História Minha Esperança - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Tags Advanceshipping, Amourshipping, Ash, Drama, Estudo, Misty, Nerd, Serena, Sofrência
Visualizações 157
Palavras 1.228
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Literatura Feminina, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heheheehwhwhwh estoy de volta! ;3

Capítulo 11 - Capítulo 11: Anos depois...


Capítulo 11: Anos depois...

 

Serena

Depois daquela confusão toda, eu consegui terminar a escola, fiz muitas amizades, meu irmão Calem está de volta. Misty e Gary estão nuns pegas. Minha mãe viajou novamente. Lillie parou de me encher o sarro, e agora está tendo um caso com Sun, o irmão de Lillie está em Alola e não para de grudar no meu pé. Sempre mandando flores, cartas, bombons, isto está virando obsessão amoroso. Eu sempre o rejeito e dispenso, mas o mesmo insiste em me encher.

Eu arrumei um emprego, de garçonete. Ganho um salário mínimo. De 400$ até que está bom, não uso muito a energia. Até porque não preciso pagar a energia já que minha que é que paga as contas daqui em casa. Nunca mais tive a notícia de Ash, se ele está bem, se arrumou uma namorada. Ainda não sei. Mas eu estou com 23 anos. Estou no último ano da faculdade. Estou perto de me formar e ser uma médica. Sim, eu quero ser médica.

Não que eu esteja querendo ser igual ao Ash, mas vejo que muitas pessoas necessitam de cuidados. Quem sabe eu não mudo de profissão?

 

Agora estou em casa, fazendo porra nenhuma. Apenas sentanda no sofá e vendo tevê. Até que Calem chega e se senta ao meu lado.

 

— Olá irmãzinha. — disse Calem alisando meu braço direito.

— o que você aprontou, Calem? — pergunto sem tirar os olhos da tevê.

— Nossa! Agora fiquei magoado, você acha que eu transaria na sua cama? — assim que ele disse isso, me levanto com tudo e desligo a tevê.

— VOCÊ FEZ OQUE? — praticamente eu gritei com o mesmo. 

— eita, calma maninha, foi só uma vez. Depois eu limpei a cama.

— vai pro inferno Calem! — falei indo até a cozinha pegando qualquer coisa do armário. 

— eu também te amo maninha! — disse o mesmo. Nem olhei pra sua cara, mas tenho certeza que ele deu um sorriso safado. — então... descobriu que foi que te deixou não-impura? — perguntou e eu apenas continuava a mexer no armário. 

— esquece isso... — falei num tom frio. — e essa palavra " não-impura " nunca existiu tá ok?

— éééé... acabei de inventar. — dei risadas. — seu irmão inventa cada merda né?

— E como...

 

Assim ficamos assistindo uma série. The Vampires Diares.

 

Ash

Depois da Serena ter me bloqueado em tudo. Eu fiquei muito preocupado com ela. Mandei mensagens pra Misty, pro Gary. E eles não sabiam o quê houve com ela. Comecei a ficar mais preocupado com ela. Enfim, consegui terminar a escola, entrei na faculdade. Estou com 23 anos. Mas agora irei me mudar, aqui em Kanto não tem mais. As aulas acabaram aqui. Então graças ao Gary, eu soube que lá tinha uma vaga. Disse pro mesmo que ia voltar a Kanto ele ficou mô felizão. Satore está com 25 anos, provavelmente ele não tem mais o quê estudar.

Ele tava dando uns pega em Bianca. Eu sempre shippei eles dois.

Eu tive um lance com uma menina chamada Mallow. Mas não deu certo e acabei terminando. Por conta da Serena, não consegui tirar ela da minha cabeça até hoje! Logo depois fiquei com a May. Ficamos 3 anos juntos. Eu terminei também. 

 

Agora eu estou no aeroporto de Kanto, esperando o avião vir. Estava sentado enquanto Satore e Bianca ficavam jogando Free Fire. Eu os olhava com cara de bunda.

 

A é! Eu mudei meu visual, parei de usar óculos, agora enxergo sem óculos. Não uso lentes. Fiz um penteado maneiro. Agora meu cabelo é liso. Tem alguns fios de cabelos pequeno sobre minha testa. E tenho o cabelo espetado um pouco pra trás. Virei o galã da escola.

 

— a porra! Joga direito Bianca! — disse Satore indignado. 

— vai tomar no cu! Tu nem foi me curar e manda eu jogar direito? — respondeu Bianca ainda segurando o celular dela.

rã... doentes... " — pensei até que somos chamados. Nos levantamos e fomos direto a porta. Quando olho pra trás, vejo Bianca e Satore brigando pelo jogo. São dois idiotas sem vida ali.

 

《 Quebra Tempo... 

Quando o avião pousa, cara, minha felicidade foi grande. Saí as pressas do avião. Dava pra ver a praia de longe. Eu fui até a saída e vejo um monte de gente. Gary e Misty disseram que estariam no aeroporto. Não os vi. 

— Ash? — quando olho pra trás, vejo um mulher ruiva, de olhos verdes. Cabelo um pouco grande.

— desculpe, se confundiu! — falei brincando balançando as mãos, até eu receber um cascudo da mulher ruiva. Todos nós olham.

— a seu viado! Não está me reconhecendo seu corno? — disse a mulher ruiva me puxando pra cima pelo meus cabelos. Me fazendo ficar de pé.

— aí, aí... — dei massagem no lugar onde a mesma deu. — Mi-Misty? — falei com os olhos arregalados. 

— quem mais seria? — falou a mesma. Oque eu fiz foi abraça ela, com todas as minhas forças. Deixei lágrimas caírem. Ela fazia carinho nos meus cabelos enquanto eu passava minhas mãos sobre sua costa. 

— amor, achei você! Não acho aquele corno em lugar nenhum... — o homem para de falar e me encara com fogo nos olhos. — O QUÊ VOCÊ TÁ FAZENDO ABRAÇANDO MINHA NAMORADA?! — falou o homem de cabelos castanhos e olhos azuis apontando pra mim.

— bom te ver Gary! — falei indo até o mesmo e lhe dando um abraço forte.

— A-Ash? É você mesmo? — ele aos poucos ia aproximando suas mãos até minha costa. 

— sim meu velho amigo! Sou eu! — dei risadas curtas.

Nos separamos do abraço, e logo vejo Satore e Bianca. 

— Satore! — disse Misty sorridente..

— Alola, Misty! — disse Satore e Bianca o olha enfurecida. 

— VIADO! VOCÊ VEM COMIGO! VOU CHAMAR UM TÁXI! — disse Bianca enquanto puxava a orelha direita de Satore e a outra mão ela ligava pro táxi. 

— aquela dali... é mesmo a Bia? — perguntou Gary com uma gota na cabeça. 

— sem dúvidas! — respondi.

— Ash, você não quer... — interrompir a Misty.

— eu preciso ver a Serena, Misty. Quero saber o motivo dela se isolar assim.

Quando disse isso, os dois arregalam os olhos e me olham com olhar triste.

— acho melhor Serena te contar oque aconteceu... — disse Misty com um sorriso fraco.

— então vamos!

 

Gary pediu um táxi, e que logo veio. Misty deu o endereço de Serena. Ela ainda morava naquele bairro? Eu estava tão nervoso. Será que ela se lembra de mim? Será que ela vai me rejeitar?

Perguntas e mais perguntas surgiram em mim cabeça. Quando chegamos até a casa de Serena, desci do carro. E fiquei parado olhando aquela casa.

 

— está pronto Ash? — perguntou Gary tocando em meu ombro esquerdo. Eu estava tremendo, e até suando.

— Sim! — respondi firmemente.

 

Misty abriu a porta, deu pra ouvi a voz de Serena. Estava doce e serena...

 

— Misty! Sua vaca! Você perdeu a série! — disse Serena com o tom alegre.

— Serena, temos um presente para você! — disse Misty, Gary entrou e ficou ao lado da porta.

— vem viado, com medo de mulher rapá? — disse Gary zombando de mim.

 

Realmente, estava com medo.

Eu entrei com tudo dentro da casa. Serena não me reconheceu bem.

 

— quem é esse? — perguntou a mesma.

— Serena, sou eu! Ash Ketchum, eu voltei por você! 

A mesma ficou sem reação, ela estava tão linda. Olhos azuis, cabelos mais loiro castanho, ela tinha cortado o cabelo. Que agora ficou até o pescoço. 

— A-as... 

 

BAQUE!

— SERENA! — gritamos o seu nome juntos. Aí meu Kami. Será que sou tão feio assim?


Notas Finais


TADA!:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...