História Minha esposa criança ( reescrevendo) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Severo Snape
Visualizações 63
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - O casamento


Laís

Eu sei o que está pensando como em uma noite você dorme, planeja a vida toda encontrar o amor, mas em um breve dia você acorda e descobre que isso nunca irá se tornar realidade. Hoje seria o dia, o dia que minha vida mudaria para sempre uma vida com quem não planejava ou sonhava, seria um sufoco eu não teria o meu pai ao meu lado entrando eu não teria a minha mãe me aconselhando sobre que vida de casados é um desafio não teria nada disso, era somente eu. Eu num vestido branco andando em direção ao altar e dizendo sim eu aceito, somente eu enfrentando a dura verdade pintada na minha cara ou um simples pesadelo que não teria fim, um casamento arranjado as presas ou um inferno de relacionamento, claro que viria a parte mais difícil de encarar a noite de nupcias onde os jovens casados selam o seu amor diante de Deus comprovando o quanto se amam e querem ficar juntos, ou diante da lua onde a própria banha eles com sua luz durante o ato agradecendo ao doce e puro amor. Não teria isso no meu eu não preciso esperar sentada eu sei o que será somente uns dois dias vivendo o inferno de um relacionamento que nenhum dos dois quer ou deseja. Meus pensamentos são interrompidos com a Hermione me servindo uma bandeja cheia de comidas, eu pego somente os morangos não estou com fome eu tomo um banho e visto-me com um vestido qualquer não tenho nada a esperar por hoje normalmente eu tenho expectativas mas hoje não. A porta abre do nosso dormitório revelando um Snape não faço a miníma ideia do que ele quer, ele pede para a hermione sair e nos deixar a sós muitas imagens prevem o meu futuro.

- Severo: É melhor a senhorita se arrumar e fazer coisas que noivas normalmente fazem, como unhas, cabelos e paparicos.

- Laís: Não tenho nenhuma vontade disso, será mais um dia comum.

- Severo: Não será somente um dia comum, será o nosso casamento será a sua última vez como uma Potter, eu quero que aproveite esse último dia como uma Potter acredite depois que casarmos não será permitida fazer um monte de coisas. 

- Laís: Isso é uma ordem Severo, ou um conselho?

- Severo: Interprete da forma que quiser, agora preciso dar aula.

Depois desse conselho ou ordem, ele tinha razão eu só teria hoje para fazer o que eu queria, pra que eu ficar trancada no quarto me lamentando do que eu iria fazer depois que casar, vesti uma leque, uma blusa longa e por baixo uma regata eu iria voar em uma vassoura hoje era o dia que eu iria morrer de medo. 

Voar não é uma das melhores coisas da vida, que eu imaginava eu descobri finalmente que eu era péssima em voo eu nunca mais quero por um pé nessa vassoura ou em algo que voe, deu tudo errado me acidentei mais vezes mais algumas pessoas tem dom outras não eu desistir e fui com a Hermione no banheiro do 3 andar lá a água é boa mesmo eu e a Hermione fizemos coisas de meninas como lavar os cabelos e pintar unha, se arrumar a noite iria cair eu precisava está perfeita. Muitos esforços e pronta, o vestido caiu perfeitamente em mim, meus cabelos estavam soltos e brilhando minhas unhas em um rosa bebé lindo, meu sapato era um salto mais eu conseguia andar, muitos ainda estava em aula faltava alguns minutos para a aula acabar chegando na sala precisa organização perfeita, eu deveria a mione pelo resto da vida, comi alguns morangos antes. A cerimônia iria começar as 20:30 e a dança iria iniciar depois da cerimônia, Mione deixou claro que minha lua de mel seria longe da longe, foram chegando as pessoas e assim que o Draco apareceu ele me abraçou literalmente dizendo que sentia muito por mim eu estava quase chorando, estava na hora do meu casamento.

- Hermione: Laís está na hora, aqui as flores girassóis como você gosta.

- Laís: Agradeço a você mione. 

- Hermione: Vai está na hora.

a música tocando, muitos convidados acho que do ministério ou gente da ordem quem me levou foi o diretor acho que apertei tanto a mão dele que ficou foi roxa, entregue foi o que eu pensei o ministro fez uma magia que tava para sentir a extensão dela, era a iniciação que eu estaria casada pelo resto da minha vida com o professor Snape, tocamos as nossas mãos, fora um momento que eu pensei firmemente em minha infância será possível que eu sonhei o tempo todo com contos de fadas que não seja possível meu casamento ser feliz.

- Primeiro Ministro: Troquem os seus votos.

- Severo: Eu Severo Prince Snape prometo que hoje e até os dias que viverei irei lhe proteger e assegurar a sua segurança mesmo que eu morra irei proteger você, assegurei que fique bem e segura respeitarei a sua decisão aceito.

- Laís: Eu Laís Evans Potter lhe asseguro que eu irei ouvir você, respeitar a sua decisão e fazer o possível para ser uma ótima companhia e amar você hoje e até os dias que viverei, aceito.

- Primeiro Ministro: Finalizem essa união do modo tradicional.

Uma aproximação perigosa, rosto muito perto do meu minhas bochechas estão vermelhas terei um desmaio assim, um beijo não pode ser chamado de beijo somente um selar dos lábios. Mas ainda sim um beijo.

- Alvo: Excelente, agora a dança. 

Fomos para o grande salão mas ou menos o centro, sua mão na minha cintura, minhas mãos no seu pescoço não é todo dia que se ver uma cena dessas acho que os gêmeos iriam me zoar pelo resto da vida uma rotada básica, um afastamento uma aproximação, um levantamento mais uma rotada acho que ficarei tonta assim uma aproximação bem mais perto. Final da dança um beijo no rosto mas falando no esquema da situação um beijo nos lábios. Uma respiração funda para o que depois iria ocorrer, eu não quero pensar nisso, mais não consigo é inevitável. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...