa história? – Perguntou erguendo a sobrancelha

       - longa história – falei sorrindo e as portas do elevador se fechou


Notas Finais


Uuuuuuh, agora tudo vai pegar fogo, ou não? Só iremos saber no próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...