História Minha Garota - Camren - Capítulo 101


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Ally Brooke, Austin Marrone, Bruno Mars, Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Dinah Jane, Halsey, Justin Bieber, Lucy Vives, Normani Kordei, Norminah, Veronica Iglesias
Visualizações 205
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


amo voces serio!

Capítulo 101 - 101


 L a U R E N

Eu fui em busca de Selena, ela me pagaria pro isso, me explicaria ao menos. Elas estavam muito próximas durante a gestação de camz, e sei que não foi apenas uma amizade, ela ficavam eu acredito nisso e sei que sim. Bom , estava eu parada em frente a casa dela , esperando a oportunidade. Estacionei o carro do outro lado da rua, e antes que eu pudesse alcançar o grande portão, eis que surge o carro ranger hover preto. Ela não seria legal sair ou dá ré. Eu parei e ficarei encarando-a.
  É , ela deu ré. Fui atrás  logico.

— Oh meu deus Lauren, o que você estar fazendo aqui a essa hora da manhã? — ela parecia apavorada, mas não queria mata-la ou algo do tipo . — Os jauregui’s tem fama de vingadores, pelo amor não arranca minha cabeça, mulher.

— Então desce do carro sua piruá. — eu queria me divertir.

— Lauren eu te conheço a muito tempo, deixa dessa. O que você estar fazendo aqui? — ela podia ser o que fosse, mas arregar , tenho certeza que não, tanto que saiu do carro subindo as mangas da blusa social. — Diz.

— Não tenho muito a dizer. Quero saber, você estar com Camila? Não mente pra mim! — eu tava fingindo raiva a coitada recolheu um pouco os ombros.

— Não estamos ficando, o que ela te falou? — perguntou nervosa. — por que independente do que ela tenha dito, por mim não vai rolar. Olha Paola é uma pessoa legal — explicava — estamos nos conhecendo, ela tem planos e pretendo seguir com ela.

— Eu sei que não vai rolar, por que eu vou arrancar sua cabeça agora . — eu corri em sua direção, ela não se moveu , mas foi engraçado vê-la cair na tentativa frustrada tropeçando no pé, acho que a bunda dela doeu. — Relaxa. — estendi minha mão para ela.

— Não obrigada! Estou bem aqui, minhas pernas estão bambas eu cairia outra vez, na certa.

— Voce é muito panaca, besta! Eu não faria nada contra vocês, sou mais velha tenho que dar o exemplo de que a vida segue e que não podemos fazer nada, por que o que DEUS uni, o homem jamais separa! — o olhar dela sobre mim foi o melhor. — serio, eu acredito no amor, ele vence tudo.

— posso ser sincera? — perguntou encostando no meu braço e eu a empurrei para longe. — PORRA VOCE ME MACHUCA, SUA VADIA , NOJETA.

— COMO É SELENA? Eu quero acabar com você , saiba disso! A minha mulher estar me evitando por estar tendo sonhos com você ou sei lá o que ela quer, estar com ciúmes de você por que tu estar ficando com alguém que não tem nada haver, mas ela so percebeu isso agora e você ainda tenta me tocar, já que conhece tão bem o histórico da minha família, por agora evite os contatos físicos. — eu tentei ser seria e mais o espanto dela havia sido ótimo.

— é serio isso? — perguntava já se afastando , puxando a bunda calmamente para o lado.

— Não sua idiota, estou brincando. Mas seja , por favor!

— Você ainda é a pessoa que desejo para mim!

Não soube o que falar para ela. Fiquei calada e gostei, encaixa com o que eu tinha em mente e em fim , daria duas cacetadas em um coelho só. É assim o ditado. Que seja !

— o que vai fazer a noite? — perguntei . Ela deu um sorrisinho bobo pra mim, faz fechei a cara pra ela, que desfaçou olhando para os lado e voltou a me olhar. — responde, vacilona!

— Nada. Nem com Paola, não marcamos nada! 

— Ok, então seja minha essa noite. — pedi, e vi sua sobrancelha se arquear e a encarava novamente com a cara fechada, eu queria ser amigável mas isso não me impedia de sentir raiva das duas. Sorrimos uma da outra. Ela levantou limpando a parte de trás da calça. (rum) Balancei a cabeça negando a situação. — vou te passar as informações no zap. Esteja lá no horário marcado.

— você não estar pensando em me matar não, né?

— jura? Tu acha que se meu pensamento fosse isso, eu estaria aqui, conversando , marcando o lugar?

— Sei lá Lauren, não confio mais em você, não mais e principalmente agora. — ela estava brincando, mas eu queria mata-la de fato.

— Então tenta a sorte!

Levantei em um pulo a pedi que abrisse o portão e encarei com a minha melhor cara de mau, ela negou e entrou em seu carro.

— quer carona?

— quero sua cabeça numa estaca! — gritei e ela me ofereceu o dedo do meio. (hahahahahaha) — aguarde meu zap.

Ela saiu de sua casa e arrancou com o carro em cima de mim. Algumas pessoas me olharam para ter certeza que eu não tinha sido esmagada por ela. Eu ri. Desejei um bom dia e entrei no meu carro. O dia vai ser longo demais...

Mandei um zap, para Camz, provavelmente ela estaria saindo para deixar Nico na escola, eu queria estar presente, mas ele não vai lembrar disso , então ela cuida disso, estarei atenta , mas esse lance de escola é chato, tomara que ele goste e que der tu certo, por Normani a contra gosto topou ficar com ele a noite. Meus pais não estão na cidade e Sinu, é difícil encontra-la agora. Normani é salvação!

“ assim que sair da aula, vem almoçar em casa, vou preparar algo delicioso para a gente. Posso te esperar? “ 20:04 visualizada as 20:04.

“ Ta bom! Não respondi antes porque me ocupei fazendo nada sabe. Mas quero almoçar com você sim, pode me esperar!”

A filha da mãe me deixou esperando uma hora pela resposta. Rum, ela me paga! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...