História Minha esposa criança - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Severo Snape
Visualizações 30
Palavras 1.794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - A briga, os sintomas e desculpas


Pov severo

O lord me chamou, eu chego no local tudo fede a sangue e morte os outros estão com medo eu normalmente já estou acostumado.

- Bellatriz: olá severo como vai? Vejo que está meio pálido o que houve matou alguém que amava oh coitadinho.

- Severo: olá Bella, minha pele não é da sua conta e a próxima vez que for falar comigo pense bem. Não quero lhe lembrar da última vez ou quer?

Bella automaticamente vira a cara e sai pisando duro, Severo caminha para a sala onde todos estão sentados reunidos esperando o lord. Assim o lord se senta e faz todo mundo calar a boca, já era comum essa rotina de reuniões.

- lord Voldemort: Olá meus servos, essa noite eu planejei um plano e preciso da ajuda de todos. O plano é pegar a senhorita Potter e trazer em direto a mim, com isso eu irei tomar ela e colocar um filho em seu ventre, seu irmão não poderá atacar. Mas eu infelizmente soube que ela já está comprometida, então eu irei tomar outra pessoa próxima a ela, alguma ideia de quem?

-Bella: Podemos pegar a sangue ruim ou a weasley.

Lord Voldemort: Claro mais não, elas são muito protegida.

- Severo: que tal a Lilá Bronw 

- lord Voldemort: sim essa está bom.

Todos os comerciais foram a procura da menina loira, assim que chegaram onde ela estava não deu chance dela pegar a varinha a menina sumiu junto com eles. Lord Voldemort a torturou e obrigou a menina a se casar com ele, com isso no dia seguinte Hogwarst iria saber que uma aluna sumiu.

Pov Lucy:

Na noite passada estava tudo estranho, o sumiço da lilá me deixou com medo de eu suspeitar da noite que severo foi ao encontro do lord eu iria tirar as minhas dividas hoje.

- Lucy: Você e os outros comensais pegaram a Lila né?

- Severo: não é da sua conta, mesmo se fosse não poderia fazer nada.

- lucy: ELA ERA A MINHA AMIGA, ISSO FAZ PARTE DO PLANO INSANO, POR QUE SE FOR NÃO PEGUE AS PESSOAS QUE EU TENHO AMIZADE.

- Severo: exatamente era, agora controle a sua voz quando vier falar comigo.

Lucy bufou e saiu batendo a porta de seu quarto, ela se deitou na cama e dormiu nessa manhã ela quase perdeu o café, estava ficando muito cansada sua força estava esgotada, seus peitos doíam muito e seu ventre estava ficando grande, ela acordou uma hora depois e foi até o espelho do quarto e viu que seu ventre estava inchado ela começou a fazer flexões e aliviou a dor. Quando ela foi se sentar sua cabeça girou e ela correu para o banheiro vomitando era normal. As manhãs na escola estavam agora em paz porém Lucy na manhã ela se sentou na mesa e a mesma sentiu o cheiro de bacon e tentou sair mais era tarde ela acabou vomitando no chão, ela usou somente uma magia para limpar e saiu para o banheiro para escovar os dentes e voltou para comer e tudo estava normal pra ela. Por mais que tivesse vida sexual ela fez teste de gravidez então estava tranquilo não estava gravida ainda, as aulas foram uma droga para ela, ela esperava a hora do almoço ansiosa, mas do que ansiosa. No meio da mesa Hermione falou algo que a fez ficar magoada que as lagrimas da menina estava descendo  dos seus olhos deixando todos surpresos, Hermione pediu desculpa e ela sorriu fraco e atacou todos os morangos na mesa deixando todos de boca aberta ou melhor todos os alunos e alguns professores. 

- Severo: Senhorita Potter me acompanhe, preciso falar com a senhorita um assunto sério.

- Lucy: está bem até gente.

chegando na sala do Snape a menina levantou a sobrancelha perguntando o motivo da conversa, a menina estava com raiva ainda dele uma semana havia se passado que não faziam sexo, a menina havia se viciado naquela rotina anormal, mas boa em todos os sentidos já que ela era jovem e gostava de pegadas. Ela já quase invadiu o quarto dele para pedir sexo, mas claro que ela desistiu da ideia no meio da noite a pessoa se levanta para querer sexo não era mais que um costume, se dependesse dela iria fazer sexo o més todo, só de pensar nisso deixava a menina molhada.

- Severo: Eu percebi que você anda meio estranha, apetite forte e muito sentimental, acredito que já está gravida.

- Lucy: Não teremos que fazer mais sexo se for para eu engravidar.

- Severo: Você foi ver a médica?

- Lucy: não mas fiz exame essa semana, o teste deu negativo.

- Severo: vamos na ala hospitalar agora, precisamos ter certeza se não está.

- Lucy: Está bem.

Para eles não ficarem discutindo ela foi contra a sua vontade, chegando lá a médica pediu para a menina levantar a blusa, a menina levantou e ela fez todo exame por magia. Para a felicidade de Severo sim ela estava gravida mas não daria para ver o bebe, barreira magica na barriga da menina, de acordo com os bruxos poderosos quanto  mas forte for os bruxos mais forte será o bebe. 

saímos de lá, eu não sei quando irá começar aparecer a barriga mas de uma coisa eu tenho certeza ele não irá querer mais sexo, pelo fato de eu ser criança e agora por carregar uma criança. la ainda sentia falta da Lila, se a menina estivesse morta ela já sabia que nome daria se o bebe fosse menina, Lila Luane Prince Snape.

- Severo: já está pensando no nome, quando iria me perguntar?

- Lucy: Você iria saber depois, não estou com cabeça para discutir agora, já sabemos que eu estou gravida é só o que basta.

eu sai de lá, tinha aula de porções com o novo professor ele pareceu bastante interessado no Harry talvez por quê seja o menino que sobreviveu do temido bruxo das trevas, ao contrário de alguns eu não ligo para a briga de Harry e Draco sim somos amigos nas férias ficamos mandando carta um para outro.

Eu fui parar na enfermeira de novo, tive um surto de estresse e desmaio junto com isso, eu estou deitada na cama Harry e Draco estão aqui comigo, eu olho para os dois.

- Lucy: o que aconteceu?

- Harry: você desmaiou sorte que o Malfoy lhe pagou a tempo.

- Draco: ao contrário de alguns eu me importo com o bem estar de alguém.

- Harry: Está falando do que em?

- Lucy: pare os dois, Draco obrigada por ter me salvado por favor poderia me deixar a sós com o Harry?

- Draco: Mas se cuida te vejo depois.

- Lucy: Harry eu fico feliz que você se preocupa comigo, será um ótimo tio.

- Harry: você está grávida? 

Sim eu afirmo com a cabeça Harry me abraça tocando na minha barriga coberta pela blusa, ele começa a falar com o bebê mesmo não estando grande ainda.

- Harry: olá bebê, como está aí dentro? Se você for um menino irei lhe ensinar quadribol. Iremos voar na vassoura ver o céu, sentir a brisa do vento no rosto, mas se for uma menina irei comprar muitas bonecas e coisas rosas com vermelho pois você irá para grifinoria com certeza e iremos comer doces e mais doces.

- Severo: primeiro minha filha ou filho não irá voar em uma vassoura e minha filha não vai comer doces. Vá para sua aula senhor Potter!

- Harry: o seu pai chato e sem humor estragou a nossa diversão mas não se preocupe irei ler para você toda noite, e cantar. Tchau bebê.

Severo olhava para o Harry com raiva, seu rosto ardia em fúria, ele certamente não gostou nada.

- Severo: veio parar aqui de novo está ficando cada vez mais recente a sua vinda aqui.

- lucy: não sou culpada de ter hormônios de grávida e tonturas.

ficarmos olhando um para o outro nada a falar.

- Severo: como o bebê está?

- Lucy: ainda crescendo na minha barriga.

- Severo: tá irei agora, tchau.

- Lucy: Tá.

Depois do hospital eu comecei a ter apetite muito elevado eu comia mas do  que eu gostaria, limpava quase toda a mesa da grifinoria em situações de porções eu fiquei emocional eu chorava a cada acerto em porções, Draco e eu discutirmos no salão e é claro que hormônios de grávida é horrível eu chorei mas do que tudo assim que eu chorei Draco me pediu desculpa na frente de todos e me abraçou. Em questão de sexo, nada por isso que eu ando estressada nas aulas de feitiços nem se fala eu praticamente fiz a minha casa perder 100 pontos por discutir com o professor Snape.


 Lilá brown.

Eu estava em um local escuro, o lugar cheirava a sangue, eu havia sido sequestrada por você sabe quem, eu estava apavorada ele trabalhava em me torturar até eu me render. Em limites de força eu não aguentei e me rendi toda noite agora ele ia ao meu quarto e entrava dentro de mim me machucando muito, eu não sabia a quantos dias eu não mestruava, até que um dia ele trouxe uma médica bruxa que confirmou que eu estava grávida desde então ele nunca mais veio querer sexo eu ficava presa no quarto e comia lá. Não saia para nada e se eu desafiasse ele eu morreria ou seria estuprada de novo.


 Os três meses.


Já fazia meses que eu estava grávida e agora eu dormia muito, acho que os meus tempos gastos era em dormir e comer e estudar tudo meu me deixava cansada, minha barriga estava um pouco grande mas isso já estava resolvido eu andava tomando uma porção que deixava a minha barriga pequena aos olhos das pessoas mas a noite eu ficava com ela grande. Eu agora tinha maior cuidado com tudo, eu ficava um pouco com Harry já que ele falava com o bebê quando eu contei da barreira ele disse que seria para a nossa família, é claro que eu não falei nada meu medo era com o Draco eu precisava falar com ele. Em um dia de coragem eu contei a ele que estava grávida ele riu achando que era zoeira mais assim que tocou na minha barriga ele sentiu o bebê a magia, ele me pediu para ser o padrinho do bebê é claro que eu não neguei. Isso sem o Severo saber ou desconfiar, na aula com a sonserina Draco e eu ficávamos conversando deixando os professores surpresos e um Severo com raiva. Em um certo dia eu falei com o Severo dizendo que minha amizade com Draco não era de sua importância pra que eu fui fazer isso. Ele ficou com muita raiva e me prensou na parede e acabamos indo para cama.




 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...