1. Spirit Fanfics >
  2. Minha fraqueza. (MikAnnie) >
  3. Nova história

História Minha fraqueza. (MikAnnie) - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Nova história


Fanfic / Fanfiction Minha fraqueza. (MikAnnie) - Capítulo 13 - Nova história

Pov's Annie

- Mikasa me solta.

Mk - Não... Eu quero ir junto.

- Você não pode ir junto, e muito melhor na mira do que eu.

Mk - E se ele atirar em vc?

- Ele não vai atirar em mim ... Agora me solta.

Mk - Da beijinho.

Neste momento todo mundo me olha e eu fico como? Vermelha como um pimentão.

- não é hora e nem lugar.

Lv - Da logo a porra desse beijo antes que eu dê um cascudo nela.

"Vai precisar de um banquinho pra isso."

Me estico e beijo a Mikasa, ela sorri fofa e me solta.

- Vamos recapitular o plano... Todos falando suas funções.

Mk - Mirar e matar o Yeager.

Sasha - Mirar e matar o Reiner.

Jean - Ser o Dublê do finado.

Connie - Manter o foco na estrada.

Lv - Matar o Yeager antes da Mikasa.

Hg - Hahahaha achei que era fazer a segurança da Annie.

Lv - Eu posso fazer as duas coisas perfeitamente.

Hg - Minha parte é a mais legal... Gritar Fogo🔥.

Ela tinha um brilho estranho nos olhos.

Suspiro frustrada com o comportamento infantil deles, vou até o Jean e ele me coloca as algemas vai indo comigo pra fora da base.

Entramos no Gipe e Connie digiu pra fora, Jean pegou a arma e apontou pra cabeça do Connie, colocou um pano pra cobrir meu rosto.

Estávamos simulando uma perseguição onde o que dava a Entender que o "Eren" estava vivo e escapando de Paradis.

Seguimos para fora da ciade com os outros em outros gipes vindo atrás.

J - Estamos quase lá.

- Mantem sempre a cabeça pra baixo como se tivesse focado em mirar no Connie.

J - Okay.

C - Gente um comboio se aproxima.

Connie para e eu estremesso.

Zeke - Quem vem lá?

J - Sou eu.

Ele tira o capuz da minha cabeça e eu olho com ódio pra frente.

Reiner - Eren morreu, eu vi com meus próprios olhos, é você Jean?

J - É claro seu idiota.... Mas eu tinha que me vestir igual o Yeager pra pegar o que vocês queria... E aqui está ela.

Mordo o frasquinho de sangue falso e ele levanta meu rosto mostrando pra eles, vejo o tal Zeke sorrindo.

J - Trato é trato... Eu dou a Leonhart pra vocês e vocês me poupam.

Zeke - justo, mas acho que não vai querer voltar pra Paradis não é?

J - Não, eles vão querer minha cabeça.

Zeke pega um arma e aponta para nós, Reiner fala algo no ouvido dele e o mesmo suspira, depois abaixa a arma.

Zk - Traga ela aqui.

Jean desce do Jipe e abaixa um pouco, foi quando o ponto vermelho apareceu na cabeça do Reiner e logo escutamos o primeiro tiro.

O Yeager sai correndo e Jean me solta, pego minha mini basuca que é um equipamento exclusivo da Polícia Militar e monto no Jipe, miro no comboio e escuto o segundo tiro, o Yeager cai e foi nesse momento que o Jean entrou e o Connie deu ré.

Chegamos na formação com o outro gipe, e eu mirei bem no centro do comboio onde eu tinha certeza que o Armin estava.

Hg - FOOOOGOOO.

Ymir, Marco, Bertholdt e eu abrimos fogo contra os 4 caminhão que tinham no comboio, o quinto caminhão era o da frente então ele explodiu junto com os outros.

A terra começou a tremer e olhamos pra trás, o comandante Dok vinha em cima de um Tanque e atrás dele haviam mais dois e dois caminhões lotados de soldados.

Dok - Assumimos daqui Leonhart.

Bato continencia e ele prossegue com os tanques.

Voltamos pra entrada de Paradis, a tropa estacionária estava lá com seus canhões para conter qualquer investida a cidades.

Y - Pra onde vamos agora?

- você vai ficar aqui junto com o Jean... Sasha e Marco vão para o Oeste ajudar as tropas Estacionarias de lá. .... Bertholdt e Mikasa vão para o Norte... Connie você vem comigo para leste.

C - Entendido.

- Nos encontramos no quartel em 5 dias.

Ja ia até meu gipe quando fui puxada pelo capuz.

Mk - Ta esquecendo de nada não?

Suspiro e vou la dar beijinho de despedida.

- Idiota.

.......

....

DOIS ANOS DEPOIS

....

Após só perder para nós em todas as batalhas, Marley enfim fez um tratado de paz com Paradis.

Mikasa e eu fomos promovidas e condecoradas capitãs, eu da Polícia Militar e ela do Reconhecimento.

Ymir voltou com a História por que ela é trouxa, Sasha se apaixonou por um prisioneiro de guerra Marleyano, na verdade foi pela comida dele.

Marco e Jean tão de rolo mas morrem jurando de pé junto que não são gays.

Bertholdt saiu da vida militar e foi ser agroboy, Connie é o braço direito da Mikasa.

O capitão Levi se aposentou, a Hange agora é a comandante da tropa Exploração porque o Erwin infelizmente morreu em uma missão no que nós chamamos de Submundo.

Mikasa e eu assumimos um relacionamento sério, noa vemos uma vez por semana por causa dos nossos cargos.

Hoje eu fui convocada pra ir prestigiar os novos inscritos da escola militar.

É claro que fui pois iria ver a Mikasa e eu não perderia essa chance.

Estávamos todos ali no palanque olhando pro instrutor que começou a falar sobre as posições, e os sistemas de como tudo funcionava.

Quando ele falou sobre ser o Número 1 e suas regalias duas crianças me chamaram atenção.

Falcon - Ta no papo.

Gabi - Que você será o número 2 né? Porque com certeza a melhor atiradora aqui será a número 1.

F - Você mal sabe usar um estilingue.

G - E você nem limpar o cu direito sabe.

Queria poder rir mas não posso Pois tenho que manter a postura, sinto a mão da Mikasa se entrelaçando a minha.

Dou um rápido sorriso e continuo olhando pros dois lembrando de mim e da Mikasa há alguns anos atrás.

"Éramos tão inocentes."

Mk - Ele tem cara de Tropa de Exploração.

- Será uma honra ter a garotinha na polícia militar.

Olho pra ela e a mesma sorri, sorrio também e volto a olhar pros pirralhos que já estavam levando esporro do instrutor.

"Ali está começando uma nova história."

.

.

.

.

Fim



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...