1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Garota (Kim TaeHyung -- Long-Fic) >
  3. Tae e Jae

História Minha Garota (Kim TaeHyung -- Long-Fic) - Capítulo 37


Escrita por: e yxMoon


Notas do Autor


Olá, olá, peço perdão pela demoraaaa 🥺🥺

Sério espero que me desculpem a demora kkkk 😅😅😅
Foi um pouco difícil fazer esse capítulo então estou receosa de não estar tão bom assim, mas espero que gostem!! 💜💜💜💜💜

📌Aqui meu perfil no Wattpad:
https://www.wattpad.com/user/yxSuun

Boa Leituraa📖📖📚

Capítulo 37 - Tae e Jae


Fanfic / Fanfiction Minha Garota (Kim TaeHyung -- Long-Fic) - Capítulo 37 - Tae e Jae

Autora

 

Essa poderia ser uma noite tranquila, sem muito caos ou algo do tipo, apenas uma noite normal em que voltaria para casa após um dia letivo e uma tarde de trabalho, mas bem, esse caminho é diferente ao que ele normalmente faz todos os dias.

Acabou por sair do serviço antes do horário, entretanto precisava fazer isso. O rapaz alto de cabelos escuros e lisos caminha com as mãos nos bolsos em direção a praça onde fora o local marcado com outro alguém. Apesar de transparecer calmaria por sua aparência durante sua trajetória, ele sabe que após ficar frente a frente com essa outra pessoa só sairá coisas sérias de sua boca, quer dizer, esse é o objetivo que está em sua mente.

Já em uma das quatro entradas da praça, seus olhos percorrem brevemente por entre a paisagem do local. Viu as arvores bem podadas, vários bancos, arbustos, os caminhos ladrilhados — estes que dão até a fonte central — e claro, viu as várias pessoas que estavam ali passando um tempo de tranquilidade. Percebendo que parado naquele pedaço do chão não iria conseguir achar quem procurava, decidiu adentrar logo no lugar. Respirou fundo voltando a caminhar e ao chegar perto do centro onde a fonte de água fica, ele avista o outro moreno pelo qual procurava.

O rapaz está sentado em um dos bancos de cor branca, vestindo uma roupa confortável, com um moletom branco, calças pretas justas e tênis preto. O olhar dele se movia de acordo com as pessoas que passavam ali, o moreno parecia também procurar por alguém. Enquanto se aproximava dele, o outro sentado cruza seus braços tombando a cabeça para trás e bufando.

YoungJae: Me atrasei? — perguntou ao chegar em frente ao outro.

Rapidamente seus olhos se conectaram, ambos sérios ou então com um semblante neutro.

TaeHyung: Não — respondeu de forma simples e se ajeitou no banco, então se passaram alguns segundos de silêncio entre os dois, Kim bufou outra vez ansioso pela tal conversa que o outro queria — Sobre o que queria conversar?

Choi sorriu de canto e olhou para os lados antes de se sentar no mesmo banco que o companheiro, encostou suas costas e cruzou as pernas colocando o tornozelo do pé direito sobre a coxa esquerda.

YoungJae: Creio que sabe qual o assunto — comentou e o Kim que estava inclinado para frente se vira em sua direção ainda sentado.

Enquanto YoungJae tinha um resquício de sorriso no canto dos lábios, TaeHyung tinha o cenho franzido em um semblante sério como se quisesse acabar com aquilo da maneira mais rápida e de fato queria.

TaeHyung: Apenas diga, quero acabar logo com isso — desabafa e cruza os dedos das mãos uns nos outros.

YoungJae: Aigoo. Certo, certo — concorda ao ver o mau humor do moreno ao lado, respira fundo e continua olhando para ele — Vamos falar sobre ela... Sobre a _____.

 

Lee _____

 

Ver a garota ali parada e com aquela cara — que não era a das melhores — trazia diversos tipos de cenas em minha mente, sem contar no nervosismo que comecei a sentir quase que repentinamente após escutar sua voz séria.

Hã...s-sério? — falo com um sorriso meia boca nervoso e solto um curto riso sem graça.

Hyuna: Sim. Eu vou esperar seu turno acabar — ela diz e só agora coloca um sorriso nos lábios.

Oh, certo.

Observei-a caminhar calmamente até uma das mesas livres perto da janela do estabelecimento, por alguns segundos olho para minhas mãos e em seguida ao relógio atrás de mim grudado na parede, suspirei uma outra vez ao ver que o café iria fechar em breve.

Mais alguns poucos minutos se foram assim como os clientes, sobrando apenas ela ali ainda esperando. Então eu saio da sala dos funcionários, já sem o uniforme de trabalho e com minhas roupas normais, uma camiseta azul bebê, uma calça preta justa e meus tênis brancos. Solto meu cabelo e deixo o elástico em meu pulso enquanto ando até a mesa onde a Kim está.  

Quer conversar aqui ou lá fora?

Hyuna: Você ainda tem tempo para conversar aqui?

Ligo o celular em minha mão esquerda e olho as horas, atentando-me mais aos minutos representados por números ali na tela.

Temos dez minutos até fecharmos.  

Hyuna: Oh, então se sente logo. — o jeito autoritário dela me faz prender um sorriso e então faço o que ela pediu.

Sobre o que é?

Hyuna: Certo — ela respira fundo juntando as mãos sobre a mesa e olha no fundo dos meus olhos quase me causando um calafrio na espinha — Lembra de mais cedo na escola quando TaeHyung estava estranho e você me pediu para descobrir o que era?

Sim, você disse que ele estava bem e apesar da minha desconfiança eu acreditei — confirmo sua pergunta e vejo a morena morder o lábio inferior e abaixar a cabeça — O que tem?

Hyuna: Era mentira — a garota pronuncia de uma vez e eu me afasto um pouco.

O que?

Hyuna: Tae e eu mentimos para você — ela fecha os olhos com força enquanto confessa — Desculpa.

Suspiro ao terminar de escutar seu pequeno confessionário e o pedido de desculpas. Por fora poderia não parecer — ainda mesmo que eu esteja cabisbaixa — que de certa forma me senti atingida com aquilo que fora dito por ela, mas por dentro foi o que aconteceu. Uma mentira...pode ter sido uma mentira boba, mas ainda sim foi uma mentira.

Molho meus lábios e volto a olhar para ela. A Kim me olha como se esperasse algo de mim, não diria que ela estaria esperando um “tudo bem” de minha parte, até porque ela sabe que não irei falar isso.

Por quê? — brinco com meus dedos após perguntar a ela — Qual foi o motivo?

Hyuna: Acontece que TaeHyung disse que não queria que você ficasse preocupada caso soubesse que ele iria conversar com o YoungJae oppa hoje em uma das praças perto do centro — explica e então eu arregalo os olhos ao ter compreendido sua fala e ela faz o mesmo ao reparar no que ela mesma havia dito antes de tampar a boca com as mãos.

O que disse?!

Minha exaltação faz Hyuna começar a ficar confusa e nervosa, provavelmente achando que eu estou com raiva ou algo parecido. Observo a garota erguer as mãos e abaná-las para cima e baixo enquanto tem uma careta na face, era como se assim ela me pedisse para que eu relaxasse ou falasse baixo.

Hyuna: A-Ah, f-fique calma Lee.

Calma? Yah, você não entende que isso pode ficar sério? — falo enquanto me levanto

Hyuna: Como?

Hyuna, não percebeu que eles não tendem a se dar bem?

A Kim para por poucos segundos para raciocinar sobre minha frase. Pensei que ela já havia percebido isso neles, mas pelo visto eu devo estar um passo a frente dela nisso. Ter noção de que há um certo tipo de conflito entre aqueles dois, sendo pequeno ou não, está bem mais nítido aos meus olhos no momento. Conversar é a melhor opção por agora e espero que de fato só seja uma conversa entre eles.

Hyuna abre a boca ao entender e então começa a se levantar da cadeira também. Durante isso eu me viro e caminho para perto da porta em busca da Ji Yoo. Vejo a mulher parada conversando com outro colega de trabalho.

Ji Yoo! — chamo sua atenção e ela me olha de imediato com aqueles olhos bonitos e transmitindo uma mistura de curiosidade e preocupação — Poderia dizer a senhora Kwon que precisei ir? É urgente.

Ji Yoo: Oh, claro, claro. Avisarei. — ela sorri com os lábios pintados de um vermelho claro, concordando em balanceios de cabeça.

Curvo-me após escutar sua resposta e então não deixo mais minutos se passarem e logo passo pelas portas. Sinto o friozinho bater contra meus braços e me atormento por não ter vestido uma blusa mais quente ou então por não ter trazido um casaco.

Já na calçada e olhando para o meu redor como se magicamente fosse avistar aqueles dois, escuto outra vez o barulho das portas se abrindo e consequentemente o sininho ecoando, após isso, passos corridos se aproximam.

Hyuna: Ei, aonde você vai?

Onde acha? Preciso achar eles. — respondo ainda de olho nas pessoas, nos carros que passam na avenida e nas luzes que iluminam a cidade, aquelas luzes bonitas e tão coloridas.

Hyuna: E você sabe ao menos qual praça é?

Alguma perto do centro, você mesma disse.

Hyuna: Ah, é mesmo — ela diz risonha andando ao meu lado no mesmo ritmo que eu — Mas há tantas, vai levar um tempo para achar não?

Desistir nunca esteve na minha lista de palavras.

Hyuna: Heol, Lee! — ela sorri após eu ter dito tal frase, então ergue a mão com o polegar levantado em um joinha.

 

Autora

 

YoungJae: Devo dizer, não esperava que isso fosse acontecer — dita as palavras arrumando alguns fios rebeldes de seu cabelo.

TaeHyung: O que?

YoungJae: Esse lance entre você e a _____, de vocês estarem juntos — seus olhos se movem nas orbes escuras do Kim ao seu lado, este que suspira e sorri quase sentindo suas bochechas esquentarem, consequências de possíveis maçãs do rosto coradas — Naquela noite do Karaokê você não me deu uma resposta concreta, apenas saiu e ficou por aquilo.

TaeHyung: Yah — chama pelo mais velho que ergue uma das sobrancelhas ao ver a informalidade dele — Você...realmente gosta da Lee?

YoungJae: Não irei mentir. Eu já gostei dela sim, mas atualmente não mais. Agora vejo ela como uma irmã mais nova — sorri abertamente e abaixa a cabeça — Creio que você deve saber que _____ é o tipo de garota que, apesar da personalidade difícil de se lidar, por dentro ela é apenas alguém que teve que amadurecer de forma precoce e que por isso ela acabou se tornando sensível e fechada diante certos assuntos. Não posso dizer que a conheço a tempos como se fossemos amigos de creche ou então que sei de cada coisa ela, mas reconheço o quanto ela protegeu a si mesma dos outros, dando poucas chances para que outras pessoas se aproximassem do mesmo jeito que conseguimos fazer.

Kim refletia a medida em que Jae soltava as palavras que passavam por sua mente enquanto se lembrava de vários momentos que passou com aquela garota, principalmente daqueles que foram mais difíceis para ela, lembrou do quanto ela sofreu e sabe que a garota já teve de passar por outras coisas em seu passado e pensar sobre isso fez Choi deixar aquele sorriso bonito sumir aos poucos durante a conversa.

YoungJae: A realidade é que ver você se aproximando me fez ficar alerta, eu não queria que ela se ferisse outra vez, não queria ver ela sofrer novamente, eu estava e ainda estou pronto para protege-la de qualquer pessoa que tenha um caráter que desse a entender que faria algo do ruim com ela, mas você acabou não apresentando tantas ameaças assim — sua explicação faz o Tae atento franzir um pouco o cenho, por outro lado Choi volta a conseguir sorrir e então solta um riso de segundos — Ah qual é, na primeira vez que apareceu no café eu senti que você não era parecido com algum mimado ou alguém metido à gente rica como a própria _____ disse naquele dia e principalmente que não era parecido com o Park e os outros.

TaeHyung: O que? Ela disse isso? — pergunta risonho e incrédulo daquilo.

YoungJae: Uhum — balança a cabeça confirmando com um bico nos lábios avermelhados — Desde que conheci ela, eu pude perceber que era algo dela dizer o que achava das pessoas logo de cara, como se não tivesse um filtro com as palavras.

TaeHyung sorri enquanto brinca com seus dedos, acabou se lembrando dos primeiros dias de aula, de como foi demorado conseguir ter uma conversa minimamente decente com Lee, já que sempre que tentava a garota jurava que era coisa do Park ou de outro membro do grupo.

YoungJae: Não é fácil agradar ela e por isso volto a dizer que estou impressionado por vocês dois estarem juntos, quer dizer...já pediu ela em namoro? — a questão nova faz o Kim o olhar de imediato com os olhos bem abertos.

TaeHyung: A-ah, isso... — diz passando a mão na nuca.

YoungJae: Heol, não acredito — diz com um sorriso no canto dos lábios de forma sarcástica — Não vai frouxar, não é?

TaeHyung: O que? Yah, por que diz isso? Voltou a querer algo com ela?

YoungJae: Então não confia no seu próprio taco? — tira sarro do outro que dá um empurrão.

TaeHyung: Idiota. — fala com a voz grave e revira os olhos comprimindo os lábios.

Iria ocorrer um novo silêncio, mas Choi ainda tem coisas para deixar às claras para com o mais novo ao seu lado.

YoungJae: TaeHyung-ah — chama o nome do rapaz que o olha — _____ parece mesmo gostar de você, então, não a machuque. Mesmo não tendo a idade de vocês e nem estudando na mesma escola, eu sempre tentei incentivá-la a se socializar mais e quando eu perguntava a ela se havia feito novos amigos eu esperava na grande maioria das vezes um “sim” vindo dela, mas tudo o que eu recebia era “Não, não preciso de novos amigos, você já é o suficiente” — fala e volta a se encostar no encosto do banco, Kim não demora muito e faz o mesmo, logo suspirando — Querendo ou não, eu sabia que no fundo ela também tinha medo de tentar fazer isso. Mas então ela foi mudando vagarosamente, foi aos poucos parecendo sorrir mais, em um certo momento até reparei nos brilhos nos olhos dela, consegui ver que ela estava começando a se curar daquilo que tanto a prendia de tentar. Então...eu agradeço.

TaeHyung: Agradece o que? — era evidente a confusão do mesmo, Choi sorri fechado.

YoungJae: Por você e Hyuna terem ajudado a fazer _____ se tornar outra vez alguém mais vívida. Eu tinha certeza de que não conseguiria fazer isso só, então agradeço por terem aparecido.

Novamente o breve silêncio se instala ali ao meio dos dois, TaeHyung ainda estava processando algumas coisas que foram ditas ali, YoungJae suspirava pela longa conversa que estavam tendo. Apesar de serem pessoas com interesses distintos, de certa forma algo fazia com que eles ficassem ligados um ao outro e esse algo era ela. TaeHyung então sorriu em um sorriso fechado e estalou alguns de seus dedos.

TaeHyung: Sabe... a primeira vez que vi ela naquela sala de aula quase senti um calafrio na espinha, consegui ver de longe que ela não era nem um pouco parecida com as outras garotas da escola, era como se ela fosse uma cor mais fria e até neutra no meio de outras mais quentes e ainda sim aquilo não impediu de ela ter a cor que mais me chamou atenção. Eu fiquei curioso a respeito dela, sobre um possível motivo de ser daquele jeito, tão quieta, tão isolada dos outros. Também queria saber o motivo dos apelidos e boatos que falavam da mesma. — explica com os olhos nos ladrilhos sob seus pés calçados em tênis — E eu não tinha ideia de que um simples interesse desse tipo iria me tornar em um cara apaixonado pela bad girl da escola.

YoungJae: Oh, ela é — ambos riem pelo novo apelido dado a garota.

Olhando de longe as pessoas poderiam muito bem julgar que eles são apenas bons amigos passando o início da noite conversando em uma praça. Quase não pareciam aqueles dois rapazes enciumados um com o outro sobre a tal garota em questão ou então aqueles dois que metralhavam um ao outro com o olhar.

Logo, Kim se viu com dúvidas sobre algo, lambeu o lábio inferior e então franziu o cenho ao voltar a olhar para o moreno de cabelos lisos e escuros.

TaeHyung: Você havia dito que não queria mais que ela sofresse — comenta em tom de dúvida querendo uma confirmação sobre isso.

YoungJae: Oh, sim, por quê?

TaeHyung: O que isso significa?

Choi abre a boca e passa a mão na nuca, deixando com que seus dedos brinquem com os cabelos curtos dali.

YoungJae: Ela não deve ter lhe contado ainda — murmura e então respira fundo — De qualquer forma, é um assunto delicado. Não acho que tenho muito esse direito de falar disso já que foi ela quem presenciou tudo. Tenho certeza de que uma hora ela irá te contar.

TaeHyung: Assunto familiar? — questiona e recebe como resposta a concordância do outro por meio de balanceios de cabeça.

Rapidamente o clima havia ficado um pouco tenso, até porque o assunto que não foi conversado era sensível e principalmente por estar se tratando de alguém que ao menos estava ali no recinto... bom, não por enquanto.

Choi apanha seu celular no bolso da calça escura e então liga para verificar as horas, após o fazer, arregala um pouco os olhos vendo que passaram mais tempo do que planejava.

YoungJae: Está ficando tarde, melhor irmos.

TaeHyung: Certo.

Os garotos se levantam e então param um na frente do outro. YoungJae passa a língua pelo interior de sua bochecha e aperta os olhos na direção de Kim, esse que até então o olha de forma séria.

TaeHyung: Eu irei primeiro. Até mais.

YoungJae: Espere aí — chama a atenção dele antes que se virasse para caminhar — Só mais uma coisa — comenta se aproximando dele.

Em segundos, Choi agarra Kim pelo tecido do moletom e ambos olham nos olhos um do outro.

YoungJae: Como eu disse antes, espero que não a machuque ou então você terá sérias consequências comigo. Você parece ser alguém legal já que conseguiu se aproximar da Lee, então eu espero não ter que gastar minha força. Estamos entendidos?

TaeHyung: Oh, estamos. E espero que fique ciente de que não irei fazer algo assim com ela — afirma e então suas mãos se apoiam nos pulsos do outro rapaz, segura a região com firmeza e ergue uma das sobrancelhas tombando a cabeça levemente para o lado — Agora, retire suas mãos de mim.

Antes que Choi pudesse retirar as mãos do moletom já meio amassado do Kim, uma nova presença fervorosa se encontra no local.

_____: YAH! — grita atraindo não apenas a atenção dos dois rapazes, mas também de outras pessoas que passavam ali e acabaram por se assustar vendo a exaltação da garota — QUE MERDA PENSAM QUE ESTÃO FAZENDO?!

YoungJae: Como ela soube que estávamos aqui? — murmura confuso vendo a morena se aproximando rapidamente e então seus olhos caem na outra Kim que corria até o local.

_____: Se soltem!!

Lee comanda a situação ao chegar bem próxima dos rapazes, assim que os manda soltar eles se afastam um do outro evitando olhar nos olhos raivosos dela, apesar de — por fora— eles aparentarem estar calmos, por dentro temiam do que _____ iria falar ou então fazer para com eles.

Hyuna: _____... — diz ofegante por ter corrido atrás da amiga — P-Por que correu tanto?

TaeHyung parado em pé semicerrava os olhos na direção dela, já que percebeu a possível razão de como Lee chegou ali.

TaeHyung: Hyuna, por que falou para ela?

Hyuna: Desculpe, não consegui me segurar — se defende com um sorriso amarelo nos lábios.

_____: Fique quieto Kim TaeHyung, temos que conversar depois — diz séria com ele que engole seco ao ter escutado seu nome completo ser pronunciado, Lee então move seu olhar ao melhor amigo, Choi sorri abertamente.

YoungJae: Olá.

_____: “Olá”? Posso saber o porquê de terem marcado um lugar para brigarem? — questiona e faz os meninos se entreolharem confusos.

YoungJae: O-O que? N-Nós não estávamos brigando — diz nervoso tentando mostrar que aquilo que a mais baixa disse não era verdade.

­­_____: E por que estava segurando-o pelo moletom?

YoungJae: Estávamos apenas conversando — fala e então arregala os olhos começando a ter um semblante de indignação ao perceber a braveza dela — Ya, você está brava comigo?

_____: EU ESTOU BRAVA COM VOCÊS TRÊS!!

O novo alto tom de voz estressado faz eles e as outras pessoas se assustarem novamente. Lee aperta as mãos em punhos e já imagina as futuras rugas que teria no cenho de tanto franzi-lo.

YoungJae não gostava de ver a menor brava assim e então se aproximou olhando em seus olhos, ergueu suas mãos e as pousou nos ombros da mesma.

YoungJae: Ei, ei. Nós realmente só estávamos conversando — diz calmo e Lee suspira sem acreditar muito nas palavras do mais velho — Sabe que não minto para você e você também sabe que estou falando a verdade, está tudo bem.

Ao passar dos segundos, o semblante tenso de _____ foi sumindo gradativamente, entretanto, ela ainda estava com os nervos à flor da pele. TaeHyung prestou bastante atenção na cena, notou o jeito que Choi tinha com ela, de como ele conseguiu acalmá-la por segundos e apesar do rapaz ter deixado claro que não gostava da Lee do mesmo jeito que Kim gostava, ainda sentiu aquela sensação no corpo novamente, sentiu ciúmes mais uma vez pela intimidade deles...sentiu um pouco de inveja e até pensou sobre _____ acabar deixando de gostar dele algum dia, talvez por notar que na realidade sempre gostou de Choi e não dele. Então a garota moveu seu olhar em sua direção, Kim viu o pequeno cintilar em meio as íris escuras dela e repentinamente sentiu seu corpo mais leve... era a paixão tomando conta de si outra vez.

Choi percebe aquilo, sorri com os lábios fechados e suspira se afastando da amiga.

YoungJae: Eu irei agora, acho que vocês quem precisam conversar no momento — fala risonho voltando a se afastar deles — Vejo vocês outra hora.

E agora com apenas os três ali, Hyuna se aproxima de _____ e TaeHyung, o trio se entreolha e ambos os Kim’s têm um olhar tristonho. Lee estava irritada e com um sentimento de traição rondando seu ser pela mentira que haviam feito com ela.

Hyuna: Bom... — inicia sua fala recebendo a atenção dos dois enquanto brinca com a barra de sua blusa e tem nos lábios um sorriso amarelo— Sei que também querem conversar, então estou indo. Até amanhã!

_____: Yah — tenta chamar por ela, mas a Kim já estava correndo para longe dali — Aish...

A nova tensão percorria entre eles dois, estão em pé um na frente do outro, _____ suspira e cruza os braços, Tae por outro lado junta as mãos na frente do corpo a olhando de cima pela diferença de tamanho. O Kim molha os lábios e entreabre eles abaixando um pouco o corpo para tentar olhar diretamente nos olhos dela.

TaeHyung: Ainda está brava? — pergunta quase sentindo sua voz falhar.

Em um primeiro momento a garota não responde e nem faz outro movimento ali, parecia estar paralisada enquanto reorganizava seus pensamentos.

_____: Por que fez isso? — fala com a voz baixa enquanto olha para suas unhas livres de algum esmalte — Precisava mesmo mentir?

TaeHyung: Desculpe... — ele pede após suspirar — Eu não queria que ficasse preocupada ou brava. Foi apenas uma conversa de qualquer jeito.

_____: Não acho que isso ajudou em algo agora.

TaeHyung sorri de canto e volta a se sentar no banco, Lee parece hesitar durante um tempo, mas então cede e logo se senta também.

_____: Eu odeio mentiras — comenta ainda séria e com um semblante emburrado na face.

TaeHyung: Então espero que me desculpe, ursinha...

_____: Ursinha? — diz olhando nos olhos dele que concorda com a cabeça com um sorriso sem vergonha — Yah, agir dessa forma não me deixa menos brava. Aish.

Após reclamar e fazer careta, Lee se levanta, tal ato faz o Kim abrir os olhos vendo o que havia causado, voltou a ficar nervoso e antes que a garota saísse de perto segurou em seu pulso, segurando ela ali ainda naquele local, _____ ficou parada e então se sentiu sendo puxada de forma simples, assim que ficou outra vez de frente para o garoto o maior deixou sua cabeça pousar na barriga da garota brava. TaeHyung fechou os olhos e suspirou ali enquanto Lee estava de olhos arregalados e nervosa pela situação em que se encontrava, não tinha ideia de que o Kim fosse fazer algo assim, tanto que por alguns segundos havia esquecido o motivo de estar estressadas, mas isso não durou já que assim que voltou a se lembrar tratou de fechar a cara.

_____: O que está fazendo? — seu semblante é sério, mas aquilo não impedia de ser visto suas maçãs do rosto rosadas.

TaeHyung: Quero saber o que posso fazer para você aceitar minhas desculpas — diz olhando para cima enquanto sorri.

Kim ousa e acaba encostando sua mão livre na coxa de _____, que após sentir o que o moreno havia feito volta a arregalar os olhos em puro nervosismo, sente cada vez mais seu coração acelerar o ritmo.

_____: De-Descubra.

Após seu gaguejo, Lee consegue se afastar dele e então sai andando pelo mesmo caminho que veio, Kim abre a boca sem reação e se levanta rapidamente pensando ter feito algo ruim.

TaeHyung: _____! Espere por mim, vamos juntos!!

 

[...]

Quarta-feira. Escola

07H36min

 

Lee _____

 

Oh, sim, eu ainda estou brava. Mesmo que aquilo já esteja no passado, eu ainda me sinto estressada e traída por aquela mentira...maldita mentira que por mais que não pareceu grande coisa ainda sim me afetou...eu não queria estar assim, não mesmo, mas é como se eu acabasse não tendo um controle. Hyuna e TaeHyung ficaram comigo ontem o tempo todo na escola, pareciam chicletes, entretanto TaeHyung conseguiu ser mais manhoso enquanto pedia desculpas.

Assim que entro na sala escuto passos apressados atrás de mim, sei quem é então continuo meu caminho até minha mesa onde noto algo estranho sobre ela.

TaeHyung: Ursinha! — fala ainda em um tom manhoso ao meu lado o apelido recente que havia me dado, segura minha mão e me olha com aqueles olhos de cão abandonado e um bico nos lábios avermelhados — Já pode me desculpar, não é? Eu não irei mais mentir, prometo!

Vejo o maior erguer uma das mãos fechadas, bom, estaria fechada se não fosse pelo dedinho mindinho dele levantado, dando a entender que ele queria selar a promessa.

O fato é que TaeHyung me mudou e com isso não sou tão capaz quanto antes na tarefa de ignorá-lo, ele parecia desesperado em fazer com que eu o desculpasse. Reviro meus olhos e molho meus lábios, não tardando a voltar a olhar em seus olhos e então vejo seu enorme sorriso nascer assim que entrelaço meu mindinho ao dele.

Certo. Promessa é promessa — digo e ele acena com a cabeça enquanto dá pulinhos após soltarmos as mãos.

TaeHyung: Não se preocupe, não irei descumprir.

Enquanto Kim falava, mudei a direção do meu olhar para outra coisa que me chamou a atenção. Em minha mesa havia um papel, franzo o cenho e caminho até ali curiosa com aquilo. Já em frente à minha mesa, apanho o objeto dobrado e então desfaço suas dobras, aos poucos vendo que há algo escrito.

TaeHyung: Agora podemos fic—

TaeHyung-ah — interrompo o moreno que me olha sem entender, então ele repara no papel desdobrado em minhas mãos e se aproxima.

 

“É seu dia de sorte _____, aquele meu amigo concordou em ser revelado. Então compareça no quinto andar perto do bebedouro estragado

— Nam”.


Notas Finais


Mais uma vez peço desculpas pela demora!! 🥺🥺
No geral espero que tenham gostado e por favor, relevem os erros ortográficos! 💜💜💜💜

O capítulo 3 será atualizado em breve e quando for atualizado irei avisar nas atividades, então quem me segue fique atento!! 😁😁😁😁💜

📌Aproveitem para acompanhar minhas outras estórias e me conhecer caso queiram :3 @yxSuun

Até logoo, 2 bjss da Suun!❤️❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...